fermento orgânico na colher de pau
Ultima atualização: 7 de outubro de 2020

Como escolhemos

14Produtos analisados

27Horas investidas

15Estudos avaliados

78Comentários coletados

Vale a pena consumir a levedura nutricional ou essa é apenas uma “modinha”? Por que ela é tão recomendada para as pessoas que aderem à alimentação vegana? Ela é o mesmo que levedura de cerveja? Essas são perguntas que se repetem a cada dia devido ao aumento da popularidade da levedura nutricional, que garante um alto conteúdo de proteínas e vitaminas do cmplexo B e traz muitos benefícios à saúde.

Se você ainda tem dúvidas sobre a ação e as indicações da levedura nutricional, saiba que não está sozinho. E é justamente por isso que elaboramos este artigo, com informações científicas precisas sobre o uso deste tipo de suplemento para manter o organismo sempre em equilíbrio. Pronto para conhecer mais sobre a levedura nutricional e enriquecer sua dieta? Então, podemos começar!

O mais importante

  • A levedura nutricional é, na realidade, um fungo unicelular chamado Saccharomyces cerevisiae. Ele é considerado um superalimento pois tem alta concentração de nutrientes valiosos para a saúde, como as proteínas, vitaminas do complexo B e o zinco.
  • A levedura nutricional é vendida normalmente em pó, mas também pode ser encontrada em flocos e lascas. Graças ao sabor agradável (se assemelha ao gosto do queijo), ela pode ser empregada em sopas, saladas e refogados.
  • Para comprar o melhor produto de levedura nutricional é importante considerar os seguintes critérios: forma de apresentação, quantidade de vitamina B12, dosagem de proteínas e outros nutrientes, além da possível presença de alérgenos.

Os melhores produtos de levedura nutricional do mercado: nossas recomendações

A popularidade crescente da levedura nutricional levou ao aumento de fabricantes interessados em comercializar esse superalimento. Assim, o mercado está tomado por opções de suplementos. Na hora de escolher o seu, toda essa oferta pode dificultar sua decisão. Por isso, separamos alguns dos produtos mais vendidos, com as melhores avaliações do mercado. Confira:

A levedura nutricional enriquecida com minerais

Livre de glúten e totalmente natural, essa levedura nutricional oferece todas as vitaminas do complexo B, sendo uma importante fonte da vitamina B12 especialmente para suplementar as dietas veganas e vegetarianas.

Podendo ser utilizada em pratos quentes e frios, o pó da levedura ainda é enriquecido com zinco, selênio, ácido fólico e selenito de sódio.

A melhor levedura nutricional em flocos

Essa levedura nutricional em flocos finos lembra queijo parmesão tanto na textura quanto no sabor, apesar de não ser lácteo e ter origem 100% vegetal. Por esta razão, é usado em saladas, massas, torradas, quiches, tortas salgadas, patês ou para engrossar molhos.

Rico em proteínas, o suplemento potencializa o valor nutricional dos alimentos, garantindo as quantidades ideais das vitaminas do complexo B, se consumida na dosagem recomendada pelo fabricante.

A levedura nutricional com especiarias

Comercializada em embalagem com 85g, a levedura nutricional em flocos da Naiak traz como diferencial a harmonização com especiarias, que vão trazer ainda mais sabor para os alimentos.

O tempero é combinado com orégano, tomate, pimenta e queijo vegano, trazendo todos os benefícios da levedura ao sistema digestivo e à saúde em geral, já que ele garante doses diárias de proteínas, vitaminas e ainda contribui para reduzir o consumo de sal.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre a levedura nutricional

Muitas pessoas ainda não conhecem a composição, a aplicação e outras características da levedura nutricional. Nesta seção, vamos responder às perguntas mais frequentes nos sites de compras e explicar detalhadamente como este produto pode ser seu aliado para uma vida mais saudável.

cozinhando com fermento nutritivo

Os veganos costumam usar a levedura nutricional em lascas, em substituição ao queijo ralado. (Fonte: Lightfieldstudios: 106022301/ 123rf.com)

O que é exatamente a levedura nutricional?

