Ultima atualização: 14 de outubro de 2021

Sua gordura na barriga pode ter razões diferentes e não deve ser generalizada. A boa forma e a dieta desempenham um papel importante, mas seu estilo de vida também pode ter um impacto na sua gordura na barriga.

Existem também diferentes métodos para reduzir sua gordura na barriga. Aqui você pode descobrir tudo o que você precisa saber sobre gordura na barriga. Nós explicamos como entender melhor o seu corpo e lhe oferecemos as dicas mais úteis para levar a sua figura em suas próprias mãos.

Você ficará surpreso com o impacto que seus hábitos diários têm sobre sua gordura.




Os fatos mais importantes em resumo

  • A gordura do ventre tem várias causas que vão desde a dieta e preguiça até a falta de sono. A gordura do ventre é dividida em gordura boa e gordura prejudicial (visceral). A gordura do ventre torna-se perigosa quando atinge uma circunferência de 88 cm para as mulheres ou 102 cm para os homens.
  • A melhor maneira de perder gordura na barriga é fazer uma combinação de resistência e treinamento de força, porque o corpo queima mais energia com mais músculos na fase de descanso. O HIIT é considerado o treino mais eficaz. Pode variar de corrida, ciclismo e natação.
  • Faça questão de comer alimentos saudáveis. Eles saciam o corpo por um longo tempo, mantêm os níveis de açúcar no sangue constantes e queimam gordura. Foco em grãos inteiros, frutas, vegetais e legumes. Com um ligeiro déficit calórico, você vai perder constantemente sua gordura na barriga e ver resultados a longo prazo.

Definição: O que é gordura do ventre?

Gordura do ventre é o tecido gorduroso que é depositado na frente do corpo desde abaixo do peito até os ossos do quadril. Uma distinção deve ser feita entre a boa gordura do ventre (subcutânea) e a prejudicial gordura visceral. A boa gordura abdominal está localizada logo abaixo da pele e protege os órgãos internos.

A gordura visceral, por outro lado, se acumula nos órgãos internos. Ela só se torna perceptível quando há tanta coisa acumulada que forma uma pequena barriga. Esta gordura do ventre ruim é tecido ativo. Isto significa que ele libera hormônios e ácidos graxos que promovem a inflamação (1).

As consequências de muito tecido adiposo visceral podem ser o aumento da pressão arterial e níveis de lipídios no sangue desfavoráveis.

Guia: O que você deve saber sobre gordura na barriga

Antes de lhe mostrarmos as melhores soluções possíveis, faz sentido primeiro ter uma idéia de que informações você deve ter sobre gordura na barriga. Para este propósito, nós respondemos as perguntas mais frequentes em alguns parágrafos para lhe dar alguma clareza.

Quais são as causas da gordura do ventre?

A gordura do ventre pode ter muitas causas, a maioria das quais depende do estilo de vida. Em primeiro lugar, a idade pode ser uma razão. Quando o metabolismo abranda a partir dos anos 30, o corpo precisa de menos calorias para se sustentar.

Se você comer a mesma quantidade que antes, o corpo começa a armazenar o excesso de calorias, inclusive como gordura na barriga. Onde a gordura se acumula também depende em grande parte de seus genes.

Assim, enquanto você pode ter uma barriga macia, a gordura das pessoas ao seu redor pode ser mais provável que seja depositada em suas pernas e nádegas. Mas uma das causas mais comuns é o estilo de vida sedentário que é a norma nos dias de hoje. Uma grande parte da sociedade sofre com a falta de exercício.

Especialmente aqueles que ficam sentados em uma mesa por até 8 horas por dia. O segundo maior fator de estilo de vida é a dieta. Se você recebe muita energia de alimentos de conveniência, gorduras insalubres e alimentos com muito açúcar doméstico, não se surpreenda se o seu corpo armazena todas as coisas insalubres.

Demasiado açúcar pode levar ao aumento da secreção de insulina do corpo. Isto é seguido pela rápida queda dos níveis de açúcar no sangue e os temidos anseios por comida.

A gordura do ventre depende de dieta e exercício, idade, genes, estresse e sono.

Outra razão comum para a gordura do ventre é o estresse e, muitas vezes relacionado a isso, a falta de sono. Quando o seu corpo está estressado, ele libera mais cortisol. O hormônio do estresse promove o desenvolvimento de células gordurosas (2). Com muito pouco sono, você não permite que seu corpo tenha tempo de recuperação suficiente e você notará que a fome ataca com mais freqüência do que o necessário. O álcool pode ser outra razão para a gordura do ventre. É quase tão alto em calorias quanto em gordura e estimula o apetite por alimentos gordurosos e doces. Além disso, o consumo excessivo de álcool leva à desidratação e, portanto, retarda as funções do organismo.

