Ultima atualização: 5 de agosto de 2021

Exaustão emocional é um termo que você provavelmente está familiarizado. É uma situação pela qual muitas pessoas passaram em um momento ou outro, e são suscetíveis de enfrentar novamente. É um processo de estresse crônico, causado por uma situação que é importante em nossas vidas, e que pode ter conseqüências importantes.

Se você já se sentiu completamente exausto, preso em uma situação, e teve a sensação de que não havia nada que você pudesse fazer sobre isso, este artigo pode ser do seu interesse. Continue lendo para descobrir as causas e sintomas deste fenômeno e, acima de tudo, como preveni-lo.




O mais importante

  • A exaustão emocional é um estado de cansaço mental, emocional e psicológico. É o resultado de uma situação de estresse permanente e prolongado. Pode ter inúmeras conseqüências para a saúde, tanto físicas quanto psicológicas.
  • Muitas pessoas podem sofrer com isso, pois ele é causado por grandes eventos em qualquer campo. Por exemplo, trabalho, estresse intelectual, emocional, pessoal e familiar. É necessário dar importância às nossas emoções a fim de preveni-la e também para detectá-la.
  • Há inúmeras técnicas e ferramentas que podemos adotar para prevenir e combater isso. Estes incluem melhorar nosso autoconceito, encontrar momentos de conexão conosco mesmos, manter uma boa comunicação com os outros e levar um estilo de vida saudável, entre outros.

Tudo que

Exaustão emocional: nossa recomendação dos melhores produtos

Exaustão emocional é um distúrbio emocional do qual muitas pessoas sofrem pelo menos uma vez em suas vidas. Ocorre quando há algo nele que "leva a melhor sobre você". Para sua orientação e para esclarecer suas dúvidas, nós reunimos aqui todas as informações úteis sobre este fenômeno.

chico estresado

O trabalho pode ser uma fonte de estresse contínuo e uma grande dificuldade em nossa vida. (Fonte: lukasbieri / 146/Pixabay)

O que é exaustão emocional?

Exaustão emocional ou esgotamento é, antes de tudo, um processo. É uma resposta a fatores de estresse crônico prolongado. Isso resulta em exaustão emocional, mental e física. Isso ocorre progressivamente, quando uma pessoa está, por longos períodos de tempo, envolvida em uma situação que a afeta emocionalmente (1, 2).

Um exemplo disso seria o cansaço ou a frustração que podemos sentir após nos dedicarmos a uma causa. Também, quando se tem um certo estilo de vida ou mesmo um relacionamento que não traz a recompensa esperada.

Assim, após múltiplas tentativas fracassadas de administrar ou controlar a situação, e esgotadas pela demanda excessiva de energia ou recursos pessoais, uma série de fatores negativos são desencadeados para a pessoa que sofre com isso. (6)

Tem três componentes ou dimensões

  1. Exaustão emocional: Fadiga causada por esforço psicológico excessivo. Isso implica na incapacidade de dar mais de si mesmo, em áreas emocionais, afetivas e outras.
  2. Depersonalização: Este é o desenvolvimento de sentimentos geralmente negativos e distantes. Tais como cinismo, indiferença ou mesmo agressividade.
  3. Auto-realização reduzida: Isto está ligado a um autoconceito muito negativo, muitas vezes despercebido (9)

Até agora, o esgotamento emocional tem sido principalmente relacionado ao ambiente de trabalho, onde é atribuído a condições de trabalho muito exigentes, problemas com colegas, tensão e insatisfação.

No entanto, está provado que este fenômeno não está apenas relacionado ao trabalho, mas pode aparecer em muitas áreas de nossas vidas e até mesmo desde muito cedo.

Quais são as causas do esgotamento emocional?

Uma situação prolongada de alta demanda emocional, estresse e baixo controle emocional, desencadeia o esgotamento emocional. Estes fatores são frequentemente acompanhados por uma falta de apoio social e uma falta de recursos pessoais para lidar com a situação. Isto elimina o senso de auto-eficácia do doente (7).

