Ultima atualização: 26 de outubro de 2021

Como escolhemos

27Produtos analisados

17Horas investidas

6Estudos avaliados

65Comentários coletados

Glycine é o menor e possivelmente também o aminoácido mais desconhecido da população. Você provavelmente já sabe que os aminoácidos desempenham um papel vital no desenvolvimento saudável de novas fibras e tecidos corporais.

Entretanto, desta vez vamos nos concentrar na glicina. É um aminoácido não essencial que é muito comum em suplementos esportivos.




O mais importante

  • A glicina é um aminoácido não essencial cuja função principal é a construção de proteínas. Ele também desempenha um papel fundamental nas transmissões neuronais e no desenvolvimento saudável do tecido ósseo e muscular.
  • O uso de suplementos de glicina é particularmente importante em contextos dietéticos e esportivos. Isto é especialmente verdade no ambiente de musculação. Elas contêm a quantidade de proteína que pode faltar no corpo humano, apesar de uma dieta rica em carne, peixe, produtos lácteos e leguminosas.
  • Entretanto, as aplicações mais comuns desses suplementos não se limitam a dieta e esportes. Independentemente do formato utilizado, eles podem ser muito úteis no tratamento de patologias psicológicas e cardiovasculares, deficiência de sono e prevenção de câncer, entre outras.

Glycine: nossa recomendação dos melhores produtos

A deficiência de glicina pode levar a fraquezas em nosso metabolismo. Isto pode levar a repercussões mais sérias e preocupantes para a saúde.

Exemplos dos perigos dos baixos níveis deste aminoácido incluem anemia, distrofia muscular e excesso de colesterol, entre outros. Como mencionado acima, é um aminoácido pouco conhecido.

No entanto, tem propriedades importantes para manter a boa saúde. Se você decidiu complementar sua dieta com glicina, dê uma olhada nas recomendações que nós fizemos para você.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre glicina

Glycine é o grande desconhecido no mundo dos suplementos dietéticos. Entretanto, é também um dos aminoácidos que compõem o corpo humano.

Entretanto, ela está envolvida em processos que são essenciais para o bom funcionamento e desenvolvimento de órgãos e tecidos. Os níveis de glicina devem, portanto, ser adequados.

No entanto, o corpo humano nem sempre é capaz de obter esta dose por si só. Aqui nós lhe dizemos tudo que você precisa saber sobre glicina e os suplementos artificiais que existem.

pildoras de glicina

O formato favorito dos usuários para tomar suplementos é na forma de pó ou cápsula. (Fonte: sharon-mccutcheon-nj9tmN-7YMA-unsplash-)

O que é glicina e para que serve?

Glicina, ou glicocholina, é o menor aminoácido não essencial do corpo humano. Sua principal função está na síntese de DNA, proteínas, fosfolípidos, colágeno e elastina.

Entretanto, ela também é essencial para o desenvolvimento adequado do tecido ósseo e muscular. A glicina também está envolvida na função cerebral, atuando como um neurotransmissor inibitório no sistema nervoso central.

É encontrada principalmente na medula espinhal e na retina. Ela está presente em muitos alimentos vegetais e animais.

O corpo humano tem a capacidade de sintetizar esta substância de forma autônoma. Desde que tenha os nutrientes e a energia necessários para fazê-lo.

Quais são os principais usos e propriedades da glicina?

A glicina é um aminoácido com múltiplas aplicações. Muitos atletas usam esses suplementos de glicina regularmente.

Ela tem implicações na musculação, na prevenção da osteoartrite, osteoporose e outras doenças degenerativas. Além de outras doenças e lesões físicas.

Na Espanha, a osteoartrose afeta 16% da população em geral. A freqüência com que afeta as pessoas aumenta com a idade, especialmente a partir dos 40-50 anos(1).

Glycine promove ossos, músculos e tecidos saudáveis. Ele faz isso através da produção de insulina e síntese de colágeno. Esta é a proteína estrutural mais abundante no corpo humano. Ela promove força e elasticidade da pele.

Pode ser útil em outras doenças com processos inflamatórios, pois reduz a formação de citocinas.(2)

Outra das propriedades da glicina é sua capacidade de reduzir os níveis de perda óssea nas mulheres após a menopausa. Também tem um papel a desempenhar na deterioração comum das articulações dos atletas.

Ele também desempenha um papel fundamental no sistema nervoso central. Particularmente com relação ao processamento de informações motoras e sensoriais. Também no manejo de distúrbios mentais como a esquizofrenia.

Muitos profissionais de saúde recomendam às suas pacientes do sexo feminino com menopausa o uso de glicina em sua dieta(3).

A suplementação de glicina como suplemento dietético visa assegurar que os níveis necessários do corpo deste aminoácido sejam atingidos. É particularmente útil no caso de dietas com baixo teor de proteína, como no caso da população idosa e vegetariana.

Também é útil para atletas de força e resistência. Nas últimas décadas, a indústria do fitness tem crescido exponencialmente. Isto se deve, em parte, a atletas recreativos e profissionais que buscam melhorar seu desempenho.

Eles fazem isso usando vários suplementos nutricionais ou ajudas ergogênicas(4). Finalmente, ele também desempenha um papel importante no sistema digestivo. Ele age como um antiácido que assegura uma próstata saudável e protege o sistema imunológico.

Chico con espalda definida

A aplicação ou ingestão adequada de suplementos de glicina pode ser muito benéfica em sua rotina esportiva. (Fonte: nigel-msipa-0DbeC_XYO7c-unsplash-)

Como tomar glicina

As necessidades de glicina estão em torno de 15 mg/dia. O corpo humano sintetiza cerca de 2-3 gramas por dia e a dieta normal também fornece cerca de 2-3 gramas.

Como será discutido mais tarde, a suplementação com glicina pode ser tomada de várias formas diferentes. Você escolhe a que melhor se adapta às suas preferências.

Entretanto, independentemente do formato, existem certas diretrizes com base nas quais você pode obter o máximo desses suplementos

  1. A suplementação de 3-5 gramas de glicina por dia pode ter benefícios incríveis. Por exemplo, a prevenção de doenças degenerativas. Entretanto, os fabricantes geralmente recomendam a suplementação em doses menores, em torno de 0,5-1 grama por dia.
  2. Se você está procurando resolver problemas menores e pontuais, tais como melhorar a qualidade de suas rotinas de sono, os fabricantes aconselham que você tome sua dose de glicina pouco antes de ir dormir.
  3. Você está interessado ou prefere tomar seu suplemento de glicina em uma determinada hora do dia? Tomá-lo com suas refeições principais pode prevenir e evitar picos de açúcar no sangue.

Quanto tempo é aconselhável tomar suplementos de glicina?

O momento ideal para começar a tomar este suplemento de glicina é na meia-idade, a partir dos 35 anos de idade. Eles são muito adequados e úteis em idades mais velhas.

Também em pessoas que praticam esportes de força e resistência, especialmente musculação. Como regra geral, suplementos precisam de 30 dias de uso para que qualquer efeito seja evidente.

Entretanto, este não é o caso da glicina, que, por exemplo, é rápida para mostrar seus benefícios na qualidade do sono.

Entretanto, as doses e o período de tempo que leva para tomar esses suplementos variam dependendo do perfil do indivíduo. Também depende do uso ou da finalidade da ingestão.

Segurança: Quais são as contra-indicações e efeitos adversos da glicina?

Em princípio, as doses convencionais de suplementação de glicina não causam nenhum efeito adverso. No entanto, há alguns pontos-chave a serem levados em conta quando é tomado por via oral ou aplicado na pele. A maioria das pessoas não experimenta efeitos colaterais.

Entretanto, doses de mais de 60 gramas desses suplementos nunca devem ser excedidas. Pode levar a distúrbios do sistema nervoso, hiperexcitabilidade cerebral fatal, convulsões musculares e até asfixia.

