Canabidiol
Ultima atualização: 29 de abril de 2020

Todo mundo já ouviu falar na cannabis. Seus efeitos psicoativos se popularizaram com seu uso puramente recreativo. Mas, você sabia que a planta da maconha possui um composto com propriedades curativas? Neste artigo, vamos te apresentar o canabidiol, um remédio natural para a dor e ansiedade.

O CBD, ou canabidiol, é obtido das folhas e flores secas da Cannabis sativa. Não deve ser confundido com o THC ou tetra-hidrocanabinol, a molécula responsável pelos efeitos eufóricos da maconha. Pelo contrário, o canabidiol tem um efeito anticonvulsivante e é capaz de reduzir a transmissão de sinais dolorosos ao cérebro.

O mais importante

  • O canabidiol é um canabinóide que não possui efeitos psicoativos. Não provoca alterações no comportamento nem na percepção.
  • Foi comprovada sua eficácia como tratamento da epilepsia resistente ao tratamento.
  • Alguns especialistas veem o CBD como uma solução contra a insônia, ansiedade, dor crônica e náuseas. Estes supostos benefícios são encontrados em poucos estudos e sua comercialização ainda tem muitas restrições no Brasil.

Os melhores produtos de canabidiol do mercado: Nossas recomendações

A legislação brasileira, atualmente, não permite o uso livre do canabidiol. Embora a substância não esteja proibida, já que não possui efeitos psicoativos, está submetida a uma legislação restritiva que dificulta sua compra.

É proibido o cultivo da cannabis no Brasil, e para importar, é preciso seguir alguns passos, começando com a autorização da Anvisa (2). Depois de avaliar os principais produtos disponíveis no mercado, vamos recomendar alguns distribuidores que são muito bem reconhecidos no Brasil. São produtos de alta qualidade e com um ótimo serviço. Vamos verificar melhor abaixo:

O melhor óleo de canabidiol 20%

Este frasco com 10ml de óleo de CBD da Nordic Oil tem uma concentração de 20% de canabidiol. Com uma qualidade premium, possui cerca de 250 gotas do produto. É fabricado com extrato orgânico e é vegano. Não possui corantes, nem conservantes.

Uma opção de canabidiol em cápsulas

Esta opção da Provacan de CBD é em cápsulas, com 30 em cada embalagem e cada cápsula contém 24g de óleo de canabidiol. Esta versão pode ser mais fácil de ser consumidas para quem tem dificuldade em se adaptar com o sabor do óleo, são muito mais convenientes e com alta qualidade.

Uma opção de CBD em creme

Este creme para mãos da Nordic Cosmetics é feito com CBD e Aloe Vera. Ele proporciona hidratação intensa para a pele, tem um efeito calmante e fornece um efeito radiante. Com 100mg de canabidiol, este produto tem 50mg e também é indicado para irritações e auxílio no processo de regeneração da pele.

O melhor óleo de canabidiol 10%

Este frasco contém 10ml de óleo de CBD da Formula Swiss, com 10% de concentração de canabidiol. Com um conta gotas, este produto é livre de parabenos, corantes artificiais, pesticidas, herbicidas, nicotina e é 100% livre de toxinas, metais pesados, solventes e canabinóides sintéticos.

Guia de compras: Tudo que você precisa saber sobre o canabidiol

A planta da maconha tem sido utilizada desde os tempos antigos como elemento ornamental, têxtil e medicinal. No entanto, a sociedade visualiza a cannabis com uma função puramente recreativa. Foi necessária uma mudança de mentalidade para começar a valorizar o canabidiol como um remédio contra doenças que pareciam ser intratáveis.

CBD

Isolar o CBD do THC permite aproveitar ao máximo suas propriedades medicinais. (Fonte: Amikishiyev: 115143267/ 123rf.com)

O que é exatamente o canabidiol?

O canabidiol é um composto que pertence a família dos canabinóides. Estas moléculas possuem a capacidade de interagir com os receptores canabinóides presentes no organismo, modulando processos como fome, sono, humor, temperatura corporal e memória. São divididos em dois tipos principais:

  • Receptores canabinóides do tipo 1 (CB1): Abundante no cérebro, fígado, pâncreas e gorduras periféricas.
  • Receptores canabinóides do tipo 2 (CB2): São encontrados principalmente em células do sistema imunológico.