Em termos gerais, as principais causas são

  • Excessiva carga de trabalho mental, sendo a mente o principal motor deste fenômeno.
  • Prolongado estresse e ansiedade, à medida que eles gradualmente levam a esta fadiga emocional.
  • A sensação de falta de controle, que leva o indivíduo a perceber a situação como algo maior do que ele mesmo, o que o sobrecarrega
  • A sensação de estar preso em uma situação, causando uma sensação de angústia, na qual a solução, "a luz no final do túnel", não pode ser visualizada.
  • Falta de recursos para resolver uma situação com sucesso. Como consequência, há uma percepção negativa de si mesmo e das suas próprias habilidades e capacidades.
  • Problemas psicológicos anteriores
  • Estilo de vida insalubre

Por outro lado, há certas variáveis que podem ser determinantes para desencadear este distúrbio:

Variables Definition Examples
Interpersonal Estas estão estritamente relacionadas às características do indivíduo, tais como personalidade, estruturas de pensamento ou sentimentos. -Pressão à frustração, desinteresse, etc. -Pressão à frustração, desinteresse, etc. -Pressão à frustração, desinteresse, etc. -Pressão à frustração, desinteresse, etc. -Pressão à frustração, desinteresse, etc. -Pressão à frustração, desinteresse, etcAnsiedade-Perfeccionismo-Baixo autoconceito pessoal
Exx. ambiental Estes se referem ao ambiente familiar, grupos influentes e outros fatores relacionados à vida cotidiana. - Estilos de vida mal adaptados- Falta de apoio social-Pressão-Expectativas elevadas
Exx. ocupacional Estas incluem interações com o trabalho em geral ou especificamente com o trabalho. - Falta de recursos para as tarefas -Estres - Expectativas irrealistas - Falta de clareza de papéis - Falta de reconhecimento profissional

Quem pode sofrer de exaustão emocional?

Porque a exaustão emocional é o resultado de uma situação estressante crônica, ou algo que nos afeta emocionalmente, ela não é encontrada apenas em ambientes de trabalho, como pensamos anteriormente. Abaixo você encontrará uma lista de grupos que podem ser afetados por este fenômeno:

CAUSAS DE TRABALHO CAUSES EMOCIONAL CAUSES SPOT EVENTOS
Professores Família Pandemia
Healthcare Crianças e adolescentes Teletrabalho
Imigrantes Casais Etc
Estudantes Etcx
Etc

Profissionais cujo objeto de trabalho são pessoas (Profissionais de saúde, profissionais da educação e sociais, entre outros) (3, 4, 5, 6). Esta desordem tende a aparecer predominantemente em personalidades perfeccionistas, com uma forte tendência a se envolver em seu trabalho de forma auto-demandada

Este é o grupo mais estudado. Em termos gerais, o esgotamento é causado por exigências de trabalho que estão muito além da capacidade de resposta do trabalhador. Ao longo do tempo, o trabalhador nunca está satisfeito com seu próprio desempenho.

Isto acaba afetando todos os aspectos de sua vida. O trabalho está além dele e ele/ela se sente incompetente e, como resultado, a empresa ou o trabalho em equipe torna-se uma fonte de conflito: ele/ela se desumaniza. Isto leva a uma falta de interesse e comprometimento com suas tarefas, pois eles "nunca conseguem realizá-las com sucesso".

Estudantes

Eles experimentam exaustão emocional e física quando estão totalmente dedicados à sua tarefa. No entanto, eles não obtêm os resultados esperados. Isto pode acontecer não apenas no momento do exame, mas também durante todo o ano acadêmico.

Isto é seguido por um sentimento correspondente de frustração e fracasso. Também, em alguns casos, o abandono dos estudos. Além disso, a vida familiar e social pode ser afetada (3).

