Lecitina de soja
Ultima atualização: 27 de outubro de 2020

Como escolhemos

67Produtos analisados

16Horas investidas

18Estudos avaliados

150Comentários coletados

Como cuidar do cérebro e do coração ao mesmo tempo? A ciência tem tentado encontrar uma respostas a estas perguntas repetidamente. Atualmente, o exercício e a alimentação saudável é a melhor combinação para alcançar este objetivo. Mas, é possível também recorrer a algum suplemento? Você já ouviu falar na lecitina de soja?

A lecitina de soja é uma substância que é obtida a partir do óleo desta leguminosa. É muito rica em fosfolipídios, uma substância que faz parte das células do corpo. Mas, pode ajudar a manter a saúde em dia? Vamos conferir abaixo, no nosso artigo!




O mais importante

  • A lecitina de soja é um produto extraído do óleo de soja.
  • A lecitina de soja contém compostos, como a vitamina E e os fosfolipídios, que podem ajudar a reduzir o colesterol e minimizar a fadiga, entre outros possíveis benefícios.
  • Se você deseja comprar um suplemento de lecitina de soja, tenha muito cuidado com os possíveis alérgenos, tóxicos e solventes. Pesquise se o produto contém ingredientes geneticamente modificados e descubra sua proporção de fosfolipídios. Deste modo, você poderá escolher um produto com ótima relação custo-benefício.

Os melhores suplementos de lecitina de soja: Nossas recomendações

Seu médico recomendou um suplemento de lecitina de soja? Neste caso, temos certeza que os seguintes produtos são ótimas opções. Fizemos uma pesquisa no mercado online de suplementos para te ajudar a tomar a melhor decisão. Dê uma olhada!

A lecitina de soja favorita dos usuários

Este suplemento de lecitina de soja da Meissen contém 60 cápsulas softgel, que é facilmente absorvida pelo corpo, com 1000 mg cada uma. A dose recomendada é de 3 cápsulas ao dia. Tem uma ótima relação custo-benefício. Não contém glúten, lactose, sódio e colesterol.

A melhor lecitina de soja em pó

Esta opção de lecitina de soja em pó a granel é uma ótima opção para consumir como um suplemento e também para incluir nas refeições. A lecitina é um emulsificante vegetal e pode substituir o ovo nos preparos, tornando as receitas veganas! Em uma embalagem com 200 g de lecitina de soja, rica em colina, inositol, fósforo, ômega 3 e ômega 6, deve ser mantida em local fresco e seco.

A melhor lecitina de soja com vitamina E

Esta opção de suplemento de lecitina de soja da Vitafor é complementado com Clorofila e Vitamina E, que auxilia na saúde do cérebro e sistema nervoso. Em uma embalagem com 60 cápsulas gelatinosas de 500 mg cada, a dose recomendada é de 2 cápsulas 2 vezes ao dia, junto com as principais refeições.

Guia de compras: Tudo que você precisa saber sobre a lecitina de soja

Está sendo estudado o potencial da lecitina de soja para aliviar todos os tipos de problemas. Pode ajudar a controlar o colesterol e a fadiga e, inclusive, pode prevenir problemas durante a amamentação. No entanto, ainda não foi definida uma dose padrão para este suplemento. Em caso de dúvidas, consulte um especialista.

Lecitina de soja

A lecitina de soja pode reduzir os níveis de colesterol. (Fonte: Bielik: 117358977 / 123rf.com)

O que é a lecitina de soja?

A lecitina de soja é um produto que é extraído do óleo de soja. Contém uma mistura de gorduras saudáveis, vitaminas e fosfolipídios. Estas últimas moléculas podem ser utilizadas pelo corpo para manter o funcionamento normal das células.

A lecitina de soja é extraída do óleo de soja e auxilia no funcionamento das células do corpo.

A combinação de fosfolipídios que são encontrados nesta substância farão parte das membranas celulares. As defesas corporais, os pulmões, o fígado e, especialmente o cérebro, utilizam estas moléculas diariamente.

Desta forma, podem realizar milhares de reações químicas necessárias para manter o corpo saudável. Porém, é importante saber que a lecitina de soja não é obtida exclusivamente da soja.

Também é possível extraí-la de fontes animais (como o ovo) e outras fontes vegetais (como o girassol). A soja é apenas mais uma alternativa disponível (1).

Para que serve a lecitina de soja?