É possível dividir os canabinóides em: fitocanabinóides (sintetizados de forma natural pela planta cannabis), endocanabinóides (criados pelo próprio organismo) e canabinóides sintéticos (fabricados em laboratórios).

O CBD é um fitocanabinóide com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. O canabidional foi descoberto em 1940, embora seus efeitos não tenham sido conhecidos até a década de 60.

Foi concluido que os efeitos psicoativos do THC são produto da interação com o receptor CB1. O canabidiol tem pouca afinidade por este receptor, portanto, conserva seus efeitos medicinais sem causar alterações na consciência.

Como o canabidiol atua no corpo?

Embora o canabidiol tenha pouca afinidade pelos receptores CB1 e CB2, é capaz de se unir a outras estruturas celulares. Foi comprovado que esta molécula possui efeitos antioxidantes, anti-inflatórios e neuro protetores.

Na tabela abaixo, você vai encontrar informações mais concretas sobre os principais efeitos do CBD no organismo:

Sistema Função
Nervoso Neurogênese, criação de conexões neuronais e redução da inflamação
Imunológico Supressão de mediadores da inflamação
Gastrointestinal Diminuição da inflamação, redução da sensibilidade intestinal e atraso no esvaziamento gástrico
Metabolismo Efeitos sobre o apetite e na produção de energia
Respiratório Efeitos anti-inflamatórios e broncodilatadores
Cardiovascular Vasodilatação
Tegumentar (pele, unhas e cabelo) Efeitos anti-inflamatórios e diminuição da produção de oleosidade

Atualmente, estes efeitos do canabidiol estão sendo estudados. A maioria dos estudos clínicos comprovaram os efeitos do canabidiol em animais.

Os estudos em voluntários humanos mostraram resultados promissores, mas será necessário examinar estas descobertas mais de perto antes de estabelecer conclusões exatas.

Por último, você deve considerar que estas ações se referem ao uso do CBD isolado e separado do THC. Se estas duas substâncias forem utilizadas juntas, os efeitos do CBD serão diferentes. Neste caso, o canabidiol irá modular as ações psicoativas do THC, suavizando o efeito eufórico.

CBD

Muitos estudos demonstraram que o óleo de CBD pode aliviar os sintomas de muitas doenças. (Fonte: Roi: 86787622 / 123rf.com)

Quais os benefícios do canabidiol?

Nos últimos anos, o canabidiol se popularizou como um remédio natural diante de sintomas intratáveis com a medicina atual. Seu uso foi popularizado depois de um tratamento bem-sucedido da epilepsia recorrente em crianças.

Na lista abaixo, vamos mostrar uma série de doenças que respondem à administração do CBD:

  • Convulsões e epilepsia: o uso do CBD reduz a frequência e a gravidade das convulsões epilépticas de alguns pacientes resistentes ao tratamento convencional.
  • Dor crônica neuropática: esta dor, causada por uma lesão nervosa, é muito difícil de ser tratada com a medicina atual. Algumas pessoas utilizam o canabidiol para aliviar os sintomas.
  • Fibromialgia: esta doença causa dor generalizada, insônia e fadiga. O uso do CBD forneceu uma melhora nos sintomas de alguns pacientes.
  • Acne: a administração de CBD (por via tópica ou oral) pode ser capaz de diminuir a formação de oleosidade e inflamação na pele.
  • Hipertensão: o canabidiol tem um pequeno efeito hipotensivo, que pode contribuir com a diminuição da pressão arterial em pessoas hipertensas.
  • Nauseas e vômitos: o CBD foi utilizado para tratar nauseas e vômitos consequentes da quimioterapia.
  • Falta de apetite: o canabidiol pode estimular o apetite em pessoas doentes, debilitadas e com falta de apetite.
  • Ansiedade e insônia: o CBD tem propriedades ansiolíticas. Não é um sedativo, no entanto, parece promover o sono e aliviar o nervosismo.
  • Obesidade: o canabidiol pode ser capaz de alterar a composição de gordura corporal, facilitando sua metabolização.
  • Doenças inflamatórias intestinais e doença de Crohn: os efeitos anti-iflamatórios do canabidiol podem aliviar os desconfortos causados por estas doenças.
  • Dispareunia (dor nas relações sexuais): o CBD, utilizado em formato de lubrificante ou óleo, permite relações sexuais prazerosas e livres de dor.
  • Endometriose: o canabidiol pode aliviar a dor causada por esta doença que afeta milhares de mulheres.
  • Asma: visto que o canabidiol tem um efeito broncodilatador, sua utilidade no tratamento da asma resistente a outros tratamentos é investigado.
CBD

O canabidiol tem muitas propriedades medicinais. (Fonte: Vasilev: 114271235 / 123rf.com)

Lembre-se que estes resultados foram obtidos através de estudos clínicos em fases muito iniciais. Muitos destes efeitos apareceram in vitro ou durante testes com animais.

Será necessário ampliar a investigação com o canabidiol antes de poder estabelecer conclusões exatas sobre os seus efeitos. O canabidiol também se mostra efetivo contra doenças mais graves.

Algumas pessoas argumentam que ele é capaz de freiar o avanço de células cancerígenas. Esta afirmação é atrativa, mas ainda precisa ser validada por dados clínicos. Os especialistas estão investigando incansavelmente a veracidade desta hipótese.

Em quais formatos o canabidiol está disponível?

Se você deseja consumir o canabidiol separadamente do restante dos canabinóides presentes na planta da cannabis, será necessário isolar esta molécula através de uma série de processos químicos, como a extração com álcool ou com CO2.

O canabidiol será então disponível em algum dos seguintes formatos disponíveis:

Formato Tempo para efeito Advertências
Óleo de CBD 20-40 minutos Pode conter álcool, vinagre, etanol ou sabores artificiais
Cremes ou loções 20-30 minutos Não penetram na corrente sanguínea, seus efeitos são limitados a área de aplicação
CBD inalado Imediato Exige várias inalações para ser efetivo, seus efeitos se dissipam rapidamente
Cápsulas de CBD 2 horas A cápsula pode conter ingredientes tóxicos, a gelatina não é apta para veganos

Neste guia, vamos nos concentrar, principalmente, no óleo de CBD. Outras formas, como o inalado são associados a efeitos nocivos a nível pulmonar, causado pela combustão do produto nas vias respiratórias.

As cápsulas moles, geralmente possuem gelatina, por isso não são aptas para veganos ou vegetarianos. A forma mais segura e versátil de administrar o canabidiol é o óleo.

O óleo fornece muito mais liberdade na hora de escolher a dose e o modo de aplicação mais adequado para o seu caso. Lembre de escolher um fabricante de confiança e, se você é vegano, tenha certeza que o produto é livre de aditivos de origem animal.

Mas, o canabidiol é legal no Brasil?

A situação legal do canabidiol no Brasil é um pouco complicada. A Anvisa liberou a utilização do canabidiol para uso medicinal em casos específicos, mas o cultivo ainda é proibido no país (1).

Para comprar o canabidiol no Brasil, é obrigatório ter receita médica.

O produto pode ser importado, seguindo a regulamentação vigente, e está começando a ser produzido no Brasil, com matéria prima importada, e sendo comercializado em algumas farmácias.

Então, para conseguir importar o canabidiol, você vai precisar da receita médica e também um laudo do seu médico, fazer um cadastro na Anvisa, que será aprovado, para então conseguir importar o produto. Para comprar em farmácias, quando possível, é necessário a receita médica (3).

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), não há riscos associados com o consumo do canabidiol. Mas a responsabilidade de regularizar o uso fica nas mãos do governo de cada país.

Como utilizar o óleo de CBD?

O CBD é uma substância que está sendo estudada, portanto a dose diária recomendada ainda não foi estabelecida. Em linhas gerais, é considerada “uma dose baixa de canabidiol” a ingestão de quantidades menores a 25mg/dia.

A “dose média” é cerca de 25-50 mg/dia. Valores acima deste são considerados “doses altas”. Embora ainda não seja muito consumido no Brasil, o canabidiol é muito populares em outros países, como os EUA.

Especialistas americanos recomendam começar com a menor dose possível (2,5mg, duas vezes ao dia) e aumentar progressivamente a quantidade até obter o efeito desejado.

