curcuma power and fruit
Ultima atualização: 5 de junho de 2020

Como escolhemos

13Produtos analisados

31Horas investidas

22Estudos avaliados

76Comentários coletados

Você costuma temperar suas comidas com cúrcuma? Você sabia que esta especiaria pode te ajudar a aliviar dores articulares, controlar a diabetes e cuidar da sua pele? A cúrcuma possui propriedades conhecidas há muitos anos e sua cor laranja, rica em curcumina, é um ingrediente básico da medicina ayurvédica da Índia.

Se você não gosta do sabor da cúrcuma, mas quer aproveitar dos seus efeitos anti-inflamatórios, digestivo e antioxidante, pode consumir em cápsulas ou comprimidos. A cúrcuma em pó pode ser útil para tratar alguns problemas de pele, como acne e psoríase. Neste guia, você vai descobrir os benefícios da cúrcuma e como deve ser utilizada em cada situação.

O mais importante

  • A cúrcuma (também chamada de açafrão-da-terra) contém um ingrediente ativo chamado curcumina, que é responsável por suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, neuroprotetoras, antimicrobianas, cicatrizantes e digestivas.
  • A curcumina é o pigmento que fornece a típica cor laranja à raiz da cúrcuma. A raíz pode ser consumida cru ou em pó e também é utilizada para elaborar cápsulas, comprimidos e óleos que possuem uma alta concentração de curcumina.
  • Para aproveitar das propriedades da cúrcuma, é fundamental comprar produtos de excelente qualidade. Para isso, é recomendado avaliar cuidadosamente os seguintes aspectos: forma de apresentação, concentração e biodisponibilidade da curcumina, ingredientes adicionados, presença de alérgenos e certificações de qualidade.

Os melhores suplementos de cúrcuma: Propriedades e forma de apresentação

A cúrcuma pode ser utilizada em forma de pó, cápsulas, comprimidos e óleos. No entanto, o formato de apresentação da cúrcuma determina suas propriedades medicinais e os usos que terão, já que a concentração e a biodisponibilidade da curcumina são variáveis. Abaixo, vamos apresentar nossos produtos favoritos:

Uma ótima opção de cápsulas de cúrcuma

As cápsulas de cúrcuma da Now Foods são veganas e possuem uma rápida liberação no organismo. A embalagem vem com 60 cápsulas com 500mg de curcumina em cada uma. A dose recomendada é 1 a 4 cápsula por dia, preferencialmente junto com as refeições. A cúrcuma é um poderoso antioxidante natural.

A melhor opção de cúrcuma em pó

A cúrcuma em pó da Viva Salute é uma ótima opção para obter todos os benefícios desta especiaria tão poderosa, que pode ser incluída em diferentes pratos. Em uma embalagem econômica de 1kg no formato ziplock que facilita na hora de armazenar. Feito 100% com a raíz da cúrcuma.

O melhor óleo essencial de cúrcuma

O óleo essencial de cúrcuma da Terra Flor tem muitas funções e pode ser muito bem aproveitado. 100% puro e natural, em uma embalagem com 5ml. Pode ser usado para massagens (diluído em óleo vegetal), banhos e aromatização. Não é recomendado aplicar diretamente na pele, pois pode manchar.

Tudo que você precisa saber sobre a cúrcuma: propriedades e recomendações de uso

A raíz da planta Curcuma longa é rica em curcumina, o composto responsável pelas propriedades farmacológicas da cúrcuma, bem como de sua cor laranja intenso. Nesta seção, você vai descobrir seus atributos medicinais, modo de uso e as recomendações para realizar um uso responsável da cúrcuma.

girl smiling

As mascaras faciais e capilares de cúrcuma contribuem para regular a produção de oleosidade na pele e no couro cabeludo. (Fonte: Puhhha: 133503599 / 123rf.com)

Quais são as propriedades da cúrcuma?