A lecitina de soja é utilizada frequentemente na indústria alimentícia. Tem um efeito emulsionante, ou seja, permite misturar compostos que geralmente se repelem (água e óleo) e oferece uma textura macia. Desta forma, é possível fabricar margarina e outros produtos similares.

A indústria farmacêutica também utiliza esta substância para fabricar medicamentos. Neste caso, a lecitina pode melhorar a absorção de alguns medicamentos. Os cosméticos também a utilizam para criar cremes, géis e séruns hidratantes, sempre com uma textura agradável.

A lecitina de soja também pode ser vista em suplementos. Esta substância pode ser utilizada para criar lipossomas, uma espécie de "bolha" que é encapsulada e transporta outros nutrientes. Uma das fórmulas mais conhecidas deste suplemento é a vitamina C lipossomal.

Este derivado da soja também pode ser o principal ingrediente dos suplementos. Neste caso, a substância não será um simples "veículo" para outro nutriente, mas sim aproveitará dos seus potenciais benefícios (2, 3). Você quer saber quais são?

Lecitina de soja

A lecitina de soja é extraída do óleo de soja. (Fonte: Popov: 101433659 / 123rf.com)

Quais são os benefícios da lecitina de soja?

Os benefícios da lecitina de soja se devem, principalmente, ao seu conteúdo de fosfolipídios, colina e inositol. Estas moléculas são compostos encontrados naturalmente nas membranas celulares, ajudando a manter suas funções normais.

Por isso, o consumo de suplementos de lecitina podem oferecer os seguintes benefícios:

Controle do colesterol

O consumo de lecitina de soja ou a suplementação com fosfatidilcolina (um dos componentes da lecitina) pode reduzir o colesterol "ruim", de acordo com alguns estudos com animais (4).

No entanto, atualmente este suplemento não é considerado um "remédio" para este problema. Consulte seu médico antes de consumi-lo.

Mas, a lecitina de soja serve para emagrecer? Existem rumores que contam que este suplemento é um "queimador de gorduras". Infelizmente, não existem estudos que confirmem esta hipótese, por isso não é recomendado como tal.

Defesas fortes

Ao alimentar ratos de laboratório com lecitina, foi observado que suas células defensivas se tornavam "mais ativas". Além disso, os ratos com diabetes (açúcar alto) foram capazes de criar mais células no sistema defensivo.

Não é possível garantir que estas mudanças afetem os humanos, mas é uma perspectiva interessante. Nos próximos anos, os cientistas estudarão o potencial da lecitina de soja para reforçar as defesas do organismo (5).

Remédio para amamentação

Amamentar nem sempre é uma tarefa fácil. Em algumas ocasiões, os dutos que levam o leite podem ficar obstruídos. Assim, surge a dor e inflamação. Esta "obstrução mamária" deve ser tratada por um médico. Mas, este problema pode ser prevenido antes de aparecer?

A "Liga do Leite" (uma organização que apoia a amamentação) recomenda o uso de lecitina para melhorar o fluxo de leite e evitar as obstruções. Consulte seu médico antes de testar este método, para consumir uma dose adequada (6, 7).

Mente desperta

A lecitina de soja fornece fosfolipídios e nutrientes, como os ácidos graxos ômega 3 e a vitamina E. Estas moléculas são essenciais para o funcionamento normal do cérebro. Também é possível que a nutrição com esta substância estimule o desenvolvimento dos neurônios (8).

Talvez, no futuro, seja possível utilizar a lecitina de soja para aliviar a deterioração que causa demência ou doenças de Alzheimer e Parkinson, que afetam os idosos. Porém, é necessário ter mais dados antes de confirmar estas hipóteses (9).

Por outro lado, a lecitina de soja também pode ter um efeito "anti-stress". Ao administrar este suplemento em 80 voluntários saudáveis, foi observado que estas pessoas suportavam melhor a carga física e mental (10). Muito interessante!

Anti-fadiga

Um estudo japonês suplementou mulheres na menopausa com lecitina de soja (1200 miligramas ao dia). Este suplemento foi capaz de melhorar a fadiga nas voluntárias. Além disso, a lecitina de soja também reduziu a pressão arterial nestas mulheres. E quase sem efeitos colaterais (11)!

Outros possíveis benefícios

A lecitina de soja tem sido utilizada na prevenção do surgimento de pedras na vesícula. Também tem sido estudada como um remédio para a osteoporose. Além disso, está sendo utilizada para melhorar a textura e elasticidade da pele (12, 13).

