O ácido fólico é um suplemento frequentemente associado com a gravidez e lactação. É verdade que este suplemento é rotineiramente usado como uma “vitamina pré-natal”, mas você sabe por quê? Neste artigo, iremos responder todas as perguntas e dúvidas sobre este importante nutriente: sua descoberta, suas funções e motivo da sua popularidade entre as mulheres grávidas.

O ácido fólico contribui para o desenvolvimento celular e replicação do DNA. Não é surpreendente, então, sua importância durante o desenvolvimento fetal. No entanto, este suplemento também pode ser uma adição interessante para a dieta de qualquer pessoa, esteja ela grávida ou não. Quer saber mais? Continue lendo!

O mais importante

  • O ácido fólico é a forma sintética da vitamina B9 (folato).
  • O folato natural é abundante em alimentos de origem vegetal, especialmente em legumes e vegetais de folhas verdes.
  • A vitamina B9 é crucial quando se trata de divisão celular e replicação de DNA. Sua deficiência causará más-formações no feto e anemia com alterações neurológicas no adulto.

Ranking: Os melhores suplementos de ácido fólico no mercado

Nosso Ranking permitirá que você escolha entre os melhores suplementos de ácido fólico disponíveis no mercado atualmente. Depois de muita pesquisa e análise, escolhemos os produtos que se destacam em diversos pontos.

Se você quiser um suplemento de ácido fólico com uma qualidade imbatível e um preço justo, não hesite em escolher alguns destes artigos que relacionamos.

1º – Ácido Fólico Natusvita

Este suplemento da Natusvita contém uma das maiores concentrações de ácido fólico encontradas no mercado atualmente. O produto traz uma embalagem com 120 cápsulas vegetais e a recomendação do fabricante é de uma cápsula por dia. Isto porque cada uma delas fornece a dose diária recomendada de 400 microgramas de ácido fólico.

Produto bastante consumido por veganos e vegetarianos, em virtude de a cápsula ser de origem vegetal com excipientes de amido de milho.

2º – Vitamina B9 Ácido Fólico Katigua

A marca Katigua é bastante conhecida no meio de suplementos naturais e artificiais, e traz em seu suplemento de vitamina B9 240 microgramas de ácido fólico. Cada frasco contém 120 cápsulas gelatinosas e a sugestão do fabricante é a ingestão de 2 cápsulas ao dia.

Na composição, além do ácido fólico, contém óleo de girassol e lecitina de soja. Indicado para gestantes e mulheres que estão amamentando, pode ser encontrado em embalagens econômicas com 2 ou 3 frascos, ampliando o tempo de uso.

3º – Suplemento de Ácido Fólico, Vitamina B12 e Ferro Soulife

Este suplemento aposta em uma combinação de ferro e vitaminas do complexo B. São 240 microgramas de ácido fólico, 2,4 microgramas de vitamina B12 e 14 miligramas de ferro. De acordo com a fabricante, uma cápsula ao dia é o indicado para suprir 100% das necessidades diárias destes nutrientes.

Combinados com o ácido fólico, os elementos asseguram melhora em uma série de funções, principalmente na saúde cardiovascular e sistema nervoso, além de produção de proteínas e funções celulares. O ferro evita a anemia, pois auxilia na produção de células vermelhas. A vitamina B12 ajuda o corpo a produzir novas células.

4º – Ferro, Ácido Fólico e Vitamina B12 Stay Well

Muitos fabricantes têm apostado na combinação de nutrientes para oferecer suplementos mais completos. É o caso da Stay Well com esse suplemento de ferro, ácido fólico e vitamina B12, que atua no fortalecimento do sistema imunológico, trazendo doses suficientes de cada nutriente para suprir nossa necessidade diária.

São 14 miligramas de ferro, que é essencial no fortalecimento das defesas do organismo e auxiliar no tratamento da anemia. Conta ainda com 2,4 microgramas de B12 e 240 microgramas de ácido fólico ou vitamina B9.

As vitaminas do Complexo B auxiliam de forma saudável o sistema nervoso e digestivo, as funções imunológicas e no controle das doenças cardiovasculares.

5º – Vitamina B9 – Ácido Fólico Vital Natus

Este suplemento de ácido fólico em comprimidos é uma boa opção disponível no mercado a um baixo custo. Os frascos com 60 comprimidos duram pelo menos dois meses, pois a recomendação é que não se tome mais de um comprimido ao dia, junto com a principal refeição.