Não se sabe o suficiente sobre a ingestão de glicina durante a gravidez e a amamentação. Portanto, não é recomendado iniciar este tratamento sem consulta médica. Durante a gravidez, as concentrações de aminoácidos fetais são consistentemente mais altas do que as da mãe [45].

Em estudos de isótopos estáveis, foi demonstrado que os aminoácidos não essenciais do feto (isto é, glicina e prolina) são principalmente derivados da produção placentária. Eles o fazem a partir de aminoácidos metabolicamente relacionados.(5)

Estes suplementos de glicina não devem ser tomados por pessoas que tenham tido um derrame. Também não devem ser tomadas por aqueles que se submetem a tratamento médico com clozapina antipsicótica.

A glicina também não é recomendada como suplemento para pessoas com doenças hepáticas ou renais.

pildoras de plantas

Estes suplementos de glicina não devem ser tomados por pessoas que tenham tido um derrame. (Fonte: elenathewise: 10500918/ 123rf)

Quais alimentos contêm mais glicina?

Neste ponto, já sabemos sobre as propriedades e principais usos da glicina em muitos contextos e tratamentos. Entretanto, há um equívoco comum de que a maneira mais eficaz de se obter este aminoácido é através de suplementos.

Isto é especialmente verdade para aqueles comumente usados em contextos esportivos e dietéticos. É verdade que eles podem ser uma ajuda muito útil e eficiente. Entretanto, nós podemos alcançar os resultados desejados através de uma nutrição adequada.

Os requisitos nutricionais da glicina para uma dieta equilibrada e saudável estão em torno de três gramas deste aminoácido por dia. No entanto, nem todos os especialistas concordam com este valor.

Por esta razão, nós sempre recomendamos que você consulte seu médico ou especialista com antecedência. A glicina na dieta protege o corpo contra o choque tanto da perda de sangue quanto das endotoxinas(6).

Este aminoácido é encontrado em grandes quantidades tanto em produtos animais quanto vegetais. Alimentos como carne suína, bovina, peixe, produtos lácteos e ovos são fontes ricas de glicina.

Abóbora, cenoura, beterraba, batata, frutas e nozes também são produtos com quantidades significativas de glicina. Fornecer níveis adequados de glicina em nossa rotina alimentar ajuda a prevenir doenças degenerativas como osteoartrite ou osteoporose.

O que acontece quando nosso corpo não recebe glicina suficiente durante um longo período de tempo?

Um déficit prolongado dos níveis de glicina no corpo humano pode levar a conseqüências graves e perigosas para o organismo.

Os aminoácidos glutamato e glicina, além de seu papel na síntese de proteínas, são dois neurotransmissores chave no sistema nervoso central dos mamíferos(7).

Primeiramente, osteoartrite, xeratose, queratose e queda de cabelo podem ocorrer. Isto é uma conseqüência de um sério distúrbio no processo de síntese de colágeno. Além disso, o estresse oxidativo pode ocorrer.

Isto pode levar a hepatotoxicidade, resistência à insulina e retinopatia, entre outros sintomas. Portanto, é absolutamente necessário garantir que o corpo humano tenha glicina suficiente para prevenir a ocorrência destes terríveis distúrbios.

alimentos ricos en glicina

Os suplementos de glicina são muito úteis para evitar deficiências de proteínas em dietas veganas e vegetarianas. (Fonte: Engin-akyurt-Y5n8mCpvlZU-unsplash-)

Critérios de compra

Após ler este artigo, você decidiu visitar seu médico ou especialista para introduzir suplementos de glicina em sua rotina diária de dieta ou esportes? Nós elaboramos uma série de recomendações e pontos a serem considerados aqui.

Pureza

As opções de suplementos de glicina disponíveis no mercado são, em sua maioria, formulações excelentes e bastante completas. Entretanto, há variações em aspectos a considerar, como a pureza da glicina no produto.

Tomar creatina e suplementos de aminoácidos ramificados fornece as células do músculo, tendão ou ligamento lesionado com energia suficiente. Isto é para acelerar o processo de reconstrução e reestruturação das proteínas danificadas (8).