Infelizmente, estes potenciais benefícios ainda não puderam ser demonstrados. Dentro de alguns anos, será possível confirmar ou desmentir estes "possíveis benefícios". O futuro dirá!

Lecitina de soja

A lecitina de soja é muito rica em vitamina E. (Fonte: Mironova: 148459697 / 123rf.com)

Posso obter a lecitina de soja dos alimentos?

A lecitina de soja é um preparado extraído do óleo de soja. Através do seu processamento, é possível concentrar nutrientes, como a colina e a vitamina E. Também é possível encontrar estes nutrientes diretamente no óleo ou nos grãos desta leguminosa.

Suas concentrações serão muito diferentes:

Grãos de soja Óleo de soja Lecitina de soja
470 quilocalorias 884 quilocalorias 763 quilocalorias
35 gramas de proteína 0 gramas de proteína 0 gramas de proteína
25 gramas de gordura 100 gramas de gordura 100 gramas de gordura
1694 mg de ômega-3 6700 mg de ômega-3 5000 mg de ômega-3
145 mg de magnésio 0 mg de magnésio 0 mg de magnésio
116 mg de colina 0,2 mg de colina 350 mg de colina
0,85 mg de vitamina E 8 mg de vitamina E 8,2 mg de vitamina E

*Por cada 100 gramas de produto (14).

Os grãos de soja são alimentos muito completos. São ricos em proteínas, minerais e gorduras saudáveis. Além disso, fornecem grandes quantidades de ácidos graxos essenciais ômega-3, muito benéfico para a saúde do coração.

Por outro lado, o óleo de soja não oferece proteínas, nem minerais, mas concentra grandes quantidades de ômega-3 e do antioxidante vitamina E. Utilize na salada ou como tempero dos seus pratos favoritos.

Infelizmente, o processo de obtenção do óleo geralmente elimina a colina, umas das substâncias mais benéficas da lecitina de soja (15).

Por fim, a lecitina de soja concentrará as maiores quantidades de fosfolipídios, colina, inositol e vitamina E. No entanto, sua quantidade de ômega-3 será menor que no óleo. Como você pode ver, há muita diferença entre cada um destes derivados de soja!

Quais tipos de suplementos de lecitina de soja existem?

Se o seu médico autorizou o uso de um suplemento de lecitina de soja, é importante conhecer os principais tipos de suplementos que podem ser adquiridos no mercado online e físico:

  • Cápsulas: Neste caso, a lecitina estará disponível em cápsulas ou comprimidos. Você poderá tomar e armazenar de forma prática e rápida. Infelizmente, estes produtos costumam ser envoltos em gelatina animal, não sendo aptos para veganos.
  • Grânulos: A lecitina granulada é fácil de armazenar e conservar. É muito mais fácil de consumir que as cápsulas. Os grânulos podem ser adicionados em líquidos, iogurtes e outros alimentos (preferivelmente frios).
  • Líquido: Também é possível suplementar com líquido. Este formato é mais complicado para levar em uma viagem e exige armazenamento em um ambiente fresco e seco (não na geladeira). Porém, é mais fácil e rápido de tomar.

Como tomar a lecitina de soja?

Não foi definida uma dose diária recomendada de lecitina de soja. Por este motivo, é recomendado consultar um especialista para consumir uma dose que se ajuste às suas necessidades individuais (1).

No âmbito da suplementação, são utilizadas doses que oscilam entre os 500 mg e 2 gramas de lecitina de soja ao dia. Esta quantidade será dividida e consumida com as três refeições principais.

A partir de 25 gramas de lecitina de soja ao dia foram descritos efeitos colaterais desagradáveis. Entre eles, estão a náusea, dor abdominal, diarreia e falta de apetite.

E lembre-se que você deve esperar mais de um mês antes de ver os efeitos deste suplemento. Se depois de três meses você não observar nenhuma melhora no seu estado, recomendamos que você consulte um especialista.

Lecitina de soja

Seu médico ou nutricionista pode ajudar a definir uma dose adequada de lecitina de soja. (Fonte: Suria: 107452233 / 123rf.com)

A lecitina de soja é segura?

Geralmente, os produtos com lecitina de soja são considerados seguros sempre que utilizados de acordo com as instruções. Exceder a dose recomendada pode provocar náuseas e outros desconfortos gastrointestinais.