Muitas pessoas sabem que a cúrcuma faz parte da medicina ayurvédica faz milhares de anos. No entanto, esta espécie não é utilizada apenas para prevenir e/ou tratar muitas doenças, mas também pode ser utilizada em fins estéticos.

Na seguinte lista vamos mostrar as diversas propriedades da cúrcuma (1, 2):

Anti-inflamatória

A curcumina modula a atividade das citocinas (interleucinas ou interferon, fator de necrose tumoral), que são moléculas envolvidas na resposta inflamatória. Graças ao efeito anti-inflamatório que a curcumina produz, a cúrcuma é recomendada para casos de (1, 3, 4, 5):

  • Artrite;
  • Artrose;
  • Inflamação pós cirúrgica;
  • Esclerose múltipla;
  • Psoríase;
  • Plano oral de líquen;
  • Lesões articulares no joelho, tornozelo e punho;
  • Artrite reumatóide;
  • Pancreatite;
  • Esofagite;
  • Doença inflamatória intestinal (colite ulcerosa e doença de Crohn);
  • Síndrome do intestino irritável;
  • Doenças inflamatórias de pele, como acne comum e dermatite atópica.

Antioxidante

A curcumina é um poderoso antioxidante que neutraliza os radicais livres que aceleram o envelhecimento e aumentam o risco de desenvolver aterosclerose, diabetes tipo II, doenças neurodegenerativas, renais, cardiovasculares, entre outras (6, 7).

Digestiva

Por suas propriedades anti-inflamatórias, a cúrcuma pode beneficiar pessoas que sofrem com doenças inflamatórias intestinais. Além disso, reduz o risco de desenvolver úlcera gástrica ao estimular a produção de muco na parede do estômago (8, 9).

A curcumina estimula a secreção e liberação de bile, contribuindo para a digestão das gorduras e o alívio do desconforto abdominal (9). Por outro lado, existe evidência da utilidade da cúrcuma para aliviar os sintomas e prevenir as complicações do refluxo gastroesofágico não erosivo (8).

curcuma powder

A cúrcuma (também chamada de açafrão-da-terra) contém um ingrediente ativo chamado curcumina, que é responsável por suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, neuroprotetoras, antimicrobianas, cicatrizantes e digestivas. (Fonte: Acevedo: 107404258 / 123rf.com)

Hipoglicemica/antidiabética

A cúrcuma diminui o nível de glicose no sangue (efeito hipoglicêmico), aumenta a secreção de insulina nas células beta do pâncreas, melhora a sensibilidade a insulina e previne as complicações da diabetes (10, 11).

Hepatoprotetora

A curcumina protege o fígado pela sua atividade anti-inflamatória e antioxidante, exerce um efeito parecido com a silimarina. Previne a toxidade hepática pelo paracetamol, tetracloreto de carbono, álcool, cisplatina e toxina do fungo Aspergillus flavus (9).

Além disso, a cúrcuma pode ser utilizada como coadjuvante no tratamento de gordura no fígado não alcoólico. (12).

Neuroprotetora

A cúrcuma protege o cérebro por suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Este composto pode ajudar a prevenir doenças neurodegenerativas como a doença de Alzheimer e Parkinson, já que impede a agregação anormal de proteínas que ocorre nestas doenças (13, 14).

Anticancerígena

As propriedades anticancerígenas da cúrcuma se devem a 3 mecanismos: prevenção de carcinogênese, inibição do crescimento de tumores e diminuição da angiogênese (crescimento de vasos sanguíneos que fornecem nutrientes e oxigênio às células do tumor) (8, 9).

Por outro lado, a curcumina previne o desenvolvimento do câncer de esôfago vinculado ao refluxo gastroesofágico (15).

girl at beach

A cúrcuma aplicada sobre a pele acelera o processo de cura de feridas e queimaduras solares leves, ao mesmo tempo que estimula a regeneração celular da área afetada. (Fonte: Johanjk: 39027718 / 123rf.com)

Anti-séptica/Antimicrobiana

A cúrcuma inibe a proliferação de bactérias, vírus, fungos e parasitas. Também pode potencializar o efeito de antibióticos convencionais contra algumas bactérias, como contra o Helicobacter pylori ou Staphylococcus aureus, resistentes à meticilina (16).

Por outro lado, se a cúrcuma for aplicada sobre a pele, pode ajudar a controlar a dermafitose, que é uma infecção de pele causada por fungos (1).

Cicatrizante/Regeneradora

A cúrcuma aplicada sobre a pele acelera a cicatrização de feridas e queimaduras solares leves ao mesmo tempo que estimula a regeneração celular da área afetada. Também melhora a aparência de estrias e calcanhares rachados (17).

Regulador da produção de oleosidade

As máscaras faciais e capilares de cúrcuma contribuem para regular a produção de oleosidade na pele e no couro cabeludo. Como resultado, melhora o aspecto de ambos. A cúrcuma pode ajudar a tratar peles oleosas e com acne (18).

curcuma powder

A curcumina é o pigmento que fornece a cor típica laranja para a raíz de cúrcuma. (Fonte: Norbert: 41835042 / 123rf.com)

Clareadora

A cúrcuma ajuda a clarear manchas causadas pela exposição solar e o envelhecimento. Além disso, evita que apareçam novas áreas pigmentadas e ajuda a combater o envelhecimento da pele (19).

Quais são as formas de utilizar a cúrcuma?

A cúrcuma pode ser consumida por via oral ou pode ser aplicada diretamente na pele em forma de máscaras, cremes, sabonetes e óleos. Também pode ser utilizada nas unhas para tratar infecções por fungos. Abaixo vamos mostrar as diferentes formas de usar a cúrcuma:

  • Via oral: a cúrcuma pode ser ingerida em forma de pó ou cápsulas. A concentração de curcumina é maior nas cápsulas e, portanto, as propriedades farmacológicas são mais potentes nesta forma de apresentação. A cúrcuma em pó é ideal para temperar molhos, sopas e outras refeições e auxilia na digestão de gorduras.
  • Via tópica: a cúrcuma pode ser aplicada sobre o rosto, corpo e couro cabeludo em forma de máscaras para tratar infecções cutâneas, como acne, mas também é utilizada para fins estéticos. O óleo de cúrcuma pode ser diluído em óleos de massagem e ajuda a acalmar dores musculares.

Por que a cúrcuma é utilizada em cosméticos naturais?

Os cosméticos naturais utilizam muitos ingredientes que tem uso culinário, medicinal e estético. Uma de suas premissas mais importantes é não aplicar sobre a pele um produto que não possa ser ingerido.

Por isso, as máscaras com cúrcuma são muito populares neste tipo de cosméticos. Além disso, são seguras para a pele, efetivas e econômicas. A cúrcuma tem inúmeros benefícios para pele e cabelo, como já mencionamos anteriormente.

Qual é a melhor forma de utilizar a cúrcuma para a pele?

A cúrcuma em pó deve ser misturada com ingredientes oleosos e aquosos para obter uma consistência pastosa ou cremosa, que permita a aplicação de máscaras sobre a pele, calcanhares rachados ou áreas com estrias.

Às vezes, basta hidratar a cúrcuma com água, mas também podem ser elaboradas as seguintes receitas:

  • Máscara de cúrcuma e aloe vera para queimaduras solares e estrias: misture 2 colheres de sopa de gel de aloe vera e 1 colher rasa de cúrcuma em pó. Uma vez que os ingredientes estejam integrados, coloque a máscara nas áreas afetadas e deixe atuar por 10 minutos. Depois, enxágue com água morna ou fria.
  • Máscara de cúrcuma e mel para acne: misture 1 colher de mel com ½ colher de cúrcuma em pó. Umedeça o rosto com água e depois aplique a máscara com suaves massagens circulares. Deixe atuar por 10-15 minutos e, finalmente, enxágue com água fria.
  • Mascara de cúrcuma e óleo de coco para o couro cabeludo: para hidratar o couro cabeludo e, ao mesmo tempo, tratar a caspa, é aconselhável misturar ½ colher (2 ou 3g) de cúrcuma em pó com 3 colheres de óleo de coco. Esta mistura deve ser aplicada no couro cabeludo antes de lavar o cabelo, deixe agir por 20-30 minutos.

A cúrcuma não é recomendada para pele seca, porque não é hidratante. No entanto, se misturada com manteiga de karité ou algum óleo vegetal (coco, amêndoas ou oliva) pode hidratar a pele seca. Não deixe a máscara de cúrcuma agir mais tempo que o recomendado, pois pode manchar a pele.

curcuma powder and tea

As cápsulas que contém curcumina lipossoma são as melhores opções para aproveitar todos os benefícios da cúrcuma. (Fonte: Urquhart: 138352249 / 123rf.com)

Quais efeitos colaterais a cúrcuma pode causar?

Entre os efeitos colaterais que o excesso de cúrcuma pode causar, a diarréia, a sensação de queimação estomacal e náuseas são os mais comuns.

A curto prazo e em doses inferiores a 10g diárias, a cúrcuma em pó dificilmente causa algum efeito colateral. Na pele, a cúrcuma pode causar ressecamento, urticária ou irritações leves (19).

Shadoh PunnapuzhaFundadora da linha de cosmética Taïla, baseada na Ayurveda

“As qualidades anti-sépticas e anti-inflamatórias da cúrcuma podem te ajudar a eliminar a caspa.”

Quais são as contraindicações da cúrcuma?

Mulheres grávidas ou em período de amamentação e crianças podem consumir a cúrcuma em pó, mas não é recomendado a ingestão de suplementos (cápsulas ou comprimidos), já que a concentração de curcumina é muito elevada e a segurança não será garantida.

A cúrcuma é contra-indicada nos casos de (19):

  • Alergia ou sensibilidade à cúrcuma;
  • Cálculos biliares, pois estimula a contração da visícula biliar;
  • Proximidade de uma cirurgia, já que pode afetar a coagulação sanguínea.

Se você tiver alguma doença hepática, renal, hormonal ou oncológica preexistentes ou utiliza algum medicamento, é fundamental consultar o médico antes de consumir suplementos de cúrcuma.

Critérios para potencializar suas propriedades

A cúrcuma possui propriedades que as tornam uma aliada para tratar ou prevenir diversas doenças, bem como para cuidar da pele. Para aproveitar de todos os benefícios da cúrcuma, você deve comprar um produto autêntico, de excelente qualidade e avaliar cuidadosamente suas características. Os critérios básicos de compra são:

Forma de apresentação

A cúrcuma está disponível em três formatos principais: pó, cápsulas (ou comprimidos) e óleo. Também existem produtos de higiene e cuidado corporal a base de cúrcuma, como sabonetes e cremes.

Na seguinte tabela, vamos mostrar as diferenças entre as 3 principais formas de apresentação da cúrcuma:

Cúrcuma em pó Cápsulas de cúrcuma Óleo essencial de cúrcuma
Sabor Picante e levemente amargo Suave, quase neutro A maioria dos óleos de cúrcuma do mercado são aptos para consumo, é necessário dissolver 1 gota em 100ml de água, o sabor e aroma são picantes
Modo de usar ou consumir Em preparações culinárias: sopas, molhos, vitaminas, chás
É o ingrediente principal do leite dourado ou golden milk
Em máscaras, combinados com óleo de coco, mel, aloe vera e outros ingredientes naturais
Acompanhadas com muita água Algumas gotas do óleo puro devem ser dissolvidas em outro óleo (de coco ou amêndoas) para massagens
Recomendações de uso Misturar a cúrcuma em pó com algum óleo e/ou pimenta do reino para aumentar a assimilação de curcumina Não ingerir durante um prazo maior de 3 meses sem supervisão médica Não aplique puro sobre a pele pois pode irritar

Concentração e biodisponibilidade da curcumina

Quanto mais curcumina conter um suplemento, mais potente são suas propriedades. As cápsulas fornecem a maior concentração de curcumina de alta assimilação, cujo valor varia entre 93% e 97%, dependendo da marca comercial.

