vitaminas
Ultima atualização: 28 de setembro de 2020

Como escolhemos

14Produtos analisados

24Horas investidas

12Estudos avaliados

83Comentários coletados

Como saber se você está consumindo vitamina B12 em excesso? Você deve se preocupar com o consumo de suplementos? Embora a falta de vitamina B12 seja uma preocupação maior, foram registrados alguns casos onde o excesso deste nutriente causou algumas complicações, tais como acne ou a piora de doenças renais.

O excesso de vitamina B12 é um situação pouco comum e inclusive os suplementos orais são considerados seguros em doses altas. A toxidade causada por esta vitamina foi observada na administração injetável, com concentrações muito elevadas, durante muito tempo. Neste guia você vai descobrir o que a ciência diz sobre este assunto atualmente.




O mais importante

  • A vitamina B12, ou cobalamina, está relacionada com o metabolismo energético, a produção de glóbulos vermelhos e a função neurológica, entre outras funções fisiológicas. Se a vitamina B12 é obtida dos alimentos, seu excesso é muito raro.
  • Os suplementos orais de cobalamina são seguros em doses elevadas, mas isso não significa que não podem produzir alguns efeitos colaterais. Embora o excesso de vitamina B12 seja relacionado em maior parte com a aplicação injetável, também foi registrada a toxidade causada através da ingestão oral.
  • Para não consumir vitamina B12 em excesso, é recomendado colocar em prática as seguintes dicas: obter a cobalamina de fontes alimentares naturais, consultar um médico antes de tomar suplementos e avaliar o nível de vitamina B12 no sangue.

Os suplementos mais seguros de vitamina B12: Nossas recomendações

Foram registradas poucas situações de excesso de vitamina B12 associadas ao consumo de suplementos orais. No entanto, é importante sempre escolher produtos que ofereçam doses razoáveis do nutriente. Após analisar as diversas opções que o mercado oferece, estes são os suplementos que recomendamos:

As melhores cápsulas vitamina B12

O suplemento de vitamina B12 da BioVitamin em cápsulas possui 2,4 mcg de cianocobalamina. A vitamina B12 é solúvel em água, então sua absorção é fácil. Ela ajuda a manter o metabolismo do sistema nervoso e as células vermelhas do sangue saudáveis. Em uma embalagem com 60 cápsulas, a ingestão recomendada é de 1 cápsula ao dia.

O melhor suplemento de vitamina B12 para veganos

As cápsulas veganas de metilcobalamina da WVegan são ótimas para quem não consome produtos de origem animal e está sofrendo com a carência desta vitamina. Este nutriente previne a anemia perniciosa e também outras complicações, como doenças cardíacas. Em uma embalagem com 30 cápsulas, a dose recomendada é 1 cápsula ao dia.

A melhor vitamina B12 em tabletes sublinguais

At this moment the product mentioned is not available from the supplier. That is why we have replaced it with another one with similar characteristics. Ein Problem melden.

Das Problem mit diesem Produkt wurde gemeldet. Danke!

Este suplemento de vitamina B12 (metilcobalamina) em tabletes sublingual é ótimo para quem tem dificuldade de tomar comprimidos, além disso, tem um sabor agradável de limão. É adequado para veganos e vegetarianos. A embalagem conta com 100 tabletes e a dose recomendada é de 1 ao dia.

Tudo que você precisa saber sobre a vitamina B12 em excesso

Como já adiantamos, a toxidade pela vitamina B12 é muito rara e o consumo de alimentos ou suplementos ricos neste nutriente é seguro. No entanto, nesta seção vamos nos aprofundar sobre os efeitos colaterais que o excesso de vitamina B12 pode provocar no organismo.

menino no computador com dor de cabeça

Alguns dos efeitos colaterais causados pela vitamina B12 em excesso são: erupções cutâneas (tipo acne), dor de cabeça, ansiedade, entre outros. (Fonte: Davydov: 62328999 / 123rf.com)

Uma breve revisão sobre a vitamina B12

A vitamina B12, também conhecida como cobalamina, compreende um grupo de compostos que, entre seus elementos constituintes, está o cobalto. A metilcobalamina, a hidroxicobalamina e a cianocobalamina são as formas ativas desta vitamina.

As melhores fontes alimentícias são as carnes, os ovos e os lácteos, já que a cobalamina é encontrada unida às proteínas (1, 2). A síntese de glóbulos vermelhos, a produção de energia e o funcionamento neurológico são tarefas vitais, que a vitamina B12 é responsável.

