Ultima atualização: 14 de outubro de 2021

Como escolhemos

54Produtos analisados

23Horas investidas

10Estudos avaliados

357Comentários coletados

Você já tentou comprar um "creme anti-rugas" ou um remédio para acne? Se você tentar encontrar o melhor produto para sua pele "cegamente", você perderá tempo e sua carteira irá sofrer.

Para ajudá-lo em sua busca pelo cosmético perfeito, nós lhe apresentamos AHAs, moléculas que foram cientificamente comprovadas para melhorar a aparência de sua pele. AHAs, também conhecidos como alfa hidroxiácidos, são substâncias que podem melhorar a textura de sua pele e reduzir manchas e linhas finas.

Essas moléculas são muito populares entre os entusiastas dos cuidados com a pele e podem ser um "antes e depois" em sua rotina de beleza. Quer saber mais sobre elas, então continue lendo!




Destaques

  • Os AHAs são moléculas orgânicas naturalmente presentes em muitos alimentos.
  • Os AHAs mais populares são o ácido glicólico, o ácido láctico e o ácido málico.
  • Antes de comprar um produto com AHAs, pergunte-se que problema de pele você quer resolver e descubra se você sofre de alergias. Então escolha um produto com boa embalagem e uma ótima relação preço-desempenho.

Ahas: nossa recomendação dos melhores produtos

Não perca na lista abaixo, pois ela contém os melhores produtos AHA escolhidos a dedo por nossa equipe de especialistas. Se você usá-las, você irá desfrutar de uma pele bonita!

Guia de compras: Tudo sobre AHAs

AHAs são um grupo de moléculas orgânicas com ações esfoliantes, anti-envelhecimento e anti-manchas. Eles podem ser usados em todos os tipos de pele e têm sido comprovados ao longo dos anos como seguros e eficazes. Seu maior inconveniente é a possibilidade de irritar a pele se usada indevidamente.

O ácido glicólico é o mais potente AHA, mas também o mais irritante. (Fonte: yacobchuk: 146884349/ 123rf)

O que são AHAs?

AHAs, ou alfa hidroxiácidos, são moléculas orgânicas encontradas naturalmente nos alimentos. Sua popularidade no mundo dos cosméticos e da medicina estética se multiplicou desde os anos 70, quando foi descoberto que esses ingredientes ativos são capazes de esfoliar as camadas mais superficiais da pele (1).

Mas como funcionam os AHAs? Como o nome sugere, AHAs são moléculas ácidas que, quando aplicadas na pele humana, enfraquecem as ligações entre as células da epiderme (camada superficial da pele).

Esta propriedade permite que nossa pele derrame células mortas e revele uma pele nova, jovem e radiante (2). Felizmente, a maioria dos AHAs são considerados "ácidos fracos" por especialistas, o que significa que eles podem ser usados com segurança para o cuidado da pele.

Seu risco de causar irritação ou ferimentos na pele é, portanto, baixo (desde que sejam usados sabiamente!). Além disso, os ácidos alfa hidroxiácidos têm outros efeitos positivos sobre a pele.

De acordo com alguns estudos, essas moléculas podem estimular a produção de colágeno (uma molécula que dá à pele sua elasticidade) por nossas células. Eles também podem reduzir a formação excessiva de melanina (o pigmento que dá cor à nossa pele). E eles são ótimos hidratantes!

Quais são os benefícios dos AHAs para a minha pele?

Os AHAs são conhecidos pelo seu poder esfoliante, ajudando a remover células mortas e impurezas da nossa pele. Mas os benefícios deles não param por aí! Assim, os ácidos alfa hidróxicos podem dar à nossa tez muitas mais vantagens, como (1, 2, 3, 4)

  • Melhoria da textura: O uso de AHAs estimula a produção de colágeno de nossa própria pele e pode melhorar a firmeza e elasticidade da pele.
  • Manchas desbotadas: O efeito de descascamento dos ácidos alfa hidroxiácidos pode ajudar a combater marcas que aparecem, por exemplo, como resultado de danos causados pelo sol.
  • Acne "sob controle": Se você sofre de acne leve, os AHAs podem ajudar a desobstruir os poros e fazer comedões desaparecerem.
  • Cicatrizes longe: As propriedades esfoliantes dessas moléculas têm se mostrado muito úteis no combate a cicatrizes, especialmente aquelas causadas pela acne.
  • Efeito anti-envelhecimento: Ao estimular a produção de colágeno, os AHAs podem ser usados para "parar os pés" das primeiras linhas de expressão e rugas.
Natalia ZawiertaDermatóloga
" O ácido glicólico não apenas mantém a pele limpa e brilhante, ele tem muito mais benefícios. De todos os ácidos AHA ele é o mais ativo, pois tem a estrutura mais simples e o peso molecular mais baixo, então ele penetra fácil e profundamente na pele".

Quais são os melhores AHAs?

Existem muitos AHAs diferentes. No entanto, três deles se destacam como os favoritos dos especialistas em beleza e saúde da pele. Ácido glicólico, ácido láctico e ácido mandélico são opções eficazes, seguras e bem toleradas para a maioria dos compradores. Não perca!

Ácido glicólico

O ácido glicólico tem a menor estrutura molecular de todos os AHAs, o que significa que ele é tão pequeno que é capaz de passar e se instalar facilmente na pele. O resultado? Esfoliação intensa que vai desbotar manchas e melhorar a textura da pele (5, 6).

A melhor parte? Bons resultados e versatilidade. Dependendo de sua potência (concentração), você pode usá-lo como esfoliante

  • Hidratação e esfoliação suave: Soros, cremes e tônicos com uma concentração glicólica de 1-5% adequados para uso diário.
  • Esfoliante: Soros, cremes e máscaras com uma concentração de 6-9% deste ácido, de preferência para ser aplicado dia sim, dia não.
  • Regeneração: Máscaras e soros com 10-15 % de ácido glicólico para uso semanal.

O pior? Pode causar irritação e descamação, especialmente se você estiver usando pela primeira vez. Concentrações acima de 15% não devem ser utilizadas sem a supervisão de um dermatologista. Também pode tornar a pele mais sensível ao sol ("fotossensibilização") e aumentar o risco de queimadura solar.

Ácido láctico

Como o nome sugere, este AHA é encontrado no leite. Seu efeito esfoliante e de combate a manchas é conhecido há séculos (por exemplo, diz-se que a própria Cleópatra tomava banho de leite para manter sua pele impecável). Ao comprar este AHA, você terá que classificar os produtos de acordo com sua concentração

  • Potência suave: soros, tônicos e cremes com 5% de ácido lático podem ser usados diariamente!
  • Potência média: Produtos com 6-10 % de ácido láctico caem neste grupo - somente para peles "treinadas"!
  • Alta potência: Muitos especialistas recomendam não usar produtos com mais de 10% de ácido láctico sem consultar um médico.

O melhor? Este ingrediente pode ser tão eficaz quanto o ácido glicólico em clareamento de manchas e dissimulação de rugas (7). Também é menos irritante do que o ácido glicólico. Pode ser usado por aqueles que são intolerantes à lactose, ou seja, pessoas que sofrem de desconforto abdominal se bebem produtos lácteos - não confundir com aqueles que são alérgicos ao leite, como você verá abaixo!

O pior? Atualmente, a maior parte do ácido láctico é obtido de bactérias que o criam sem a presença de outros elementos no leite. Ainda assim, aqueles alérgicos às proteínas do leite terão que se certificar de que seu produto está dentro daquela "maioria" segura, ou eles podem sofrer reações muito desagradáveis, tais como coceira ou inchaço da pele!

Cuidado! Se você não tem certeza se é alérgico ao leite (dificuldade para respirar, inchaço dos lábios e rosto e urticária em todo o corpo após entrar em contato com este alimento) ou simplesmente intolerante (digestão pesada após beber leite), consulte seu médico o mais rápido possível!

Ácido mandélico

O ácido mandélico é uma molécula encontrada naturalmente nas amêndoas amargas e é capaz de penetrar uniformemente na pele. Portanto, é perfeito para resolver todos os tipos de problemas de pele, como textura irregular, acne ou descoloração da pele (8, 9).

É recomendado que se você estiver usando pela primeira vez, você procure um produto com baixas concentrações de mandélico (2%) e não use itens com mais de 10% deste AHA sem supervisão de especialistas.

A melhor coisa? Se você sofre de acne ou pele oleosa, o ácido mandélico é o seu AHA! Esta molécula é capaz de controlar a produção excessiva de sebo da pele. Também é mais suave na pele do que o ácido glicólico, tornando-a uma boa escolha para peles sensíveis.

A pior coisa? É um produto muito delicado. A luz do sol a degrada rapidamente, portanto deve ser embalada em um recipiente opaco e mantida longe da radiação UVA.

E quanto ao resto dos ácidos alfa hidroxiácidos?

É claro, a lista de AHAs não se detém em glicólico, láctico e mandélico. Existem outras moléculas, como ácido cítrico, um composto encontrado em laranjas, limas e limões que não devem ser confundidos com ácido ascórbico, ou vitamina C.

Há também ácido acético (vinagre) e ácido tartárico (que é abundante no vinho). No entanto, esses AHAs são mais irritantes e sua eficácia no tratamento de problemas de pele ainda é debatida.

Eles são usados mais como estabilizantes e conservantes (especialmente ácido cítrico) que regulam a acidez dos cosméticos e os ajudam a permanecer em perfeitas condições por mais tempo.

O ácido láctico é uma boa alternativa ao ácido glicólico para peles sensíveis. (Fonte: yacobchuk: 146051638/ 123rf)

Como os AHAs são usados?

Você pode comprar produtos com AHAs na forma de soros, máscaras, cremes faciais e até loções corporais. Se você quiser ter certeza de obter o máximo desses itens, nós recomendamos que você siga estritamente as instruções de uso deles. Além disso, você também deve ter as seguintes dicas em mente:

Aplicá-las à noite. Para evitar queimaduras solares, aplique estes produtos (em qualquer forma) somente à noite.

Use um bom protetor solar . Segundo os dermatologistas, todos devem usar um protetor solar diário de pelo menos FPS 15 (30 se você tiver uma pele muito clara). Este conselho torna-se obrigatório se você usar AHAs!

Comece gradualmente . Mesmo que seu produto seja classificado como "uso diário", nós recomendamos que se você estiver usando AHA pela primeira vez, deixe sua pele se acostumar com este esfoliante. Aplique uma vez por semana no início, depois a cada três dias, seguido de dia sim, dia não e finalmente diariamente. Isto irá manter a irritação à distância.

Posso combinar vários AHAs?

Combinar vários AHAs ao mesmo tempo não é geralmente recomendado, pois aumenta o risco de irritar ou danificar a sua pele. Você pode alterná-los (por exemplo, um soro glicólico à noite e uma casca de ácido láctico uma vez por mês) para obter o máximo benefício de suas ações.

Você encontrará fórmulas no mercado que combinam esses ingredientes ativos para uso como cascas muito poderosas; você não deve aplicá-los mais de uma ou duas vezes por mês para evitar a possibilidade de irritação e descamação.

Com que idade devo começar a usar AHAs?

Embora nenhuma idade específica tenha sido definida para começar a usar esses esfoliantes, muitos especialistas em beleza aconselham a partir dos primeiros sinais de envelhecimento. Então você poderia incluir um AHA em sua rotina pela primeira vez na casa dos trinta.

Quais são os efeitos colaterais dos AHAs?

Os AHAs podem causar irritação leve na pele, prurido e descamação, que normalmente desaparecem com o tempo. Entretanto, se você usar esses produtos de forma insensata (em concentrações muito altas e sem seguir as instruções de uso) você pode experimentar descoloração da pele e feridas na pele.

Por outro lado, todos os AHAs têm o potencial de sensibilizar a pele à ação da luz solar. É essencial que você proteja sua pele do sol durante o tratamento com esses esfoliantes ou você pode sofrer queimaduras solares e novas manchas na pele devido aos danos causados pelo sol (10).

O ácido mandélico é perfeito para a pele mais seca. (Fonte: marctran: 128884629/ 123rf)

Os AHAs são contra-indicados em qualquer caso?

Os AHAs não devem ser usados no caso de feridas abertas e pele queimada irritada. Eles também não devem ser aplicados sem consultar seu médico se você estiver tomando tratamento para acne oral (retinóides ou antibióticos). Eles não são adequados para uso por mulheres grávidas ou em período de amamentação.

E devido ao seu potencial para causar irritação, esses produtos não são recomendados para uso por menores de 18 anos sem supervisão médica (11).

Critérios de compra

Você está planejando incluir um AHA em sua rotina de cuidados com a pele? Se a sua resposta for "sim", não perca os nossos critérios de compra. Eles o ajudarão a escolher o produto que melhor atende às suas necessidades, mesmo que você seja o mais exigente!

Problema principal

Com o que você está mais preocupado com a sua pele? Talvez você tenha um problema com acne, ou talvez sejam as primeiras linhas finas que mais o preocupam. Nesse caso, a tabela a seguir irá ajudá-lo a escolher o melhor AHA para seu caso específico (1, 2, 3, 4).

Problema Glicólico Láctico Láctico Mandélico
Sinais de idade ++++ +++ + +
Acne ++ + + ++++
Pele oleosa + + + + ++++
Textura desigual +++ ++++ ++++ +
Manchas + + + +++ +++
Desidratação + + +++ +

+ : benéfico; ++ muito benéfico; +++: recomendado (de acordo com a literatura atualmente disponível)

Alergias

Esteja ciente de suas alergias ou intolerâncias antes de usar um cosmético com AHAs. Aqueles alérgicos à proteína do leite de vaca devem ter muito cuidado com produtos que contenham ácido lático, e aqueles alérgicos a nozes devem ser cautelosos com o mandélico.

Felizmente, há uma infinidade de produtos disponíveis hoje que são capazes de criar estes AHAs sem vestígios de alergênios, então você não deve ter que renunciar a estes cosméticos em caso de alergia. Entretanto, se sua alergia for grave, consulte seu médico antes de usar!

Embalagem

Seus AHAs devem ser embalados em recipientes opacos (especialmente no caso de ácido mandélico) com um selo hermético para evitar a entrada de ar. Além disso, mantenha-os em um lugar fresco e seco, longe da luz e de outros produtos químicos.

Atualmente há muita controvérsia sobre se os AHAs reduzem ou aumentam os sinais de danos causados pelo sol. Como precaução, lembre-se de usar protetor solar todos os dias se você usar esses produtos!

Data de validade

Se o seu AHA passou da data de validade, ele não será eficaz e você precisará se desfazer dele. Lembre-se também que, uma vez abertos, esses produtos têm uma meia-vida de seis meses a um ano antes de seu efeito diminuir drasticamente.

Value for money

AHAs não tem que ser caro! Você encontrará produtos de alta qualidade no mercado por menos de vinte euros. É claro que combinações de vários AHAs e a adição de fragrâncias, outros compostos ou embalagens únicas, por exemplo, podem dobrar ou até triplicar o custo desses esfoliantes.

Resumo

Os AHAs são uma solução fantástica para todos os principais problemas de pele - manchas, rugas, acne... Um ácido alfa hidroxiácido pode ajudar! Eles também são seguros e eficazes, desde que você os use de acordo com as instruções do fabricante.

Use-os com sabedoria e combine-os com um bom protetor solar diurno para evitar seus efeitos adversos mais comuns, como irritação e danos causados pelo sol. Uma pele com melhor aparência está ao seu alcance! Se você descobriu AHAs através deste artigo, por favor deixe um comentário e compartilhe este artigo.

