Imagem de um homem se exercitando com uma corda.
Ultima atualização: 30 de junho de 2021

Como escolhemos

13Produtos analisados

15Horas investidas

3Estudos avaliados

60Comentários coletados

A corda naval é um acessório bastante comum em academias de musculação e ginástica funcional. Existem diferentes modelos de corda naval, que podem ser utilizados em exercícios focados para membros superiores.

Mas como existe uma grande variedade de modelos, você precisa conhecer suas possibilidades e aprender como incluir a corda naval em seus treinos. Continue lendo este artigo para saber mais sobre o assunto.




Primeiro, o mais importante

  • Entre as principais características que influenciam na escolha de uma corda naval, estão material, comprimento, espessura, peso e empunhadura.
  • Duas das características que você não deve errar é o tamanho e peso da corda naval, pois quando inadequados, oferecem riscos para sua saúde e segurança durante a prática esportiva.
  • Você pode usar a corda naval em exercícios funcionais voltados para o fortalecimento dos músculos dos membros superiores e core.

Melhores modelos de corda naval: nossas recomendações

Quem quer começar a praticar atividade física com uma corda naval precisa escolher um modelo adequado ao seu nivel de habilidade no treino. Separamos os melhores modelos de corda naval na lista abaixo, incluindo variedade:

Guia de compra: tudo o que você precisa saber sobre corda naval

A corda naval é um equipamento de ginástica essencial para quem deseja exercitar os músculos dos membros superiores, pois trabalha força, resistência, mobilidade e coordenação motora, além de proporcionar incontáveis benefícios. Continue a leitura para saber mais sobre o assunto.

Imagem de uma mulher fazendo exercícios com uma corda.

Imagem de uma mulher fazendo exercícios com uma corda. (Fonte: Scott Webb/ Unsplash.com)

O que é uma corda naval?

A corda naval possui esse nome pois originalmente era utilizada em embarcações e portos. Com o decorrer do tempo, esportistas perceberam que a corda naval era excelente para um treino funcional, preparação para lutas, entre outros esportes.

Tanto que a corda naval é encontrada com facilidade em academias de ginástica. Agora chamada de training rope, este modelo possui diferentes comprimentos, de nove a dezesseis metros de comprimento, 1,5 a 2 polegadas de espessura e peso que chega aos 25 Kg.

Quanto maior o comprimento, diâmetro e peso da corda naval, mais desafiadores serão os exercícios.

Para que serve uma corda naval?

Uma corda naval pode ser utilizada em diferentes estilos de treino, especialmente em exercícios que envolvem movimentos dinâmicos e ondulatórios que fortalecem os músculos do core e dos membros superiores.

A corda naval também pode ser utilizada em movimentos de erguer, puxar, simular uma escalada, ou mesmo em exercícios que envolvem os movimentos de agachamentos e deslocamentos.

Quais são os benefícios associados a se exercitar com uma corda naval?

Existem inúmeros benefícios associados a se exercitar com uma corda naval, como você confere na tabela abaixo:

Vantagens
  • Ganho de resistência muscular
  • Emagrecimento saudável
  • Alto gasto calórico
  • Melhora na postura corporal
  • Ativação do metabolismo
  • Ganho de coordenação motora
  • Ganho de força e precisão dos braços e antebraços
  • Exercícios dinâmicos e divertidos
Desvantagens
  • Pode causar lesões devido a intensidade dos movimentos

Quais exercícios podem ser feitos com uma corda naval?

Preparamos uma lista com alguns exercícios realizados com uma corda naval, mas antes gostaríamos de passar algumas recomendações. É importante que um atleta iniciante realize os exercícios por 20 a 30 segundos e em 10 a 20 repetições.

Conforme você ganhar resistência e habilidade, é importante fazer algumas modificações no treino e aumentar a execução dos exercícios para 40 a 45 segundos, novamente em 10 a 20 repetições, realizando um circuito.

  • Batida de corda simultânea: bate a corda dos dois lados de uma maneira simultânea.
  • Batida de corda unilateral: em uma posição similar ao exercício anterior, você deve bater a corda com um braço de cada vez.
  • Agachamento: você deve realizar um dos movimentos anteriores, mas intercalar com uma série de agachamentos.
  • Jumping jacks: esse exercício envolve saltos similares aos polichinelo, enquanto deve baixar a corda naval no chão ao abaixar os braços.

Como escolher uma corda naval para crossfit?

A corda naval é um dos equipamentos utilizados para realizar exercícios de crossfit. Para começar a praticar os exercícios, você só precisa encontrar a corda adequada para você. Quem é iniciante, deve escolher uma corda pequena, com até 10 metros de comprimento.

Quem está em nível intermediário, deve escolher uma corda naval com cerca de 12 metros de comprimento, enquanto atletas em nível avançado devem escolher uma corda maior, com 16m de comprimento.

Imagem de pessoas em uma aula de crossfit.