Por este motivo, sua deficiência pode provocar anemia megaloblástica (que é diferente da anemia causada pela carência de ferro), fadiga e problemas neurológicos (1, 3).

Perguntas frequentes sobre a vitamina B12 Respostas sobre a vitamina B12
Que tipo de vitamina é? Hidrossolúvel
Quais são suas fontes alimentícias? Carnes, vísceras, frutos do mar, peixes, lácteos (leite, iogurte, queijos) e ovos
Quais suas funções? Formação de glóbulos vermelhos na medula óssea
Participação em reações metabólicas de produção de energia
Desenvolvimento e funcionamento neurológico adequado 
Quais sintomas ou doenças essa deficiência pode causar? Anemia megaloblástica
Perda de apetite e de peso
Alterações neurológicas (formigamento e dormência nos pés e pernas, debilidade, perda de memória)

Ingestão adequada de vitamina B12

Para pessoas adultas, a ingestão diária recomendada (IDR) de vitamina B12 é de 2,4 microgramas por dia.

Como o risco de toxidade por vitamina B12 é muito baixo e geralmente não registra efeitos colaterais associados a ingestão de cobalamina, o nível de ingestão máxima tolerável ou o nível superior de ingestão desta vitamina não foi definido (1, 4).

Idade, sexo e/ou etapa biológica Ingestão diária recomendada (IDR) de vitamina B12
Bebês menores de 1 ano De 0,3 a 0,5 mcg/dia
Crianças de 1 a 3 anos 0,9 mcg/dia
Crianças de 4 a 8 anos 1,2 mcg/dia
Crianças de 9 a 13 anos 1,8 mcg/dia
Adolescentes de 14 a 18 anos 2,4 mcg/dia
Adultos (homens e mulheres) 2,4 mcg/dia
Mulheres grávidas 2,6 mcg/dia
Mulheres amamentando 2,8 mcg/dia

Suplementos de vitamina B12 e toxicidade

Os suplementos orais de vitamina B12, seja em forma de metilcobalamina ou cianocobalamina, não apresentam alto risco de hipervitaminose, mesmo que forneçam uma dose que supere a ingestão diária recomendada (IDR).

Isso acontece porque a cobalamina é uma vitamina hidrossolúvel, cujo excesso é eliminado pela urina (1, 5). Foram registrados alguns casos de acne vinculada ao uso de vitamina B12 injetável e com a ingestão de suplementos orais de B12 e vitamina B6 (piridoxina).

Um relato explica que uma mulher com anemia perniciosa que recebeu muitas doses elevadas de cianocobalamina teve palpitações, acne, dor de cabeça e insônia (1, 6, 7, 8).

Muitas pessoas diabéticas tomam metformina, um medicamento que reduz a absorção de vitamina B12. Foi descoberto que os suplementos de vitamina B12, mais precisamente de cianocobalamina, podem agravar o curso da nefropatia diabética (doença renal causada pelo diabetes).

Também foram detectadas mudanças na flora intestinal como resultado do consumo excessivo de vitamina B12 (9, 10).

alimentos ricos em vitamina b12

É estimado que o corpo humano absorve aproximadamente 50% do total de vitamina B12 obtida dos alimentos. (Fonte: Baibakova: 53650096 / 123rf.com)

Metilcobalamina ou cianocobalamina?

Os suplementos de vitamina B12 podem conter metilcobalamina, cianocobalamina ou uma mistura de ambas.

São indicados quando há uma carência estabelecida de cobalamina ou quando existe um risco elevado de sofrer de deficiências, por exemplo, pessoas veganas, idosos com gastrite atrófica, pessoas com anemia perniciosa e pessoas medicadas com metformina (1, 11).

Os estudos científicos mostraram que a pioria da nefropatia diabética, a acne e as mudanças desfavoráveis na flora intestinal foram associados ao consumo de cianocobalamina.

Alguns médicos consideram que os suplementos de metilcobalamina são mais seguros, embora sabemos que no organismo, a cianocobalamina é convertida em metilcobalamina (1, 3).

Efeitos colaterais causados pelo excesso de vitamina B12

Em resumo, os efeitos colaterais causados pelo excesso de vitamina B12 são: erupções cutâneas parecidas com a acne, dor de cabeça, ansiedade, palpitações, insônia, função renal prejudicada em pessoas com problemas renais e mudanças desfavoráveis da flora intestinal.