A levedura nutricional é um fungo unicelular (Saccharomyces cerevisiae) que é cultivado em um substrato rico em açúcar, geralmente em cana-de-açúcar ou melaço de beterraba.

Depois de desenvolvido, o fungo é inativado por meio de um processo de pasteurização. Ao final desse processo, ele é seco e desintegrado em flocos, lascas ou em pó (1, 2).

Quais os nutrientes presentes na levedura nutricional?

Como dissemos há pouco, a levedura nutricional é considerada um superalimento. Isso porque ela é uma excelente fonte de proteínas, algumas vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B5, B6 e B9) e zinco.

Além disso, a levedura também fornece beta-glucanos, um tipo de fibra solúvel muito benéfico para a saúde.

Geralmente, a levedura nutricional é enriquecida com vitamina B12 e D. Basicamente, ela tem como composição nutricional média, por porção de 1 colher de chá, a seguinte constituição (1, 3):

  • Calorias: de 17 a 20 calorias;
  • Proteínas: de 2 a 3 g;
  • Gorduras: de 0 a 0,2 g;
  • Carboidratos: de 1 a 1,3 g;
  • Fibras: de 1 a 1,4 g.

O conteúdo vitamínico e mineral da levedura nutricional varia de acordo com o substrato em que o fungo foi desenvolvido e da fortificação aplicada durante o processo de fabricação.

Além do zinco, é comum que os produtos forneçam quantidades moderadas de selênio, ferro, cobre e magnésio.

Em muitas formulações, ainda é adicionada a vitamina B12. Quando isso ocorre, o consumo da levedura nutricional pode suprir entre 40% e 100% das necessidades diárias deste nutriente (4).

Sara MartínezNutricionista

“A levedura nutricional costuma ser utilizada para enriquecer as refeições deviso ao seu alto conteúdo de proteínas, vitaminas e minerais”.

Para que serve a levedura nutricional?

De maneira geral, a levedura nutricional é utilizada diretamente nas refeições. As principais utilizações são incrementar o sabor dos alimentos e aumentar o valor nutritivo do cardápio.

No dia a dia, basta uma colher de chá de Saccharomyces cerevisiae inativada para aumentar o suprimento de proteína, vitaminas B e zinco em saladas, sopas, vegetais salteados ou refogados, molhos, arroz e outros cereais (5).

O uso como condimento, que tem ganhado destaque atualmente, fornece aos pratos o chamado Umâmi, também chamado “quinto sabor” do paladar humano. Trata-se de um gosto levemente salgado e semelhante ao das nozes e do queijo.

Os veganos e vegetarianos costumam usar a levedura nutricional em lascas como substituto do queijo ralado.

Quais os benefícios do consumo da levedura nutricional?

Rica em nutrientes, a levedura nutricional proporciona benefícios diretamente relacionados à qualidade nutricional da dieta. Assim, é capaz de melhorar vários aspectos da saúde, como a imunidade e os níveis de colesterol no sangue, por exemplo.

Na tabela a seguir, citamos alguns dos benefícios da levedura nutricional à saúde e explicamos de que forma ela atua para melhorar cada um dos aspectos destacados (6, 7):

Benefícios nutricionais Benefícios para a saúde
– Entre  33 % e 51 % de seu peso corresponde à proteínas de alto valor biológico, que garantem todos os aminoácidos essenciais ao organismo (5)

– A levedura nutricional fortificada pode suprir entre 40 e 100% da necessidade diária de colabamina — a vitamina B12 (7)

– Ainda que a levedura nutricional seja fonte de outras vitaminas do complexo B, em geral ela reforça, especificamente, o equilíbrio dos níveis das vitaminas B1, B2, B3, B5, B6 e B9 (ácido fólico). Via de regra, uma colher de chá da levedura satisfaz 100% da necessidade de vitamina B1, B2, B3 y B6 em um adulto sadio (1, 3, 6)

– A porção de 5g de levedura nutricional é capaz de garantir entre 6 % e 50 % da quantidade diária recomendada de zinco (1)

– A levedura nutricional é naturalmente pobre em sódio. Apesar disso, é bom ter atenção pois algumas marcas podem conter sal marinho

– Este superalimento tem muito poucas calorias

– A levedura nutricional fortificada com vitamina B12 previne a carência deste nutrientes, especialmente entre os veganos, ajudando a combater a anemia megaloblástica e problemas neurológicos, entre outras complicações (8)

– Os beta-glucanos da levedura nutricional modulam e estimulam as funções do sistema imunológico. Desta forma, ela poderia reduzir o risco de infecções e exercer um papel protetor diante do câncer (9, 10)

– O crescimento de bactérias e fungos na flora intestinal também é estimulado pelos beta-glucanos presentes na levedura. Além de melhorar a saúde do sistema digestivo, é eficaz no combate à prisão de ventre (11)

– O beta-glucano ajuda, ainda, a diminuir a absorção da gordura dos alimentos e, assim, contribui para reduzir os níveis de colesterol no sangue (12)

– As vitaminas B1, B2, B3, B5 e B6 participam de processos essenciais para a vida. Sua presença é fundamental para o crescimento saudável e a produção de energia por meio do processamento dos nutrientes (13) 

A levedura nutricional é um probiótico?

É possível que a levedura nutricional tenha um efeito probiótico. No entanto, a eficácia  da Saccharomyces cerevisiae para esta finalidade está sendo estudada e, ainda, não há evidências sólidas sobre essa hipótese.

Por enquanto, o que já se sabe a esse respeito é que os beta-glucanos presentes na levedura agem como prebióticos e estimulam o desenvolvimento de probióticos — que são os microrganismos benéficos — no cólon (14).

macarrão orgânico

A levedura nutricional tem gosto semelhante ao do queijo e costuma ser usada como tempero em sopas, saladas e refogados. (Fonte: Faithie: 140908585/ 123rf.com)

Quais as diferenças entre a levedura nutricional e a levedura de cerveja?

É muito comum confundir levedura nutricional com levedura de cerveja, mas elas são bem diferentes. Em ambos os casos, trata-se de um mesmo fungo unicelular, o Saccharomyces cerevisiae. Além disso, o lêvedo de cerveja também é nutritivo e benéfico para a saúde.

Porém, as diferenças entre cada um desses produtos está na procedência e na aplicação de cada um, conforme descrevemos na tabela que segue logo abaixo:

Levedura nutricional Levedura de cerveja
Fungo unicelular Saccharomyces cerevisiae Saccharomyces cerevisia.
Forma do fungo Inativo Ativo
Procedência É cultivado no melaço da cana-de-açúcar ou na beterraba É obtido a partir da elaboração da cerveja
Serve como fermento para pão? Não. Como está inativo, o fungo não consegue realizar qualquer trabalho de fermentação Sim
Sabor Umâmi, ligeiramente salgado. Lembra o sabor do queijo e das nozes Amargo, ainda que algumas marcas comercializem a levedura de cerveja “desamargada”
Forma de apresentação Flocos finos, lascas, pó Pó, flocos, comprimidos e cápsulas

Por quê a levedura nutricional é tão popular nas dietas veganas e vegetarianas?

Uma das maiores preocupações de quem adere à alimentação vegana é com o consumo de proteínas. A levedura nutricional é uma forma simples de adicionar proteínas de alto valor biológico, vitamina B12 e zinco a várias preparações.

A levedura é um ingrediente básico dos queijos veganos.

Além do valor nutricional, trata-se de um alimento muito versátil. Ao mesmo tempo em que nutre, ela proporciona um sabor agradável, incrementando os pratos.  Polvilhar flocos sobre a macarronada ou salada, por exemplo, aumenta o sabor e o valor nutricional do cardápio.

Como grande parte dos veganos consomem levedura nutricional regularmente, existem produtos enriquecidos com vitamina B12 que, com uma dose de 5 g por dia, satisfazem 100% das necessidades deste nutriente.

Em relação a outros elementos essenciais ao bom funcionamento do organismo, os adeptos da dieta vegana também podem adicionar vitamina D à levedura nutricional ou, ainda, reforçar seu teor de zinco.

colher de sopa de fermento orgânico

A levedura nutricional é, na realidade, um fungo unicelular chamado Saccharomyces cerevisiae. (Fonte: Michelleleephotography: 131946179/ 123rf.com)

A levedura nutricional pode provocar efeitos colaterais?

De maneira geral — e segundo estudos científicos —, a levedura nutricional pode ser considerada segura para a saúde. Apesar disso, existem relatos de leves desconfortos após o consumo, como cólicas e dores de cabeça, sobretudo no início da ingestão.

Além disso, algumas pessoas podem ser intolerantes ou alérgicas ao fungo. Quem sofreu alguma reação alérgica à levedura de cerveja (Saccharomyces cerevisiae ativa), também deve evitar o consumo deste produto (10, 15).

Critérios de compra

Contar com um superalimento no armário de casa pode ser uma boa maneira de manter a saúde em dia. No entanto, é preciso ter certeza de que o produto escolhido é o mais adequado para as suas necessidades. Para ajudar nesse processo, vale a pena ter atenção ao seguintes critérios:

Forma de apresentação

Como mostramos, o fungo Saccharomyces cerevisiae é cultivado em um substrato rico em açúcar. Uma vez suficientemente desenvolvido, ele é inativado pelo calor.

Depois deste processo, a levedura nutricional pode se desfazer em flocos, escamas ou chegar à pó. Escolher a forma de apresentação pode ter impacto direto na maneira de consumir a levedura. Por isso, é bom ter atenção a este detalhe.

fermento orgânico na colher de pau

Considerada um superalimento, a levedura nutricional é rica em compostos essenciais para a saúde, como proteínas, vitaminas do complexo B e zinco. (Fonte: Bajramovic: 102654300/ 123rf.com)

Conteúdo de vitamina B12

A concentração de vitamina B12 na levedura nutricional depende do processo de fortificação desse nutriente. Como os veganos usam muito esse superalimento para realçar o sabor dos alimentos e aumentar o valor nutricional de suas refeições.

Assim, apesar de não ser obrigatório, enriquecer a levedura nutricional com vitamina B12 se tornou uma prática comum. A quantidade, porém, pode variar muito, dependendo de cada fabricante.

Ao escolher, procure um produto que tenha concentração satisfatória: 5 g de levedura fortificada pode atender até 100% das suas necessidades diárias de cobalamina.

Quantidade de proteínas

A levedura nutricional é uma fonte de proteínas de alto valor biológico. Isso porque elas contêm todos os aminoácidos essenciais que o corpo não consegue produzir sozinho.

A contribuição proteica da levedura nutricional costuma variar entre 33% e 51%. Para se ter uma ideia, isso significa que, a cada colher de chá do produto, você poderá obter até 3g de proteínas, dependendo da formulação da levedura.

Nutrientes adicionais

Além da vitamina B12, a levedura nutricional pode ser fortificada com outros micronutrientes, conforme citamos na seção anterior. Mesmo quando um nutriente que não está naturalmente presente na levedura, ele pode ser adicionado; É o caso da vitamina D, por exemplo.

Existem, ainda, produtos enriquecidos com outros minerais e vitaminas. De maneira geral, os mais utilizados são os que seguem:

  • Vitamina D: ajuda a assimilar o cálcio e é essencial para a saúde óssea e dental;
  • Zinco: é um mineral essencial para manter o equilíbrio do sistema imunológico. Ele participa de inúmeras reações metabólicas e está envolvido na reprodução, fertilidade e no desempenho cognitivo;
  • Folato ou ácido fólico: é uma vitamina essencial para a síntese das hemácias e para o desenvolvimento fetal.
pilulas formando um D de vitamina d

24 de julho de 2020

Alimentos mais ricos em zinco. Comida de dieta saudável. Configuração plana

29 de julho de 2020

Imagem de cápsulas de vitamina B9 - ácido fólico.

23 de julho de 2020

Presença de alérgenos

No mercado, existem leveduras nutricionais com e sem glúten. Por esta razão, qualquer pessoa que seja intolerante a esse alérgeno — ou que sofra de doença celíaca — pode consumir a levedura. Para isso, basta procurar a indicação “sem glúten” ou “glúten free” no rótulo do produto.

Esta consulta às informações nutricionais é fundamental, pois, além do glúten, outros alérgenos podem estar presentes na levedura. Os principais deles são:

  • Gergelim;
  • Sementes e frutas secas (incluindo o amendoim);
  • Soja;
  • Ovos;
  • Lácteos.
Erin BeattieNutricionista

“Uma das vantagens da levedura nutricional é que ela é pobre e sódio, açucares e gorduras. Além disso, ela también funciona como um bom agente de sabor e é apta a intolerantes a lácteos, glúten e produtos de origem animal”.

Resumo

Um superalimento que está ganhando mais destaque e credibilidade entre especialistas, a levedura nutricional pode ser uma grande aliada para que você se mantenha com mais saúde, desfrutando de todos os benefícios de uma organismo bem nutrido. Este produto é especialmente útil para veganos, devido à sua alta concentração proteica, mas pode estar na rotina de qualquer pessoa.

Neste artigo, buscamos esclarecer todas as dúvidas sobre a levedura nutricional. Para isso, mostramos as diferenças entre ela e a levedura de cerveja. Além disso, detalhamos de que forma a levedura atua no organismo para mantê-lo sempre em equilíbrio. Falamos também sobre a importância de escolher um produto de boa procedência e fortificado, para ter a garantia das vitaminas e aminoácidos essenciais.

Se você gostou deste material, aproveite para compartilhar com seus amigos, para que eles também possam escolher a melhor levedura nutricional, fazendo uma compra com consciência e informação. Muito obrigado, até logo!

(Fonte da imagem destacada: Bajramovic: 102588855/ 123rf.com)

Referências (15)

1. Bekatorou A, Koutinas A, Psarianos C. Production of Food Grade Yeasts .2006.
Fonte

2. Dziezak J. Yeasts and yeast derivatives: definitions, characteristics, and processing. 1987.
Fonte

3. Jach M, Serefko A. Nutritional Yeast Biomass: Characterization and Application. 2018.
Fonte

4. Herrmann W, Geisel J. Vegetarian lifestyle and monitoring of vitamin B-12 status. 2002.
Fonte

5. Harusekwi S, Nyamunda B, Mutonhodza B. Development of high protein content homemade bread by nutritional yeast fortification for disadvantaged communities. 2014.
Fonte

6. Roth-Maier D, Kettler S, Kirchgessner M. Availability of vitamin B 6 from different food sources. 2009.
Fonte

7. Damayanti D et al. Foods and Supplements Associated with Vitamin B12 Biomarkers among Vegetarian and Non-Vegetarian Participants of the Adventist Health Study-2 (AHS-2) Calibration Study. 2018.
Fonte

8. Donaldson M. Metabolic Vitamin B12 Status on a Mostly Raw Vegan Diet with Follow-Up Using Tablets, Nutritional Yeast, or Probiotic Supplements. 2000.
Fonte

9. Graubaum H, Busch R, Stier H, Gruenwald J. A Double-Blind, Randomized, Placebo-Controlled Nutritional Study Using an Insoluble Yeast Beta-Glucan to Improve the Immune Defense System. 2012.
Fonte

10. Pizarro S, Ronco A, Gotteland M. ß-glucanos: ¿qué tipos existen y cuáles son sus beneficios en la salud? 2014.
Fonte

11. McRorie J. Evidence-Based Approach to Fiber Supplements and Clinically Meaningful Health Benefits. 2015.
Fonte

12. Sima P, Vannucci L, Vetvicka V. β-glucans and colesterol. 2018.
Fonte

13. Gallagher M. Los nutrientes y su metabolismo. En: Mahan L, Escott-Stump S. Krause. Dietoterapia (Edición 12). 2008. Elsevier Masson.
Fonte

14. West C, Stanisz A, Wong A, Kunze W. Effects of Saccharomyces cerevisiae or boulardii yeasts on acute stress induced intestinal dysmotility. 2016. D
Fonte

15. Pajno G et al. Looking for immunotolerance: a case of allergy to baker’s yeast (Saccharomyces cerevisiae). 2005.
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Romina Cerutti Nutricionista
Licenciada em Nutrição e coach de saúde e bem-estar. Logo depois da graduação, começou a escrever artigos sobre alimentação e nutrição, pois percebeu que as pessoas liam muito sobre esse tema, mas na maioria das vezes, a informação obtida estava errada ou era falsa. Seu objetivo é escrever artigos verídicos, úteis e interessantes para o leitor.
Redatora do Saudável&Forte, Vera pesquisa com muito cuidado e auxiliar na redação e edição de artigos relevantes que envolvem um dos temas que mais lhe interessam: o universo da suplementação.
Artigo científico
Bekatorou A, Koutinas A, Psarianos C. Production of Food Grade Yeasts .2006.
Ir para a fonte
Artigo científico
Dziezak J. Yeasts and yeast derivatives: definitions, characteristics, and processing. 1987.
Ir para a fonte
Artigo científico
Jach M, Serefko A. Nutritional Yeast Biomass: Characterization and Application. 2018.
Ir para a fonte
Artigo científico
Herrmann W, Geisel J. Vegetarian lifestyle and monitoring of vitamin B-12 status. 2002.
Ir para a fonte
Artigo científico
Harusekwi S, Nyamunda B, Mutonhodza B. Development of high protein content homemade bread by nutritional yeast fortification for disadvantaged communities. 2014.
Ir para a fonte
Artigo científico
Roth-Maier D, Kettler S, Kirchgessner M. Availability of vitamin B 6 from different food sources. 2009.
Ir para a fonte
Artigo científico
Damayanti D et al. Foods and Supplements Associated with Vitamin B12 Biomarkers among Vegetarian and Non-Vegetarian Participants of the Adventist Health Study-2 (AHS-2) Calibration Study. 2018.
Ir para a fonte
Artigo científico
Donaldson M. Metabolic Vitamin B12 Status on a Mostly Raw Vegan Diet with Follow-Up Using Tablets, Nutritional Yeast, or Probiotic Supplements. 2000.
Ir para a fonte
Ensaio clínico
Graubaum H, Busch R, Stier H, Gruenwald J. A Double-Blind, Randomized, Placebo-Controlled Nutritional Study Using an Insoluble Yeast Beta-Glucan to Improve the Immune Defense System. 2012.
Ir para a fonte
Artigo científico
Pizarro S, Ronco A, Gotteland M. ß-glucanos: ¿qué tipos existen y cuáles son sus beneficios en la salud? 2014.
Ir para a fonte
Artigo científico
McRorie J. Evidence-Based Approach to Fiber Supplements and Clinically Meaningful Health Benefits. 2015.
Ir para a fonte
Artigo científico
Sima P, Vannucci L, Vetvicka V. β-glucans and colesterol. 2018.
Ir para a fonte
Livro
Gallagher M. Los nutrientes y su metabolismo. En: Mahan L, Escott-Stump S. Krause. Dietoterapia (Edición 12). 2008. Elsevier Masson.
Ir para a fonte
Artigo científico
West C, Stanisz A, Wong A, Kunze W. Effects of Saccharomyces cerevisiae or boulardii yeasts on acute stress induced intestinal dysmotility. 2016. D
Ir para a fonte
Artigo científico
Pajno G et al. Looking for immunotolerance: a case of allergy to baker’s yeast (Saccharomyces cerevisiae). 2005.
Ir para a fonte