(Fonte da imagem em destaque: paullynn: 149933429/ 123rf.com)

Referências (11)

1. Tang S-C, Yang J-H. Dual Effects of Alpha-Hydroxy Acids on the Skin. Molecules . 2018 Apr 10 ;23(4):863.
Fonte

2. Samuel M, Brooke RCC, Hollis S, Griffiths CEM. Interventions for photodamaged skin. The Cochrane database of systematic reviews . 2005 Jan 25 ;(1):CD001782.
Fonte

3. Tran D, Townley JP, Barnes TM, Greive KA. An antiaging skin care system containing alpha hydroxy acids and vitamins improves the biomechanical parameters of facial skin. Clinical, cosmetic and investigational dermatology . 2015 ;8:9–17.
Fonte

4. WP S. Comparative effectiveness of alpha-hydroxy acids on skin properties. International journal of cosmetic science . 1996;18(2):75–83.
Fonte

5. Sharad J. Glycolic acid peel therapy – a current review. Clinical, Cosmetic and Investigational Dermatology . 2013 Nov 11;6:281.
Fonte

6. Bernstein EF, Lee J, Brown DB, Yu R, van Scott E. Glycolic Acid Treatment Increases Type I Collagen mRNA and Hyaluronic Acid Content of Human Skin. Dermatologic Surgery . 2001 May ;27(5):429–33.
Fonte

7. Smith WP. Epidermal and dermal effects of topical lactic acid. Journal of the American Academy of Dermatology . 1996 Sep ;35(3):388–91.
Fonte

8. SW J, EJ C. Effects of Topical Mandelic Acid Treatment on Facial Skin Viscoelasticity. Facial plastic surgery : FPS . 2018 ;34(6):651–6.
Fonte

9. Dayal S, Kalra KD, Sahu P. Comparative study of efficacy and safety of 45% mandelic acid versus 30% salicylic acid peels in mild‐to‐moderate acne vulgaris. Journal of Cosmetic Dermatology . 2020 Feb 25 ;19(2):393–9.
Fonte

10. Alpha Hydroxy Acids | FDA .
Fonte

11. Bozzo P, Chua-Gocheco A, Einarson A. Safety of skin care products during pregnancy. Canadian family physician Medecin de famille canadien . 2011 Jun ;57(6):665–7.
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Artículo científico
Tang S-C, Yang J-H. Dual Effects of Alpha-Hydroxy Acids on the Skin. Molecules . 2018 Apr 10 ;23(4):863.
Ir para a fonte
Artículo científico
Samuel M, Brooke RCC, Hollis S, Griffiths CEM. Interventions for photodamaged skin. The Cochrane database of systematic reviews . 2005 Jan 25 ;(1):CD001782.
Ir para a fonte
Artículo científico
Tran D, Townley JP, Barnes TM, Greive KA. An antiaging skin care system containing alpha hydroxy acids and vitamins improves the biomechanical parameters of facial skin. Clinical, cosmetic and investigational dermatology . 2015 ;8:9–17.
Ir para a fonte
Artículo científico
WP S. Comparative effectiveness of alpha-hydroxy acids on skin properties. International journal of cosmetic science . 1996;18(2):75–83.
Ir para a fonte
Artículo científico
Sharad J. Glycolic acid peel therapy – a current review. Clinical, Cosmetic and Investigational Dermatology . 2013 Nov 11;6:281.
Ir para a fonte
Artículo científico
Bernstein EF, Lee J, Brown DB, Yu R, van Scott E. Glycolic Acid Treatment Increases Type I Collagen mRNA and Hyaluronic Acid Content of Human Skin. Dermatologic Surgery . 2001 May ;27(5):429–33.
Ir para a fonte
Artículo científico
Smith WP. Epidermal and dermal effects of topical lactic acid. Journal of the American Academy of Dermatology . 1996 Sep ;35(3):388–91.
Ir para a fonte
Artículo científico
SW J, EJ C. Effects of Topical Mandelic Acid Treatment on Facial Skin Viscoelasticity. Facial plastic surgery : FPS . 2018 ;34(6):651–6.
Ir para a fonte
Artículo científico
Dayal S, Kalra KD, Sahu P. Comparative study of efficacy and safety of 45% mandelic acid versus 30% salicylic acid peels in mild‐to‐moderate acne vulgaris. Journal of Cosmetic Dermatology . 2020 Feb 25 ;19(2):393–9.
Ir para a fonte
Artículo científico
Alpha Hydroxy Acids | FDA .
Ir para a fonte
Artículo científico
Bozzo P, Chua-Gocheco A, Einarson A. Safety of skin care products during pregnancy. Canadian family physician Medecin de famille canadien . 2011 Jun ;57(6):665–7.
Ir para a fonte
Resenhas