A maioria destas reações está relacionada com os suplementos de cianocobalamina (6, 7, 8, 9, 10). Um estudo mostrou uma associação positiva entre um nível alto de vitamina B12 (e ácido fólico) no sangue em mulheres grávidas e o risco de transtornos do espectro autista.

Vale esclarecer que de forma alguma foi questionado o enorme benefício de suplementar estas vitaminas na gravidez, só foi estudado o impacto do excesso de vitamina B12 no desenvolvimento cerebral do bebê (12).

Dr. Meir Stampfer
"Alguns estudos sugerem que a cianocobalamina pode deteriorar a função renal em pessoas com problemas renais extremos, por isso é melhor permanecer do lado seguro e consumir metilcobalamina."

Dicas para não tomar vitamina B12 em excesso

Mesmo que, ao longo deste artigo, já explicamos que o excesso de vitamina B12 é muito pouco frequente, é sempre uma boa ideia ser precavido e não exceder na dose de nenhum nutriente, muito menos se vem de suplementos altamente concentrados. As principais dicas para não consumir vitamina B12 em excesso são:

Obter a vitamina B12 de alimentos (sempre que for possível)

A vitamina B12 é encontrada em alimentos de origem animal. Existe a crença de que as algas podem fornecer altas doses deste nutriente, mas, na verdade, proporcionam uma "falsa vitamina B12" que é incapaz de cumprir as funções da cobalamina.

As melhores fontes alimentares de vitamina B12 são (1, 2, 3):

  • Carnes, vísceras, peixes e frutos do mar;
  • Lácteos (queijo, iogurte e leite);
  • Ovos.

médico prescrevendo vitaminas

Lembre-se de consultar seu médico antes de tomar suplementos de vitamina B12. (Fonte: Seoterra: 39598884 / 123rf.com)

Consultar um médico antes de tomar suplementos de vitamina B12

Mesmo que você tenha decidido seguir uma dieta vegana ou está a muitos anos tomando metformina para tratar a diabetes, você precisa consultar seu médico para verificar a necessidade de suplementar com vitamina B12.

Um profissional especialista vai indicar a dose, a forma de administração (oral ou injetável) e o tipo de cobalamina adequado para você.

Um suplemento oral (comprido, gotas ou spray) de vitamina B12 proporciona de 1000 a 2000 mcg, enquanto a IDR para adultos é de 2,4 mcg. A cobalamina administrada de forma injetável, geralmente fornece cerca de 100 mcg desta vitamina (1, 5).

Estar atento aos sintomas relacionados ao excesso de B12

Alguns dos efeitos colaterais relacionados com níveis muito altos de vitamina B12 são imperceptíveis, por exemplo, a modificação da flora intestinal ou o agravamento da nefropatia diabética (não causa sintomas até que a filtragem glomerular diminui notavelmente).

No entanto, você deve estar atento a outros sintomas, tais como (8, 9, 10):

  • Erupções cutâneas tipo acne;
  • Ansiedade;
  • Dor de cabeça;
  • Palpitações;
  • Insônia.
Stephan J.L. BakkerMédico
"Geralmente as pessoas tomam quantidades elevadas de vitamina B12 sem indicação médica. Níveis excessivos de B12 podem provocar mudanças na microbiota intestinal que pode ser perigosos."

Avaliar o nível de vitamina B12 no sangue

A melhor forma de avaliar o nível de vitamina B12 no sangue é medir a concentração de ácido metilmalônico e homocisteína.

Em pessoas veganas é obrigatório analisar estes metabólitos porque os níveis reais de vitamina B12 podem estar mascarados pela "falsa vitamina B12", original das algas e alimentos fermentados (1).

Resumo

O risco de toxicidade por vitamina B12 é muito baixo e os efeitos colaterais que podem ser causados pelo consumo de suplementos, tanto orais como injetáveis, são muito raros. Estes produtos são seguros, inclusive em doses elevadas, e são indicados para veganos, pessoas com gastrite atrófica e pessoas que desenvolveram anemia perniciosa.

Diante da indicação médica de um suplemento de B12, você pode optar por diferentes formas de apresentação (cápsulas, comprimidos, líquido ou spray) e sabores (neutro ou frutal). Alguns profissionais de saúde afirmam que os suplementos de metilcobalamina são mais seguros que os de cianocobalamina, mas ainda não existe uma evidência sólida a respeito disso.

Se você gostou do nosso guia sobre o excesso de vitamina B12, deixe um comentário para nós ou compartilhe este artigo em suas redes sociais!

(Fonte da imagem destacada: Lightfieldstudios: 110626402 / 123rf.com)

Referências (12)

1. Gallagher M. Los nutrientes y su metabolismo. En: Mahan L, Escott-Stump S. Krause. Dietoterapia (Edición 12). 2008. Elsevier Masson.
Fonte

2. Watanabe F. Vitamin B12 Sources and Bioavailability. 2007.
Fonte

3. Forrellat Barrios M, Gómis Hernández I, Gautier du Défaix Gómez H. Vitamina B12: metabolismo y aspectos clínicos de su deficiencia. 1999.
Fonte

4. Morris A, Mohiuddin S. Biochemistry, Nutrients. 2020.
Fonte

5. Vidal Alaball J et al. Oral vitamin B12 versus intramuscular vitamin B12 for vitamin B12 deficiency. 2005
Fonte

6. Balta I, Ozuguz P. Vitamin B12-induced acneiform eruption. 2013.
Fonte

7. Sherertz E. Acneiform eruption due to “megadose” vitamins B6 and B12. 1991.
Fonte

8. Morales Gutiérrez J, Díaz Cortés S, Montoya Giraldo M, Zuluaga A. Toxicity induced by multiple high doses of vitamin B 12 during pernicious anemia treatment: a case report. 2019.
Fonte

9. House A et al. Effect of B-vitamin therapy on progression of diabetic nephropathy: a randomized controlled trial. 2010.
Fonte

10. Xu Y et al. Cobalamin (Vitamin B12) Induced a Shift in Microbial Composition and Metabolic Activity in an in vitro Colon Simulation. 2018.
Fonte

11. Sánchez H et al. Déficit de vitamina B12 asociado con altas dosis de metformina en adultos mayores diabéticos. 2014.
Fonte

12. Raghavan R et al. Maternal Multivitamin Intake, Plasma Folate and Vitamin B 12 Levels and Autism Spectrum Disorder Risk in Offspring. 2018.
Fonte

Por que você pode confiar em nós?

Livro
Gallagher M. Los nutrientes y su metabolismo. En: Mahan L, Escott-Stump S. Krause. Dietoterapia (Edición 12). 2008. Elsevier Masson.
Ir para a fonte
Artigo científico
Watanabe F. Vitamin B12 Sources and Bioavailability. 2007.
Ir para a fonte
Artigo científico
Forrellat Barrios M, Gómis Hernández I, Gautier du Défaix Gómez H. Vitamina B12: metabolismo y aspectos clínicos de su deficiencia. 1999.
Ir para a fonte
Artigo científico
Morris A, Mohiuddin S. Biochemistry, Nutrients. 2020.
Ir para a fonte
Artigo científico
Vidal Alaball J et al. Oral vitamin B12 versus intramuscular vitamin B12 for vitamin B12 deficiency. 2005
Ir para a fonte
Artigo científico
Balta I, Ozuguz P. Vitamin B12-induced acneiform eruption. 2013.
Ir para a fonte
Artigo científico
Sherertz E. Acneiform eruption due to “megadose” vitamins B6 and B12. 1991.
Ir para a fonte
Artigo científico
Morales Gutiérrez J, Díaz Cortés S, Montoya Giraldo M, Zuluaga A. Toxicity induced by multiple high doses of vitamin B 12 during pernicious anemia treatment: a case report. 2019.
Ir para a fonte
Estudo clínico
House A et al. Effect of B-vitamin therapy on progression of diabetic nephropathy: a randomized controlled trial. 2010.
Ir para a fonte
Artigo científico
Xu Y et al. Cobalamin (Vitamin B12) Induced a Shift in Microbial Composition and Metabolic Activity in an in vitro Colon Simulation. 2018.
Ir para a fonte
Artigo científico
Sánchez H et al. Déficit de vitamina B12 asociado con altas dosis de metformina en adultos mayores diabéticos. 2014.
Ir para a fonte
Artigo científico
Raghavan R et al. Maternal Multivitamin Intake, Plasma Folate and Vitamin B 12 Levels and Autism Spectrum Disorder Risk in Offspring. 2018.
Ir para a fonte
Resenhas