Camarões.

Os jovens não costumam demonstrar uma preocupação significativa com a saúde física. No entanto, a chegada da maturidade pode vir acompanhada de algumas dores típicas da idade. Os estragos do tempo podem se manifestar em forma de artrose, uma doença articular degenerativa que pode se transformar em um verdadeiro calvário para as pessoas afetadas. Felizmente, é possível contar com a ajuda da glucosamina para reduzir a dor articular.

A glucosamina é um suplemento que, combinado com uma dieta saudável, exercício físico e controle médico, tem o potencial de aliviar a dor e a inflamação provocadas pela degeneração articular. A seguir, falaremos tudo que você precisa saber sobre este aminossacarídeo.

O mais importante

  • A glucosamina é um composto necessário para a formação da cartilagem articular. Ela é encontrada em altas concentrações nos tecidos de suporte ao corpo humano.
  • Esta substância não está presente nos alimentos que costumam ser consumidos com maior frequência, por isso ela deve ser extraída e concentrada na forma de suplemento nutricional.
  • Ao escolher um suplemento de glucosamina, é necessário analisar com atenção a presença de possíveis componentes alergênicos, as diferentes apresentações disponíveis, as opções de combinações com outros ingredientes e as instruções de conservação. É importante ressaltar que existem alternativas veganas deste produto.

Melhores suplementos de glucosamina: Nossos favoritos

Analisamos cuidadosamente o mercado digital em nossa busca pelos melhores suplementos de glucosamina. Depois de descartar os artigos com doses inadequadas ou qualidade inferior à esperada, criamos uma lista com os produtos mais recomendados e bem avaliados à base de glucosamina:

Uma combinação de três nutrientes

Este suplemento da Doctor’s Best oferece uma combinação de três nutrientes importantes para a saúde das articulações: 1500 mg de glucosamina, 1200 mg de sulfato de condroitina e 1000 mg de MSM (metilsulfonilmetano). Seus componentes lubrificam naturalmente as juntas, combatendo e prevenindo as dores provocadas pela artrite e pela artrose.

Esta embalagem com 120 cápsulas é suficiente para um mês de tratamento, já que a recomendação é ingerir 4 cápsulas por dia. Seu efeito anti-inflamatório natural é confirmado por uma infinidade de avaliações positivas. A fórmula concentrada não contém soja, glúten e organismos geneticamente modificados.

Suplemento para fortalecer a saúde articular

Outra excelente opção com uma grande quantidade de avaliações positivas de consumidores satisfeitos, o suplemento da Now Foods combina glucosamina, sulfato de condroitina e metilsulfonilmetano (MSM), nutrientes necessários para a manutenção da saúde das cartilagens e articulações.

Neste caso, a dose recomendada pelo fabricante para favorecer a saúde articular é de 3 cápsulas por dia, fazendo com que esta embalagem de 180 cápsulas seja suficiente para 60 dias de tratamento. Não possui organismos geneticamente modificados em sua composição.

Glucosamina e muito mais em um suplemento só

Este suplemento da Puritan’s Pride oferece não apenas glucosamina, mas também o blend exclusivo Mobili-Flex, que contém sulfato de condroitina, MSM (metilsulfonilmetano), colágeno, boswellia serrata e bioflavonoides cítricos. A fórmula promete promover o conforto e a flexibilidade das articulações.

O fabricante recomenda o consumo de 3 cápsulas por dia junto com as refeições, o que significa que esta embalagem com 240 cápsulas é suficiente para 80 dias de tratamento. Alem de nutrir, lubrificar e restaurar a cartilagem, seu uso contínuo combate diretamente as dores nas articulações e juntas.

Suplemento de Glucosamina livre de glúten e lactose

Apesar do suplemento da Spring Valley parecer ter um preço mais elevado, esta oferta vem com duas embalagens totalizando 340 cápsulas, e a recomendação é ingerir apenas 2 cápsulas por dia. Sua fórmula possui glucosamina e sulfato de condroitina, e é livre de glúten, gordura trans, lactose e corantes artificiais.

Este novo produto foi reformulado para oferecer uma cápsula menor, e atua no fortalecimento das cartilagens, ajudando a lubrificar as articulações e reduzindo a dor articular.

Suplemento de Glucosamina para veganos

Esta é uma excelente opção para veganos, vegetarianos e pessoas com alergias alimentares. O suplemento de glucosamina da Solgar é feito à base de fontes 100% vegetais, sendo livre de derivados de crustáceos (kosher), glúten, trigo, laticínios, soja, levedura, açúcar, sabores artificiais, adoçantes, conservantes e corantes.

Esta embalagem vem com 60 cápsulas e cada porção de três cápsulas oferece 1500 mg de glucosamina, 1200 mg de sulfato de condroitina, 1500 mg de MSM (metilsulfonilmetano) e 300 mg de colágeno.

Guia de Compras: O que você precisa saber sobre a glucosamina

A glucosamina é uma substância indispensável para a formação da cartilagem das principais articulações do corpo humano. Por esta razão, ela passou a ser utilizada como um possível tratamento contra a dor articular provocada por processos degenerativos como a artrose.

Os suplementos costumam ser obtidos a partir de frutos do mar, mas também existem alternativas veganas.

Imagem de casal de idosos preparando salada.

A glucosamina pode reduzir a inflamação articular em algumas pessoas. (Fonte: Racorn: 41689893 / 123rf.com)

O que é a glucosamina?

A glucosamina é uma molécula especial na qual o açúcar se combina com um grupo amino (componente essencial dos aminoácidos). Este composto, que foi classificado pelos especialistas como um aminossacarídeo, é um precursor de diversos elementos formadores da cartilagem articular, como o ácido hialurônico, o sulfato de heparano e o sulfato de condroitina.

A maioria dos tecidos do corpo são capazes de criar glucosamina a partir da glicose. Este composto açucarado é encontrado em maior quantidade nos tendões e nas articulações. Os especialistas consideram que, juntamente com o colágeno, a glucosamina é o componente mais importante para a correta manutenção da estrutura articular.

O que é a artrose é qual é o papel da glucosamina no seu tratamento?

A artrose (também conhecida como osteoartrite) é uma doença degenerativa na qual as cartilagens articulares sofrem uma deterioração progressiva. A destruição do revestimento das articulações leva a uma fricção sobre os ossos, que causa dor e inflamação. Em estados avançados, a artrose pode chegar a limitar os movimentos.

Embora a artrose possa surgir de forma secundária devido a outras doenças (transtornos metabólicos, infecções ou fraturas não consolidadas, entre outras), a forma primária de osteoartrite é muito mais comum. Neste caso, a deterioração articular aparece sem uma causa clara, e se relaciona com os seguintes fatores de risco:

  • Idade avançada: A cartilagem das nossas articulações se deteriora com os movimentos e precisa ser reposta diariamente. Infelizmente, o envelhecimento afeta a capacidade de regeneração da cartilagem e a sua estrutura. Assim, estima-se que cerca de 60% dos adultos com mais de 60 anos sofram de artrose em pelo menos uma articulação.
  • Sobrepeso e obesidade: Foi comprovado que a incidência de artrose aumenta em pessoas com sobrepeso ou obesidade. As articulações das pessoas com um peso excessivo sofrem um maior estresse mecânico. Além disso, a obesidade pode provocar um estado de inflamação constante que acelera a deterioração da cartilagem articular.
  • Fatores genéticos: Os indivíduos com um histórico familiar de artrose têm uma probabilidade mais elevada (entre 36% e 56% maior) de desenvolver esta doença do que as pessoas sem esta herança genética.

Para o tratamento desta doença tão comum, os especialistas recomendam a diminuição do peso corporal, a prática regular de exercícios físicos e a reabilitação. Medicamentos analgésicos, como o paracetamol, também podem ser utilizados. A glucosamina é considerada um tratamento alternativo para a artrose, já que pode aliviar os sintomas de algumas pessoas.

Alguns estudos defendem que os suplementos de glucosamina podem estimular a criação de cartilagens saudáveis e limitar a inflamação dos tecidos, contribuindo para uma redução da dor articular e uma melhora da mobilidade. Estes resultados são muito animadores, embora ainda não tenham sido confirmados pela indústria médica.

Brent A. BauerMédico especialista em medicina interna

“A glucosamina é relativamente acessível e segura. Se os outros tratamentos não obtiverem resultados, talvez seja interessante consultar seu médico para saber se um experimento com a glucosamina pode ser adequado para o seu caso.”

É possível obter glucosamina a partir do consumo de alimentos?

A glucosamina se apresenta de forma natural no exoesqueleto de alguns insetos e fungos. Ela também pode ser encontrada na casca do camarão, caranguejo e lagostim, e nas orelhas, focinho e articulações de animais como o porco. Infelizmente, esta molécula não está presente na carne vermelha, e nem na parte comestível dos frutos do mar mencionados.

Uma forma natural de obter glucosamina a partir dos alimentos é aumentar o consumo de vísceras animais ou adicionar a casca dos frutos do mar, previamente triturada, a caldos e sopas. Infelizmente, estas opções são complicadas, incômodas, e pouco apetitosas.

Quais benefícios o suplemento de glucosamina oferece?

Uma opção mais simples para aumentar os níveis de glucosamina no organismo é fazer uso de suplementos nutricionais. Estes produtos são feitos a partir da glucosamina extraída do exoesqueleto dos artrópodes. Também existe uma opção apta para veganos, que utiliza os aminossacarídeos presentes em alguns fungos.

A eficácia deste suplemento não está livre de controvérsia. Embora alguns estudos não tenham encontrado diferenças entre o uso da glucosamina e de um placebo no tratamento de incômodos articulares, outros experimentos descobriram que este produto proporciona um alívio da dor similar ao obtido com o consumo de 3 gramas de paracetamol.

Outros estudos encontraram uma relação entre estes suplementos e uma maior perda de peso em mulheres que também fizeram dieta e atividade física. Este efeito surpreendeu os especialistas, que não foram capazes de identificar o mecanismo exato por meio do qual este complemento nutricional pode ser útil nas dietas de emagrecimento.

Estes estudos registraram uma diferença significativa entre a perda de peso de mulheres que fizeram suplementação com glucosamina e a daquelas que tomaram um placebo (5,8 kg em comparação com 4 kg, após várias semanas). No entanto, é importante lembrar que, para que a perda de peso ocorresse, foi necessário adotar hábitos saudáveis como uma dieta balanceada e a prática de exercícios.

Como tomar o suplemento de glucosamina?

As pessoas com mais de 60 anos que desejam buscar uma alternativa – ou um complemento para o seu tratamento contra a artrose – e os indivíduos que querem perder peso para aliviar incômodos articulares (combinando dieta e exercícios) poderão se beneficiar do uso da glucosamina. As recomendações para o consumo deste suplemento são as seguintes:

  • Dose recomendada: Não foi definida uma dose padrão para a suplementação com glucosamina. No entanto, a Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, recomenda um consumo de 1500 miligramas de glucosamina por dia. Os suplementos disponíveis no mercado oferecem apresentações de 500, 1000 ou 1500 mg em cada dose.
  • Momento da suplementação: A recomendação é de que a glucosamina seja tomada três vezes ao dia, distribuindo a dose total nestes três momentos (por exemplo, 500 mg pela manhã, 500 mg ao meio-dia e 500 mg à noite).
  • Acompanhado (ou não) de alimentos: É aconselhável tomar este suplemento acompanhado de algum alimento. A glucosamina pode ser consumida junto com as três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar), ou acompanhada de um lanche.

A suplementação com glucosamina deve ser apoiada por outras medidas não farmacológicas para alcançar um melhor controle da dor articular e da artrose. O controle do peso, a prática de exercícios físicos e o abandono de hábitos prejudiciais (como o consumo de bebidas alcoólicas, cigarro e outras drogas) também contribuem para melhorar a saúde dos tecidos.

foco

Você sabia que a glucosamina vegana pode ser obtida por meio da fermentação de fontes vegetais? Existem, por exemplo, fungos capazes de fermentar o milho e criar este composto ativo, que será concentrado na forma de suplemento nutricional.

A glucosamina é o suplemento mais eficaz para o cuidado articular?

A glucosamina não é o único suplemento utilizado para preservar a saúde das articulações. Outros compostos, como o sulfato de condroitina e o colágeno, também podem ser eficazes para a manutenção de uma função articular normal.

Na tabela a seguir, você encontrará as principais características de cada uma destas substâncias.

Suplemento Mecanismo de ação Possíveis benefícios Preço médio por frasco
Glucosamina Estimula o metabolismo da cartilagem

Reduz a inflamação articular

Diminuição da dor e da inflamação

Aumento da perda de peso (com dieta e exercício físico)

R$ 30 – R$ 200
Sulfato de condroitina Estimula a criação de novas cartilagens

Reduz a inflamação articular

Diminuição da dor e da inflamação R$ 30 – R$ 150
Colágeno Reduz a destruição da cartilagem

Repara a cartilagem danificada

Reduz a inflamação articular

Diminuição da dor e da inflamação

Pode prevenir a deterioração articular

R$ 20 – R$ 100

Os três suplementos oferecem benefícios similares, já que estimulam a criação de novas cartilagens e reduzem os processos inflamatórios tissulares. Por isso, é difícil escolher um dos compostos.

Dependendo das suas características individuais, você pode reagir melhor à glucosamina, ao colágeno ou ao sulfato de condroitina.

Quais precauções a suplementação com glucosamina exige?

A glucosamina é um suplemento considerado seguro no âmbito da nutrição. É recomendável não superar a quantidade indicada de 1500 mg por dia, embora até o momento não tenham sido descritos efeitos perigosos relacionados à ingestão acidental de doses adicionais de glucosamina. Ainda assim, é importante consultar um médico se houver um consumo excessivo.

Por outro lado, foram descritos efeitos colaterais desagradáveis em relação ao consumo de glucosamina. Algumas pessoas podem sofrer de incômodos como fadiga, acne, dor de estômago, flatulências, náuseas e vômitos. Também foram descritos outros efeitos adversos muito mais raros, mas de maior gravidade, que podem ser vistos na lista a seguir:

  • Dor de cabeça: Embora sejam poucos, há relatos de cefaleias associadas ao uso da suplementação com glucosamina.
  • Ataques de asma: Houve um caso de ataque de asma em uma pessoa que suplementava com glucosamina. Por esta razão, os especialistas aconselham que as pessoas asmáticas que queiram começar a consumir este produto tenham uma precaução redobrada.
  • Dificuldade de controle da diabetes: Alguns estudos identificaram uma dificuldade maior de controlar a diabetes em pessoas que consomem suplementos de glucosamina. Outras análises não observaram este efeito colateral. Ainda assim, existe a recomendação de que os diabéticos controlem seus níveis de glicose com mais atenção se quiserem fazer uso da suplementação de glucosamina.
Imagem de família na mesa comendo.

A glucosamina pode ser combinada com outros compostos, como o colágeno e o sulfato de condroitina. (Fonte: Mark Bowden: 42310016 / 123rf.com)

  • Hipertensão: Assim como ocorre com a diabetes, há relatos contraditórios sobre a relação entre a hipertensão e a glucosamina. Para garantir a segurança dos consumidores, é aconselhável monitorar a pressão arterial com mais atenção durante o período de suplementação.
  • Glaucoma: Algumas fontes alertam para um possível aumento da pressão intraocular devido ao uso da glucosamina. As pessoas que sofrem de glaucoma (uma doença ocular grave relacionada ao aumento da pressão no interior dos olhos) deve consultar seu médico antes de decidir consumir este suplemento.
  • Complicações em cirurgias: Devido a seus possíveis efeitos sobre os níveis de açúcar no sangue e a pressão arterial, é aconselhável interromper a suplementação com glucosamina várias semanas antes de se submeter a qualquer tipo de procedimento cirúrgico. Além disso, o uso deste produto deve ser informado ao médico nas consultas pré-operatórias.

Como os suplementos de glucosamina são utilizados principalmente para o tratamento dos sintomas da artrose, uma doença que costuma surgir em pessoas de mais idade, sua segurança não foi comprovada em crianças e adolescentes, gestantes e lactantes. Por precaução, estes grupos devem evitar a suplementação.

Por último, é necessário levar em conta a capacidade da glucosamina de interagir com alguns dos tratamentos mais comumente utilizados. Infelizmente, este suplemento pode aumentar ou reduzir a eficácia de certos medicamentos.

Na tabela seguinte, você encontrará um resumo prático das principais interações medicamentosas da glucosamina:

Medicamento Interação Risco
Warfarina (anticoagulante) Aumento do efeito anticoagulante Muito alto. Não combinar (risco de hemorragia)
Quimioterapia (medicação para o tratamento do câncer) Diminuição da eficácia do tratamento contra o câncer Alto. Não tomar sem aprovação médica
Paracetamol Possível diminuição do efeito anti-inflamatório Desconhecido. Tentar tomá-los separadamente. Se o tratamento é crônico, consultar o médico
Antidiabéticos orais Diminuição (leve ou nula) da eficácia do medicamento antidiabético Baixa. Recomenda-se manter um controle do nível de açúcar do sangue e aumentar a vigilância

Critérios de Compra

Infelizmente, os suplementos de glucosamina nem sempre são submetidos a uma regulamentação estrita, por isso sua eficácia pode ser inferior à anunciada. Para ajudá-lo a escolher um produto de boa qualidade, que realmente se ajuste às suas expectativas, listaremos os principais critérios de compra para tomar sua decisão. Leia com muita atenção!

