Ultima atualização: 4 de agosto de 2021

Como escolhemos

18Produtos analisados

25Horas investidas

18Estudos avaliados

76Comentários coletados

Nossa microbiota intestinal mantém nosso sistema gastrointestinal funcionando nas melhores condições possíveis. Qualquer desequilíbrio neste delicado equilíbrio terá um impacto negativo em nossa saúde a curto e longo prazo. Nestes casos, você pode encontrar um aliado valioso na bactéria probiótica Lactobacillus rhamnosus.

O estresse, a doença e (especialmente) o uso indiscriminado de antibióticos podem enfraquecer sua saúde gastrointestinal. Os suplementos probióticos Lactobacillus rhamnosus manterão os sintomas deste desequilíbrio à distância. Quer saber mais sobre esta fabulosa bactéria? Continue lendo!




O resultado final

  • Lactobacillus rhamnosus é uma bactéria probiótica que contribui para a melhoria da saúde gastrointestinal em pessoas que a consomem regularmente.
  • Os probióticos Lactobacillus rhamnosus são freqüentemente usados por especialistas para tratar distúrbios de trânsito intestinal secundários ao uso de medicamentos antibióticos.
  • OLactobacillus rhamnosus é considerado uma bactéria segura mesmo em altas concentrações, embora especialistas sugiram não exceder a dose diária recomendada do produto.

Lactobacillus rhamnosus: nossas recomendações

Os probióticos Lactobacillus rhamnosus estão entre os probióticos mais vendidos no mercado atualmente. Infelizmente, muitos desses suplementos no mercado são de baixa qualidade. Nosso Ranking contém cinco itens que são eficazes e apreciados pelos consumidores. Se você investir em um dos seguintes probióticos, você não vai se arrepender:

Guia de Compras: O que você precisa saber sobre Lactobacillus rhamnosus

Você sabia que centenas de milhares de microorganismos vivem em seu corpo? Estas pequenas criaturas compõem a microbiota normal do seu corpo. Vários fatores, como dieta ou o uso de antibióticos, podem afetar sua microbiota (especialmente sua microbiota intestinal) e afetar negativamente sua saúde.

Lactobacillus rhamnosus

Os suplementos Lactobacillus rhamnosus são eficazes e muito populares. Como resultado, eles têm preços mais altos que outros probióticos.
(Fonte: Guzhva: 39458295/ 123rf.com)

O que é um Lactobacillus rhamnosus probiotic?

Um suplemento probiótico é um produto que abriga centenas de milhares de microorganismos (geralmente vivos) com um benefício de saúde comprovado através de estudos clínicos de boa reputação. Tipicamente, estas bactérias pertencem aos gêneros Lactobacillus (como nosso probiótico, Lactobacillus rhamnosus) ou Bifidobacterium.

Há uma série de critérios que um suplemento deve atender antes que possa ser considerado um probiótico. Abaixo você encontrará uma lista das características e particularidades mais importantes para que um suplemento probiótico seja considerado como benéfico à saúde

  • Segurança: Espera-se que o suplemento seja seguro para os seres humanos e não cause efeitos indesejáveis, mesmo em altas doses.
  • Vitalidade: É essencial que, após a embalagem, o suplemento contenha uma quantidade suficiente de microrganismos vivos.
  • Sobrevivência: Para que o suplemento seja considerado útil, as bactérias devem ser capazes de sobreviver à sua passagem pelo trato digestivo.
  • Estabilidade: Os microorganismos devem ser mantidos vivos dentro do recipiente durante a vida útil do produto.
  • Cepa adequada: Se existirem diferentes variedades da mesma bactéria (cepas), será necessário especificar qual cepa foi usada para o suplemento. Por exemplo, Lactobacillus rhamnosus GG.
  • Evidência científica: Algum tipo de estudo ou ensaio é necessário para corroborar a eficácia do probiótico.
  • Rotulagem: Espera-se que o probiótico seja rotulado corretamente e suas instruções de uso devem ser fáceis de entender.

Lactobacillus rhamnosus é um dos probióticos mais amplamente utilizados e estudados. Ao atender aos critérios acima, ele pode ser isolado e distribuído em forma de suplemento pelas indústrias farmacêutica e alimentícia. Você encontrará Lactobacillus rhamnosus em alimentos fermentados fortificados e na forma probiótica encapsulada.

Lactobacillus rhamnosus

É comum o leite de vaca ser usado para o cultivo do Lactobacillus rhamnosus.
(Fonte: Karandaev: 38887946/ 123rf.com)

Como o Lactobacillus rhamnosus está relacionado com a microbiota (flora intestinal)?

Lactobacillus rhamnosus é uma bactéria, especificamente um bacilo, que foi isolada da microbiota normal de humanos saudáveis. Embora este micro-organismo geralmente apareça no intestino apenas transitoriamente, sua ingestão tem mostrado promover o crescimento de outras bactérias favoráveis e inibir a reprodução de patógenos.

Como o Lactobacillus rhamnosus é resistente ao ácido gástrico e à bílis, é possível usar este bacilo como um suplemento probiótico, garantindo a sobrevivência destas bactérias durante sua viagem para o trato digestivo. Este probiótico é usado como tratamento para uma série de patologias, inclusive

  • Alergias Alimentares
  • Diarréia associada à gastroenterite
  • Diarréia associada ao uso de antibióticos
  • Infecções do trato respiratório
  • Patologia da pele (dermatite, eczema)
  • Síndrome do estômago com vazamento
  • Síndrome do intestino irritável
  • Obesidade
  • Distúrbio do Déficit de Atenção
  • Síndrome de Asperger
  • Ansiedade

Entretanto, a única aplicação atualmente confirmada para Lactobacillus rhamnosus é o tratamento da diarréia associada a antibióticos. Neste caso, a ingestão deste probiótico demonstrou reduzir significativamente a duração da diarréia secundária ao tratamento médico.

Kéfir

Se você é vegano ou vegetariano, não deixe de escolher um item livre de produtos animais.
(Fonte: Ildipapp: 67076028/ 123rf.com)

Os antibióticos podem prejudicar minha microbiota?

Os tratamentos antibióticos são geralmente prescritos para destruir um patógeno bacteriano que se estabeleceu em nossos corpos. Entretanto, um dos efeitos colaterais deste tipo de tratamento é a destruição de outros microorganismos, como as bactérias benéficas da microbiota intestinal.

A perda de bactérias benéficas (disbiose) leva a uma série de efeitos prejudiciais que, dependendo da idade do indivíduo em questão, terá um impacto mais ou menos sério. Na tabela abaixo, você encontrará os efeitos do aparecimento da disbiose associada ao uso de antibióticos dependendo da idade:

Age Evento de vida maior e aniversário Conseqüência da disbiose
0 years Amamentação Colonização por germes resistentes a antibióticos. Aumento da prevalência de infecções, asma, alergias e diabetes tipo 1. Aumento do risco de obesidade infantil.
1 ano Primeiros passos Colonização por germes resistentes a antibióticos. Aumento do risco de obesidade infantil. Aumento do risco de diabetes tipo 2.
2- 10 anos Primeiros passos Colonização por germes resistentes a antibióticos. Aumento do risco de diabetes tipo 2.
11 - 16 anos Puberdade Colonização por germes resistentes a antibióticos. Aumento do risco de diabetes tipo 2. Aumento do risco de infecção por Clostridium difficile.
16 - 40 anos Reprodução Colonização por germes resistentes a antibióticos. Aumento do risco de diabetes tipo 2. Aumento do risco de infecção por Clostridium difficile.
+ 40 anos Envelhecimento e perda de mobilidade Colonização por germes resistentes a antibióticos.a Aumento do risco de diabetes tipo 2. Aumento do risco de infecção por Clostridium difficile.

Sem dúvida, os bebês e crianças pequenas serão as principais vítimas da destruição da microbiota normal secundária ao uso de antibióticos. Entretanto, as consequências da disbiose em adultos podem ser tão graves quanto no caso de infecção pelo patógeno agressivo Clostridium difficile.

Quais sintomas ocorrem após a destruição da microbiota intestinal?

Qualquer pessoa que deseje evitar as consequências a longo prazo (aumento da resistência bacteriana, aumento de infecções e aumento da prevalência de alergias) deve estar atenta aos seguintes sintomas, que podem ser indicativos do início da disbiose intestinal

  • Mau hálito (halitose)
  • Estômago perturbado
  • Náusea
  • Constipação
  • Diarréia
  • Inchaços abdominais
  • Fadiga inexplicável
  • Dificuldade de concentração
  • Sintomas ansiosos
  • Sintomas depressivos

Você deve ter notado que esta lista inclui sintomas normalmente categorizados como "neurológicos" ou "psicológicos". Como é possível que um distúrbio intestinal afete nosso estado mental? A verdade é que a microbiota está envolvida na produção e regulação de neurotransmissores que afetam o estado de nossa saúde mental.

Se os sintomas acima aparecerem, especialmente durante ou após a conclusão do tratamento com antibióticos, é possível que a integridade da sua microbiota intestinal tenha sido comprometida. Nós recomendamos que você siga nossas dicas para restaurar o equilíbrio bacteriano em seu trato digestivo.

Posso restaurar minha microbiota com uma dieta rica em Lactobacillus rhamnosus?

Uma dieta equilibrada rica em vegetais e baixa em gorduras animais estabelecerá um terreno perfeito para a criação de uma microbiota saudável. Se você também se certificar de consumir alimentos fermentados (iogurte, kimchi e kefir, por exemplo), você irá introduzir bactérias benéficas, incluindo Lactobacillus rhamnosus, em seu corpo.

Se você quiser especificamente aumentar sua ingestão de Lactobacillus rhamnosus através da dieta, procure por produtos suplementados com este microorganismo. Do leite e iogurte às sementes (chia e linho) complementadas com Lactobacillus rhamnosus, há muitas maneiras de introduzir este bacilo em sua dieta.

Finalmente, aconselhamos que você abandone o tabaco, o álcool e os adoçantes. Estes produtos têm mostrado afetar negativamente o estado da microbiota, favorecendo o aparecimento de disbiose. O estresse também é um fator a ser controlado se quisermos encorajar o crescimento de bactérias benéficas.

Mujer con yogurt

É comum usar produtos lácteos para adquirir Lactobacillus rhamnosus.
(Fonte: Dolgachov: 53497204/ 123rf.com)

Um probiótico Lactobacillus rhamnosus pode me ajudar a repovoar minha microbiota?

Se, após adotar hábitos de vida saudáveis, você não for capaz de restaurar sua microbiota, a introdução de um suplemento probiótico em sua dieta pode ajudar enormemente. Lactobacillus rhamnosus é uma das espécies microbianas mais estudadas com benefícios demonstrados por numerosos estudos clínicos.

Este probiótico tem sido usado para tratar distúrbios do trato gastrointestinal tanto em crianças quanto em adultos. Embora também tenha sido usado como remédio para intolerâncias alimentares, infecções e síndrome do intestino irritável, onde este probiótico realmente brilha está no manejo da diarréia secundária ao uso de antibióticos.

A presença de Lactobacillus rhamnosus no trato digestivo de uma pessoa com medicamentos antibióticos inibe o crescimento de bactérias patogênicas e promove a colonização por microorganismos benéficos. Ao melhorar o estado da microbiota, os seguintes efeitos favoráveis ocorrerão

  • Melhora na digestão
  • Alívio do inchaço abdominal
  • Redução da intensidade e gravidade da diarréia
  • Alívio da constipação
  • Melhoria das insônias
  • Alívio de sintomas ansiosos e depressivos
  • Desenvolvimento de microrganismos produtores de vitaminas
  • Proteção contra infecções por patógenos tais como Clostridium difficile
Os benefícios do Lactobacillus rhamnosus são reconhecidos pelas principais organizações globais de saúde como a US Food and Drug Administration e a European Food Safety Authority.

Qual é o preço dos probióticos Lactobacillus rhamnosus?

Os probióticos Lactobacillus rhamnosus requerem um delicado processo de cultivo, embalagem e transporte. Como resultado, o preço desses suplementos é um pouco mais alto do que o normal, variando de vinte a trinta euros. O uso de cepas bacterianas exclusivas também aumentará o preço final do item.

Neste caso, pode ser mais econômico procurar um suplemento rico em outras cepas bacterianas mais baratas (como Bifidobacterium), que combinado com Lactobacillus rhamnosus aumentará os efeitos da bactéria, melhorando a saúde intestinal por um preço muito mais acessível para a maioria dos consumidores.

Como tomar um probiótico com Lactobacillus rhamnosus?

Qual é a dosagem recomendada? A dose de qualquer probiótico é medida em unidades formadoras de colônias (UFC). Este parâmetro se refere ao número de células vivas por dose de suplemento. A dose recomendada de Lactobacillus rhamnosus é de dois bilhões de bactérias (2 x 109 CFU).

Como tomá-la? Evite tomar o suplemento com líquidos muito quentes ou ácidos (como o café). Tais substâncias são capazes de destruir os probióticos. Também é recomendado que você tome o suplemento com duas a três horas de diferença da sua medicação regular (especialmente se você estiver tomando antibióticos).

Quando você deve tomá-lo? Nós recomendamos que você tome o seu Lactobacillus rhamnosus probiotic todos os dias ao mesmo tempo. Se você sabe que está prestes a iniciar um tratamento antibiótico ou se você está viajando para um país com alta incidência de "diarréia do viajante", comece a complementar dois a três dias antes do evento.

Quais são as contra-indicações dos probióticos com Lactobacillus rhamnosus?

Lactobacillus rhamnosus é geralmente seguro, mesmo em doses muito altas. No entanto, exceder as recomendações diárias para este probiótico tem mostrado inibir paradoxalmente as ações benéficas destes microorganismos. Especialistas aconselham não exceder dois bilhões de CFU por dia.

Sob condições normais, nosso corpo é perfeitamente capaz de controlar Lactobacillus rhamnosus, não permitindo que ele cresça incontrolavelmente. Entretanto, em indivíduos com o sistema imunológico enfraquecido (pacientes com AIDS, receptores de transplante e bebês) este microorganismo pode causar infecções perigosas.

Nenhum efeito adverso foi encontrado após o uso deste probiótico em mulheres grávidas. Entretanto, é aconselhável consultar um médico antes de iniciar o tratamento probiótico em mulheres grávidas, ponderando a real necessidade de suplementação durante a gravidez contra os riscos potenciais.

Critérios de aquisição

Se você quiser fazer uma compra informada e inteligente de um probiótico Lactobacillus rhamnosus, você deve aderir a um conjunto de critérios de compra que lhe permitirá distinguir um bom suplemento de um de qualidade inferior. Nós recomendamos que você preste especial atenção às seguintes características quando fizer compras

Nutrição vegan ou vegetariana

Lactobacillus rhamnosus cresce espetacularmente em culturas baseadas no leite ou seus derivados. Os veganos e vegetarianos devem ter muito cuidado ao comprar um suplemento deste probiótico e procurar um selo de qualidade vegana, o que garante que o produto tenha sido criado sem o uso de produtos animais.

Além disso, aqueles que seguem uma dieta vegana ou vegetariana fariam bem em descobrir a composição da cápsula que envolve seu suplemento. Não é raro que o revestimento de certos probióticos seja feito a partir de gelatina de origem bovina ou suína. Existem cápsulas vegetarianas, feitas de celulose.

Andreu PradosFarmacêutico e Dietista-Nutricionista
"O armazenamento e o modo de administração das preparações contendo probióticos devem ser respeitados para garantir que o probiótico seja eficaz. Em termos de armazenamento, muitos deles devem ser mantidos no refrigerador, caso contrário os microorganismos vivos podem perder sua viabilidade quando a cadeia de frio for quebrada".

Intolerâncias e alergias

Muitos dos laboratórios que fabricam esses suplementos o fazem em ambientes que manuseiam lactose, glúten, nozes, crustáceos ou peixes. Se você tem uma intolerância a qualquer um desses alimentos, lembre-se de verificar cuidadosamente a rotulagem do seu item para escolher um probiótico completamente livre de alergênios.