Entre os ingredientes, além da vitamina B9 estão celulose microcristalizada, dióxido de silício e estrearato de magnésio. Cada comprimido contém 240 microgramas de ácido fólico, quantidade suficiente para absorver todos os benefícios do nutriente.

Guia de Compras: O que você deve saber sobre o ácido fólico

O ácido fólico (vitamina B9) é essencial para as mulheres grávidas e seus bebês para prevenir a ocorrência de más-formações fetais. O resto da população também se beneficiará do consumo de ácido fólico ou folato: esse nutriente fornece energia, previne a anemia e atua como um fator de proteção contra doenças cardíacas.

Imagem de mãe com bebê no colo.

O ácido fólico é essencial para a proteção de nossas células. (Fonte: Subotina: 25227239 / 123rf.com)

O que exatamente é o ácido fólico?

Em 1931, a famosa hematologista Lucy Wills descobriu que era possível tratar a anemia de mulheres grávidas pela ingestão de levedura de cerveja, rica em folato. Anos depois, os primeiros suplementos de folato artificial (do extrato de espinafre) foram sintetizados na forma de ácido fólico.

O folato é uma substância essencial para a vida, que regula a replicação do DNA e a formação de novas células. Por este motivo, esta substância também é conhecida como vitamina B9.

Os termos folato e ácido fólico, por outro lado, mencionam a palavra latina folium (folha), indicando a origem do nutriente.

Imagem de alimentos que contém ácido fólico.

Alimentos ricos em ácido fólico fornecem muitos benefícios. (Fonte: Mapkenova: 77402770 / 123rf.com)

Lembre-se de que as vitaminas do complexo B são solúveis em água. Portanto, elas são dissolvidas na água dos alimentos. Uma ingestão exagerada dessas substâncias pode ser compensada facilmente graças à eliminação renal (urina). Assim, o aparecimento de toxicidade devido ao excesso de vitamina B9 é raro.

Quais são as diferenças entre folato e ácido fólico?

A vitamina B9 existe na sua forma natural (folato) ou como um produto artificial (ácido fólico). É possível encontrar pequenas diferenças entre as estruturas dessas moléculas, de tal forma que o ácido fólico é metabolizado, absorvido e usado de forma substancialmente diferente para a mesma vitamina de origem alimentar, ou folato.

Parte do folato dos alimentos é diretamente transformado na forma ativa da vitamina B9 durante a digestão. Em contraste, a ativação do ácido fólico é mais lenta e requer a ação do fígado. Assim, a vitamina B9 sintética pode se acumular na corrente sanguínea, esperando para ser metabolizada.

Imagem de alimentos que contem ácido fólico.

Brócolis, abacate, mamão, amendoim, salmão … e a lista continua. Você não tem desculpas para não encontrar ácido fólico em suas refeições. (Fonte: Ekatepnha Mapkenoba: 77993448 / 123rf.com)

Pesquisas recentes ligaram os níveis elevados de ácido fólico sintético com o aparecimento de certas doenças. É por isso que algumas pessoas preferem obter vitamina B9 de fontes naturais. Na tabela que mostramos abaixo, você pode consultar as principais diferenças entre folato e ácido fólico:

Folato Ácido fólico
Origem Natural (presente nos alimentos) Artificial (suplementos e alimentos fortificados)
Ativação Intestinal e hepática Hepática
Bioacumulação (O que acontece com o excesso?) Não há acumulação excessiva ou tóxica Seu excesso se acumula no sangue, pode ser tóxico
Toxicidade Não foi encontrada toxicidade associada a níveis elevados Pode mascarar os sintomas da deficiência de B12. Concentrações elevadas não metabolizadas podem ser tóxicas
Biodisponibilidade (capacidade de absorção pelo organismo) Variável (aproximadamente 50%) Muito alta: 100% (suplementos) e 85% (alimentos fortificados)
Recomendações Recomenda sua ingestão diária Suplementação recomendada na gravidez e lactação

Qual é a função do folato?

A vitamina B9, ou folato, age em conjunto com a vitamina B12. Juntos, elas contribuem para o processo de replicação do DNA e síntese celular, promovendo a criação de novas células sanguíneas e a renovação dos tecidos do corpo. Em crianças, este processo é crucial para o crescimento e desenvolvimento.

Por outro lado, foi comprovado que o folato contribui para níveis mais baixos de homocisteína no sangue. A homocisteína é um aminoácido que tem sido associado a doenças cardiovasculares em grandes quantidades.

O folato permite a transformação do excesso de homocisteína em metionina, outro aminoácido menos perigoso.

Qual é a dose diária recomendada de ácido fólico?

É importante consumir diariamente uma quantidade adequada de folato para manter os níveis dessa vitamina dentro de limites saudáveis. Na tabela que mostramos abaixo, você pode encontrar a dose diária recomendada de vitamina B9, dependendo da idade, sexo e outros fatores, como a gravidez:

Grupo populacional Dosagem (microgramas / dia)
Bebês entre 0 e 6 meses 65
Bebês entre 7 e 12 meses 80
Meninos e meninas entre 1 e 3 anos 150
Meninos e meninas entre 4 e 8 anos 200
Meninos e meninas entre 9 e 13 anos 300
Homens com mais de 14 anos 400
Mulheres com mais de 14 anos 400
Grávida ou planejando uma gravidez 600-800
Mulheres que estão amamentando 500

Para garantir o bom desenvolvimento do feto, os especialistas recomendam o aumento da dose de ácido fólico para mulheres grávidas.

Esta dose diária recomendada de B9 pode ser alcançado através de uma dieta focada em alimentos ricos em folato, embora seja geralmente preferido para adicionar um suplemento ou alimentos fortificados com ácido fólico.

Como ocorre a deficiência de folato?

É possível que uma deficiência de vitamina B9 apareça se a ingestão de folato é inadequada (o jejum prolongado ou dieta inadequada), se houver problemas de má absorção (doença de Crohn, doença celíaca), se a ingestão de ácido fólico é mais elevada do que o normal (gravidez e lactação) ou se há uma perda desta vitamina (uso de certos medicamentos).

Há outra hipótese relacionada à perda de folato com o uso excessivo de câmaras de bronzeamento. Tem sido demonstrado que a luz ultravioleta degrada e inativa a vitamina B9, portanto, suspeita-se que o uso indiscriminado dos raios UV na pele possa reduzir os níveis de folato no sangue.

foco

Um estudo de 2014 da Universidade de Queensland (Austrália) descobriu que mulheres jovens que foram expostas à radiação UV do sol depois de tomar ácido fólico viram a eficácia final de seu suplemento reduzida.

Como a deficiência de folato se manifesta?

A deficiência crônica de folato é rara em nosso meio, especialmente se levarmos em conta que uma grande parte dos alimentos processados (como cereais, biscoitos ou doces) foi fortificada com ácido fólico.

Mesmo assim, esse déficit pode aparecer em certos grupos populacionais e dar origem a sinais e sintomas indesejáveis, como:

  • Defeitos do tubo neural do feto: A falta de ácido fólico tem sido relacionada a um aumento de más-formações fetais, como espinha bífida (alterações na formação da medula espinhal) e anencefalia (ausência de cérebro ou crânio).
  • Alterações cutâneas e capilares: O déficit de folato pode ser acompanhado por descamação e ressecamento cutâneo. Também é possível que apareçam alterações da cor do cabelo, geralmente na forma de cabelos grisalhos de aparência prematura.
  • Anemia: A anemia é definida como uma diminuição do número normal de células vermelhas do sangue, o que afeta negativamente o transporte de oxigênio e nutrientes aos tecidos do corpo. Esta anemia é do tipo megaloblástico (os glóbulos vermelhos aumentam de tamanho) e pode ser confundida com a causada por deficiência de vitamina B12.
  • Afetação neurológica e psiquiátrica: Se a anemia se mantém por um longo período de tempo, aparecem problemas de memória, insônia (à noite), sonolência (durante o dia), alterações de sensibilidade e de equilíbrio, depressão e até mesmo demência.

O aparecimento de anemia e distúrbios neuropsiquiátricos é lento e pode passar despercebido em adultos. Uma pessoa saudável tem uma reserva de folatos em seu organismo. Se ela sofre de um processo de deficiência (por exemplo, devido à desnutrição ou doença), os efeitos derivados da privação de folato levarão cerca de quatro meses para aparecer.

Outra forma de déficit B9 é o déficit agudo. Nesse caso, há uma perda de folatos devido ao uso de certos medicamentos, como o metotrexato (agente antitumoral), aparecendo dermatites, diarreias e úlceras orais e linguais.

Este tipo de medicação é acompanhado por um suplemento que impede o aparecimento da maioria das complicações.

Imagem de homem com pote de ácido fólico em pó.

Se você preferir ajustar sua dosagem de suplemento de ácido fólico ao mínimo, pode ser uma boa idéia comprar um produto em pó. (Fonte: dolgachov: 54776175 / 123rf.com)

Quais alimentos são ricos em folato?

Os alimentos de origem vegetal, como vegetais de folhas verdes e leguminosas, são ricos em folato. Também é possível encontrar essa vitamina em alimentos de origem animal, como fígado de vitela ou peixe azul.

Abaixo, você pode consultar uma tabela que inclui informações sobre as principais fontes de folato:

Alimento Dose de folato (mcg) por porção % da dose diária recomendada
Lentilhas 358 90
Grão de bico 282 71
Espinfre 263 65
Aspárgo 262 65
Fígado de vitela 212 52
Acelga 177 44
Mamão 115 29
Abacate 110 28
Amendoim 88 22
Brócolis 84 21
Laranja 40 10
Salmão 14 4

No entanto, lembre-se que o cozimento elimina parte do folato presente nesses alimentos, reduzindo seu conteúdo nutricional. Se você quiser tirar o máximo proveito de sua dieta e aumentar a ingestão de vitamina B9, aumente a quantidade de frutas e vegetais crus.

O cozimento a vapor e o uso de micro-ondas também limitam a perda de folatos. Infelizmente, essas dicas não são adequadas para mulheres grávidas. Em geral, para as mulheres grávidas, a recomendação é elas assegurem-se de consumir alimentos bem preparados para evitar o aparecimento de infecções que possam ser prejudiciais ao feto. Neste caso, o uso de um suplemento de ácido fólico será muito mais benéfico.

Quem se beneficiará de um suplemento de ácido fólico?

É possível que em certos grupos populacionais a ingestão de folatos na dieta não seja suficiente para garantir níveis adequados de B9. Nesse caso, a adição de um suplemento de ácido fólico à rotina diária impedirá o aparecimento de estados de deficiência.

Os seguintes grupos populacionais poderiam se beneficiar de um suplemento:

  • Mulheres grávidas ou lactantes: Na gravidez, há um aumento nas necessidades nutricionais de vitamina B9. A introdução de um suplemento de ácido fólico permitirá o cumprimento das recomendações diárias.
  • Pessoas com mais de 65 anos: A deficiência de folatos nos idosos pode se manifestar com distúrbios de memória e visão. O uso de um suplemento pode manter esses sintomas à distância.
  • Recém-nascidos (especialmente bebês prematuros): Se os níveis de folato da mãe forem insuficientes, o recém-nascido precisará de um suprimento extra de ácido fólico para evitar alterações no crescimento e desenvolvimento.
  • Má absorção intestinal: Algumas doenças (doença de Crohn, doença celíaca, colite ulcerativa) produzem dificuldades para a absorção de nutrientes, incluindo o folato. O uso de um suplemento ajudará a prevenir a falta desta vitamina.
  • Pessoas com problemas de alcoolismo: Embora o consumo moderado de cerveja tenha aumentado os níveis de folato, o consumo excessivo de álcool elevado (como uísque ou gim) terá o efeito oposto. Nestes casos, será necessário adicionar um suplemento de ácido fólico.
  • Consumo de certos medicamentos: Existem drogas (antitumorais, antiepilépticas, antimaláricas, antirreumáticas, anticoncepcionais, diuréticos e alguns antibióticos) com atividade “antifolate” que reduzem as reservas de B9 no organismo. Nestes casos, um suplemento pode prevenir o aparecimento de estados de deficiência de ácido fólico.
  • Déficits metabólicos: Foram descritas alterações genéticas em que a capacidade de absorver, ativar ou armazenar folato diminui parcial ou totalmente. Nestes casos, a ingestão de ácido fólico (ou mesmo formas ativas de vitamina B9) será essencial para evitar o aparecimento de sintomas.
  • Pessoas com doença cardiovascular: Níveis adequados de B9 contribuem para diminuir a circulação sanguínea de homocisteína. Desta forma, a probabilidade de sofrer eventos cardíacos adversos diminui. O uso de um suplemento de ácido fólico ajudará a manter a vitamina B9 dentro de níveis adequados.
  • Pessoas com vitiligo e psoríase: Um suprimento extra de ácido fólico mostrou melhorar e amenizar os sintomas dessas doenças de pele na maioria dos estudos clínicos.

Existem outras hipóteses sobre os benefícios do ácido fólico. Por exemplo, esse nutriente é geralmente recomendado para pessoas que querem melhorar a textura e a velocidade do crescimento do cabelo. No entanto, estudos clínicos não foram capazes de verificar a utilidade do ácido fólico para esses casos, com pouca ou nenhuma melhora observada.

Atualmente, o papel do ácido fólico no tratamento da depressão também é investigado. A administração de ácido fólico mostrou benefícios em 20% dos pacientes tratados simultaneamente com B9 e antidepressivos. Infelizmente, mais dados são necessários antes que possamos confirmar essa hipótese promissora.

Imagem de alimentos e placa indicando vitamina B9.

O ácido fólico pode ser encontrado em diferentes alimentos. (Fonte: ratmaner: 105448070 / 123rf.com)

Qual é a importância do ácido fólico durante a gravidez?

Defeitos do tubo neural (estrutura embrionária que levará ao sistema nervoso central) afetam 8 de 10.000 crianças nascidas na Espanha. Embora a causa exata dessas más-formações não seja conhecida, foi demonstrado que elas ocorrem com maior frequência em filhos de mães com níveis de folato abaixo do normal.

Assim, a introdução do ácido fólico como suplemento recomendado na gravidez reduziu o aparecimento de defeitos do tubo neural em uma porcentagem que é calculada entre 50% e 70%. Esses dados provêm de estudos confiáveis e reconhecidos, como o ensaio clínico do Conselho de Pesquisa Médica do Reino Unido.

Imagem de teste sanguíneo para ácido fólico.

É importante estar ciente dos sintomas da falta de ácido fólico. Anemia é uma delas. (Fonte: Jarun Ontakrai: 98685168 / 123rf.com)

Hoje em dia, as mulheres que planejam engravidar devem tomar um suplemento de ácido fólico de 0,4 mg / dia (400 microgramas), começando um mês antes da concepção e continuando até a 12ª semana de gestação. Algumas mulheres podem necessitar de doses mais altas (por exemplo, se tomarem medicação antiepiléptica).

Que tipos de suplementos de ácido fólico existem?

O ácido fólico é a forma sintética da vitamina B9 mais popular no mercado da suplementação. No entanto, há pessoas incapazes de metabolizar essa forma da vitamina, fazendo com que o ácido fólico se acumule no sangue e aumente o risco de doenças graves (como doenças cardiovasculares e câncer).

Essas pessoas podem obter sua contribuição de folatos através do consumo de suplementos com ácido levofólico (5-MTHF). Esta substância é a forma ativa da vitamina B9, capaz de fornecer todos os benefícios dos folatos sem a necessidade de ser metabolizada.

Abaixo, apresentamos uma tabela que compara os dois tipos de suplementos:

Suplementos de ácido fólico Suplementos de 5-MTHF
Estrutura molecular Artificial Igual à forma natural
Biodisponibilidade Muito alta (100-85%). PH gástrico inadequado pode prejudicar a absorção Muito alta (100-85%). Independente do pH gástrico
Ativação Metabolismo hepático Não é necessária
Toxicidade Pode mascarar os sintomas da deficiência de B12. Concentrações elevadas não metabolizadas podem ser tóxicas Não mascara os sintomas da deficiência de B12. Não se acumula em um estado inativo
Efeitos colaterais Muito poucos (reações de hipersensibilidade) Foram descritos: irritabilidade, insônia, dores musculares, dores nas articulações, acne, irritação da pele, ansiedade, palpitações, dor de cabeça, enxaqueca
Segurança Muito seguro na dose recomendada Provavelmente seguro. Poucos estudos disponíveis
Preço Mais acessível Mais caro

Os suplementos de ácido fólico são uma opção barata e segura para a maioria da população. No entanto, pessoas com alterações no metabolismo deste produto podem elevar seus níveis de B9 usando o ácido levomefolico.

Se aparecerem efeitos colaterais após o uso, pare de tomar o suplemento e consulte o seu médico.

Joe LeechNutricionista. Universidade de Wollongong, Australia

“Suplementar com ácido levo-botulico é como comer comida caseira, em vez de usar os ingredientes crus. Ter uma mutação do gene MTHFR é equivalente a não ter uma panela para cozinhar esses ingredientes.”

Como tomar suplementos de ácido fólico?

A suplementação com ácido fólico é muito simples. Só será necessário tomar um comprimido com a dose recomendada (entre 250 e 400 mcg) uma vez ao dia, de preferência antes do café da manhã. Algumas pessoas podem sentir dores de estômago depois de engolir o comprimido. Nesse caso, recomenda-se tomar junto com as refeições.

Acredita-se que a suplementação com ácido fólico ou 5-MTHF seja realizada por um período limitado de tempo (cerca de quatro meses). Uma exceção são as mulheres em idade fértil, para as quais algumas diretrizes recomendam tomar pequenas quantidades de B9 diariamente, garantindo a saúde do futuro embrião em caso de gravidez acidental.

Imagem mostra mulher com vitiligo.

O vitiligo é uma doença que produz alterações na pigmentação da pele. Um suplemento de ácido fólico pode contribuir para o controle dos seus sintomas. (Fonte: Andrii Afanasiev: 75815057 / 123rf.com)

Quais efeitos colaterais o ácido fólico pode causar?

Suplementação com ácido fólico é considerada segura. Efeitos colaterais menores foram descritos, tais como náuseas, dores de estômago e algumas pessoas descreveram certo desconforto após tomar os comprimidos. Para eles, recomenda-se tomar o suplemento acompanhado de comida ou pouco antes de ir dormir.

Por outro lado, alguns estudos encontraram um aumento na incidência de câncer e doenças cardiovasculares entre pessoas que foram suplementadas com quantidades muito altas (mais de 1.000 mcg) de ácido fólico por um longo período. É por isso que os especialistas recomendam nunca exceder a dose máxima recomendada de 1 mg.

Por fim, outros efeitos colaterais foram descritos ao suplementar com 5-MTHF, como por exemplo, irritabilidade, insônia, dores no corpo, irritação da pele, dor de cabeça e ansiedade, entre outros. Estes efeitos não afetam todas as pessoas e não há indicadores para identificar se alguém é ou não é suscetível a esses sintomas.

foco

Na maioria dos casos, a náusea causada pela ingestão de um suplemento de ácido fólico é controlada dentro de algumas semanas.

Quais são as contraindicações para suplementos de ácido fólico?

Os suplementos de ácido fólico são contraindicados em pessoas com hipersensibilidade a este composto. Além disso, o produto não é recomendado para aquelas pessoas com um certo defeito no metabolismo dos folatos (alterações no gene MTHFR). Para eles, o uso de ácido levomefolico é recomendado.

Outra contraindicação importante para o uso deste suplemento é a presença de um déficit concomitante de vitamina B12. Nesse caso, o uso de ácido fólico pode mascarar os primeiros sintomas do déficit dessa vitamina, o que dificultará o tratamento e aumentará o risco de sofrer complicações mais sérias.

Mariana CamarenaNutricionista

“As vitaminas B12 e B9 (ácido fólico) são essenciais para um bom desempenho mental.”

Critérios de Compra

A escolha de um suplemento de vitamina B9 pode ser complicada. Dúvidas entre um suplemento de ácido fólico e outro de 5-MTHF? Não sabe se você vai optar por um suplemento que combina, além de vitamina B9, iodo e ferro?

Nesse caso, nossos Critérios de Compra ajudarão você a escolher o item que melhor atende às suas necessidades:

  • Interações farmacológicas
  • Conteúdo em 5-MTHF
  • Dieta vegana ou vegetariana
  • Dose recomendada
  • Método de administração
  • Relação custo-benefício

Interações farmacológicas

As interações medicamentosas do ácido fólico são poucas. Na maioria das vezes, a combinação de um determinado medicamento com vitamina B9 diminuirá a eficácia do suplemento.

Se você estiver fazendo qualquer um dos seguintes tratamentos, aconselhamos que você converse com seu médico se o ácido fólico é o suplemento certo para você:

  • Anticonvulsivantes (medicamentos para o tratamento da epilepsia);
  • Metrotexato;
  • Drogas para o tratamento da malária ou paludismo.
Imagem de colher com comprimidos de ácido fólico.