É importante, portanto, prestar atenção à pureza destes suplementos. Dependendo disso, os benefícios serão mais ou menos concentrados nas quantidades ingeridas.

Formato

No mercado de suplementos dietéticos e esportivos, formatos cada vez mais atraentes e inovadores estão aparecendo.

Portanto, é interessante considerar este critério ao comprar seu suplemento de glicina. Os formatos preferidos pelos consumidores são pó e cápsulas.

Entretanto, um número crescente de usuários ousam investir em formatos mais novos, com condições e propriedades muito interessantes. Por exemplo, a suplementação de glicina na forma de creme ou gel.

glicina para la piel

A aplicação diária de glicina também está disponível na forma de creme ou gel. (Fonte: Alexandra Tran: vfLzpWbuweE / unsplash)

Natureza vegana

Os suplementos de glicina são uma opção particularmente relevante quando se trata de dietas veganas ou vegetarianas. Isto porque este estilo de vida é frequentemente associado com a deficiência de proteínas.

Este nem sempre é o caso, pois existe uma grande variedade de proteínas vegetais. Nos países ocidentais, tem havido um aumento considerável de pessoas aderindo a uma dieta vegetariana ou vegana por razões de saúde ou ambientais. Esta dieta parece ser equilibrada e saudável.

No entanto, a recomendação de uma dieta vegetariana e vegana é controversa no mundo nutricional de hoje. Isto é devido a possíveis deficiências de certos nutrientes (9).

No entanto, o mercado hoje oferece uma grande variedade de suplementos de glicina vegana e de fabricação responsável. Portanto, se você segue um estilo de vida vegano ou vegetariano, você também pode implementar estes produtos em sua rotina diária de dieta ou esportes.

Intolerâncias e alergias

Qualquer tipo de alergia ou intolerância a este aminoácido é totalmente anormal e incomum. Entretanto, se você é alérgico a soja, glúten ou nozes, recomendamos que você olhe os ingredientes e processos de fabricação de seu suplemento de glicina.

Diferença de preço

A preocupação com esporte, estética e saúde tem aumentado nos últimos anos. Isto resultou em uma alteração do mercado global de suplementos. Como resultado, a oferta, a demanda e o interesse por estes produtos mudou.

Neste sentido, o mercado de suplementos dietéticos e esportivos tem crescido exponencialmente. Embora eles tendam a ser bastante acessíveis, os preços podem variar dependendo do formato, marca, origem e formulação.

Suplementos esportivos no mundo todo são considerados apenas mais um elemento da dieta de um atleta. Como seu nome sugere, ele complementa os alimentos com uma grande proporção de proteínas e aminoácidos (10).

Por esta razão, é interessante considerar este critério no momento da compra. Pesquise no mercado e encontre aquele que melhor atende às suas necessidades e o que você está disposto a pagar.

Resumo

Glycine é um aminoácido. Ele está ativamente envolvido em processos e funções que são essenciais para um estado saudável e desenvolvimento do corpo humano.

Assim, uma insuficiência prolongada ou déficit de glicina pode levar a patologias e consequências perigosas.

A dieta e o próprio corpo podem não nos fornecer as quantidades necessárias de glicina. Portanto, um suprimento adicional através de suplementos pode ser uma alternativa interessante para resolver seus problemas.

Ele também pode ser usado para atender às necessidades ou simplesmente para garantir níveis adequados deste aminoácido. Neste ponto, você já conhece alguns dos aspectos mais importantes da glicina como um aminoácido.

Assim como a utilidade e a versatilidade de seus suplementos. Se você gostou de nossas recomendações, compartilhe este artigo em suas redes sociais e não se esqueça de deixar um comentário!