Imigrantes

Estas pessoas são particularmente sensíveis, pois enfrentam muitas dificuldades para obter aceitação na sociedade para a qual migram. Além disso, eles frequentemente têm dificuldade de acesso a boas condições de vida e de trabalho. Assim, em muitos casos, eles só podem aspirar aos empregos que os nativos não querem fazer.

Independentemente de suas qualificações, é psicologicamente difícil não avançar e enfrentar situações de desigualdade no dia-a-dia. Somam-se a isso as barreiras culturais e linguísticas, bem como os possíveis sentimentos de solidão e falta de compreensão. Tudo isso torna difícil a adaptação à nova sociedade e pode trazer sentimentos de rejeição, depressão, agressão e violência, entre outros.

Quando a pessoa afetada não reconhece as conseqüências causadas pelo esgotamento emocional, ela desenvolve novos comportamentos que impedem o equilíbrio em seus traços de personalidade, apresentando desequilíbrio a nível biológico, psicológico e fisiológico (13)(14)

Família

Concluiu-se que o esgotamento emocional é maior nos casais que têm filhos. Os conflitos que a parentalidade coloca são muito mais difíceis de lidar quando há pressões adicionais, como trabalho ou outros problemas externos.

Além disso, a falta de tempo livre ou de tempo para compartilhar com um parceiro torna ainda mais difícil. Isto transforma a vida familiar em uma luta contínua pela sobrevivência. Os homens tendem a sofrer mais com esse estresse e exaustão emocional do que as mulheres. (7, 11).

Casais

Em cada casal há altos e baixos. Assim, quando o relacionamento do casal adquire uma dinâmica de incompreensão, desconfiança, falta de afeto ou mesmo maus-tratos, surge a exaustão emocional. Nessas situações, a percepção de um relacionamento em processo de ruptura, os sentimentos negativos predominantes e a falta de comunicação se unem e, a longo prazo, desencadeiam problemas psicológicos e físicos.

Nesses casos, a sensação de estar preso e de não poder fazer nada a respeito é muito comum. A energia se perde, a auto-estima diminui e a saúde se deteriora, devido ao contínuo estado de tristeza e à constante ilusão de um futuro melhor. Algumas pessoas podem desenvolver dependência no relacionamento, sendo mais vulneráveis a problemas psicológicos, como por exemplo

  1. Ansiedade com a separação.
  2. Abandono do próprio estilo de vida a fim de se adaptar às exigências do parceiro.
  3. Sentimentos de culpa e depressão, entre outros.

Nos casos em que uma pessoa tenta continuamente resolver a situação, sem sucesso, pode aparecer ansiedade, agressividade, problemas sociais e familiares, disfunções sexuais e a visão do futuro de "não ver a luz ao final do túnel".

Crianças e adolescentes (9)

Quando o desempenho esportivo está acima de tudo, de forma intensa e prolongada, a energia ou o entusiasmo pela atividade começa a diminuir e com isso, os sentimentos positivos desaparecem.

Em contextos com muita pressão, como escola e esporte, apesar de serem ambientes para o crescimento e desenvolvimento de crianças e adolescentes, ocorrem situações de sobrecarga emocional. Estes levam a distúrbios comportamentais que vão do fracasso escolar ao abandono ou delinqüência.

No ambiente esportivo algumas crianças chegam à adolescência"queimadas" (burnout) por causa do perfeccionismo do esporte, ou seu foco excessivo no sucesso sobre o caráter social ou habilidades interpessoais. Isto naturalmente leva a um insucesso, resultando em uma falta de auto-estima, perda de confiança e desistência.

A isto poderíamos acrescentar fatores como um ambiente negativo de colegas, ou falta de reforço do treinador. Estes acabam levando a uma grande instabilidade emocional.

agotamientot

As crianças podem sofrer de exaustão emocional. Certas situações em nossas vidas podem nos fazer sentir emocionalmente drenados. (Fonte: Myriams-Photos / 1722 /Pixabay.com)

Pandemic/Covid/Telework

Durante a pandemia, muitas pessoas têm sido confrontadas com uma nova situação de trabalho. Trabalhar em casa tem sido, em muitos casos, uma grande fonte de estresse, dada a sobrecarga de tarefas e a falta de recursos apropriados para lidar com elas.