O óleo também pode ser utilizado aplicado na pele, nas áreas inflamadas ou doloridas (em casos de artrite, por exemplo). Também é possível utilizar para tratar a acne ou dermatite. Basta aplicar o óleo na área com problemas e deixar absorver completamente.

Quais efeitos colaterais do uso do canabidiol?

O uso do canabidiol é considerado, em geral, seguro. Esta substância é rapidamente absorvida e é eliminada totalmente pela urina em cerca de 18 horas. Foram descritos casos de sonolência após utilizar concentrações muito altas (mais de 150mg/dia).

Outros efeitos colaterais que podem aparecer são:

  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Menor produção de saliva (“boca seca”);
  • Alterações de apetite e peso corporal;
  • Hipotensão e tontura.

Os efeitos colaterais graves dos canabinóides (como paranóia e disturbios de memória) são associados ao consumo do THC. No entanto, se você utilizar o canabidiol com frequência, recomendamos que você monitore seus níveis de enzimas hepáticas, já que algumas pessoas descreveram alterações nesses parâmetros.

OMSComitê de especialistas da OMS

“Em geral, é considerado que o CBD tem uma toxidade relativamente baixa, embora não tenham sido estudados todos seus possíveis efeitos colaterais.”

Quais as contra indicações do canabidiol?

Como qualquer substância, o CBD tem uma série de contraindicações. Embora este canabinóide seja considerado seguro se utilizado em pessoas saudáveis, indivíduos com determinadas doenças devem ter precaução na hora de utilizar esta substância.

As principais doenças que contraindicam o uso do canabidiol são:

  • Doença de Parkinson: as doses muito elevadas de canabidiol podem piorar a capacidade de movimento destes pacientes.
  • Doenças psiquiátricas graves: foi descrito um alívio dos sintomas destas doenças nos primeiros dias, seguido de um efeito “rebote” que pode piorar o quadro psiquiátrico.
  • Distúrbios hepáticos: o canabidiol é metabolizado no fígado. Se este órgão não funciona corretamente, o canabidiol não poderá ser eliminado do organismo.
  • Distúrbios cardiovasculares graves: os canabinóides foram relacionados, em geral, com um aumento na incidência de problemas cardiovasculares. Pessoas com algum tipo de problema cardíaco devem ter cuidado ao utilizar o canabidiol.

Estas contraindicações se referem ao consumo do óleo de CBD por via oral. Se você utilizar o produto de forma tópica, você não precisa se preocupar com estas contraindicações, já que através da pele o canabidiol penetra minimamente no sangue.

Além dessas indicações, mulheres grávidas ou amamentando devem evitar o uso do canabidiol, já que não existem estudos suficientes nestes pacientes até o momento.

Canabidiol

O CBD não é psicoativo e legal em vários países. (Fonte: Oubkaew: 105348048 / 123rf.com)

O canabidiol pode afetar minha medicação?

O óleo de CBD administrado por via oral vai chegar no fígado e será metabolizado graças a uma série de proteínas conhecidas como “citocromo P450”. Muitos medicamentos dependem da ação desta proteína para seu correto metabolismo.

Tenha cuidado se você consome alguma destas substâncias:

  • Álcool;
  • Corticosteróides;
  • Estatinas;
  • Anti-hipertensivos;
  • Anti-histamínicos;
  • Procinéticos;
  • Tratamento para o HIV;
  • Imunossupressores;
  • Benzodiacepínicos;
  • Antiarrítmicos;
  • Antibióticos;
  • Antipsicóticos;
  • Antidepressivos;
  • Antiepiléticos;
  • Bloqueadores beta;
  • IECA (anti-inflamatórios não esteróides);
  • Antidiabéticos orais.

O uso combinado do canabidiol e algumas destas substâncias pode atrasar a eliminação de ambos compostos, aumentando os níveis de CBD e do medicamento a níveis muito elevados.

Se você continuar o tratamento com alguma destas substâncias ou se você consome muito álcool, verifique com seu médico antes de utilizar o canabidiol.

James GiordanoProfessor de Neurologia e Bioquímica

“Quanto mais álcool você beber, maior é o efeito do canabidiol, obtendo um efeito maior de ambos. Porém, o nível de intoxicação também será maior: perda de controle, inibição e coordenação motora.”

Critérios de compra

Tenha muito cuidado quando você decidir adquirir um produto de CBD. Existem muitas opções disponíveis, mas nem todos são adequados. Para escolher um bom produto, é importante considerar alguns critérios de compra, preste muita atenção nos itens abaixo:

Origem dos ingredientes

Escolha um fabricante que extraia o óleo de canabidiol de fontes naturais. Os canabinóides sintéticos são mais baratos para produzir, mas possuem uma série de efeitos colaterais indesejáveis.

Além disso, escolha uma marca que não utilize plantas tratadas com pesticidas. É fundamental que o óleo de canabidiol seja livre de substâncias tóxicas.

Concentração de CBD

Os produtos com óleo de CBD contém canabidiol em concentrações variáveis. Os efeitos mais suaves são fornecidos com concentrações baixas de CBD (cerca de 5%), enquanto os preparados com 10-15% de canabidiol são reservados para casos mais graves, que exijam um efeito rápido e potente.

foco

Você sabia que o primeiro endocanabinóide descoberto foi batizado com o nome de “Anandamida”? Em sânscrito, essa palavra significa “felicidade interior”.

Concentração de outros canabinóides

Embora o óleo de CBD deva conter apenas este canabinóide como princípio ativo, foram detectadas pequenas concentrações de THC em 1 a cada 5 produtos.

Este molécula possui propriedades psicotrópicas, portanto, verifique se o seu óleo contém apenas CBD se você deseja evitar efeitos eufóricos e alucinógenos.

Tipo de óleo utilizado

Uma vez que o canabidiol for extraído da planta cannabis, deve ser dissolvido em um local adequado.

O azeite de oliva e o óleo de gergelim são os compostos mais populares na hora de diluir o canabidiol. Se você é alérgico a alguma destas substâncias, se informe bem antes de adquirir um destes produtos.

Embalagem e conservação

Escolha uma embalagem que permita a conservação de CBD em condições ideais durante o maior tempo possível.

Um dosador com conta gotas e um recipiente opaco vão isolar o canabidiol da exposição ao ar e a luz, aumentando a vida útil do produto. Uma vez aberto, o óleo de canabidiol se conserva em boas condições cerca de três meses.

Resumo

O canabidiol ou CBD, é uma substância muito promissora. Seu grande potencial para lidar com sintomas resistentes a medicina atual intriga médicos, químicos e farmacêuticos. É possível que nos próximos anos haja muitas mudanças em relação a esta molécula. Uma coisa está clara: o canabidiol chegou para ficar.

Embora o CBD seja uma substância com propriedades maravilhosas, nunca deve substituir o tratamento médico. Não tome decisões drásticas e consulte um especialista antes de iniciar um tratamento. Se você utilizar este produto com precaução, poderá melhorar sua qualidade de vida e evitar efeitos desagradáveis.

Você gostou do nosso guia sobre canabidiol? Deixe um comentário para nós e compartilhe em suas redes sociais.

(Fonte da imagem destacada: Roi: 86787652/ 123rf.com)

Referências (3)

1. O Guia Definitivo Sobre o Canabidiol (CBD)
Fonte

2. Orientações sobre importação de produtos derivados de Cannabis
Fonte

3. Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Anabel Rodríguez Formada em Medicina
Formada em Medicina, tem como missão utilizar o método científico para encontrar novas formas de potencializar o rendimento esportivo e intelectual das pessoas. Quer conversar com as pessoas que desejam se informar sobre suplementação com base em evidências. Seus suplementos favoritos são a L-teanina e as vitaminas do grupo B.
Redatora do Saudável&Forte, Luiza pesquisa com muito cuidado e auxiliar na redação e edição de artigos relevantes que envolvem um dos temas que mais lhe interessam: o universo da suplementação.
Artigo
O Guia Definitivo Sobre o Canabidiol (CBD)
Ir para a fonte
Portal Anvisa
Orientações sobre importação de produtos derivados de Cannabis
Ir para a fonte
Artigo
Cannabis medicinal no Brasil: veja o que muda com as novas regras da Anvisa
Ir para a fonte