(Fonte da imagem em destaque: Eugeniusz Dudzinski: 129409048/ unsplash)

Referências (10)

1. Calviño-Pérez E. (PDF) Evaluación de la suplementación de glicina en ... [Internet]. ResearchGate. 2009 [cited 2021Apr1]. Available from: https://www.researchgate.net/publication/265123927_Evaluacion_de_la_suplementacion_de_glicina_en_pacientes_con_artrosis_de_rodilla_y_cadera_Una_aplicacion_del_modelo_de_Rasch
Fonte

2. Matilla B, Culebras JM. La glicina: un nutriente antioxidante protector celular [Internet]. http://www.nutricionhospitalaria.com/pdf/3277.pdf. Departamento de Fisiología. Universidad de León. ** Hospital de León. España; 2002 [cited 2021Apr1]. Available from: http://www.nutricionhospitalaria.com/pdf/3277.pdf
Fonte

3. Jiménez DA. Glicina: papel asombroso para las hormonas y el sueño: El Paso, TX Doctor en quiropráctica [Internet]. El Paso, TX Doctor Of Chiropractic. 2019 [cited 2021Apr1]. Available from: https://es.dralexjimenez.com/Asombroso-papel-de-la-glicina-para-las-hormonas-y-el-sue%C3%B1o./
Fonte

4. Salazar AS, García AMC. Suplementos nutricionales en la industria del fitness [Internet]. Revista de Nutrición Clínica y Metabolismo. [cited 2021Apr1]. Available from: https://revistanutricionclinicametabolismo.org/index.php/nutricionclinicametabolismo/article/view/rncm.v2n2.008
Fonte

5. Cetin I, Cardellicchio M. Fisiología del embarazo: Interacción materno-infantil Perspectiva general de la interacción nutricional materno-infantil [Internet]. Annales Nestlé. Departamento Materno-Infantil, Hospital Luigi Sacco, y Centro para la Investigación Fetal Giorgio Pardi, Universidad de Milán, Milán , Italia; 2010 [cited 2021Apr1]. Available from: https://www.nestlenutrition-institute.org/docs/default-source/latam-document-library/publications/secured/97704dcc38c91988fc9d04c3f95a88a9.pdf?sfvrsn=2c5ac942_0
Fonte

6. Muñoz Jáuregui AM, Castañeda Castañeda B. Contenido de glutamato, aspartato y glicinato en diversos preparados de la comida peruana [Internet]. Horizonte médico. 2013 [cited 2021Apr1]. Available from: https://www.redalyc.org/pdf/3716/371637131003.pdf
Fonte

7. Giménez C, Zafra F, Aragón C. Fisiopatología de los transportadores de glutamato y de glicina: nuevas dianas terapéuticas [Internet]. Rev. neurol. (Ed. impr.). 1970 [cited 2021Apr1]. Available from: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/ibc-175179
Fonte

8. Jose Modesto JM. ¿Tomar suplementos mejora la recuperación de una lesión en deportistas? [Internet]. Repositorio Institucional UIB. UIB repositori; 2020 [cited 2021Apr1]. Available from: https://dspace.uib.es/xmlui/handle/11201/150539
Fonte

9. Rojas Allende D, Figueras Díaz F, Durán Agüero S. Ventajas y desventajas nutricionales de ser vegano o vegetariano [Internet]. Revista chilena de nutrición. Sociedad Chilena de Nutrición, Bromatología y Toxicología; 2017 [cited 2021Apr1].
Fonte

10. Estévez Nieto BF. CREACIÓN E IMPLEMENTACIÓN DE UN CATÁLOGO Y GUÍA DE VENTA CON PLAN DE MARKETING EN REDES SOCIALES PARA INFORMAR SOBRE LAS CARACTERÍSTICAS Y BENEFICIOS DE LOS SUPLEMENTOS DEPORTIVOS DE LA EMPRESA LANSAX CAPITAL S.A. EN QUITO [Internet]. Carrera de diseño gráfico - Instituto Tecnológico Cordillera. Instituto Tecnológico Cordillera; 2017 [cited 2021Apr1].
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Artículo científico
Calviño-Pérez E. (PDF) Evaluación de la suplementación de glicina en ... [Internet]. ResearchGate. 2009 [cited 2021Apr1]. Available from: https://www.researchgate.net/publication/265123927_Evaluacion_de_la_suplementacion_de_glicina_en_pacientes_con_artrosis_de_rodilla_y_cadera_Una_aplicacion_del_modelo_de_Rasch
Ir para a fonte
Artículo científico
Matilla B, Culebras JM. La glicina: un nutriente antioxidante protector celular [Internet]. http://www.nutricionhospitalaria.com/pdf/3277.pdf. Departamento de Fisiología. Universidad de León. ** Hospital de León. España; 2002 [cited 2021Apr1]. Available from: http://www.nutricionhospitalaria.com/pdf/3277.pdf
Ir para a fonte
Artículo científico
Jiménez DA. Glicina: papel asombroso para las hormonas y el sueño: El Paso, TX Doctor en quiropráctica [Internet]. El Paso, TX Doctor Of Chiropractic. 2019 [cited 2021Apr1]. Available from: https://es.dralexjimenez.com/Asombroso-papel-de-la-glicina-para-las-hormonas-y-el-sue%C3%B1o./
Ir para a fonte
Artículo científico
Salazar AS, García AMC. Suplementos nutricionales en la industria del fitness [Internet]. Revista de Nutrición Clínica y Metabolismo. [cited 2021Apr1]. Available from: https://revistanutricionclinicametabolismo.org/index.php/nutricionclinicametabolismo/article/view/rncm.v2n2.008
Ir para a fonte
Artículo científico
Cetin I, Cardellicchio M. Fisiología del embarazo: Interacción materno-infantil Perspectiva general de la interacción nutricional materno-infantil [Internet]. Annales Nestlé. Departamento Materno-Infantil, Hospital Luigi Sacco, y Centro para la Investigación Fetal Giorgio Pardi, Universidad de Milán, Milán , Italia; 2010 [cited 2021Apr1]. Available from: https://www.nestlenutrition-institute.org/docs/default-source/latam-document-library/publications/secured/97704dcc38c91988fc9d04c3f95a88a9.pdf?sfvrsn=2c5ac942_0
Ir para a fonte
Artículo científico
Muñoz Jáuregui AM, Castañeda Castañeda B. Contenido de glutamato, aspartato y glicinato en diversos preparados de la comida peruana [Internet]. Horizonte médico. 2013 [cited 2021Apr1]. Available from: https://www.redalyc.org/pdf/3716/371637131003.pdf
Ir para a fonte
Artículo científico
Giménez C, Zafra F, Aragón C. Fisiopatología de los transportadores de glutamato y de glicina: nuevas dianas terapéuticas [Internet]. Rev. neurol. (Ed. impr.). 1970 [cited 2021Apr1]. Available from: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/ibc-175179
Ir para a fonte
Artículo científico
Jose Modesto JM. ¿Tomar suplementos mejora la recuperación de una lesión en deportistas? [Internet]. Repositorio Institucional UIB. UIB repositori; 2020 [cited 2021Apr1]. Available from: https://dspace.uib.es/xmlui/handle/11201/150539
Ir para a fonte
Artículo científico
Rojas Allende D, Figueras Díaz F, Durán Agüero S. Ventajas y desventajas nutricionales de ser vegano o vegetariano [Internet]. Revista chilena de nutrición. Sociedad Chilena de Nutrición, Bromatología y Toxicología; 2017 [cited 2021Apr1].
Ir para a fonte
Artículo científico
Estévez Nieto BF. CREACIÓN E IMPLEMENTACIÓN DE UN CATÁLOGO Y GUÍA DE VENTA CON PLAN DE MARKETING EN REDES SOCIALES PARA INFORMAR SOBRE LAS CARACTERÍSTICAS Y BENEFICIOS DE LOS SUPLEMENTOS DEPORTIVOS DE LA EMPRESA LANSAX CAPITAL S.A. EN QUITO [Internet]. Carrera de diseño gráfico - Instituto Tecnológico Cordillera. Instituto Tecnológico Cordillera; 2017 [cited 2021Apr1].
Ir para a fonte
Resenhas