Quais são os diferentes tipos de gordura na barriga?

Se você tem gordura na barriga, normalmente você pode dizer de onde ela vem pela sua forma.

  1. Gordura: O abdômen superior é plano, apenas abaixo do umbigo você ganhou um pouco de acolchoamento. Você é basicamente atlético, mas os exercícios errados enfatizam seu abdômen inferior. Tente substituir abdominais e abdominais por flexões e tábuas. Se esse não for o problema, então substitua os lanches de fast food à noite por uma refeição recheada e cozida em casa.
  2. Bóia de salvação: Sua barriga tem dois anéis ao redor dos quadris e do estômago se você passar muitas horas por dia sentado e comendo carboidratos insalubres, alimentos gordurosos e doces. Para mudar isso, coma alimentos e doces de conveniência com moderação e substitua as calorias por alimentos saudáveis e integrais. Tenha o hábito de fazer longas caminhadas e encontrar um esporte de resistência que você aprecie, como natação, ciclismo ou caminhada nórdica.
  3. Mummy bump: Você criou uma pessoa pequena, parabéns! Após a gravidez, o tecido conjuntivo macio em sua barriga normalmente leva até 9 meses para desaparecer, e isso não faz mal, porque o bem-estar de você e de seu bebê é sua primeira prioridade. Se você se sentir em forma após 3 meses, você pode começar exercícios suaves para fortalecer a parede abdominal e os músculos do assoalho pélvico. Mas, por favor, vá devagar e tente fazer uma dieta saudável para você e seu bebê.
  4. Ventre estressado: Um ventre estressado geralmente consiste de depósitos de gordura sólida por toda a parede abdominal. Para se livrar dele, você deve ter um melhor controle do seu estresse. Tente dormir 8 horas, fazendo exercícios relaxantes como yoga ou meditação, e ajude sua digestão comendo mais verduras e nozes verdes ricas em magnésio.
  5. Barriga inchada: Você pode reconhecer uma barriga inchada quando você acorda com um estômago liso que aumenta de tamanho ao longo do dia. Certifique-se de que você não tenha nenhuma intolerância alimentar, como glúten ou lactose, e também tome mais tempo para comer. Mastigue cada mordida pelo menos 15 vezes, evite falar enquanto come para não engolir ar, e mantenha-se longe de bebidas carbonatadas. Medicação prebiótica e exercícios regulares também podem ajudar a aliviar a sua barriga.
  6. Barriga de cerveja: A barriga de cerveja é distribuída uniformemente ao redor do meio e é causada por preguiça e fast food gorduroso. Tente se limitar a uma bebida alcoólica por dia e cozinhe 2 a 3 refeições caseiras por semana para obter mais alimentos não processados em seu prato.

Com estes diferentes tipos de gordura na barriga, você pode determinar melhor de onde a gordura está vindo. Portanto, tente visar as causas para a perda de gordura.

A gordura do ventre é insalubre?

Em parte. Com a gordura da barriga, você tem que distinguir entre a gordura boa da barriga logo abaixo da pele e a gordura visceral que se agarra aos órgãos internos e não é perceptível a princípio. O pequeno rolo de gordura que você pode agarrar com seus dedos normalmente não é o problema.

Você pode dizer se a gordura do seu ventre é insalubre ou mesmo perigosa tomando uma medida simples ao redor da sua barriga. Se você colocar a fita métrica sobre o umbigo, você não precisa se preocupar se estiver abaixo de 80 cm para uma mulher ou 94 cm para um homem.

Uma circunferência acima que é considerada insalubre, e uma circunferência acima de 88 cm para mulheres ou 102 cm para homens é considerada perigosa porque aumenta o risco de doenças.

A gordura do ventre torna-se perigosa quando atinge 88 cm para as mulheres e 102 cm para os homens.

Demasiada gordura na barriga geralmente resulta em aumento dos níveis de triglicérides no sangue. Eles são um precursor do diabetes (3) e das doenças cardiovasculares

. Outras doenças promovidas pelo excesso de gordura visceral incluem ataques cardíacos e derrames, câncer, pressão alta e doenças vasculares, bem como trombose e doença de Alzheimer. Mas não se preocupe, com um pouco de esforço você pode se livrar da gordura tão rapidamente quanto você a coloca.

Seu corpo usa a gordura visceral primeiro quando você tem um metabolismo mais alto. Este é um remanescente do tempo em que nossas almofadas gordurosas garantiam nossa sobrevivência em tempos difíceis.

Por que a gordura da barriga não vai embora?