O comprimento da corda naval deve ser compatível com o nível de habilidade do atleta. (Fonte: Inspired Horizons Digital Marketing/ Unsplash.com)

Como fazer um treino com corda naval?

Para fazer um treino com corda naval, você deve incluir exercícios variados, dos mais simples aos mais complexos, desde que adequados ao seu nível de habilidade física. Mas antes de praticar os exercícios é importante prender a corda em um respaldar.

Cada exercício possui duração média de 30 segundos e devem ser repetidos de 10 a 20 vezes, mas é importante intercalar os exercícios. Você pode realizar os exercícios com um braço de cada vez ou com os dois braços ao mesmo tempo.

Mas para evitar possíveis problemas na coluna durante os movimentos, é preciso manter a estabilidade do tronco, para isso, mantenha a coluna ereta, tronco levemente inclinado, abdômen contraído e pernas semiflexionadas para garantir o equilíbrio.

Além disso, sugerimos que você priorize a qualidade dos movimentos e realize os exercícios lentamente ao invés de realizá-los rapidamente e incorretamente.

Quais são os tipos de cordas navais?

Você encontra dois modelos de cordas navais: torcidas e trançadas. O modelo torcido oferece excelente equilíbrio e flexibilidade, pois essa corda é mais maleável, devido a disposição das fibras da corda, que abrem e fecham.

Em contrapartida, a corda trançada costuma ser mais rígida, o que aumenta a intensidade dos exercícios. Esse modelo também costuma ser mais durável, pois o trançado não solta com facilidade.

Critérios de compra: Como escolher a melhor corda naval

Mencionamos anteriormente que a escolha de uma corda naval deve ser feita com cuidado, pois o equipamento deve ser compatível com seu nível de habilidade, caso contrário, você estará se sujeitando a lesões ao invés de aproveitar os benefícios associados aos exercícios com a corda naval. No momento da compra, analise os seguintes critérios:

Tamanho

O tamanho da corda naval deve ser compatível com seu nível de habilidade. As cordas com 9 a 10 metros de comprimento são indicadas para iniciantes, 11 a 12 metros de comprimento para intermediários e 13 a 16 metros para atletas experientes.

Mas não podemos considerar apenas isso. Cordas curtas oferecem movimentos menos fluídos, enquanto cordas longas oferecem movimentos fluídos. Portanto, avalie essas duas variáveis no momento da compra.

Material

Você encontra opções de corda naval com fibras torcidas ou trançadas, que podem ser confeccionadas em materiais naturais como sisal ou sintéticos como nylon, poliéster ou polipropileno.

O material da corda determina a finalidade de uso, sendo sisal indicado para atividades em ambientes externos, enquanto as cordas de materiais sintéticos funcionam para ambientes internos e externos.

Você também encontra modelos encapados que são duráveis, pois essa capa protege a corda de atritos que não apenas a desgastam, mas danificam sua estrutura.

Imagem de um homem treinando com uma corda.

O material da corda naval influencia diretamente na usabilidade do equipamento. (Fonte: Cesar Galeão/ Pexels.com)

Peso

O comprimento e material da corda naval influenciam diretamente em seu peso. Os modelos mais leves são indicados para atletas iniciantes e mulheres. Conforme o atleta avança na técnica, é recomendado aumentar o comprimento e peso da corda naval. Mas fique atento, pois o excesso de peso pode causar torções e lesões.

Diâmetro

A espessura da corda naval também deve ser analisada, pois quanto maior essa medida, menos flexível e mais pesada será a corda. Você encontra modelos com 1,5 a 2 polegadas ou com 38 mm a 51 mm de espessura.

Para treino de força, resistência e hipertrofia, recomendamos a compra de uma corda mais grossa. Enquanto uma corda mais fina serve para treino de agilidade.

Flexibilidade

O enlace e fibras utilizadas na confecção da corda naval determinam a flexibilidade deste acessório. Modelos rígidos não são tão interessantes quanto os modelos flexíveis, que além de mais suaves e fáceis de mover, também são mais práticos de armazenar e transportar, por causa do volume.

Empunhadura

Por fim, analise também a empunhadura da corda naval e tenha em mente que um modelo sem essa peça pode causar não apenas incômodo, quanto bolhas e calos nas mãos que influenciam diretamente em sua performance esportiva.

Uma corda naval com empunhadura em tecido ou borracha garante melhor aderência das mãos e proporciona muito mais conforto e segurança durante os exercícios, permitindo que você aumente a intensidade dos movimentos.

Resumo

Como você aprendeu com a leitura deste artigo, a corda naval é um equipamento muito versátil, que permite a execução de diversos exercícios, que podem ser realizados em casa ou em uma academia.

Você só precisa encontrar uma corda naval compatível com você, de acordo com suas principais características como comprimento, espessura, peso, material, entre outras. Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário abaixo.

(Fonte da imagem destacada: Karsten Winegeart/ Unsplash.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas