Mulher com roupa de academia olhando em um monitor cardíaco
Ultima atualização: 24 de junho de 2021

Como escolhemos

16Produtos analisados

18Horas investidas

5Estudos avaliados

88Comentários coletados

Cada vez mais o monitor cardíaco ganha espaço durante as atividades físicas, mostrando a quantidade de batimentos do usuário enquanto ele realiza os exercícios. Assim, a pessoa tem controle do esforço que está fazendo na hora da prática.

Hoje os monitores são encontrados em muitas versões, designs e preços no mercado. Por isso, vale a pena ler o artigo a seguir que preparamos sobre esse produto antes de escolher um modelo para ser seu! Confira:




O mais importante

  • O monitor cardíaco é um aparelho digital usado durante a realização de atividades físicas, controlando a frequência de batimentos do coração por meio de uma luz LED que sente o fluxo do sangue.
  • Acompanhar os batimentos cardíacos com o monitor pode ajudar os atletas a aprimorarem seu desempenho nos exercícios físicos, revelando o melhor momento para aumentar a intensidade da prática.
  • O principal cuidado ao usar um monitor cardíaco é manter sua proximidade direta com a pele. Só assim o sensor vai acompanhar melhor o fluxo sanguíneo e emitir com precisão a frequência cardíaca do usuário.
  • Hoje é fácil encontrar versões de monitor cardíaco que atendem a diferentes necessidades e bolsos. Para escolher o melhor modelo para você, considere fatores como o tamanho da tela ou tipos de conexão que o aparelho possui.

Monitores cardíacos: nossa recomendação dos melhores produtos

Você pretende comprar um monitor cardíaco? Então confira a seleção que fizemos com os modelos mais populares do mercado. Eles foram escolhidos com base na avaliação de outros consumidores. Não deixe de verificar:

Guia de compras: O que você precisa saber sobre monitor cardíaco

Com tantas funcionalidades, você pode ficar confuso ao escolher um modelo de monitor cardíaco. Por isso, trouxemos as principais dúvidas dos consumidores sobre esse produto para te ajudar na busca pelo melhor formato para você!

Pulso de um homem com relógio inteligente mostrando informações como batimentos cardíacos

Os monitores cardíacos se popularizaram por monitorar a frequência cardíaca na hora de fazer atividades físicas. (Foto: Czniga/Pixabay)

Quantos tipos de monitor cardíaco existem?

Atualmente os modelos do monitor cardíaco de cinta e o de pulso são os mais conhecidos no mercado. Na sequência, você confere os detalhes sobre cada um desses formatos e suas utilidades:

  • Monitor cardíaco de cinta: Formado por um sensor de frequência cardíaca sem fio acompanhado de uma tira. Ele é colocado no tórax e envia informações sobre as batidas cardíacas a um receptor de pulso. Ideal para corridas e caminhadas.
  • Monitor cardíaco de pulso: Esses modelos parecem um relógio e fazem o monitoramento cardíaco pelo pulso. As informações ficam bem visíveis na tela e pode ser usado em vários tipos de prática esportiva.

Como funciona o monitor cardíaco?

Geralmente, por meio do contato com a pele, os monitores cardíacos usam uma LED para sentir a circulação sanguínea, verificando os batimentos do usuário nesse contato. Quanto mais os valores na tela aumentam, maior é a frequência cardíaca.

Entretanto, alguns fatores podem interferir no funcionamento do dispositivo, por isso fique atento às condições de uso do aparelho. No vídeo, você confere como configurar o monitor da marca Speedo, muito popular entre os consumidores:

Como usar o monitor cardíaco de forma correta?

É preciso aplicar alguns cuidados ao usar o monitor cardíaco para que seu desempenho seja o melhor possível. O primeiro passo é manter o sensor de frequência cardíaca sempre em contato direto com a pele.

Além disso, coloque o monitor de modo que ele não cause desconfortos ao ser usado. Não é indicado nem que ele fica solto demais, pois pode impedir o monitoramento, nem muito apertado, porque restringe o fluxo sanguíneo da região.

Para saber se o encaixe do monitor está correto é só verificar se a sua pele se move quando você movimenta o dispositivo. Outras informações do uso adequado do dispositivo você pode obter com um cardiologista ou educador físico.

Marcos SantanaPreparador físico
"Vale lembrar que, mesmo com o monitor cardíaco, quem fala mais alto é o corpo. Se a pessoa achar que deve diminuir a carga, mesmo com o equipamento, faça."

Para quem o monitor cardíaco é recomendado?

Os monitores cardíacos são indicados para todas as pessoas que praticam alguma atividade física e querem saber informações do seu organismo para melhorar o desempenho durante a execução dos exercícios.

Porém, o uso desses aparelhos é muito recomendado para algumas atividades físicas específicas, como a natação, o ciclismo e a corrida. Isso porque os atletas dessas modalidades podem se aprimorar por meio do monitoramento cardíaco.

Mulher com roupa de academia. Ela está com uma garrafa de água na mão e um monitor cardíaco no pulso.

Atividades como ciclismo, natação e corrida são as que mais se beneficiam das informações do monitor cardíaco. (Foto: gpointstudio/Freepik)

Quais são os benefícios e desvantagens de ter um monitor cardíaco?

O acompanhamento da frequência cardíaca trazem vantagens que se estendem a diferentes tipos de treinos e modalidades esportivas. Com eles, é mais fácil saber o momento para acelerar ou descansar de uma atividade.

Para você ter certeza que o monitor cardíaco é um produto muito interessante para ser usado diariamente, elencamos as principais vantagens e desvantagens acerca desse dispositivo na tabela a seguir:

Vantagens
  • Medir a frequência cardíaca
  • Detectar possíveis problemas cardíacos
  • Aprimorar o desempenho físico
  • Modelos específicos para determinados treinos
  • Ajudar na perda de peso e na realização de dietas
Desvantagens
  • Nem todos os modelos têm preços acessíveis
  • Alguns formatos não são confortáveis para atividades físicas prolongadas

Critérios de compra: O que levar em conta ao comparar os modelos de monitor cardíaco

Na internet ou em lojas físicas, você encontra modelos de monitores cardíacos que cabem em diferentes necessidades e bolsos. O que vai diferenciar um formato do outro são as funcionalidades e recursos do aparelho. Alguns deles são:

Tela

Se for considerar a usabilidade do monitor cardíaco é preferível optar por modelos com painéis maiores que facilitam a visualização das informações. Usualmente os mais comuns são os formatos de 1,3 polegadas.

Entretanto, outros modelos com telas menores também estão disponíveis no mercado e são ideais para quem procura por dispositivos mais discretos. Inclusive, devido ao tamanho, eles podem ser mais confortáveis.

Conectividade

Geralmente os monitores são de marcas que comercializam outros dispositivos digitais. Se sua ideia é conectar esse item com diferentes aparelhos, então escolha a mesma marca que você já possui para evitar incompatibilidade.

Também é interessante observar se o monitor possui outros sistemas de conectividade, por exemplo, o Bluetooth ou Wi-Fi, permitindo que você execute outras atividades por meio do aparelho.

Pessoa deitada conferindo os batimentos cardíacos no relógio e no celular

Você pode usar o monitor cardíaco em contato com outros dispositivos como celulares e caixas de som. (Fonte: Andriy Popov/123rf)

Recursos Extras

A maioria dos monitores cardíacos apresentam mais recursos do que somente controlar a frequência de batimentos. Inclusive, esses aparelhos têm se popularizado tanto principalmente por causa desse caráter multifuncional.

Ser a prova d'água interfere muito na escolha de um monitor.

Entre as funções extras mais comuns encontradas nos monitores estão o calendário digital, a integração com GPS, a conexão com as redes sociais, o atendimento de ligações e o controle de outros dispositivos como caixas de som.

Um dos aspectos que mais interessa os consumidores dos recursos extras é a capacidade de ser à prova d´água. Um fator que é essencial para usuários que pretendem usar o aparelho em atividades como natação.

Bateria

Para decidir o melhor tipo de bateria, você deve levar em conta como o aparelho será utilizado. Se você pretende acompanhar os batimentos cardíacos durante o dia todo, então opte por modelos com autonomia de bateria de até 24 horas.

Mas, se a usabilidade do aparelho for apenas para momentos de atividades físicas, baterias que tenham autonomia de durabilidade de até 12 horas já são suficientes.

Design

Hoje os monitores são fabricados em formatos que vão desde o pretinho básico tradicional até modelos tecnológicos coloridos. Pense sempre nos momentos em que vai usar o aparelho para avaliar se o design combinará com os looks.

Também é importante analisar se o modelo é feito de material resistente e durável, capaz de suportar quedas e outros choques durante as atividades.

Você pode descobrir sua frequência cardíaca máxima por uma fórmula simples. Para homens, o valor é obtido pela subtração 220 menos a idade. Para mulheres, o cálculo seria 226 menos a idade.

Resumo

Seja natação, ciclismo, corrida ou musculação, os monitores cardíacos acompanham os usuários na realização de qualquer atividade física, sempre mostrando a frequência dos batimentos cardíacos.

Isso pode ajudar os atletas a alcançarem melhor desempenho nos exercícios e ainda alertar sobre possíveis oscilações no coração. Cada vez mais novas funções são acrescentadas nesses dispositivos, popularizando-os mais ainda.

Para finalizar, lembramos que é importante manter sempre o aparelho em contato direto com a pele, fazendo com que o monitor cardíaco meça com mais precisão os batimentos, fornecendo informações detalhadas.

(Fonte da imagem destacada: cookie_studio/Freepik)

Por que você pode confiar em mim?

Resenhas