Se você já está lutando contra a gordura do ventre, mas os quadris não querem ficar menores, pode haver várias razões. A seguir mostraremos as razões mais comuns e as soluções correspondentes.

Motivo Solução
Treino errado em vez de fazer apenas treino de resistência, incorporar algum treino de força (4). Quando se constrói músculos, o corpo queima mais calorias mesmo em repouso para alimentar os músculos. Aumente a intensidade à medida que o seu corpo se adapta à sua carga de treino
Idade Após 30 anos, o metabolismo pode abrandar. A menopausa também pode fazer com que o corpo armazene mais gordura à medida que os níveis hormonais se alteram. Se quiser livrar-se da gordura do ventre, tem de cortar também as calorias ou desenvolver alguns músculos. Dieta errada demasiados alimentos processados, açúcar e gorduras animais como carne e ovos podem impedir a perda de peso. Tente comer mais alimentos frescos e cozinhar com vegetais frescos 2 ou 3 vezes por semana.
Gorduras animais As gorduras saturadas em gorduras animais como a carne e os produtos lácteos podem promover a gordura do ventre. Em vez disso, consumir mais gorduras vegetais de sementes de linhaça, nozes, azeitonas e abacates e os seus óleos. Os ácidos gordos insaturados estimulam o consumo de energia.
Stress Demasiado stress faz com que o corpo liberte cortisol. A hormona promove a formação de células gordas.
Falta de sono se não dormir o suficiente, o corpo liberta mais ghrelin. A hormona deixa-o com mais fome e reduz a sensação de plenitude
Falta de motivação Nada vem do nada. Portanto, se estiver a ameaçar perder a motivação, escreva a si próprio uma carta explicando porque vale a pena ranger os dentes!
Doença e medicação Pode também ter uma perturbação metabólica. A disfunção da tiróide manifesta-se não só no aumento de peso, mas também na insónia. Outra possibilidade é a medicação que afecta a sua perda de peso. Se não tiver a certeza, é melhor consultar o seu médico de família

.

Você pode tentar aplicar as dicas uma após a outra para descobrir qual solução ajuda você a perder peso. Comece com 3 a 4 semanas de treinamento de força. Se você não notar nenhuma mudança, tente a próxima opção.

Quais exercícios esportivos ajudam contra a gordura na barriga?

Se você quer perder gordura na barriga, certifique-se de fazer os esportes certos para queimar gordura o mais rápido possível.

  • Exercícios de força: Exercícios de força, ao contrário do treinamento de resistência, fortalecem os músculos, e quanto mais músculos você tem, mais energia é necessária para alimentar esses músculos. Então experimente o HIIT, High Intensity Interval Training. A HIIT possui muita variedade para que você possa combinar livremente corrida, natação, ciclismo e exercícios de corpo inteiro.
  • Grandes grupos musculares: Como você não pode ter como alvo a perda de gordura no abdômen, é mais eficaz trabalhar grandes músculos, como as nádegas, pernas, costas e braços. Experimente tábuas, agachamentos, flexões, flexões de quadril, pull-ups e push-ups.

Se você tem praticado apenas esportes de resistência, você verá mudanças após algumas semanas de treinamento de força e exercícios para os grandes grupos musculares.

Como perder gordura na barriga sem exercício?

Se você não tem vontade de se exercitar, ou não tem tempo, então talvez você possa tornar sua rotina diária um pouco mais saudável. Ao invés de gastar dinheiro com a academia, você pode simplesmente incorporar o exercício em sua rotina diária.

Pegue as escadas ao invés do elevador e ande de bicicleta para trabalhar com mais freqüência. Uma longa caminhada ao ar livre também pode ajudar a aumentar sua condição física pessoal. Certifique-se de que você tenha pelo menos 7 horas de sono descansado e tente reduzir o estresse através da meditação ou yoga.

Certifique-se de comer uma dieta equilibrada com muitos produtos integrais, frutas e vegetais. As fibras dietéticas desses alimentos o enchem mais rapidamente se você mastiga lentamente. Se você também evitar mascar chiclete e beber cerca de 2 litros de água ou chá de ervas, seu corpo lhe agradecerá.

Os vegetais frescos são ricos em fibra saciante, o que estimula o metabolismo e ajuda a queimar gordura. Leve 30 minutos para comer e mastigar sua comida completamente para se sentir cheio. (Fonte de imagem: Congerdesign/ Pixabay)

Assegure ativamente que você gradualmente introduza proteínas saudáveis em sua dieta na forma de lentilhas, feijões e ervilhas. Eles levam muito tempo para digerir e podem reduzir as dores da fome nas refeições subseqüentes (5).

Especifique sua comida com pimenta, gengibre ou malagueta para ajudar a queimar gordura. E se você não pode abrir mão de seu doce favorito, ofereça-se para um lanche uma vez por dia. Dessa forma você pode desfrutar muito mais do seu dente doce!

Quais alimentos ajudam contra a gordura da barriga?

Abaixo nós coletamos os 13 alimentos mais eficazes contra a gordura da barriga. A melhor maneira de incorporá-los em sua dieta é substituí-los por outros alimentos que você come com freqüência.

  1. Vegetais verdes: A fibra nos brócolis, couve e feijão verde é boa para a digestão.
  2. Grãos inteiros: Os carboidratos de cadeia longa em aveia, massas integrais e pão mantêm os níveis de açúcar no sangue estáveis e protegem contra o apetite.
  3. Gorduras saudáveis: Os ácidos graxos insaturados nos abacates, nozes e azeitonas são gorduras saudáveis. Coma peixe com moderação e reduza as gorduras saturadas como leite, carne e linguiça a 3 ou 4 porções por semana.
  4. Canela: A canela estimula a queima de gordura e pode ser usada como um adoçante em vez de açúcar.
  5. Probióticos: Os probióticos em alimentos fermentados, como chucrute, kimchi, miso, kombuchá, seitan e tempeh, constroem a flora intestinal, evitando uma barriga inchada.
  6. Ervas: Manjericão, alecrim, salsa e co. estimulam o metabolismo e são ricos em minerais.
  7. Mirtilos: As bagas escuras impulsionam o metabolismo e são um esconderijo secreto de antioxidantes.
  8. Chá verde: As substâncias vegetais secundárias promovem a queima de gordura e estimulam o metabolismo (6).
  9. Limão: O alto teor de vitamina C é muito saudável para o metabolismo da gordura e promove a queima de gordura no músculo. Experimente beber um grande copo de água com suco de limão depois de se levantar para acordar.
  10. Café: A cafeína que ela contém estimula a circulação. Beba café preto ou com um pouco de leite para este efeito.
  11. Água: Meio litro por dia queima mais 50 kcal. A 2 litros, isso é 200 kcal por dia, mas beba pelo menos 1,5 litros para um metabolismo saudável.
  12. Grapefruits: As substâncias amargas que elas contêm ajudam a queimar gordura.
  13. Pulsos: O conteúdo extremamente alto de proteína ajuda você a ficar cheio por um longo tempo. Feijão comum, grão-de-bico e lentilhas são adequados como última refeição do dia, para que a fome por lanches à noite não ocorra.

Você também pode experimentar novos pratos com esses alimentos saudáveis, como aveia com nozes, canela, mirtilo ou toranja, arroz integral com brócolis, tempeh e salsa, ou pão integral com abacate e grão de bico assado.

Como se livrar da gordura do ventre em algumas semanas?

Se você está com pressa de perder peso, você tem 2 opções. Primeiro, você segue todas as dicas e se apega a elas. Ou, em segundo lugar, você pode seguir todas as dicas e, além disso, contar com exercícios diários e um grande déficit calórico de mais de 500 kcal.

O primeiro é o método mais gentil porque você está fazendo bem ao seu corpo comendo alimentos saudáveis, se exercitando, reduzindo o estresse, etc.

O segundo método é menos sustentável e saudável para o corpo porque, embora teoricamente você esteja cuidando bem do seu corpo, seu corpo entra em modo de inanição quando você está com um grande déficit calórico.

Isto significa que seu corpo usa mais energia do que aquela que absorve através dos alimentos e vai para suas reservas de gordura para sobreviver. Isto é efetivo por algumas semanas porque as reservas de gordura são utilizadas rapidamente.

Mas a longo prazo você não pode manter estas medidas e seu corpo levará calorias de onde quer que possa obtê-las. É por isso que o seu metabolismo abranda e queima de gordura. Assim que você sai do grave déficit calórico, começa o efeito ioiô, no qual seu corpo armazena gordura para a próxima fase da fome.

Possivelmente mais do que antes. Seu metabolismo é danificado por muito poucas calorias, tornando a perda de peso a longo prazo quase impossível. É claro que você pode perder peso rapidamente, mas sucessos rápidos são geralmente de curta duração.

A perda de peso lenta e constante é saudável para o corpo e também ajudará você a manter seu novo estilo de vida e peso a longo prazo.

Como a perda de peso difere entre mulheres e homens, ou depende da idade?

O princípio da perda de peso é o mesmo. Independentemente do sexo ou idade, perder peso funciona principalmente através de um déficit calórico, alimentação mais saudável e exercício físico regular.

Depois de 30, o metabolismo pode desacelerar e, para algumas pessoas, os genes desempenham um papel maior no armazenamento de gordura. Caso contrário, não faz diferença se você quer reduzir sua gordura na barriga como homem ou como mulher, de 40, 50 ou 60.

Perder gordura na barriga: As melhores dicas para uma barriga magra

Se você agora tem certeza de que quer reduzir sua gordura na barriga, você pode trabalhar para um corpo mais saudável com as seguintes dicas úteis.

Dieta

Provavelmente o maior parafuso de ajuste para perda de gordura é a dieta. Aqui nós mostramos as diferenças entre uma dieta saudável e uma dieta descuidada.

Calorie deficit

O princípio mais simples de perder peso é comer menos calorias do que o seu corpo usa. Para compensar a diferença, o corpo então recorre às reservas de gordura existentes, como a gordura da barriga.

A melhor maneira de ter uma idéia aproximada das suas necessidades calóricas diárias é usar uma calculadora de calorias. Ao perder peso, um déficit calórico diário de 200 a 500 calorias é recomendado. Desta forma, seu corpo gasta reservas de gordura sem entrar em um estado de fome.

Alimentos nutritivos

Para manter seu corpo saudável, você deve ingerir mais alimentos ricos em nutrientes, tais como carboidratos ricos em fibras. Por exemplo, você pode facilmente substituir o pão branco e a massa por pão integral e massa.

A fibra não só é mais saudável, mas também ajuda a controlar seu apetite, mantendo-o mais cheio por mais tempo.

Certifique-se de que você só come alimentos com muitos nutrientes.

Além de grãos inteiros, certifique-se de que cerca de 80% de suas calorias sejam provenientes de alimentos vegetais inteiros.

Além de grãos integrais, frutas, vegetais, verduras de folhas verdes, nozes e sementes, legumes como feijão e ervilhas, e pseudo-cereais como farinha de aveia, quinoa ou amaranto devem constituir a maior parte da sua dieta.

Produtos de origem animal como carne, laticínios e ovos só devem fazer até 1/5 da sua dieta porque são pró-inflamatórios no organismo e, portanto, promovem a gordura do ventre (7).

Certifique-se de comprar carne e peixe com baixo teor de gordura e comê-los apenas uma vez por dia a cada 2 ou 3 dias. Com esta base saudável, você pode se satisfazer com o lanche ocasional e ainda comer saudável.

Calorias sem valor nutricional

Se você já está comendo menos calorias do que o normal, é importante ter certeza de que os alimentos que você come têm um alto valor nutricional para alimentar o seu corpo. É por isso que você deve evitar alimentos sem os nutrientes adequados. I

sto inclui alimentos processados como batatas fritas e biscoitos, alimentos açucarados como biscoitos e chocolate, e produtos de farinha branca como massas leves, pão branco e produtos do corredor dos doces.

Se você não pode desistir completamente de seus amados petiscos, é melhor encontrar alternativas mais saudáveis às batatas fritas e ao chocolate. Por exemplo, prepare um prato de frutas doces para a sua próxima noite de cinema ou coma bolos de arroz com creme de legumes para o conhecido crocante de batatas fritas.

O álcool também é muito alto em calorias. Em 100g, a maioria dos tipos de álcool tem quase tantas calorias quanto a gordura. Portanto, evite álcool e outras calorias líquidas como refrigerantes e chá gelado sempre que possível.

Ao invés disso, experimente chás saborosos e refrescantes aspersores de frutas. Se você é um conhecedor, você também pode tomar uma bebida com alto teor calórico por dia para realmente aguardar com ansiedade!

Água

A água é a bebida mais saudável que você pode ter. Para cada meio litro que você bebe, seu corpo queima 50 calorias extras por dia. Portanto, beba o quanto quiser e tenha sempre uma garrafa cheia de água em sua mesa e cabeceira. Entretanto, para manter seu corpo funcionando, 1,5 litros por dia é o mínimo saudável.

Exercício

Exercício é a segunda maneira de colocar sua barriga em forma. Aqui nós mostramos a você como fazer isso da maneira mais eficaz.

Perda de peso passiva

Se você quer perder gordura na barriga, você confia muito nos exercícios de cardio e nas corridas de endurance. No início isso é promissor, mas assim que seu corpo se acostuma com a tensão, a queima de gordura estagna. O truque por trás dos treinos é queimar mais energia, mesmo quando descansando.

Você pode fazer isso ganhando mais massa muscular (8). O músculo usa mais energia do que a gordura, e é por isso que você queima mais energia deitado no sofá com músculo do que com gordura. Para obter os melhores resultados, combine o treinamento de resistência e força.

Treinamento variado

Para tornar seu treinamento mais interessante, você pode sempre experimentar novos exercícios ou esportes. Variedade significa que você sempre usa novos grupos musculares, que queimam mais energia quando eles são usados. Também torna mais fácil para você desfrutar do exercício.

O ciclismo é uma grande mudança de ritmo em relação ao treinamento de força. É bom para trabalhar os grandes grupos musculares em suas pernas e para perder gordura. (Fonte da imagem: Pasja1000 / Pixabay)

Especialistas recomendam o HIIT, chamado High Intensity Interval Training, para o melhor queimador de gordura. Você pode escolher entre diferentes esportes como corrida, natação e ciclismo para diversificar o seu treino.

Descanso

Claro, pode ser tentador aproveitar o próximo impulso motivacional e adicionar uma sessão de treino extra. Mas lembre-se de que seus músculos precisam ser gerados para crescer. Portanto, não treine os mesmos músculos em dias consecutivos.

Ao invés disso, você pode desafiar um grupo muscular diferente ou equilibrar a dor no seu estômago com uma rodada de jogging que poupa os abdominais na maior parte do tempo.

Estilo de Vida

Uma vez que você tenha abordado sua dieta e forma física, dê uma olhada nestas mudanças diárias. Porque embora possa parecer improvável, as seguintes dicas podem ajudar você a perder gordura na barriga.

Stress

Se o estresse se tornou parte da sua vida cotidiana, você provavelmente já sabe que ele tem um impacto negativo sobre a sua saúde. Mas não é apenas a saúde mental que é afetada, é a saúde física também.

Quando você está estressado, seu corpo libera mais do hormônio do estresse cortisol, que promove o desenvolvimento de novas células de gordura. Para contrariar isso, você deve primeiro tentar reduzir seu nível de estresse o máximo possível. Portanto, simplesmente passe a tarefa estressante no trabalho para o seu colega!

Se, por outro lado, você não pode reduzir o estresse por causa das crianças, preocupações financeiras, etc., então tente reduzir o estresse com exercícios de relaxamento. Talvez tentar 10 minutos de yoga, meditação ou relaxamento muscular progressivo à noite antes de ir para a cama?

Dormir

Dormir o suficiente é importante para queimar gordura (9) e regular as dores da fome. 7 a 9 horas por noite é considerado o ideal.

Quando você dorme menos, seu corpo libera o hormônio ghrelin. Isso deixa você com mais fome e reduz a sensação de plenitude depois de comer. Se você está sempre descansando pouco, porque não tentar como uma boa noite de sono pode afetar seu bem-estar mental e físico,

Aprenda a cozinhar

A sociedade de ritmo acelerado em que vivemos significa que as refeições e as multitarefas quando se trata de comer estão no caminho rápido. Mas com simplicidade vem um monte de aditivos, gordura e calorias desnecessárias.

Se você cozinhar por conta própria, você tem controle total sobre os ingredientes, usa alimentos frescos e geralmente come menos calorias. Para um começo fácil, você pode escolher 2 ou 3 receitas que você gosta e cozinhar regularmente.

Com a prática, você se tornará mais rápido em fazê-los e passará menos tempo na cozinha a longo prazo. Uma vez que você tenha dominado suas primeiras receitas, você pode adicionar a próxima receita à sua coleção e aperfeiçoá-la.

Fique mais ativo

Nossos estilos de vida sedentários significam que poucas pessoas atingem as 2 a 4 horas de atividade física recomendadas por semana.

Se você colocar seu conforto de lado, você pode pegar a escada ao invés do elevador, andar de bicicleta para trabalhar mais vezes (10) e dar uma caminhada ao ar livre à tarde. Desta forma você pode fazer algo de bom para o seu corpo sem nenhum esforço extra.

Motivação

Por último, mas não menos importante, você é a única pessoa que pode melhorar sua vida! Então lembre-se regularmente porque você quer reduzir sua gordura na barriga e permanecer gentil consigo mesmo e com seu corpo.

Para recompensar sua paciência, você pode celebrar objetivos parciais na escala ou uma redução na circunferência da sua barriga com um banho de espuma relaxante ou seu filme favorito.

Conclusão

Muitos fatores para a gordura do ventre são devidos à dieta e à boa forma física. Alimentos que são muito gordurosos e doces promovem a gordura do ventre e podem até mesmo ser perigosos. Portanto, coloque sua dieta à prova e coma para um corpo mais magro e saudável.

As dicas acima servem como um guia para ajudá-lo no seu caminho para uma barriga magra. Também é bom ir devagar e focar na sua dieta num mês e fazer exercícios no mês seguinte.

Com perseverança e motivação, você alcançará os melhores objetivos. Então tome sua saúde em suas próprias mãos, e lembre-se de entrar em contato com seu médico se você estiver preocupado.

Fonte da imagem: Koch/ 123rf

Referências (10)

1. Epel ES, McEwen B, Seeman T, Matthews K, Castellazzo G, Brownell KD, Bell J, Ickovics JR. Stress and body shape: stress-induced cortisol secretion is consistently greater among women with central fat. Psychosom Med. 2000 Sep-Oct;62(5):623-32. doi: 10.1097/00006842-200009000-00005. PMID: 11020091.
Fonte

2. Wagner R, Heni M, Tabák AG, Machann J, Schick F, Randrianarisoa E, Hrabě de Angelis M, Birkenfeld AL, Stefan N, Peter A, Häring HU, Fritsche A. Pathophysiology-based subphenotyping of individuals at elevated risk for type 2 diabetes. Nat Med. 2021 Jan;27(1):49-57. doi: 10.1038/s41591-020-1116-9. Epub 2021 Jan 4. PMID: 33398163.
Fonte

3. Fontana L, Eagon JC, Trujillo ME, Scherer PE, Klein S. Visceral fat adipokine secretion is associated with systemic inflammation in obese humans. Diabetes. 2007 Apr;56(4):1010-3. doi: 10.2337/db06-1656. Epub 2007 Feb 7. PMID: 17287468.
Fonte

4. Christensen RH, Wedell-Neergaard AS, Lehrskov LL, Legaard GE, Dorph E, Larsen MK, Launbo N, Fagerlind SR, Seide SK, Nymand S, Ball M, Vinum NB, Dahl CN, Henneberg M, Ried-Larsen M, Boesen MP, Christensen R, Karstoft K, Krogh-Madsen R, Rosenmeier JB, Pedersen BK, Ellingsgaard H. Effect of Aerobic and Resistance Exercise on Cardiac Adipose Tissues: Secondary Analyses From a Randomized Clinical Trial. JAMA Cardiol. 2019 Aug 1;4(8):778-787. doi: 10.1001/jamacardio.2019.2074. Erratum in: JAMA Cardiol. 2019 Aug 1;4(8):833. PMID: 31268469; PMCID: PMC6613292.
Fonte

5. Kim SJ, de Souza RJ, Choo VL, Ha V, Cozma AI, Chiavaroli L, Mirrahimi A, Blanco Mejia S, Di Buono M, Bernstein AM, Leiter LA, Kris-Etherton PM, Vuksan V, Beyene J, Kendall CW, Jenkins DJ, Sievenpiper JL. Effects of dietary pulse consumption on body weight: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. Am J Clin Nutr. 2016 May;103(5):1213-23. doi: 10.3945/ajcn.115.124677. Epub 2016 Mar 30. PMID: 27030531.
Fonte

6. Nagao T, Hase T, Tokimitsu I. A green tea extract high in catechins reduces body fat and cardiovascular risks in humans. Obesity (Silver Spring). 2007 Jun;15(6):1473-83. doi: 10.1038/oby.2007.176. PMID: 17557985.
Fonte

7. Zhou H, Urso CJ, Jadeja V. Saturated Fatty Acids in Obesity-Associated Inflammation. J Inflamm Res. 2020 Jan 6;13:1-14. doi: 10.2147/JIR.S229691. PMID: 32021375; PMCID: PMC6954080.
Fonte

8. Fatouros IG, Chatzinikolaou A, Tournis S, Nikolaidis MG, Jamurtas AZ, Douroudos II, Papassotiriou I, Thomakos PM, Taxildaris K, Mastorakos G, Mitrakou A. Intensity of resistance exercise determines adipokine and resting energy expenditure responses in overweight elderly individuals. Diabetes Care. 2009 Dec;32(12):2161-7. doi: 10.2337/dc08-1994. Epub 2009 Sep 3. PMID: 19729520; PMCID: PMC2782969.
Fonte

9. Potter GDM, Cade JE, Hardie LJ. Longer sleep is associated with lower BMI and favorable metabolic profiles in UK adults: Findings from the National Diet and Nutrition Survey. PLoS One. 2017 Jul 27;12(7):e0182195. doi: 10.1371/journal.pone.0182195. PMID: 28750055; PMCID: PMC5531652.
Fonte

10. Bianco A, Bellafiore M, Battaglia G, Paoli A, Caramazza G, Farina F, Palma A. The effects of indoor cycling training in sedentary overweight women. J Sports Med Phys Fitness. 2010 Jun;50(2):159-65. PMID: 20585293.
Fonte

Por que você pode confiar em mim?

Klinische Studie
Epel ES, McEwen B, Seeman T, Matthews K, Castellazzo G, Brownell KD, Bell J, Ickovics JR. Stress and body shape: stress-induced cortisol secretion is consistently greater among women with central fat. Psychosom Med. 2000 Sep-Oct;62(5):623-32. doi: 10.1097/00006842-200009000-00005. PMID: 11020091.
Ir para a fonte
Wissenschaftlicher Artikel
Wagner R, Heni M, Tabák AG, Machann J, Schick F, Randrianarisoa E, Hrabě de Angelis M, Birkenfeld AL, Stefan N, Peter A, Häring HU, Fritsche A. Pathophysiology-based subphenotyping of individuals at elevated risk for type 2 diabetes. Nat Med. 2021 Jan;27(1):49-57. doi: 10.1038/s41591-020-1116-9. Epub 2021 Jan 4. PMID: 33398163.
Ir para a fonte
Wissenschaftlicher Artikel
Fontana L, Eagon JC, Trujillo ME, Scherer PE, Klein S. Visceral fat adipokine secretion is associated with systemic inflammation in obese humans. Diabetes. 2007 Apr;56(4):1010-3. doi: 10.2337/db06-1656. Epub 2007 Feb 7. PMID: 17287468.
Ir para a fonte
Klinische Studie
Christensen RH, Wedell-Neergaard AS, Lehrskov LL, Legaard GE, Dorph E, Larsen MK, Launbo N, Fagerlind SR, Seide SK, Nymand S, Ball M, Vinum NB, Dahl CN, Henneberg M, Ried-Larsen M, Boesen MP, Christensen R, Karstoft K, Krogh-Madsen R, Rosenmeier JB, Pedersen BK, Ellingsgaard H. Effect of Aerobic and Resistance Exercise on Cardiac Adipose Tissues: Secondary Analyses From a Randomized Clinical Trial. JAMA Cardiol. 2019 Aug 1;4(8):778-787. doi: 10.1001/jamacardio.2019.2074. Erratum in: JAMA Cardiol. 2019 Aug 1;4(8):833. PMID: 31268469; PMCID: PMC6613292.
Ir para a fonte
Wissenschaftliche Untersuchung
Kim SJ, de Souza RJ, Choo VL, Ha V, Cozma AI, Chiavaroli L, Mirrahimi A, Blanco Mejia S, Di Buono M, Bernstein AM, Leiter LA, Kris-Etherton PM, Vuksan V, Beyene J, Kendall CW, Jenkins DJ, Sievenpiper JL. Effects of dietary pulse consumption on body weight: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. Am J Clin Nutr. 2016 May;103(5):1213-23. doi: 10.3945/ajcn.115.124677. Epub 2016 Mar 30. PMID: 27030531.
Ir para a fonte
Klinische Studie
Nagao T, Hase T, Tokimitsu I. A green tea extract high in catechins reduces body fat and cardiovascular risks in humans. Obesity (Silver Spring). 2007 Jun;15(6):1473-83. doi: 10.1038/oby.2007.176. PMID: 17557985.
Ir para a fonte
Wissenschaftlicher Artikel
Zhou H, Urso CJ, Jadeja V. Saturated Fatty Acids in Obesity-Associated Inflammation. J Inflamm Res. 2020 Jan 6;13:1-14. doi: 10.2147/JIR.S229691. PMID: 32021375; PMCID: PMC6954080.
Ir para a fonte
Klinische Studie
Fatouros IG, Chatzinikolaou A, Tournis S, Nikolaidis MG, Jamurtas AZ, Douroudos II, Papassotiriou I, Thomakos PM, Taxildaris K, Mastorakos G, Mitrakou A. Intensity of resistance exercise determines adipokine and resting energy expenditure responses in overweight elderly individuals. Diabetes Care. 2009 Dec;32(12):2161-7. doi: 10.2337/dc08-1994. Epub 2009 Sep 3. PMID: 19729520; PMCID: PMC2782969.
Ir para a fonte
Wissenschaftlicher Artikel
Potter GDM, Cade JE, Hardie LJ. Longer sleep is associated with lower BMI and favorable metabolic profiles in UK adults: Findings from the National Diet and Nutrition Survey. PLoS One. 2017 Jul 27;12(7):e0182195. doi: 10.1371/journal.pone.0182195. PMID: 28750055; PMCID: PMC5531652.
Ir para a fonte
Klinische Studie
Bianco A, Bellafiore M, Battaglia G, Paoli A, Caramazza G, Farina F, Palma A. The effects of indoor cycling training in sedentary overweight women. J Sports Med Phys Fitness. 2010 Jun;50(2):159-65. PMID: 20585293.
Ir para a fonte
Resenhas