Os comprimidos são facilmente acessíveis ao público e você pode encontrá-los em qualquer farmácia próxima. (Fonte: Siamphotos: 103700457 / 123rf.com)

Conteúdo em 5-MTHF

Dependendo da sua histórico pessoal (tomando medicamentos antiepilépticos, alterações genéticas ou patologia disabsortiva), pode ser benéfico mudar o seu suplemento de ácido fólico para um de 5-MTHF.

A forma ativa da vitamina B9 oferece todos os benefícios do ácido fólico e não precisa ser metabolizada anteriormente.

Dieta vegana ou vegetariana

Felizmente, os suplementos de ácido fólico estão disponíveis em formatos adequados para veganos e vegetarianos. Se você quiser usar um suplemento livre de produtos de origem animal, certifique-se de que o revestimento da cápsula de seu suplemento é de origem vegetal. Ou, simplesmente, procure o selo de qualidade vegana em seus produtos.

Imagem mostra logo vegana.

Os suplementos de ácido fólico adequados para veganos e vegetarianos terão um selo muito característico, permitindo que você os reconheça facilmente. (Fonte: themoderncanvas: 57067475 / 123rf.com)

Dose recomendada

Na tabela que você encontrará abaixo, você pode consultar a dose recomendada (de acordo com os principais especialistas) para cada grupo populacional.

No entanto, lembre-se que a dose ideal de ácido fólico varia de pessoa para pessoa e deve ser ajustada individualmente, de preferência após uma visita a um profissional de saúde.

Grupo populacional Dose recomendada
Pessoas com carência em folatos 250 mcg – 1.000 mcg
Grávida – prevenção de defeitos do tubo neural no feto 400 mcg
Mulheres que estão amamentando 250 mcg – 400 mcg
Pessoas com níveis elevados de homocisteína 200 mcg – 1.500 mcg*
Pessoas com sintomas depressivos 250 mcg – 500 mcg
Degeneração macular associada à idade 2.500 mcg*
Pessoas com vitiligo 5.000 mcg*

*Altas doses de ácido fólico requerem supervisão por um profissional de saúde.

Método de administração

Normalmente, o ácido fólico vem na forma de cápsulas, tabletes ou comprimidos que devem ser ingeridos com água, no mesmo horário todos os dias.

Também é possível encontrar suplementos de ácido fólico e 5-MTHF em pó. Este formato é muito menos popular e é geralmente destinado a atletas e pessoas que fazem musculação e fisiculturismo.

O ácido fólico recomendado para gestantes pode ser encontrado em artigos denominados “vitaminas pré-natais”, que geralmente contêm, além da vitamina B9, compostos como ferro, vitamina B12 e iodo. Se você estiver grávida ou planeja uma gravidez, converse com seu médico ou sua parteira para saber que tipo de suplemento será mais adequado para você.

Eva Bermejo-Sánchez Coordenadora de Área do Instituto de Doenças Raras do Instituto de Saúde Carlos III, Espanha

“Há muitas maneiras de prevenir defeitos congênitos. Importante: planejar a gravidez, vacinar-se e tomar um suplemento de ácido fólico antes de engravidar, evitar álcool, tabaco e drogas.”

Relação custo-benefício

Sem dúvida, os suplementos de ácido fólico são muito mais baratos que os de 5-MTHF. Uma boa dica pode ser comprar uma embalagem econômica, maior, que contenha produto suficiente para suplementar por três ou quatro meses. O pó de vitamina B9 será mais caro, mas permitirá um melhor ajuste da dose.

Resumo

O ácido fólico tem sido uma revolução para a saúde de mulheres grávidas e seus filhos. Como suplemento pré-natal, reduz a aparência de más-formações do tubo neural e garante o nascimento de bebês saudáveis e fortes.

No entanto, lembre-se que esta vitamina também é essencial para o bem-estar de toda a população.

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a entender melhor esse nutriente. Lembre-se que, quando usado nas doses recomendadas, o ácido fólico é um suplemento seguro e extremamente útil.

Não esqueça de combinar o consumo de suplementos com uma dieta adequada e um estilo de vida ativo para aproveitar ao máximo todos os seus benefícios.

Se você gostou do nosso post sobre o ácido fólico, por favor, compartilhe com seus amigos e familiares, comente e avalie o artigo!

(Fonte da imagem destacada: Yemelyanov: 47531853 / 123rf.com)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
39 Voto(s), Média: 4,00 de 5
Loading...
Avatar

Postado por admin