dieta para diarreia
Ultima atualização: 15 de dezembro de 2020

Como escolhemos

127Produtos analisados

15Horas investidas

12Estudos avaliados

321Comentários coletados

Você está com dor no estômago? É uma simples indigestão ou algo a mais? Talvez você comeu alguma coisa estragada ou está com algum tipo de vírus que está causando dores e desconforto. Felizmente, na maioria dos casos, seu desconforto vai desaparecer em alguns dias. Enquanto isso, uma dieta para diarreia pode te ajudar a se sentir melhor.

Este tipo de dieta é uma forma de alimentação especial para estes dias de desconforto intestinal onde você sente cólicas e náuseas, além da diarreia. Embora esta dieta não cure o problema, ela pode ajudar a diminuir as idas ao banheiro. Quer saber mais sobre este tipo de dieta? Então, continue lendo este artigo!




O mais importante

  • A dieta para diarreia é um tipo de "dieta leve" especial para aliviar os sintomas da indigestão ou de algum vírus estomacal. Geralmente, esta dieta é iniciada quando você é capaz de tolerara a ingestão de líquidos (água ou soro).
  • Este dieta inclui alimentos cozidos e baixos em gorduras, carboidratos refinados e muito líquido. Ficam proibidos os molhos, o leite, alimentos ricos em fibras, refrigerantes, entre outros.
  • Durante os dias de dieta, lembre-se de se hidratar bem, fazer refeições pequenas ao longo do dia e permanecer alerta aos sinais que indiquem que sua diarreia piorou. Você também pode incluir probióticos na sua dieta.

Complementos para a dieta para diarreia: os melhores suplementos

Você está com problemas no estômago? Seu médico indicou tomar soro e seguir uma dieta para diarreia até que você se recupere? Nesta seção, você poderá conferir nossa seleção de produtos para criar a melhor dieta para a diarreia. Vão te ajudar a se sentir melhor!

O probiótico favorito dos usuários

Nesse momento, o produto selecionado não está disponível no fornecedor. Por isso, o substituímos por outro com características similares. Para relatar um problema.

Das Problem mit diesem Produkt wurde gemeldet. Danke!

Para recuperar a flora intestinal após um período de problemas, o melhor é recorrer aos probióticos. Esta opção da Puritan's Pride conta com 20 bilhões de culturas ativas, de 10 diferentes cepas, ideal para manter o intestino em equilíbrio. Em uma embalagem com 120 cápsulas, a dose recomendada é de 2 ao dia.

O melhor probiótico com diversos benefícios

O probiótico da PB8 é composto por 14 bilhões de bactérias benéficas de 8 cepas diferentes, que contribuem para uma digestão mais saudável, além de muitos outros benefícios, como melhora do sistema imunológico e auxilia o corpo a absorver os nutrientes dos alimentos. Em uma embalagem com 120 cápsulas, a indicação de consumo é de 2 cápsulas por dia.

A melhor opção de probiótico em pó

Nesse momento, o produto selecionado não está disponível no fornecedor. Por isso, o substituímos por outro com características similares. Para relatar um problema.

Das Problem mit diesem Produkt wurde gemeldet. Danke!

Se você não gosta de cápsulas, os sachês de probióticos em pó da Vitafor são muito práticos, já são divididos em doses, contém 5 diferentes cepas com 5 bilhões de bactérias e estas bactérias são liofilizadas, o que dispensa a necessidade de ficar na geladeira. A embalagem vem com 30 sachês, você deve consumir 1 por dia, para isso, basta misturar o conteúdo em cerca de 100 ml de água, misture bem até ficar homogêneo e beba imediatamente.

Tudo sobre a dieta para diarreia

A dieta para diarreia combina alimentos fáceis de digerir, pobres em fibras e baixos em gorduras. É utilizada para aliviar a diarreia, as náuseas, os vômitos e cólicas causadas por vírus estomacais ou indigestão. No entanto, não é uma dieta adequada para crianças.

dieta para diarreia

A dieta para diarreia ajudará os adultos a aliviar os sintomas de uma indigestão. (Fonte: Sritham: 142580078 / 123rf.com)

O que é a dieta para diarreia?

A dieta para diarreia ou dieta adstringente é um plano de alimentação desenvolvido para melhorar o desconforto causado por uma indigestão ou uma gastroenterite viral (coloquialmente chamada de "vírus estomacal").

Desta forma, ela age aliviando a diarreia, vômitos e náuseas, enquanto o trato intestinal volta ao normal. As indigestões e os vírus intestinais se curam "sozinhos" na maioria dos casos, em um período entre três e sete dias.

Portanto, o objetivo da dieta para diarreia não é de acelerar a recuperação, mas sim fazer com que você se sinta melhor mais rápido (1).

Quais são os benefícios da dieta para diarreia?

Os alimentos estragados ou os vírus estomacais danificarão de forma temporal o intestino e vão alterar sua função. Durante este período, é possível que o seu corpo não consiga tolerar sua dieta comum, sofrendo cólicas, diarreia, náuseas e vômitos (2).

A dieta para diarreia vai te ajudar a se manter hidratado.

Enquanto seu trato intestinal se recupera, você deve se manter hidratado e evitar a perda de eletrólitos. Caso contrário, você vai sofrer fadiga, debilidade muscular e, inclusive, confusão mental e tontura.

A dieta adstringente é uma forma de comer "mais inteligente", você vai evitar os alimentos mais difíceis de digerir. Ao oferecer ao intestino estes produtos, você vai conseguir se alimentar, evitando a perda de nutrientes e se mantendo hidratado.

O objetivo final desta dieta é que seu trato digestivo se recupere corretamente e comece a tolerar os alimentos "cotidianos". Se não aparecerem complicações, este plano alimentar vai permitir seguir uma vida mais confortável, até que você consiga se alimentar normalmente.

Então, os benefícios desta dieta são os seguintes (3):

  • Alivio de cólicas, náuseas e diarreia durante o período de recuperação de uma gastroenterite ou uma indigestão.
  • Garante o fornecimento de nutrientes, eletrólitos e líquidos. mesmo que o trato digestivo tenha dificuldade para tolerar os alimentos.
  • Funciona como um “período de descanso” para o organismo, permitindo que o trato intestinal cure e elimine os vírus e toxinas que estão causando desconforto.
Deborah BlascoEnfermeira
"A finalidade da dieta para diarreia é conseguir que o trato digestivo fique, à princípio, em repouso e, pouco a pouco, vá se acostumando com a motilidade ou o movimento intestinal."

Quais alimentos comer na dieta para diarreia?

Nesta dieta, você poderá comer alimentos baixos em fibras e fáceis de digerir. Observe a seguinte tabela, onde você vai encontrar um guia muito prático que vai te permitir iniciar imediatamente com a sua dieta (4):

Tipo de produto Descrição
Carnes Frango ou peru (grelhado e sem pele)
Peixes Peixes brancos (linguado, merluza ou tilápia) grelhado ou cozido
Ovos e lácteos Ovos cozidos, omelete (sem óleo) e iogurte sem açúcar
Pão, massa e arroz Torradas de pão branco, arroz branco e macarrão (sem molho)
Frutas Maçã, pera e banana madura
Verduras Purê de batata (sem leite ou queijo), sopa ou purê de cenoura e abóbora
Bebidas Água, chás, soro de reidratação oral e caldo sem gordura

Você pode combinar facilmente estes alimentos para criar um "menu antidiarreico" que inclua café da manhã, almoço, lanche e jantar. Você não precisa passar fome, mesmo que você esteja com dor de estômago!

  • Para o café da manhã, comece com uma torrada de pão branco e um chá.
  • No meio da manhã, coma uma maçã.
  • Para o almoço, uma sopa de arroz, cenoura e frango vai te ajudar a recuperar as forças. Não coloque óleo!
  • Para o lanche, tente comer um iogurte sem açúcar. O leite deve ser evitado nesta dieta, mas o iogurte é um produto fermentado que pode ser melhor tolerado.
  • Você pode jantar mais uma sopa ou um pouco de frango com purê de batatas (sem manteiga, queijo ou óleo, claro!).

Não esqueça de continuar se hidratando entre todas estas refeições, com muita água ou soro.

Quais alimentos são proibidos na dieta para diarreia?

Qualquer alimento que possa estimular os movimentos do intestino ou alterar a consistência das suas fezes deve ser evitado. Os seguintes produtos não devem ser incluídos na dieta para diarreia por serem ricos em gorduras, fibras ou compostos irritantes (3, 4):

  • Leite, manteiga, queijos e doces gordurosos, à base de leite;
  • Café, álcool, refrigerantes ou sucos de frutas;
  • Carnes gordurosas ou vísceras;
  • Peixes gordurosos, como atum ou sardinha;
  • Cereais integrais, pão e massa integral;
  • Frutas (exceto maçã, pera e banana madura);
  • Verduras ricas em fibras (como alcachofras, aspargos, repolho e pimentão);
  • Oleaginosas, doces, chicletes e chocolates;
  • Molhos (ketchup, maionese ou mostarda) e pratos prontos.

Durante quanto tempo devo fazer a dieta para diarreia?

O objetivo da dieta para diarreia é começar a tolerar os alimentos depois de um período de repouso estomacal (3, 5):

  • Após o primeiro episódio de diarreia ou vômitos, é necessário esperar um curto período de tempo (entre meia hora e quatro horas) sem comer ou beber nada.
  • Depois, é recomendado tomar líquidos (água ou soro de reidratação) em pequenos goles, observando se você é capaz de tolerar a bebida.
  • Após tolerar o líquido, comece a introduzir os elementos da dieta para diarreia aos poucos.
  • Se você continuar se sentindo mal, pode começar a incluir outros alimentos fáceis de digerir (como cenoura cozida).
  • Finalmente, você pode voltar a sua dieta normal.

O período de tempo desde o início dos sintomas até a melhora completa varia em cada pessoa. Porém, não é recomendado passar mais cinco dias nesta dieta. Se após este período você não conseguir comer normalmente, procure seu médico.

dieta para diarreia

Se você fizer uma dieta para diarreia, seu trato digestivo poderá repousar enquanto você se recupera. (Fonte: Veselova: 120497294 / 123rf.com)

As crianças devem fazer a dieta para diarreia?

Agora que você já sabe que os adultos podem ser beneficiados deste tipo de dieta, o que fazer com as crianças? Uma criança com diarreia pode assustar os pais, porém, se você não ajudá-lo corretamente, pode fazer mais mal do que bem (7).

As crianças devem seguir uma alimentação normal durante episódios de diarreia.

A dieta para diarreia pode ser muito restrita para as crianças, dando lugar à debilidade, fadiga e, inclusive, desidratação. Além disso, assim como para os adultos, esta dieta não vai reduzir a duração dos sintomas. A indigestão em crianças vai ser curada após 3-7 dias (5).

Por este motivo, os especialistas em pediatria preferem que as crianças pequenas com gastroenterite comam normalmente enquanto estiverem se recuperando. Se estiverem com fome, ofereça pequenas porções de alimentos fáceis de digerir.

Além disso, você deve garantir que a criança esteja bem hidratada, utilizando água ou soro de reidratação especiais para crianças (8). Se a criança não melhorar e ficar com aspecto doente, olheiras fundas ou pele seca, procure um médico.

Se você tem um bebê com vômito ou diarreia, não deixe de amamentá-lo (9). Consulte o quanto antes o pediatra e o mantenha hidratado e alimento. Se ele continuar não tolerando nada, é possível que o médico indique algum medicamento para auxiliar.

Muito cuidado com esta dieta!

A dieta para diarreia pode ajudar a "frear" os problemas intestinais. Porém, não é um plano alimentar recomendado para o dia a dia. Sua baixa quantidade de fibras pode dar lugar à constipação e desconforto em pessoas que não estão com diarreia.

Por este motivo, não é recomendado seguir esta dieta por mais de cinco dias. Se você deseja controlar o peso ou melhorar sua saúde intestinal, recomendamos que você escolha outro tipo de dieta, como a dieta mediterrânea ou a dieta cetogênica.

Por outro lado, você deve considerar que a maioria dos episódios de vômitos e diarreias são leves e se "curam sozinhos", em algumas ocasiões, podem ser mais graves e será necessário ir ao hospital. Procure ajuda nos seguintes casos (10):

  1. Pessoas idosas, crianças menores de doze anos ou pessoas frágeis (indivíduos com doenças crônicas, diabéticos, pessoas em quimioterapia, entre outras);
  2. For acompanhado de febre;
  3. Apresentar fezes com sangue ou muco;
  4. Causar tontura, cansaço extremo ou sonolência;
  5. Não desaparecer depois de cinco dias;
  6. Aparecer após uma viagem a algum país após beber água possivelmente contaminada.

dieta para diarreia

Você não deve beber álcool ou café enquanto estiver com desconforto estomacal. (Fonte: Ragiboglu: 71165496 / 123rf.com)

Dieta para diarreia: Nossas dicas

Sabemos que estar "ruim do estômago" pode ser uma experiência muito desagradável. No entanto, se você implementar os seguintes conselhos enquanto realiza a dieta para diarreia, vai conseguir aproveitar ao máximo seus benefícios e reduzir o desconforto. Preparado para aprender a se cuidar?

Hidrate-se com frequência

Hidratar-se é importante. Se você sofre com vômito ou diarreia, é ainda mais! Lembre-se de beber pequenas quantidades de líquidos ao longo do dia para evitar a desidratação quanto você faz a dieta para diarreia.

Você deve se limitar a água fresca, chás mornos ou soro de reidratação (do tipo "hipotônico" ou baixo em sal, para evitar desequilíbrios nos eletrólitos do organismo). Infelizmente, os sucos e bebidas para atletas não são adequados e podem causar desconforto.

Você também pode criar o soro de reidratação em casa, com sal, bicarbonato de sódio e suco de limão. Porém, alguns especialista são contra este tipo de preparo, que muitas vezes não contém as quantidades adequadas de minerais (11).

Os soros de reidratação oral com fórmulas medidas com cuidado, especialmente no caso das crianças, podem ser uma opção mais segura (7).

dieta para diarreia

As crianças não devem fazer uma dieta para diarreia, mas sim seguir a dieta normal e se manter hidratadas. (Fuente: Комок: 126439909 / 123rf.com)

Faça pequenas refeições, mas frequentes

Evite encher muito o seu estômago, o que pode irritá-lo e provocar novos episódios de náuseas, vômito ou diarreia. Tente comer porções pequenas dos alimentos "permitidos" pela dieta para diarreia. Desta forma, você não vai ficar com fome e não vai dificultar a recuperação do seu trato digestivo (1).

Teste um probiótico para a diarreia

Se a sua flora intestinal estiver debilitada, você poderá sofrer mais desconfortos durante o período de recuperação.

Desta forma, recorra a um suplemento com probiótico ou produtos ricos em bactérias benéficas, como iogurte fermentado, para devolver o equilíbrio às bactérias intestinais.

Alguns estudos mostraram que o uso de probióticos pode encurtar a duração dos episódios de diarreia, mas ainda são necessários maiores estudos (12). Com estes produtos, você pode se sentir melhor antes do esperado!

Dr. Julio BasultoNutricionista
"Embora muitas pessoas pensem que a dieta para diarreia não tenha benefícios, tem muitos para os adultos, mas as crianças precisam ingerir líquidos e comer normalmente."

Mantenha uma boa higiene

Você vai preparar sua própria dieta para diarreia? Neste caso, lembre-se que a higiene será mais importante que nunca. Muitos vírus estomacais passam para o corpo através dos alimentos.

Se você não tiver cuidado, pode "infectar" a cozinha e as refeições! Portanto, enquanto você estiver com sintomas (4):

  1. Não prepare as refeições sem antes lavar muito bem as mãos, com água e sabão.
  2. Depois de cozinhar, limpe cuidadosamente os instrumentos que você utilizou com água e detergente e as superfícies em que você manipulou os alimentos com uma solução de água e alvejante.
  3. Lave cuidadosamente as mãos com água e sabonete depois de utilizar o banheiro.
  4. Se você estiver cuidando de um bebê com diarreia e vômito, limpe-o muito bem após trocar as fraldas. Lembre-se de limpar também o local em que você trocou a criança.

dieta para diarreia

A dieta para diarreia inclui arroz branco, pão e carne magra. (Fonte: Chaibangyang: 116855732 / 123rf.com)

Peça ajuda se for necessário

Na maioria das vezes, você vai passar a gastroenterite ou indigestão em casa, sendo cuidado pela sua família. Alguns dias da dieta e repouso e você estará novo!

No entanto, se você achar que não está melhorando, nota que está piorando rapidamente (com rigidez abdominal ou dor muito intensa) ou tem qualquer dúvida, consulte um médico. Siga cuidadosamente suas indicações, para se recuperar o quanto antes.

Resumo

Como é ruim ficar com problemas estomacais! Cólicas, muitas idas ao banheiro e a dificuldade para tolerar qualquer alimento podem fazer com que você fique irritado. Felizmente, é possível recorrer à dieta para diarreia para aliviar o desconforto e levar uma vida o mais normal possível, até que você se recupere.

Se você está pensando em fazer uma dieta para diarreia durante alguns dias, lembre-se de se manter hidratado, é essencial para o bem estar. Utilize água, chás ou soros e inclua algum probiótico na sua rotina. Além disso, não deixe de procurar um médico, caso você esteja piorando. Desejamos uma boa recuperação!

Se, com este artigo, você entendeu melhor a dieta para diarreia, deixe um comentário para nós e compartilhe este artigo.

(Fonte da imagem destacada: 5second: 35377257 / 123rf.com)

Referências (12)

1. Grupo Rivera. Recomendaciones para una dieta astringente. 2018;3.
Fonte

2. Graves NS. Acute gastroenteritis . Vol. 40, Primary Care – Clinics in Office Practice. 2013 [cited 2020 Aug 4]. p. 727–41.
Fonte

3. Irigoín RR. Recomendaciones dietético-nutricionales en la diarrea aguda. Fundación Española del Aparato Digestivo. :1–5.
Fonte

4. SEMERGEN. Recomendaciones en diarrea aguda.
Fonte

5. Montes ML, Peña J. Consejos y Dieta para la Gastroenteritis aguda (en adultos y niños). DocvadisEs . 2004;1.
Fonte

6. Equipo editorial de Fisterra. Dieta y consejos para el síndrome de colon irritable. Fisterra Salud . 2009;1–2.
Fonte

7. Herranz Jordán B, Franco Lovaco A, Caballero Martínez F, Hernández Merino R. Variabilidad en la composición y aceptación del sabor de dos soluciones de rehidratación oral: limonada alcalina y Sueroral hiposódico. Rev Pediatría Atención Primaria . 1999;2:59–72.
Fonte

8. Los niños con deshidratación debido a gastroenteritis necesitan ser rehidratados y esta revisión no mostró diferencias importantes entre la administración de líquidos por vía oral o intravenosa | Cochrane .
Fonte

9. Pariente A. Diarrea aguda. EMC – Tratado Med . 2018 Jun;22(2):1–4.
Fonte

10. Gastroenteritis – Trastornos gastrointestinales – Manual MSD versión para público general .
Fonte

11. Mauri S. Recomendaciones nutricionales para el paciente con diarrea. 2019;20(1):24–31.
Fonte

12. Hempel S. Probiotics for diarrhoea . Vol. 139, Indian Journal of Medical Research. Indian Council of Medical Research; 2014 . p. 339–41.
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Documento oficial
Grupo Rivera. Recomendaciones para una dieta astringente. 2018;3.
Ir para a fonte
Guia clínico
Graves NS. Acute gastroenteritis . Vol. 40, Primary Care – Clinics in Office Practice. 2013 [cited 2020 Aug 4]. p. 727–41.
Ir para a fonte
Documento oficial
Irigoín RR. Recomendaciones dietético-nutricionales en la diarrea aguda. Fundación Española del Aparato Digestivo. :1–5.
Ir para a fonte
Documento oficial
SEMERGEN. Recomendaciones en diarrea aguda.
Ir para a fonte
Documento oficial
Montes ML, Peña J. Consejos y Dieta para la Gastroenteritis aguda (en adultos y niños). DocvadisEs . 2004;1.
Ir para a fonte
Documento oficial
Equipo editorial de Fisterra. Dieta y consejos para el síndrome de colon irritable. Fisterra Salud . 2009;1–2.
Ir para a fonte
Estudo em humanos
Herranz Jordán B, Franco Lovaco A, Caballero Martínez F, Hernández Merino R. Variabilidad en la composición y aceptación del sabor de dos soluciones de rehidratación oral: limonada alcalina y Sueroral hiposódico. Rev Pediatría Atención Primaria . 1999;2:59–72.
Ir para a fonte
Revisão
Los niños con deshidratación debido a gastroenteritis necesitan ser rehidratados y esta revisión no mostró diferencias importantes entre la administración de líquidos por vía oral o intravenosa | Cochrane .
Ir para a fonte
Artigo científico
Pariente A. Diarrea aguda. EMC – Tratado Med . 2018 Jun;22(2):1–4.
Ir para a fonte
Enciclopédia online
Gastroenteritis – Trastornos gastrointestinales – Manual MSD versión para público general .
Ir para a fonte
Documento oficial
Mauri S. Recomendaciones nutricionales para el paciente con diarrea. 2019;20(1):24–31.
Ir para a fonte
Artigo científico
Hempel S. Probiotics for diarrhoea . Vol. 139, Indian Journal of Medical Research. Indian Council of Medical Research; 2014 . p. 339–41.
Ir para a fonte
Resenhas