Quanto mais curcumina conter um suplemento, maiores são suas propriedades

Por sua vez, a cúrcuma em pó contém entre 3 e 4% de curcumina em sua composição. A curcumina é um composto com baixa biodisponibilidade, ou seja, que é absorvida em baixa proporção.

As cápsulas que contém curcumina lipossômica são as melhores opções para aproveitar todas as propriedades da cúrcuma, já que o princípio ativo é encontrado dentro dos lipossomas, que são moléculas pequenas, facilmente assimiladas (21).

old couple

A curcumina é um potente antioxidante que neutraliza os radicais livres que aceleram o envelhecimento e aumentam o risco de desenvolver doenças. (Fonte: Shironosov: 32866534 / 123rf.com)

Ingredientes adicionados

As cápsulas de cúrcuma frequentemente contém outros ingredientes adicionados. Estas substâncias são adicionadas com a finalidade de potencializar algumas das propriedades da cúrcuma e fornecer um maior benefício para a saúde dos consumidores.

Alguns dos compostos que geralmente são combinados com o açafrão-da-terra são:

  • Pimenta do reino: para aumentar a assimilação de curcumina.
  • Vitamina C e E: para potencializar o efeito antioxidante da cúrcuma.
  • Condroitina (sulfato de condroitina) e glucosamina: para melhorar a estrutura da cartilagem das articulações.
  • Quercetina: este flavonóide reforça as propriedades antidiabéticas, antioxidantes, anti-inflamatórias e neuroprotetoras da curcumina (22).

Alérgenos

A cúrcuma é uma especiaria livre de glúten, mas, como sempre explicamos em nossos artigos, este fato não garante que o produto não seja contaminado com traços de alérgenos durante sua elaboração.

Por isso, as pessoas celíacas devem procurar sempre o selo que confirme que o produto não contenha glúten. No caso de outras alergias alimentares, é essencial ler atentamente a lista de ingredientes para descartar a presença do alérgeno.

Infelizmente, em alguns casos, a cúrcuma é adulterada com tartrazina, um corante alimentar que pode causar reações alérgicas que, geralmente, se manifestam em forma de urticária.

View this post on Instagram

Mais do que um tempero 100% natural, a cúrcuma ou açafrão da terra, como também é conhecida, é repleta de compostos benéficos para a nossa saúde, especialmente a curcumina. ⠀ Diversos estudos comprovam seus efeitos positivos na nossa saúde como um todo, incluindo: • Ação antioxidante; • Propriedades antibacteriana, antiviral, antifúngica e antitumoral; • Ação antiadiarreia e diurética; • Efeito hepatoprotetor; • Ação antiespasmódica; ⠀ Mas não pára por aí. Estudos demonstram ainda que a cúrcuma é uma ótima aliada no fortalecimento do sistema imunológico, redução do colesterol e na proteção do sistema nervoso, incluindo ação antidepressiva. ⠀ Com tantos benefícios à saúde, a cúrcuma não pode ficar de fora do cardápio, não é mesmo?! E incluir essa especiaria no dia a dia é extremamente fácil, já que ela é super versátil, além de oferecer mais sabor e cor para os seus pratos. ⠀ Você pode começar incluindo a cúrcuma em pó como tempero de carnes (frango), frutos do mar, arroz, feijão, molhos, sopas e outros pratos salgados. Além de deixar suas refeições mais saborosas e saudáveis, você ainda diminui o uso de sal e temperos artificiais no seu dia a dia! ⠀ Outra forma de usar a cúrcuma em pó é adicionando-a a sucos naturais, especialmente em sucos detox! Mas vale lembrar que, independentemente da maneira que você for consumir, é muito importante manter uma alimentação balanceada e hábitos de vida saudáveis. 😉 ⠀ #alimentaçãosaudável #imunidadealta #vivasalute #organi

A post shared by Viva Salute by Organi (@vivasaluteoficial) on

Resumo

A cúrcuma e suas propriedades estão sendo investigadas continuamente, já que esta especiaria é uma opção natural, efetiva, econômica e de baixo risco para tratar diversas doenças e manter a saúde. Além disso, é cada vez mais importante no âmbito dos cosméticos naturais, principalmente em relação aos cuidados com a pele.

A curcumina, o principal composto ativo da raiz da Curcuma longa, possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, hepaprotetoras, antidiabéticas e cicatrizantes, entre muitas outras. Os suplementos de cúrcuma são usados como coadjuvantes no tratamento de artrite, doença inflamatória intestinal, refluxo ácido, diabetes e acne.

Se o nosso guia sobre a cúrcuma foi útil e interessante para você, compartilhe com seus amigos em suas redes sociais!

(Fonte da imagem destacada: Larkjit: 47729325 / 123rf.com)

Referências (22)

1. Krup V, Prakash H, Harini A. Pharmacological Activities of Turmeric (Curcuma longa linn): A Review [Internet]. Journal of Homeopathy & Ayurvedic Medicine. 2013.
Fonte

2. Saiz de Cos P. Cúrcuma I (Curcuma longa L.) [Internet]. 2014.
Fonte

3. Filella X, Molina R, Ballesta A. Estructura y función de las citosinas [Internet]. 2002.
Fonte

4. Jurenka J. Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research [Internet]. 2009.
Fonte

5. Vollono L et al. Potential of Curcumin in Skin Disorders [Internet]. 2019.
Fonte

6. Ak T, Gulçin I. Antioxidant and radical scavenging properties of curcumin [Internet]. 2008.
Fonte

7. Liguori I et al. Oxidative stress, aging, and diseases [Internet]. 2018.
Fonte

8. Dulbecco P, Savarino V. Therapeutic potential of curcumin in digestive diseases [Internet]. 2013.
Fonte

9. Akram M et al. Curcuma longa and curcumin: a review article [Internet]. 2010.
Fonte

10. Fazel Nabavi S et al. Curcumin: A Natural Product for Diabetes and its Complications [Internet]. 2015.
Fonte

11. Zhang D, Fu M, Gao SH, Liu JL. Curcumin and Diabetes: A Systematic Review [Internet].
Fonte

12. Rahmani S et al. Treatment of Non‐alcoholic Fatty Liver Disease with Curcumin: A Randomized Placebo‐controlled Trial [Internet]. 2016.
Fonte

13. Cole G, Teter B, Frautschy S. Neuroprotective effects of curcumin [Internet]. 2007.
Fonte

14. Mythri B, Bharath M. Curcumin: A Potential Neuroprotective Agent in Parkinson's Disease [Internet]. 2012.
Fonte

15. Kwiecien S et al. Curcumin: A Potent Protectant against Esophageal and Gastric Disorders [Internet]. 2019.
Fonte

16. Mun SH et al. Synergistic antibacterial effect of curcumin against methicillin-resistant Staphylococcus aureus [2013].
Fonte

17. Thangapazham RL, Sharma A, Maheshwari RK. Beneficial role of curcumin in skin diseases [Internet].
Fonte

18. Waghmare P et al. Turmeric as Medicinal Plant for the Treatment of Acne Vulgaris [Internet]. 2017.
Fonte

19. Gopinath H, Karthikeyan K. Turmeric: A condiment, cosmetic and cure [Internet]. 2018.
Fonte

20. Asokan S. Oil pulling therapy [Internet]. 2008.
Fonte

21. Takahashi M et al. Evaluation of an Oral Carrier System in Rats: Bioavailability and Antioxidant Properties of Liposome-Encapsulated Curcumin [Internet]. 2009.
Fonte

22. Bule M et al. Antidiabetic effect of quercetin: A systematic review and meta-analysis of animal studies [Internet]. 2019.
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Romina Cerutti Nutricionista
Licenciada em Nutrição e coach de saúde e bem-estar. Logo depois da graduação, começou a escrever artigos sobre alimentação e nutrição, pois percebeu que as pessoas liam muito sobre esse tema, mas na maioria das vezes, a informação obtida estava errada ou era falsa. Seu objetivo é escrever artigos verídicos, úteis e interessantes para o leitor.
Redatora do Saudável&Forte, Luiza pesquisa com muito cuidado e auxiliar na redação e edição de artigos relevantes que envolvem um dos temas que mais lhe interessam: o universo da suplementação.
Artigo
Krup V, Prakash H, Harini A. Pharmacological Activities of Turmeric (Curcuma longa linn): A Review [Internet]. Journal of Homeopathy & Ayurvedic Medicine. 2013.
Ir para a fonte
Artigo
Saiz de Cos P. Cúrcuma I (Curcuma longa L.) [Internet]. 2014.
Ir para a fonte
Artigo
Filella X, Molina R, Ballesta A. Estructura y función de las citosinas [Internet]. 2002.
Ir para a fonte
Artigo
Jurenka J. Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research [Internet]. 2009.
Ir para a fonte
Artigo
Vollono L et al. Potential of Curcumin in Skin Disorders [Internet]. 2019.
Ir para a fonte
Artigo
Ak T, Gulçin I. Antioxidant and radical scavenging properties of curcumin [Internet]. 2008.
Ir para a fonte
Artigo
Liguori I et al. Oxidative stress, aging, and diseases [Internet]. 2018.
Ir para a fonte
Artigo
Dulbecco P, Savarino V. Therapeutic potential of curcumin in digestive diseases [Internet]. 2013.
Ir para a fonte
Artigo
Akram M et al. Curcuma longa and curcumin: a review article [Internet]. 2010.
Ir para a fonte
Artigo
Fazel Nabavi S et al. Curcumin: A Natural Product for Diabetes and its Complications [Internet]. 2015.
Ir para a fonte
Artigo
Zhang D, Fu M, Gao SH, Liu JL. Curcumin and Diabetes: A Systematic Review [Internet].
Ir para a fonte
Artigo
Rahmani S et al. Treatment of Non‐alcoholic Fatty Liver Disease with Curcumin: A Randomized Placebo‐controlled Trial [Internet]. 2016.
Ir para a fonte
Artigo
Cole G, Teter B, Frautschy S. Neuroprotective effects of curcumin [Internet]. 2007.
Ir para a fonte
Artigo
Mythri B, Bharath M. Curcumin: A Potential Neuroprotective Agent in Parkinson's Disease [Internet]. 2012.
Ir para a fonte
Artigo
Kwiecien S et al. Curcumin: A Potent Protectant against Esophageal and Gastric Disorders [Internet]. 2019.
Ir para a fonte
Artigo
Mun SH et al. Synergistic antibacterial effect of curcumin against methicillin-resistant Staphylococcus aureus [2013].
Ir para a fonte
Artigo
Thangapazham RL, Sharma A, Maheshwari RK. Beneficial role of curcumin in skin diseases [Internet].
Ir para a fonte
Artigo
Waghmare P et al. Turmeric as Medicinal Plant for the Treatment of Acne Vulgaris [Internet]. 2017.
Ir para a fonte
Artigo
Gopinath H, Karthikeyan K. Turmeric: A condiment, cosmetic and cure [Internet]. 2018.
Ir para a fonte
Artigo
Asokan S. Oil pulling therapy [Internet]. 2008.
Ir para a fonte
Artigo
Takahashi M et al. Evaluation of an Oral Carrier System in Rats: Bioavailability and Antioxidant Properties of Liposome-Encapsulated Curcumin [Internet]. 2009.
Ir para a fonte
Artigo
Bule M et al. Antidiabetic effect of quercetin: A systematic review and meta-analysis of animal studies [Internet]. 2019.
Ir para a fonte