Além disso, há outros fatores como o tédio devido à rotina ou ao isolamento social. Como resultado, muitos trabalhadores viram seu desempenho no trabalho diminuir, se sentiram mais exaustos e menos motivados e finalmente sua saúde foi afetada (11).

Alguns dos aspectos que tiveram o maior impacto são

  1. Sentimento de ser explorado no trabalho: Sobrecarga de tarefas, mais de uma é capaz de gerenciar.
  2. Demanda por recursos que não se tem: incluindo computadores, conexão à internet, software, entre outros. Isto implica uma despesa e uma necessidade de adaptação rápida (em casa) às necessidades da empresa.
  3. Rotina excessiva: Ao não sair de casa, e trabalhar no mesmo ambiente em que se vive, todos os dias se repete em um loop. Além disso, somado a isso, um estilo de vida sedentário é um fator de estresse que torna muito difícil desconectar e libertar a mente.
  4. Deterioração das relações pessoais e desequilíbrio no estilo de vida

Como eu sei se sofro de exaustão emocional?

Há vários sinais que podem indicar que nós de fato sofremos deste distúrbio

  • Sintomas clínicos: Dentro desta seção, a exaustão é a parte central.
MILD MODERATE MODERATE GRAVE EXTREME
Sintomas não específicos como dor nas costas, dores de cabeça, dores nas costas, dores lombares, entre outros. Além disso, o cansaço patológico aparece, começando pela manhã e ao longo do dia. Os sintomas são principalmente insônia, déficit de atenção, irritabilidade, etc. Neste ponto, sentimentos de frustração, culpa, baixa auto-estima e incompetência são predominantes. Os sintomas são mais perceptíveis: ausência marcante do trabalho, cinismo e até mesmo abuso de álcool ou outras drogas. Pode piorar, levando ao isolamento, crise existencial, depressão, sensação de que a vida não vale a pena ser vivida e até mesmo a idéia de suicídio.
  • Sintomas físicos: Algumas pessoas somam exaustão emocional fisicamente ao invés de psicologicamente. Outros o fazem de ambas as maneiras. Alguns dos sintomas mais recorrentes são os seguintes:
  1. Problemas gastrintestinais: úlceras, gastrite, intestino irritável, entre outros.
  2. Dor crônica.
  3. Problemas do sistema circulatório: Pressão alta, arritmias, entre outros.
  4. Dor de cabeça contínua ou dores nas costas.
  5. Sistema imunológico deprimido.
  6. Alteração dos níveis de colesterol, glicemia e ácido úrico.

Medidas preventivas para evitar a exaustão emocional

À medida que nosso estilo de vida evolui para um mais complexo, a ocorrência de exaustão emocional aumenta. Como resultado, há uma necessidade de desenvolver estratégias e ferramentas para prevenir e combater isso (9).

chica estresada

Às vezes temos a sensação de que estamos completamente sobrecarregados por uma tarefa. A exaustão emocional surge quando temos a sensação de que nosso esforço não será suficiente. (Fonte: silviarita/4118058/Pixabay)

Conhecimento é poder

O primeiro mecanismo de prevenção para reduzir o risco de exaustão emocional é a informação. Se uma pessoa está ciente disso, será difícil para ela passar por esse processo sem estar ciente disso e sem ser capaz de enfrentá-lo em seus estágios iniciais.

É de vital importância promover o treinamento psicossocial e os recursos emocionais < style="font-size: 1.2rem;">. A saúde psicológica e seu fortalecimento será tão importante quanto o fortalecimento do sistema imunológico na prevenção de doenças.

Certas práticas podem ser introduzidas na rotina diária, visando a construção de recursos pessoais. Algumas delas são meditação, reflexão, técnicas de meditação, entre outras (9).

Por que devemos dar importância à exaustão emocional?

É muito importante dar a importância necessária à exaustão emocional. Não é um processo que possa ser corrigido ou fixado de forma natural e espontânea. Além disso, como faz parte da nossa estrutura psicológica, é um fator determinante em todos os aspectos de nossas vidas. Portanto, é aconselhável tentar preveni-lo e, se você sofrer, aceitá-lo e tentar resolvê-lo.

Por outro lado, as conseqüências deste distúrbio emocional não são apenas psicológicas. Como já vimos, isso tem conseqüências físicas, relacionais e ocupacionais. Além disso, ela tende a se juntar a outros distúrbios quando adquire um grau maior, tornando mais complicado de superar.

Comunicação como um suporte fundamental

Uma técnica quando se trata de prevenir e resolver este tipo de problema é perceber que não somos os únicos que os enfrentamos. Nós devemos compartilhar nossas experiências, preocupações e preocupações com os outros. Além disso, nós os encorajamos a compartilhar os seus com a gente. É neste ponto que nós sentimos que não estamos sozinhos. Desta forma é muito mais fácil adotar uma atitude positiva e forte.

Por outro lado, a comunicação permite que outros entendam o que nós precisamos. Uma frase simples como "Eu preciso de um momento, por favor" pode nos ajudar a manter o equilíbrio e a calma em certos momentos. É essencial estabelecer estes links comunicativos para evitar mal-entendidos e isolamento (9).

Encontrar espaços para reflexão

Outra ferramenta muito útil é ter pequenos momentos de reflexão consigo mesmo. Basta se fazer perguntas simples como: Como estou me sentindo agora? Qual é a razão para isso? O que eu precisaria para me sentir melhor? Estas reflexões podem parecer fúteis, mas são uma ferramenta poderosa para o autoconhecimento.

Outra opção, baseada em evidências, é a gratidão. Uma ação tão simples quanto escrever regularmente três coisas pelas quais você é grato ajuda a aumentar o bem-estar. Desta forma, é muito fácil prevenir e também combater o esgotamento emocional (9).

chica en puente

A base para ser saudável é ter sono suficiente. (Fonte: Claudio_Scott/2197947/Pixabay)

Liderar um estilo de vida saudável

Para prevenir qualquer doença ou desordem é essencial manter um estilo de vida saudável. Isto é algo que todos nós sabemos quando falamos sobre o sistema imunológico. Entretanto, não só é essencial prevenir doenças físicas, mas também doenças psicológicas e emocionais. As coisas chave a ter em mente são

  • Dormir: Este é um processo fisiológico com inúmeras funções. Além de consolidar a memória, ele funciona como um regulador hormonal e restaurador. Ele também fortalece o sistema imunológico e influencia diretamente nossa qualidade de vida, saúde e bem-estar de várias maneiras. Quanto melhor a qualidade do nosso sono e o número de horas que dormimos, melhor a nossa qualidade de vida (15, 16). Como conseguir dormir melhor?
  • Respiração: A prática da respiração diafragmática várias vezes ao dia ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade. Envolve a inalação profunda, expandindo os pulmões ao invés de apenas o abdômen. Repita isso ao acordar, ao ir ao banheiro ou ao cozinhar. Isto pode fazer uma melhoria considerável em nossa saúde e é fácil de introduzir em nossa rotina diária.
  • Dieta: Uma dieta equilibrada pode ser considerada a base permanente de um estilo de vida saudável. Se você come de uma maneira que atenda a todas as suas necessidades nutricionais, você pode ter certeza de que você estará muito menos propenso a adoecer. Dieta e saúde andam de mãos dadas em todos os casos(19).
  • Esporte: O papel do esporte na melhoria do bem-estar pessoal é indiscutível. A relação entre esporte e melhoria psicológica é imediata e dura horas. Ele também ajuda a melhorar a auto-imagem e a fortalecer a auto-estima, a autoconfiança e o senso de controle. Entre os aspectos mais benéficos do esporte está o aspecto social e, graças a isso, as relações interpessoais melhoram (18).

. Alguns de seus muitos benefícios são:

AUMENTO DE INCRESCIMENTOS exx DECREASES
Absenteísmo acadêmico e desempenho profissional exx
Autoconfiança exx Irritabilidade
Independência exx Consumo de álcool, drogas, etc
Estabilidade emocional exx Ansiedade e estresse
Depressão exx de memória
Dores de cabeça exx de humor
Comportamento psicótico image positivo do corpo
Tensão exx de autocontrole
Problemas de bem estar exx de volta

Algumas de nossas dicas para atividade física:

  1. Tente fazer isso com outras pessoas
  2. É muito importante que seja divertido e que você se divirta
  3. Observe seus sentimentos e melhorias a curto prazo
  4. Visualize as melhorias a longo prazo e motive-se com elas
  5. Escreva seu progresso
  6. Seja realista sobre seus objetivos

Cultive um senso de auto-eficácia

Um senso de controle, sobre você e seu ambiente, aliado a um sentimento de auto-eficácia, ajuda você a lidar melhor com a vida cotidiana, o estresse e a ansiedade. Se você sente que é uma pessoa capaz, será muito difícil para o estresse diário superá-lo. Você estará ciente do trabalho que está fazendo e, mais importante ainda, do seu valor.

Outro aspecto importante é o fracasso. Permita-se fracassar! Nós não somos máquinas, todos nós cometemos erros. Longe de ser uma desvantagem, as falhas permitirão que você aprenda e melhore. Portanto, deixe espaço para eles também.

Mudanças na qualidade dos alimentos e na distribuição do tempo de sono-trabalho-leisure, juntamente com a atividade física regular, podem prevenir e reverter muitos distúrbios e doenças.

Atenção versus multitarefa e superestimulação

Nós somos constantemente bombardeados por estímulos. Além disso, a sensação de multitarefa é contraproducente: ela nos leva a ser menos eficientes e perder tempo, além de nos esgotar mentalmente.

Por esta razão, a Mindfulness é uma prática fundamental, que permitirá que você esteja totalmente focado no momento presente. Graças a isso, você será muito mais eficiente, você salvará sua mente de trabalhar demais e, a propósito, você ficará mais feliz e satisfeito.

Uma dica para introduzir momentos de cuidado em nossa rotina é fazê-lo enquanto fazemos atividades como escovar os dentes, esperar por semáforos, sentar no metrô, entre outras. Trata-se de encontrar momentos para focar em nós mesmos, através da respiração, e observar nossas sensações e emoções.

Graças a esses momentos, seremos capazes de manter uma visão positiva do dia e uma boa energia para enfrentá-lo.

chica meditando

Encontrar uma conexão com nós mesmos é fundamental. Para isso, a meditação é altamente recomendada. (Fonte: Juuucy/5380651/Pixabay)

Não se esqueça de viver e desfrutar

A exaustão emocional aparece quando situações em nossas vidas nos causam estresse crônico. Assim, é essencial encontrar momentos diários para sermos nós mesmos e sermos felizes. Passe tempo com seus entes queridos, familiares e amigos. Coma algo que você ama. Passe algum tempo a cada dia fazendo algo pelo qual você é apaixonado. Sorria e viva.

Todas essas dicas são recomendações para evitar o esgotamento emocional. Se você está sofrendo de altos níveis de estresse, ansiedade ou outros sintomas mais sérios, você deve procurar ajuda profissional.

Resumo

Exaustão emocional é causada por eventos em nossas vidas que são estressantes e prolongados. Estes podem ser de qualquer natureza, podem afetar qualquer pessoa e não estão limitados ao ambiente de trabalho. Desde crianças e adolescentes, até casais, famílias, estudantes ou profissionais. Além disso, ela pode nos afetar tanto física quanto psicologicamente.

Portanto, é essencial que nós lhe demos a importância necessária e mantenhamos um estilo de vida saudável para evitá-los. A força de nossas relações sociais, assim como nosso estado emocional, físico e psicológico, nos permitirá enfrentar nosso dia-a-dia de uma maneira melhor. Mas, acima de tudo, para ser mais feliz.

(Fonte da imagem em destaque: Geralt: 22931/ Pixabay)

Referências (19)

1. Víctor E. Olivares Faúndez PRG-M. Análisis de las Principales Fortalezas y Debilidades del "Maslach Burnout Inventory”. 2009. [internet] 2021.
Fonte

2. de Lourdes Preciado Serrano Manuel Pando Moreno Juan Manuel Vázquez Goñi M. Agotamiento emocional: escala Burnout adaptada para mujeres trabajadoras en la costura industrial. 2004. [internet] 2021.
Fonte

3. Gil-Monte PR. Influencia del género sobre el proceso de desarrollo del síndrome de quemarse por el trabajo (Burnout) en profesionales de enfermería. 2002. [internet] 2021.
Fonte

4. Barreto-Osama D, Salazar-Blanco HA. Agotamiento Emocional en estudiantes universitarios del área de la salud. 2020. [internet] 2021.
Fonte

5. Ekaterina Bustamante, Freyli Bustamante, Gilberto González, Luz Bustamante. El burnout en la profesión docente: un estudio en la escuela de bioanálisis de la Universidad de Carabobo Sede Aragua, Venezuela. 2016. [internet] 2021.
Fonte

6. Vallejo-Martín M. Una aproximación al síndrome de burnout y las características laborales de emigrantes españoles en países europeos. 2017. [internet] 2021.
Fonte

7. Cherniss DFA. Enfermedad Por Coronavirus 2019 (COVID-19) y Más Allá: Microprácticas Para la Prevención Del Agotamiento Emocional y Promover el Bienestar Emocional. 2020. [internet] 2021.
Fonte

8. Villavicencio Aguilar, C. E., & Jaramillo Paladinez, J. L. . (2020). Desgaste emocional en la convivencia afectiva de pareja. ACADEMO Revista De Investigación En Ciencias Sociales Y Humanidades, 7(1), 58-66.[internet] 2021.
Fonte

9. De Los Fayos EJG. Burnout en niños y adolescentes: un nuevo síndrome en psicopatología infantil. 1995. [internet] 2021.
Fonte

10. Freudenberger H. Burn-out The High Cost of High Achievement. 1980. [internet] 2021.
Fonte

11. Amar Amar JJ, Kotliarenko MA, Abello Llanos R. Factores psicosociales asociados con la resiliencia en niños colombianos víctimas de violencia intrafamiliar. julio de 2003. [internet] 2021.
Fonte

12. Ocampo Otálvaro LE, Amar Amar JJ. Violencia en la pareja, las caras del fenómeno. 2011. [internet] 2021.
Fonte

13. Christina Maslach SEJ. The role of sex and family variables in burnout. 1985. [internet] 2021.
Fonte

14. Falcón ASA. El agotamiento emocional en trabajadores de 40 A 50 Años de edad a causa del teletrabajo generado por el aislamiento social en empresas privadas de la ciudad de Lima Metropolitana. 2020. [internet] 2021.
Fonte

15. Leonor Avendañoa, Sandra Cerdaa,Carolina Giadacha, Alejandra Hernándeza, Paola Leóna, Pedro Menéndeza, Tomás Mesaa,Paula Ortegaa, Claudia Riffoaa (Grupo Sueño Pediátrico Sociedad de Psiquiatríay Neurología de la Infancia y Adolescencia de Chile), editor. Recomendaciones para un buen dormir durante cuarentena por COVID-19. Abril 2020. Revista Chilena de Pediatría, SciELO Analytics; 2020. [internet] 2021.
Fonte

16. Contreras DA. Sueño a lo largo de la vida y sus implicancias en salud. Revista Médica Clínica. 2013. [internet] 2021.
Fonte

17. Cabezas MM, editor. Beneficios psicológicos de la actividad física y el deporte. 2001.[internet] 2021.
Fonte

18. Márquez S, editor. Beneficios psicológicos de la actividad física. Revista de psicología general y aplicada. Instituto Nacional de Educación Física de León; 1995. [internet] 2021.
Fonte

19. José Antonio Pinto Fontanillo ÁCA. La dieta equilibrada, prudente o saludable. 2011.[internet] 2021.
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Artigo científico
Víctor E. Olivares Faúndez PRG-M. Análisis de las Principales Fortalezas y Debilidades del "Maslach Burnout Inventory”. 2009. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
de Lourdes Preciado Serrano Manuel Pando Moreno Juan Manuel Vázquez Goñi M. Agotamiento emocional: escala Burnout adaptada para mujeres trabajadoras en la costura industrial. 2004. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Gil-Monte PR. Influencia del género sobre el proceso de desarrollo del síndrome de quemarse por el trabajo (Burnout) en profesionales de enfermería. 2002. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Barreto-Osama D, Salazar-Blanco HA. Agotamiento Emocional en estudiantes universitarios del área de la salud. 2020. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Ekaterina Bustamante, Freyli Bustamante, Gilberto González, Luz Bustamante. El burnout en la profesión docente: un estudio en la escuela de bioanálisis de la Universidad de Carabobo Sede Aragua, Venezuela. 2016. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Vallejo-Martín M. Una aproximación al síndrome de burnout y las características laborales de emigrantes españoles en países europeos. 2017. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Cherniss DFA. Enfermedad Por Coronavirus 2019 (COVID-19) y Más Allá: Microprácticas Para la Prevención Del Agotamiento Emocional y Promover el Bienestar Emocional. 2020. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Villavicencio Aguilar, C. E., & Jaramillo Paladinez, J. L. . (2020). Desgaste emocional en la convivencia afectiva de pareja. ACADEMO Revista De Investigación En Ciencias Sociales Y Humanidades, 7(1), 58-66.[internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
De Los Fayos EJG. Burnout en niños y adolescentes: un nuevo síndrome en psicopatología infantil. 1995. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Freudenberger H. Burn-out The High Cost of High Achievement. 1980. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Amar Amar JJ, Kotliarenko MA, Abello Llanos R. Factores psicosociales asociados con la resiliencia en niños colombianos víctimas de violencia intrafamiliar. julio de 2003. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Ocampo Otálvaro LE, Amar Amar JJ. Violencia en la pareja, las caras del fenómeno. 2011. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Christina Maslach SEJ. The role of sex and family variables in burnout. 1985. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Falcón ASA. El agotamiento emocional en trabajadores de 40 A 50 Años de edad a causa del teletrabajo generado por el aislamiento social en empresas privadas de la ciudad de Lima Metropolitana. 2020. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Leonor Avendañoa, Sandra Cerdaa,Carolina Giadacha, Alejandra Hernándeza, Paola Leóna, Pedro Menéndeza, Tomás Mesaa,Paula Ortegaa, Claudia Riffoaa (Grupo Sueño Pediátrico Sociedad de Psiquiatríay Neurología de la Infancia y Adolescencia de Chile), editor. Recomendaciones para un buen dormir durante cuarentena por COVID-19. Abril 2020. Revista Chilena de Pediatría, SciELO Analytics; 2020. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Contreras DA. Sueño a lo largo de la vida y sus implicancias en salud. Revista Médica Clínica. 2013. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Cabezas MM, editor. Beneficios psicológicos de la actividad física y el deporte. 2001.[internet] 2021.
Ir para a fonte
Artigo científico
Márquez S, editor. Beneficios psicológicos de la actividad física. Revista de psicología general y aplicada. Instituto Nacional de Educación Física de León; 1995. [internet] 2021.
Ir para a fonte
Relatório do governo
José Antonio Pinto Fontanillo ÁCA. La dieta equilibrada, prudente o saludable. 2011.[internet] 2021.
Ir para a fonte
Resenhas