Atualmente, não foi descrita nenhuma interação considerável entre a lecitina e os medicamentos mais comuns. Porém, um experimento entre a lecitina e a tacrina (um medicamento para o Alzheimer) apresentou lesões no fígado.

Também não foi possível comprovar a segurança da lecitina de soja nas mulheres grávidas. Apesar de ser seguro na amamentação, é importante verificar antes de usar. Menores de idade e pessoas frágeis (idosos e pessoas com doenças graves) também devem ter cuidado.

Por isso, é recomendado que, se você toma qualquer medicamento, está grávida, amamentando ou é menor de idade, consulte seu médico antes de utilizar a lecitina de soja (1, 16).

Margarita ChávezNutricionista

"A lecitina tem a função de "emulsionar" as moléculas de colesterol. Ou seja, desdobrá-las para que possam ser facilmente eliminadas do organismo caso haja excesso."

Critérios de compra

A escolha de um bom suplemento de lecitina de soja não tem porque ser difícil. Nas seguintes linhas, vamos mostrar uma série de dicas que você poderá utilizar para fazer uma compra de sucesso. Não perca!

Alergia à soja

Se você é alérgico à soja, pode tomar lecitina de soja? A resposta pode parecer um óbvio "não". Porém, alguns fabricantes garantem que o processamento da lecitina elimina a maioria dos alérgenos da soja.

Se estiver correto, o produto pode ser consumido por pessoas alérgicas a esta leguminosa (17). Sempre verifique com seu médico se você pode ou não consumir este produto. Também existem as opções de lecitina de outros derivados, como o girassol.

Lecitina de soja,

A lecitina de soja geralmente não causa efeitos colaterais graves. (Fonte: Dedmityay: 139383161 / 123rf.com)

Vegetarianismo, doença celíaca e alergias

Se você é vegano ou vegetariano, a lecitina de soja é um produto que não deve ser uma "transgressão" no seu estilo de vida. Mas, tenha cuidado! É possível que as cápsulas com esta substância possuam ingredientes de origem animal.

O mesmo acontece com a lactose, o glúten ou qualquer outro composto que pode provocar reações alérgicas em pessoas sensíveis. Garanta que o seu suplemento de lecitina de soja foi devidamente analisado e está livre dos alérgenos mais comuns.

Proporção de fosfolipídios

Você sabia que a maior parte dos benefícios da lecitina se devem ao seu conteúdo de fosfolipídios? Por este motivo, recomendamos que você escolha produtos com uma grande proporção destes nutrientes.

Evite gastar seu dinheiro em suplementos com mais "óleo" que fosfolipídios. Por exemplo, uma proporção aceitável é de 16% de fosfolipídios e 36% de óleo de soja (18). Verifique antes de comprar.

foco

A lecitina também pode ser extraída de animais (ovos e cérebro bovino). No entanto, muitas pessoas consideram que as fontes vegetais são mais seguras.

Método de extração

A lecitina é extraída do óleo de soja, utilizando compostos químicos. Solventes, hexanos e outras substâncias "misteriosas" entrarão em contato com este suplemento durante sua fabricação.

Por este motivo, algumas pessoas temem que o uso da lecitina de soja pode ser tóxico a longo prazo (18). A verdade é que estes compostos são muito utilizados na fabricação de outros produtos, como chá e café.

Seu uso é legal, sempre que não supere os limites determinados. Mas, o que você pode fazer se os possíveis efeitos te preocupam?

  • Escolha a lecitina que atenda as normas de fabricação vigentes;
  • Escolha um produto que cumpra com os padrões de boas práticas de fabricação;
  • Escolha suplementos que não precisam de solventes para sua extração, como a lecitina de girassol.

Origem da soja

Você sabe de onde vem sua lecitina de soja? A maioria da soja consumida no mundo é transgênica. Ou seja, foi modificada geneticamente para melhorar sua resistência ou acelerar seu crescimento.

Até que não sejam melhor conhecidos os riscos dos alimentos transgênicos, algumas pessoas preferem evitá-los. Se for o seu caso, escolha produtos que especifiquem a origem da soja ou opte pela lecitina de girassol que normalmente é de origem 100% natural.

Resumo

A lecitina de soja é um produto com grande potencial. É possível que, no futuro, este suplemento possa ajudar a controlar os níveis de colesterol e, inclusive, "reparar" as membranas das células. No entanto, este produto atualmente não é considerado tratamento para nenhuma doença. Por este motivo, não substitui o tratamento médico adequado.

No mercado, você poderá encontrar centenas de suplementos de lecitina de soja diferentes. Para ter uma melhor experiência, recomendamos que você consulte um especialista para saber a dose adequada para você. Esperamos que este suplemento te ajude a cuidar ainda mais da sua saúde!

Se você conseguiu aprender mais sobre a lecitina de soja, por favor, deixe um comentário para nós e compartilhe este artigo!

(Fonte da imagem destacada: Photoben24: 150516623 / 123rf.com)

Referências (18)

1. Lecithin Información Española De la Droga.
Fonte

2. Le NTT, Cao V Du, Nguyen TNQ, Le TTH, Tran TT, Thi TTH. Soy lecithin-derived liposomal delivery systems: Surface modification and current applications . Vol. 20, International Journal of Molecular Sciences. MDPI AG; 2019.
Fonte

3. Van Nieuwenhuyzen W, Tomás MC. Update on vegetable lecithin and phospholipid technologies. Vol. 110, European Journal of Lipid Science and Technology. John Wiley & Sons, Ltd; 2008 . p. 472–86.
Fonte

4. Polichetti E, Janisson A, De La Porte PL, Portugal H, Léonardi J, Luna A, et al. Dietary polyenylphosphatidylcholine decreases cholesterolemia in hypercholesterolemic rabbits: Role of the hepato-biliary axis. Life Sci . 2000 Oct 13 ;67(21):2563–76.
Fonte

5. Miranda DTSZ, Batista VG, Grando FCC, Paula FM, Felício CA, Rubbo GFS, et al. Soy lecithin supplementation alters macrophage phagocytosis and lymphocyte response to concanavalin A: a study in alloxan-induced diabetic rats. Cell Biochem Funct. 2008 ;26(8):859–65.
Fonte

6. La Liga de La Leche. Tratamiento de conductos obturados y perlas de leche.
Fonte

7. Mastitis | La Liga de La Leche.
Fonte

8. Latifi S, Tamayol A, Habibey R, Sabzevari R, Kahn C, Geny D, et al. Natural lecithin promotes neural network complexity and activity. Sci Rep . 2016 May 27 ;6.
Fonte

9. Moré MI, Freitas U, Rutenberg D. Positive Effects of Soy Lecithin-Derived Phosphatidylserine plus Phosphatidic Acid on Memory, Cognition, Daily Functioning, and Mood in Elderly Patients with Alzheimer’s Disease and Dementia. Adv Ther . 2014 Dec 21 ;31(12):1247–62.
Fonte

10. Hellhammer J, Fries E, Buss C, Engert V, Tuch A, Rutenberg D, et al. Effects of soy lecithin phosphatidic acid and phosphatidylserine complex (PAS) on the endocrine and psychological responses to mental stress. Stress . 2004 Jun ;7(2):119–26.
Fonte

11. Hirose A, Terauchi M, Osaka Y, Akiyoshi M, Kato K, Miyasaka N. Effect of soy lecithin on fatigue and menopausal symptoms in middle-aged women: A randomized, double-blind, placebo-controlled study. Nutr J . 2018 Jan 8 ;17(1).
Fonte

12. Lamireau T, Bouchard G, Yousef IM, Clouzeau-Girard H, Rosenbaum J, Desmoulière A, et al. Dietary lecithin protects against cholestatic liver disease in cholic acid-fed Abcb4- deficient mice. Pediatr Res . 2007 Feb ;61(2):185–90.
Fonte

13. Zheng X, Lee SK, Chun OK. Soy Isoflavones and Osteoporotic Bone Loss: A Review with an Emphasis on Modulation of Bone Remodeling . Vol. 19, Journal of Medicinal Food. Mary Ann Liebert Inc.; 2016 . p. 1–14.
Fonte

14. FoodData Central.
Fonte

15. Berry EP, Carrick CW, Roberts RE, Hauge SM. A Deficiency of Available Choline in Soybean Oil and Soybean Oil Meal. Poult Sci . 1943 Nov 1 ;22(6):442–5.
Fonte

16. Lecitina y lactancia materna: ¿son compatibles?.
Fonte

17. Soy Lecithin | FARRP | Nebraska .
Fonte

18. Mounts TL. Chemical and physical effects of processing fats and oils. J Am Oil Chem Soc. 1981 Jan;58(1):51A-54A.
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Site oficial
Lecithin Información Española De la Droga.
Ir para a fonte
Artigo científico
Le NTT, Cao V Du, Nguyen TNQ, Le TTH, Tran TT, Thi TTH. Soy lecithin-derived liposomal delivery systems: Surface modification and current applications . Vol. 20, International Journal of Molecular Sciences. MDPI AG; 2019.
Ir para a fonte
Artigo científico
Van Nieuwenhuyzen W, Tomás MC. Update on vegetable lecithin and phospholipid technologies. Vol. 110, European Journal of Lipid Science and Technology. John Wiley & Sons, Ltd; 2008 . p. 472–86.
Ir para a fonte
Estudo com animais
Polichetti E, Janisson A, De La Porte PL, Portugal H, Léonardi J, Luna A, et al. Dietary polyenylphosphatidylcholine decreases cholesterolemia in hypercholesterolemic rabbits: Role of the hepato-biliary axis. Life Sci . 2000 Oct 13 ;67(21):2563–76.
Ir para a fonte
Estudo com animais
Miranda DTSZ, Batista VG, Grando FCC, Paula FM, Felício CA, Rubbo GFS, et al. Soy lecithin supplementation alters macrophage phagocytosis and lymphocyte response to concanavalin A: a study in alloxan-induced diabetic rats. Cell Biochem Funct. 2008 ;26(8):859–65.
Ir para a fonte
Documento oficial
La Liga de La Leche. Tratamiento de conductos obturados y perlas de leche.
Ir para a fonte
Site oficial
Mastitis | La Liga de La Leche.
Ir para a fonte
Artigo científico
Latifi S, Tamayol A, Habibey R, Sabzevari R, Kahn C, Geny D, et al. Natural lecithin promotes neural network complexity and activity. Sci Rep . 2016 May 27 ;6.
Ir para a fonte
Estudo com humanos
Moré MI, Freitas U, Rutenberg D. Positive Effects of Soy Lecithin-Derived Phosphatidylserine plus Phosphatidic Acid on Memory, Cognition, Daily Functioning, and Mood in Elderly Patients with Alzheimer’s Disease and Dementia. Adv Ther . 2014 Dec 21 ;31(12):1247–62.
Ir para a fonte
Estudo com humanos
Hellhammer J, Fries E, Buss C, Engert V, Tuch A, Rutenberg D, et al. Effects of soy lecithin phosphatidic acid and phosphatidylserine complex (PAS) on the endocrine and psychological responses to mental stress. Stress . 2004 Jun ;7(2):119–26.
Ir para a fonte
Estudo com humanos
Hirose A, Terauchi M, Osaka Y, Akiyoshi M, Kato K, Miyasaka N. Effect of soy lecithin on fatigue and menopausal symptoms in middle-aged women: A randomized, double-blind, placebo-controlled study. Nutr J . 2018 Jan 8 ;17(1).
Ir para a fonte
Estudo com animais
Lamireau T, Bouchard G, Yousef IM, Clouzeau-Girard H, Rosenbaum J, Desmoulière A, et al. Dietary lecithin protects against cholestatic liver disease in cholic acid-fed Abcb4- deficient mice. Pediatr Res . 2007 Feb ;61(2):185–90.
Ir para a fonte
Artigo científico
Zheng X, Lee SK, Chun OK. Soy Isoflavones and Osteoporotic Bone Loss: A Review with an Emphasis on Modulation of Bone Remodeling . Vol. 19, Journal of Medicinal Food. Mary Ann Liebert Inc.; 2016 . p. 1–14.
Ir para a fonte
Site oficial
FoodData Central.
Ir para a fonte
Artigo científico
Berry EP, Carrick CW, Roberts RE, Hauge SM. A Deficiency of Available Choline in Soybean Oil and Soybean Oil Meal. Poult Sci . 1943 Nov 1 ;22(6):442–5.
Ir para a fonte
Site oficial
Lecitina y lactancia materna: ¿son compatibles?.
Ir para a fonte
Site oficial
Soy Lecithin | FARRP | Nebraska .
Ir para a fonte
Artigo científico
Mounts TL. Chemical and physical effects of processing fats and oils. J Am Oil Chem Soc. 1981 Jan;58(1):51A-54A.
Ir para a fonte