  • Componentes alergênicos e intolerâncias
  • Nutrição vegana e vegetariana
  • Forma de apresentação
  • Ingredientes adicionais
  • Conservação

Componentes alergênicos e intolerâncias

Se você é alérgico a peixes ou frutos do mar, leia a embalagem do suplemento de glucosamina com muito cuidado antes de fazer a sua compra.

Lembre-se de que esta substância costuma ser obtida do exoesqueleto (a “casca”) do fruto do mar. Os traços destes artrópodes podem desencadear uma reação anafilática perigosa em pessoas alérgicas.

Mulher mais velha.

A glucosamina pode ajudar a reparar ou substituir a cartilagem desgastada. (Fonte: Michael Simons: 72425441 / 123rf.com)

Nutrição vegana e vegetariana

Se você é vegano ou vegetariano, não precisa renunciar à suplementação com glucosamina. Existem produtos sintetizados a partir de fontes vegetais ricas neste composto, igualmente eficazes aos suplementos à base de glucosamina de origem marinha. Esta também é uma ótima alternativa para as pessoas alérgicas a frutos do mar.

Forma de apresentação

Você pode adquirir a glucosamina em diferentes formatos. Este suplemento pode ser encontrado em forma de comprimido (mais fácil de armazenar), tablete (sem o revestimento de gelatina, o que o torna apto para vegetarianos) ou em pó (permite uma dosagem personalizada). Além disso, você deve ficar atento ao tipo de glucosamina contido em cada artigo:

  • Cloridrato de glucosamina: É mais popular como um tratamento de uso tópico para a artrose, na forma de cremes que também contenham colágeno e sulfato de condroitina.
  • N-acetilglucosamina: Esta formulação vai além do alívio dos incômodos articulares. Sua função como medicamento anti-inflamatório e como tratamento para doenças autoimunes está sendo estudada.
  • Sulfato de glucosamina: O composto mais utilizado para o alívio da osteoartrite e o mais apreciado pelos especialistas em suplementação.

Recomenda-se escolher um suplemento à base de sulfato de glucosamina sempre que for possível. Este princípio ativo parece ser mais eficaz do que os outros no alívio dos sintomas da artrose, razão pela qual os especialistas recomendam priorizar o seu uso antes de optar pelo cloridrato de glucosamina ou o N-acetilglucosamina.

Ingredientes adicionais

É muito comum combinar a glucosamina com outras substâncias, como o colágeno, o sulfato de condroitina e o extrato de cartilagem de tubarão, para criar suplementos indicados para o cuidado articular.

Você pode fazer uso destes ingredientes adicionais sempre que a dose de glucosamina se mantiver abaixo do máximo recomendado de 1500 mg por dia.

Imagem de casal de idosos correndo.

Pessoas que fazem uso de medicamentos anticoagulantes não devem consumir suplementos de glucosamina. (Fonte: Jozef Polc: 66449461 / 123rf.com)

Conservação

Os suplementos de glucosamina devem ser conservados em um local fresco e seco, longe da luz solar e de odores agressivos. Este produto não deve ser refrigerado, já que pode perder suas propriedades.

A data de validade é de aproximadamente três anos após a fabricação, embora o mesmo continue sendo eficaz até três meses após o vencimento.

Resumo

A dor articular provocada pela artrose é crônica, incessante e, em alguns casos, incapacitante. Não é preciso se resignar a viver com dor. Seu médico de confiança pode oferecer uma série de estratégias para enfrentar esta doença degenerativa. A perda de peso, a prática de exercícios físicos leves e a medicação analgésica podem ser seus aliados.

Se o seu tratamento habitual não proporcionar os resultados esperados, a glucosamina é uma alternativa segura e acessível que pode melhorar o estado das suas articulações, freando a destruição articular e estimulando a criação de cartilagens saudáveis. Se você já tentou de tudo e não obteve melhora, por que não dar uma chance à glucosamina?

Se você gostou do nosso Guia sobre suplementos de glucosamina, deixe um comentário e compartilhe este artigo!

(Fonte da imagem destacada: Jirkaejc: 38476614 / 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

SAUDÁVEL&FORTE
Os redatores do portal SAUDÁVEL E FORTE estão preparados para pesquisar a fundo e escrever artigos de alta qualidade e com as informações necessárias para que você saiba tudo o que precisa sobre suplementos e boa forma.