Raramente, alergias ao Lactobacillus rhamnosus têm sido relatadas. Se você é alérgico a qualquer outro microorganismo probiótico, consulte seu médico antes de iniciar o tratamento com esta bactéria. Se você desenvolver febre, diarréia ou dor abdominal após tomar o probiótico, consulte seu médico o mais rápido possível.

Lactobacillus rhamnosus tem sido usado desde os anos 90 em bebês, jovens e idosos, com efeitos benéficos em todos os grupos.

Cepas bacterianas

Existem diferentes tipos de Lactobacillus rhamnosus, conhecidos como "cepas". A linhagem mais estudada com os efeitos benéficos mais reconhecidos é o Lactobacillus rhamnosus GG. Existem outras cepas, menos conhecidas mas também muito eficazes.

Nós fornecemos uma tabela com informações sobre as cepas mais relevantes e suas funções:

Cepa Função principal
GG Prevenção e tratamento da diarréia (especialmente secundária ao uso de antibióticos). Alívio do inchaço abdominal.
CGMCC1.3724 Perda de peso em pessoas obesas.
GR-1 Prevenção de infecções recorrentes do trato urinário em mulheres.
HN001 Alívio da depressão pós-parto.
ACTT 7469 Prevenção de infecções gastrointestinais por E. coli

Embora o Lactobacillus rhamnosus GG seja sem dúvida a cepa mais eficaz e altamente considerada pelos especialistas, qualquer um dos tipos acima permitirá a você melhorar a saúde de sua microbiota intestinal. Se você está procurando por um benefício mais específico, nós o aconselhamos a escolher um item que carregue uma cepa específica.

Embalagem e armazenamento

Lembre-se que os probióticos contêm microorganismos vivos, que morrem e se tornam ineficazes com o tempo. Portanto, você deve prestar atenção à data de validade do seu item, tendo em mente que três meses após essa data não haverá bactérias ativas o suficiente para lhe trazer qualquer benefício.

Se você quiser assegurar a vida do Lactobacillus rhamnosus encapsulado pelo maior tempo possível, nós aconselhamos que você mantenha seu probiótico na geladeira (nunca no freezer!). As baixas temperaturas irão paralisar o metabolismo dos microorganismos, evitando assim a sua morte. A exposição ao calor terá o efeito oposto.

Número de CFU's

Lembre-se que a dose recomendada deste suplemento é de dois bilhões de unidades formadoras de colônias. Entretanto, nós recomendamos que você escolha um suplemento com uma dose ligeiramente maior por cápsula. Desta forma, a inevitável destruição de algumas bactérias durante o processo de embalagem, transporte e entrega não o afetará.

Value for money

Por favor, note que a maioria dos probióticos precisa ser usada continuamente por pelo menos dois meses antes que seus efeitos probióticos sejam sentidos. Se possível, escolha um produto com Lactobacillus rhamnosus contendo sessenta ou mais cápsulas para que você possa complementar por vários meses a um custo menor.

Você sabia que a fundação "Yoba for life" fornece iogurte com Lactobacillus rhamnosus para melhorar a saúde das pessoas na Tanzânia? A Tanzânia é um país pobre, onde a maioria das pessoas não tem recursos para comprar suplementos.

Resumo

Lactobacillus rhamnosus é um dos probióticos mais populares entre os especialistas. Há inúmeros estudos que corroboram a eficácia dessas bactérias no tratamento de uma série de condições, especialmente como um remédio para tratar a diarréia secundária ao tratamento antibiótico.

Lembre-se de separar a sua ingestão de suplemento da sua dose de antibiótico para garantir que o Lactobacillus rhamnosus possa desempenhar sua função protetora. Se você seguir nossos conselhos e usar este probiótico corretamente, o desconforto intestinal associado aos tratamentos com antibióticos será coisa do passado.

Você achou útil este artigo sobre Lactobacillus rhamnosus? Se sim, deixe um comentário e compartilhe!

(Fonte da imagem em destaque: Opule: 65177178/ 123rf.com)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas