many vegetables
Ultima atualização: 8 de setembro de 2020

Como escolhemos

19Produtos analisados

24Horas investidas

11Estudos avaliados

83Comentários coletados

A base de uma vida saudável é a alimentação. Por isso, a grande maioria das pessoas está sempre em busca de uma forma para melhorar a ingestão de nutrientes que possam auxiliar a manter-se com saúde e livre das doenças que mais preocupam, como o câncer de próstata e os problemas cardiovasculares. O que poucos sabem é que o licopeno é um antioxidante potente para prevenir esses males.

Se você sabe pouco sobre o licopeno e seus benefícios, chegou ao lugar certo. A partir de agora, vamos falar sobre os alimentos que contém essa substância, quem pode consumir e de que forma você pode reforçar o seu estoque desse poderoso antioxidante por meio da suplementação. Podemos começar?

O mais importante

  • O licopeno é um pigmento vegetal da família dos carotenoides, com potente ação antioxidante.
  • Os alimentos que podem ser considerados fontes de licopeno são as frutas de coloração vermelha, como o mamão e o tomate. A absorção da substância aumenta quando o alimento é cozido e ainda com o uso do azeite de oliva.
  • Quando for comprar um suplemento de licopeno, é importante estar consciente sobre suas restrições dietéticas como intolerâncias ou alergias. Ainda é preciso observar a formulação, a combinação de outros compostos e a procedência do produto.

Os melhores suplementos de licopeno do mercado: nossas recomendações

O suplemento de licopeno em cápsula softgel

Se você pretende reforçar seu organismo contando com os benefícios do licopeno, a melhor forma é com a suplementação por meio do consumo diário do antioxidante por meio de cápsulas.

Neste caso, um grande diferencial é a apresentação do produto já que as pílulas desenvolvidas em softgel são muito mais fáceis de engolir. Além disso, ela se dissolve mais rapidamente, começando, em pouco tempo, a atuar na saúde do seu organismo.

A combinação perfeita de ativos antioxidantes

Quem quer reforçar a ação do licopeno com outro antioxidante potente, já pode colocar esse suplemento na rotina. A ação combinada do licopeno e do selênio reforça o sistema imunológico, fortalece a saúde da próstata e previne doenças cardiovasculares.

Mas os benefícios são ainda maiores, pois os dois elementos têm propriedades que combatem os radicais livres, mantendo seu corpo jovem e saudável por mais tempo, prevenindo do câncer e doenças degenerativas.

O suplemento de licopeno enriquecido com vitamina E

Unindo as propriedade do licopeno e os benefícios da vitamina E, esse suplemento em cápsulas é famoso por prevenir doenças relacionadas à próstata, diversos tipos de câncer e ainda, fortalecer o sistema cardiovascular, protegendo o coração.

Assim como a vitamina E, o licopeno é um poderoso antioxidante. Isso significa que ajuda a combater os efeitos dos radicais livres, que causam o envelhecimento do organismo, deixando-o longe dos sinais da idade.

Guia de compras: O que você precisa saber sobre o licopeno

O licopeno é um pigmento vegetal com propriedades antioxidantes, encontrado em abundância nas dietas equilibradas. Considerando que trata-se de uma molécula que ajuda a prevenir graves doenças como o câncer, é importante saber tudo sobre como aumentar os níveis do licopeno no organismo. É isso que vamos fazer agora. Esta seção vai responder todas as suas dúvidas. Fique por aqui!

girl biting a watermelon

O licopeno é o pigmento que dá a cor vermelha a vegetais como o tomate, a melancia e o pimentão.
(Fuente: Mandic: 103722374/ 123rf.com)

O que é o licopeno e para que serve?

O licopeno é uma substância antioxidante pertencente ao grupo dos carotenos. Com propriedades únicas, é considerado potente na prevenção de doenças. Ele é produzido exclusivamente por vegetais e é quem confere a cor vermelha a frutas como o tomate e a melancia(1).

A estrutura molecular do licopeno reage na presença dos radicais livres, que são as substâncias ligadas ao envelhecimento precoce e danos aos tecidos com o passar do tempo. Ao lutar contra o excesso de radicais livres, o licopeno atua na prevenção de um grande número de doenças que têm sua origem em danos oxidativos.

Em outras palavras, isso significa que o consumo desse pigmento vegetal deve ser parte das estratégias de prevenção de doenças. Diversos especialistas defendem uma dieta que inclua frutas e verduras. Assim, a alimentação rica em antioxidantes, a prática de esportes e o abandono do tabaco, seriam capazes de evitar até 70% das mortes prematuras(2).

papaya on a tropical background

Os benefícios do licopeno para a saúde da próstata está sendo avaliada por pesquisadores.
(Fonte: Pustynnikova: 87720672/ 123rf.com)

Quais alimentos contêm licopeno?

A associação mais simples e prática é pela cor. Todos os alimentos com coloração vermelho-alaranjada contêm licopeno em maior ou menor concentração. As exceções são o morango e a cereja, que não possuem a substância, apesar da pigmentação vermelha.

De acordo com nutrólogos e outros especialistas, para consumir a dose recomendada de licopeno para contar com bons efeitos(2), é preciso consumir aproximadamente 400 gramas de frutas e verduras vermelhas todos os dias. A tabela a seguir mostra os alimentos com mais concentração de licopeno(3):

Alimento (100 gramas) Conteúdo aproximado de licopeno (miligramas)
Goiaba 5
Melancia 4,5
Tomate 3
Papaya 2
Toranja 1,5

Quais os benefícios no consumo de licopeno?

Vários estudos associaram o consumo — em quantidades suficientes — de licopeno à redução do risco de sofrer com doenças associadas ao envelhecimento, como problemas cardiovasculares e aparecimento de certos tumores. (2).

A seguir, mostramos informações mais detalhadas sobre os estudos mais recentes a respeito dos benefícios do licopeno para a saúde:

  • Saúde cardiovascular: foi observada a redução no colesterol “ruim” (LDL) e triglicerídeos em pessoas que consumiram entre 20 e 40 mg de licopeno diariamente. Entende-se que o efeito antioxidante pode impedir a deposição de placas de colesterol na parede arterial(4);
  • Proteção solar: estudos descobriram que este composto também costuma se depositar nas células da pele. Ali, ele é capaz de capturar mais radiação solar, exercendo um efeito protetor contra o fotoenvelhecimento. Embora sejam necessários mais dados, trata-se se um efeito muito promissor  a ser confirmado. (5);
  • Textura da pele: a suplementação de licopeno tem sido associada à melhora da textura e maciez da pele;
  • Saúde ocular: o consumo desse antioxidante pode atrasar a progressão da principal causa de cegueira em pessoas idosas: a degeneração macular (DMAE) (6);
  • Saúde mental: Pequenos estudos, ainda pontuais(1), mostram que o licopeno pode melhorar doenças neurológicas, como o Alzheimer. Além disso, uma pesquisa associou os baixos níveis de licopeno com maior incidência de depressão e ansiedade;
  • Saúde da próstata: a hipertrofia da próstata, que causa retenção urinária e um possível aumento do risco de câncer no futuro pode ter como método preventivo o consumo de licopeno. A substância tem sido associado a uma menor ocorrência de doenças da próstata. (1, 7, 8);
  • Prevenção do câncer: dietas com quantidade suficiente de licopeno têm sido associadas a  diminuição na frequência de ocorrência de certos tipos de câncer (pulmão, mama, próstata e rim, principalmente).

É importante esclarecer que o câncer abrange várias doenças, com mecanismos muitas vezes desconhecido. Não há garantia de que uma determinada molécula possa proteger contra a ocorrência das mutações que dão origem à doença.

Por enquanto, a melhor prevenção do câncer ainda é evitar drogas, levar uma vida ativa, com dieta saudável (2, 9).

O licopeno é mesmo tão eficiente?

O licopeno é uma molécula com enorme potencial antioxidante. Apesar disso, seus efeitos mais surpreendentes ainda estão sob análise científica. Na tabela a seguir, você pode ver todos os supostos benefícios  do licopeno, de acordo com o que já se têm de evidências:

Evidência alta ou moderada Necessita de mais dados
Efeito antioxidante Alívio da hipertrofia prostática
Menor frequência de doenças cardiovasculares Melhora da saúde ocular
Redução de inflamações Melhora na textura da pele
Redução na oxidação dos ácidos graxos Proteção da pele contra o fotoenvelhecimento
Equilíbrio neuronal
Menor incidência de alguns tipos de câncer

Como utilizar o suplemento de licopeno?

O consumo de frutas e vegetais, por si só, já será capaz de garantir a dosagem recomendada de licopeno. Mais que isso: ela conseguirá elevar os níveis da substância e de outros nutrientes, minerais e antioxidantes essenciais para a boa saúde.

Porém pode ser que você não consiga atingir esses níveis. Sendo assim, você pode procurar por uma suplementação, sobretudo se estiver em uma das seguintes situações:

  • Está em uma dieta de emagrecimento extremamente restritiva;
  • Sofre de falta de apetite e custa a conseguir atingir o consumo calórico mínimo recomendado por dia;
  • Tem alguma condição que eleva os níveis de oxidação e inflamação. Isso é comum em pessoas que vivem sob situações de estresse intenso ou com hábitos pouco saudáveis.
Uma dieta equilibrada é sempre o ponto principal da vida saudável.

Nestes casos,  sua dieta e as condições diárias não contribuem para o consumo da quantidade adequada de licopeno.

Portanto, o ideal é utilizar suplementos que façam um aporte diário desse antioxidante no seu organismo. Para fazer o uso correto dessa substância, preparamos algumas recomendações básicas, porém importantes(10):

  • Dose: ainda não há consenso sobre a dose diária recomendada para suplementação de licopeno. A maioria dos fabricantes recomenda tomar 10 a 30 gramas de licopeno, duas vezes por dia;
  • Com ou sem alimentos: o consumo durante as refeições é importante para melhorar a biodisponibilidade do licopeno;
  • Tempo para sentir os efeitos: não há um período definido de tempo para que os efeitos do licopeno possam ser percebidos. Lembre-se de que a maioria dos suplementos leva entre 30 e 60 dias para mostrar seus primeiros efeitos. O licopeno pode ser usado com segurança por até 360 dias. Depois disso, vale a pena consultar um especialista.

Como mostramos na nossa lista de recomendações, você pode encontrar os suplementos de licopeno na forma de cápsulas, pílulas e comprimidos. O mais comum será encontrar o licopeno como parte dos ingredientes de um suplemento polivitamínico.

Também é possível fazer a suplementação com a forma líquida, ainda que mais rara no mercado. Neste caso, a molécula é geralmente dissolvida em azeite de oliva para aumentar sua biodisponibilidade.

Quais cuidados seguir na suplementação com licopeno?

Uma das grandes vantagens do licopeno é sua segurança e a ausência quase total de interações medicamentosas. As reações mais comuns estão relacionadas à intolerância digestiva. Náusea, peso intestinal e flatulência podem ser evitadas reduzindo a dose do suplemento ou dividindo-a em várias doses menores ao longo do dia.

Até o momento, não há registro de nenhum envenenamento pela suplementação excessiva de licopeno. Se esse pigmento for consumido excessivamente, é possível que a pele seja tingida com um tom de laranja. Esse efeito, que pode ser desagradável para alguns, é completamente inofensivo e desaparece após o abandono da suplementação (10).

No entanto, qualquer substância estranha ao nosso organismo tem o potencial de causar efeitos indesejáveis ​​se não for administrada da forma adequada. Por isso, leia atentamente a lista de contra-indicações e gia à risca todas as orientações do fabricante.

Evite usar licopeno se pertencer a um dos grupos de indivíduos listados aqui:

  • Pessoas sob tratamento oncológico: o efeito antioxidante do licopeno pode interferir na ação efetiva do tratamento contra o câncer. Seu uso não é recomendado durante ciclos de quimioterapia ou durante sessões de radioterapia(11);
  • Alérgicos a licopeno: pessoas alérgicas ao tomate, mamão, goiaba ou qualquer outro produto rico em licopeno podem ter reações alérgicas durante o uso deste suplemento. Portanto, seu uso não é recomendado;
  • Pessoas com problemas de coagulação: ainda sem confirmação, o licopeno pode ter um efeito anticoagulante leve. Por esse motivo, o uso por indivíduos com distúrbios hemorrágicos deve ser supervisionado por um médico. Da mesma forma, recomenda-se abandonar a suplementação de licopeno pelo menos duas semanas antes de qualquer procedimento cirúrgico;
  • Gestantes ou lactantes: um estudo recente associou o consumo de suplementos de licopeno na gravidez com o aumento de partos prematuros. Assim, é aconselhável suspender o uso durante a gravidez. Durante a lactação também é importante manter-se afastada da suplementação, pois a molécula é excretada no leite materno(10);
  • Crianças: Assim como ocorre com qualquer outro suplemento, a ingestão não é recomendada para crianças pequenas.
elder couple at kitchen

Há estudos sobre a ação do licopeno para a melhora da textura da pele.
(Fonte: Polc: 90263590/ 123rf.com)

Critérios de compra

Agora que você já conhece muito mais sobre o licopeno, pode ser que esteja decidido a incluí-lo na sua rotina por meio da suplementação. Trata-se de uma ótima decisão, já que nem sempre é possível consumir toda a quantidade recomendada de vegetais ao longo do dia. Porém, antes de comprar o seu suplemento, recomendamos que veja mais alguns pontos que podem ser determinantes na hora da compra.

Restrições nutricionais

A maioria dos suplementos de licopeno são adequados para vegetarianos e veganos, por ter origem 100% vegetal. Ainda assim, é importante verificar se o material da cápsula não seja de origem animal.

Além disso, lembre-se de considerar suas restrições, como intolerância ou alergia a algum componente da fórmula. Garanta que o suplemento não ofereça qualquer risco à sua saúde.

guavas on a bowl

O consumo excessivo de licopeno pode deixar a pele com um tom alaranjado.
(Fonte: Thanh Thu Thai: 97704901/ 123rf.com)

Sustentabilidade

Antes de comprar, verifique a procedência dos produtos e pesquise sobre a cultura da empresa, sobretudo se você prefere consumir de pequenos produtores, incentivando a agricultura sustentável econômica e ecologicamente.

Algumas marcas podem fazer uso de produtos transgênicos. Para evitar consumi-los, caso deseje, consulte a certificação “Não-OGM”, que garante o não emprego de alimentos geneticamente modificados.

Composição

A forma mais comum de encontrar a suplementação com licopeno é em combinação com outros ingredientes, na forma de multivitamínico. Em geral, outros compostos antioxidantes serão adicionados, como vitaminas A, C e E e carotenos. Assim, você poderá escolher a combinação que mais faz sentido de acordo com outras necessidades do seu organismo.

Se você é fumante, seja mais cauteloso. O beta-caroteno, um ingrediente geralmente usado em combinação com o licopeno, tem sido associado ao aumento na incidência do câncer de pulmão em fumantes. Nesse caso, é importante escolher um suplemento que contenha apenas licopeno. Ou, melhor ainda, abandonar o cigarro!

foco

Alguém falou pizza? Consumida na forma tradicional — com tomate e queijo — sem recheios gordurosos e exagerados, ela fornece uma considerável quantidade de licopeno.

Conservação

O consumo do suplemento de licopeno após a data de validade não é perigoso. O mais provável é que o efeito seja reduzido ou nulo. Neste caso, você estará consumindo algo que não trará benefícios.

Além da data de validade, a forma de conservação também é importante. Para preservar as propriedades da molécula, mantenha armazenada em um local fresco e seco, longe de odores agressivos e da incidência de luz.

Resumo

Uma dieta rica em antioxidantes é uma das bases para a vida saudável, longe de doenças. Por isso, é normal que todas as pessoas busquem sempre mais informações e queiram consumir essas substâncias que ajudam a combater a ação dos anos no organismo, sobretudo no sistema imunológico, cardiovascular e neurológico.

Pensando nisso, trouxemos todos os detalhes a respeito do licopeno e de que forma ele pode  proporcionar mais saúde e defesas ao corpo. Falamos sobre as formas de suplementação, o consumo consciente desse composto e suas combinações com outros nutrientes. Com todas as dicas e orientações, você já sabe tudo o que precisa para escolher o melhor suplemento de licopeno.

Se esse artigo foi importante para entender mais sobre esse poderoso antioxidante, conte-nos aqui nos comentários e compartilhe esse material. Obrigado e até mais!

(Fonte da imagem destacada: Shebek: 22366268/ 123rf.com)

Referências (11)

1. Barrie R. Cassileth, MS P. Lycopene. 2010 [cited 2019 Dec 2];
Fonte

2. Lycopene Uses, Benefits & Dosage - Drugs.com Herbal Database [Internet]. [cited 2019 Dec 2].
Fonte

3. Story EN, Kopec RE, Schwartz SJ, Harris GK. An Update on the Health Effects of Tomato Lycopene. Annu Rev Food Sci Technol [Internet]. 2010 Apr [cited 2019 Dec 2];1(1):189–210.
Fonte

4. Chen P, Zhang W, Wang X, Zhao K, Negi DS, Zhuo L, et al. Lycopene and Risk of Prostate Cancer. Medicine (Baltimore) [Internet]. 2015 Aug 1 [cited 2019 Dec 2];94(33):e1260.
Fonte

5. Ilic D, Misso M. Lycopene for the prevention and treatment of benign prostatic hyperplasia and prostate cancer: A systematic review. Maturitas [Internet]. 2012 Aug [cited 2019 Dec 2];72(4):269–76.
Fonte

6. Schleicher M, Weikel K, Garber C, Taylor A. Diminishing Risk for Age-Related Macular Degeneration with Nutrition: A Current View. Nutrients [Internet]. 2013 Jul 2 [cited 2019 Dec 2];5(7):2405–56.
Fonte

7. Petyaev IM, Pristensky D V., Morgunova EY, Zigangirova NA, Tsibezov V V., Chalyk NE, et al. Lycopene presence in facial skin corneocytes and sebum and its association with circulating lycopene isomer profile: Effects of age and dietary supplementation. Food Sci Nutr [Internet]. 2019 Apr 13 [cited 2019 Dec 2];7(4):1157–65.
Fonte

8. Mozos I, Stoian D, Caraba A, Malainer C, Horbanczuk JO, Atanasov AG. Lycopene and vascular health [Internet]. Vol. 9, Frontiers in Pharmacology. Frontiers Media S.A.; 2018 [cited 2019 Dec 2].
Fonte

9. FoodData Central [Internet]. [cited 2019 Oct 12].
Fonte

10. Bojórquez RMC, Gallego JG, Collado PS. Propiedades funcionales y beneficios para la salud del licopeno [Internet]. Vol. 28, Nutricion Hospitalaria. 2013 [cited 2019 Dec 2]. p. 6–15.
Fonte

11. S. Agarwal AVR. Tomato lycopene and its role in human health and chronic diseases. Postharvest Biol Technol [Internet]. 2004 Dec 19 [cited 2019 Dec 2];34(3):227–35.
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Anabel Rodríguez Formada em Medicina
Formada em Medicina, tem como missão utilizar o método científico para encontrar novas formas de potencializar o rendimento esportivo e intelectual das pessoas. Quer conversar com as pessoas que desejam se informar sobre suplementação com base em evidências. Seus suplementos favoritos são a L-teanina e as vitaminas do grupo B.
Redatora do Saudável&Forte, Vera pesquisa com muito cuidado e auxiliar na redação e edição de artigos relevantes que envolvem um dos temas que mais lhe interessam: o universo da suplementação.
Diário médico
Barrie R. Cassileth, MS P. Lycopene. 2010 [cited 2019 Dec 2];
Ir para a fonte
Web oficial
Lycopene Uses, Benefits & Dosage - Drugs.com Herbal Database [Internet]. [cited 2019 Dec 2].
Ir para a fonte
Artigo de revisão
Story EN, Kopec RE, Schwartz SJ, Harris GK. An Update on the Health Effects of Tomato Lycopene. Annu Rev Food Sci Technol [Internet]. 2010 Apr [cited 2019 Dec 2];1(1):189–210.
Ir para a fonte
Artigo científico
Chen P, Zhang W, Wang X, Zhao K, Negi DS, Zhuo L, et al. Lycopene and Risk of Prostate Cancer. Medicine (Baltimore) [Internet]. 2015 Aug 1 [cited 2019 Dec 2];94(33):e1260.
Ir para a fonte
Artigo científico
Ilic D, Misso M. Lycopene for the prevention and treatment of benign prostatic hyperplasia and prostate cancer: A systematic review. Maturitas [Internet]. 2012 Aug [cited 2019 Dec 2];72(4):269–76.
Ir para a fonte
Artigo de revisão
Schleicher M, Weikel K, Garber C, Taylor A. Diminishing Risk for Age-Related Macular Degeneration with Nutrition: A Current View. Nutrients [Internet]. 2013 Jul 2 [cited 2019 Dec 2];5(7):2405–56.
Ir para a fonte
Ensaio clínico
Petyaev IM, Pristensky D V., Morgunova EY, Zigangirova NA, Tsibezov V V., Chalyk NE, et al. Lycopene presence in facial skin corneocytes and sebum and its association with circulating lycopene isomer profile: Effects of age and dietary supplementation. Food Sci Nutr [Internet]. 2019 Apr 13 [cited 2019 Dec 2];7(4):1157–65.
Ir para a fonte
Artigo de revisão
Mozos I, Stoian D, Caraba A, Malainer C, Horbanczuk JO, Atanasov AG. Lycopene and vascular health [Internet]. Vol. 9, Frontiers in Pharmacology. Frontiers Media S.A.; 2018 [cited 2019 Dec 2].
Ir para a fonte
Web oficial
FoodData Central [Internet]. [cited 2019 Oct 12].
Ir para a fonte
Artigo de revisão
Bojórquez RMC, Gallego JG, Collado PS. Propiedades funcionales y beneficios para la salud del licopeno [Internet]. Vol. 28, Nutricion Hospitalaria. 2013 [cited 2019 Dec 2]. p. 6–15.
Ir para a fonte
Artigo de revisão
S. Agarwal AVR. Tomato lycopene and its role in human health and chronic diseases. Postharvest Biol Technol [Internet]. 2004 Dec 19 [cited 2019 Dec 2];34(3):227–35.
Ir para a fonte