A maioria das pessoas já ouviu falar sobre a vitamina C, e utilizam essa substância, seja para suplementação ou não. Os efeitos antioxidantes dela são muito conhecidos, mas ela possui outras propriedades que vão te surpreender.

A vitamina C é um composto essencial para a formação de colágeno, além de ajudar a manter a pele, dentes e vasos sanguíneos em boas condições. Ela ainda possui a capacidade de reforçar os efeitos benéficos de outros suplementos, o que faz com que seja uma ótima aliada para quem esteja interessado nisso.

Índice

O mais importante

  • A vitamina C é uma substância imprescindível para manter o bom funcionamento do metabolismo e para contribuir para a formação de colágeno no organismo.
  • A carência dessa vitamina no corpo causa escorbuto, uma doença terrível que pode ser letal.
  • A suplementação com vitamina C é considerada segura, embora possa provocar um mal-estar intestinal nas pessoas mais sensíveis.

Ranking: Os melhores suplementos de vitamina C do mercado

Nosso Ranking de suplementos inclui os cinco melhores suplementos de vitamina C disponíveis no mercado em 2019. Levamos em conta fatores como qualidade, preço e as opiniões dos compradores, confira abaixo.

1º – Vitamina C 1000 mg Now Foods (100 comprimidos)

Esses comprimidos de vitamina C da Now Foods são uma ótima opção para que você tenha a suplementação necessária e que melhore diversos aspectos da sua saúde como, por exemplo, a produção de colágeno.

Esse fabricante recomenda que sejam tomados 2 comprimidos por dia, juntamente com as refeições.

2º – Vitamina C 1000 mg Sundown Sun (180 Comprimidos)

Esse suplemento de vitamina C da Sundown Naturals é uma excelente alternativa para quem deseja melhorar a saúde  e combater o envelhecimento precoce através da formação de colágeno.

Recomenda-se que sejam ingeridos 1 ou 2 comprimidos por dia durante as refeições. Ele não é indicado para pessoas que possuem cálculo renal.

3º – Colágeno Hidrolisado Com Vitamina C Em Pó Vitactive (500 g)

Esse composto com colágeno e vitamina C em pó pode ser utilizado misturado com líquidos e melhora o aspecto da pele, cabelo e unhas, deixando-os mais saudáveis.

Por ser em pó, ele é uma ótima opção para as pessoas que não tem facilidade em ingerir cápsulas e comprimidos.

4º – Colágeno Hidrolisado com Vitamina C – (100 cápsulas)

Esse é um excelente produto para melhorar o aspecto da sua pele, além de outras áreas da sua saúde. Assim, você poderá ter a dose recomendada de vitamina C diária, e ainda terá os benefícios do colágeno.

É recomendável que os usuários façam a ingestão de 2 cápsulas por dia, de preferência durante as refeições.

5º – Vitamina C Mastigável Laranja+Acerola NewNutrition (120 tabletes)

Esse suplemento da New Nutrition é composto por 120 tabletes mastigáveis e com sabor, para facilitar a ingestão por pessoas que tem dificuldade em ingerir cápsulas e comprimidos.

Assim, você irá fortalecer o seu sistema imunológico, prevenindo gripes e resfriados, além de ser também um ótimo produto para o desenvolvimento cerebral, a absorção de ferro, dentre outras coisas.

Guia de Compras: O que você deve saber sobre a vitamina C

A vitamina C, cujo nome é ácido ascórbico, é uma das mais populares no âmbito da nutrição. É imprescindível para a melhora da imunidade e protege os tecidos cerebrais. Como o corpo não pode produzir essa substância, ela deve ser obtida através da sua dieta.

mulher tomando suco de laranja com vitamina c

A maneira como você se alimenta pode produzir efeitos positivos ou negativos no seu comportamento. (Fonte: lenetstan: 43640243 / 123rf.com)

Em 1749, James Lind, um médico escocês, descobriu que uma substância presente em frutas cítricas podia ser usada para curar o escorbuto, uma doença frequente em marinheiros da época. Em 1932, o Dr. Albert Szent-Györgyi isolou este composto e deu-lhe o nome atual de ácido ascórbico ou vitamina C.

No passado, a deficiência de ácido ascórbico era um problema que matava milhares de pessoas. Hoje em dia é muito raro encontrar alguém com carência desta vitamina, embora seja possível encontrar níveis muito baixos em alguns indivíduos, especialmente nos fumantes.

O que é exatamente a vitamina C?

O termo vitamina é composto pelo vocábulo latino vita (vida) e o sufixo amina (composto orgânico). Faz referência a um grupo de substâncias reguladoras da atividade enzimática e hormonal do organismo. Como o organismo não é capaz de sintetizá-las por si mesmo, elas devem ser obtidas por meio da alimentação.

A vitamina C faz parte do grupo de vitaminas hidrossolúveis ou solúveis em água. Uma característica deste grupo de substâncias (que também inclui as vitaminas do grupo B) é sua facilidade de excreção por meio da urina no caso de ingestão em excesso. Assim, a intoxicação com ácido ascórbico é quase impossível.

rodelas de laranja formando a letra C

As funções desta substância estão relacionadas com a proteção de diferentes tecidos corporais. (Fonte: Rasulova: 80695498 / 123rf.com)

A maioria dos tecidos do organismo (plasma, pele, neurônios e glândulas) armazenam diferentes quantidades de vitamina C, sendo as glândulas suprarrenais, os ovários e os testículos as que retém maior concentração de ácido ascórbico. Estes órgãos necessitam de altas quantidades desta vitamina para produzir hormônios.

Qual é a função da vitamina C?

Embora a maioria das pessoas atribua à vitamina C uma função eminentemente antioxidante, a verdade é que as funções dessa substância estão mais relacionadas à estabilização e proteção de diferentes tecidos corporais. Abaixo você encontrará uma lista que resume as principais funções do ácido ascórbico:

  • Formação de colágeno: A vitamina C promove a formação de colágeno e ajuda a estabilizar os aminoácidos necessários para a síntese deste composto tão necessário para a pele, dentes e articulações.
  • Formação de material intercelular: Este material atua como “cimento”, unindo as células e os tecidos e oferece estabilidade aos compostos do organismo.
  • Defesa enzimática cutânea: O ácido ascórbico trabalha de forma conjunta com a vitamina E, captando e eliminando os radicais livres responsáveis, ao menos em parte, do envelhecimento cutâneo.
  • Inibição da melanogênese: A melanogênese é inibida pela vitamina C, evitando assim a formação de manchas cutâneas, como o cloasma ou manchas senis.
  • Desenvolvimento cerebral: Observou-se que o tecido cerebral, especialmente os neurônios em desenvolvimento, necessitam de uma grande quantidade de vitamina C.
  • Proteção neuronal: Os neurônios maduros consomem enormes quantidades de ácido ascórbico para proteger-se do estresse oxidativo gerado por sua atividade frenética.
  • Absorção de ferro: O ácido ascórbico é capaz de se unir à uma molécula de ferro (procedente da alimentação ou da suplementação) para favorecer sua absorção pelo trato intestinal.
  • Cardioproteção: Acredita-se que a vitamina C pode exercer um efeito antioxidante sobre o “colesterol ruim” ou LDL, evitando sua oxidação e posterior acumulação nas artérias.
  • Síntese de L-carnitina: A vitamina C é um importante fator para a criação de L-carnitina. Este aminoácido exerce importantes funções no metabolismo energético, acelerando a queima de gordura para sua posterior transformação em energia.

Atualmente, os especialistas continuam investigando as funções do ácido ascórbico. Esta vitamina é utilizada atualmente como tratamento experimental de processos alérgicos (como a rinite alérgica), degeneração ocular causada pela idade, fibrose cística ou mesmo como tratamento anticancerígeno.

Qual é a dose recomendada de vitamina C?

A ingestão diária recomendada (IDR) de vitamina C mudou ao longo dos anos. Inicialmente, era indicada a ingestão de 10 mg de ácido ascórbico por dia, que era suficiente para manter os sintomas do escorbuto longe. Hoje, o recomendável é uma ingestão de 100 mg por dia para que você se beneficie de todas as propriedades da vitamina C.

A verdade é que os especialistas não foram capazes de encontrar uma dose ideal de vitamina C que possa ser aplicada a toda a população. Suspeita-se que a quantidade necessária de ácido ascórbico varia entre os indivíduos, levando em conta as diferenças genéticas, doenças e velocidade de metabolismo de cada pessoa.

As pessoas que ingerem muitas frutas e verduras no dia a dia consomem uma quantidade de vitamina C que fica em torno dos 200-250 mg por dia. Estes indivíduos possuem menos chances de ter doenças cardiovasculares e uma expectativa de vida maior.

foco

O consumo de 100-250 mg de vitamina C por dia oferece muito benefícios para a saúde.

Como a vitamina C é absorvida pelo organismo?

Embora a vitamina C possa ser administrada pela via endovenosa, é mais comum que isso seja realizado por meio da alimentação ou da suplementação. Neste caso, a absorção do ácido ascórbico é fundamentalmente intestinal. Sua absorção é elevada, chegando a 90% se a vitamina é ingerida em pequenas quantidades ao longo do dia.

Caso a vitamina C seja administrada em doses muito altas (cerca de 1000-2000 mg), a absorção desta sustância será reduzida drasticamente até chegar a 40%. Não somente isso: a maior parte da vitamina C obtida desta forma não chegará a exercer seus efeitos benéficos e será eliminada pela urina nas horas seguintes.

Imagem de laranjas, limões e toranja.

Os frutos cítricos tem altos níveis de vitamina C. (Fonte: Lightwise: 24220551 / 123rf.com)

Portanto, recomenda-se utilizar doses pequenas de vitamina C (30 – 100 mg) repartidas ao longo do dia para garantir a absorção desta sustância. O organismo será capaz de armazenar ácido ascórbico até chegar a uma concentração total de 2000 mg, excretando a vitamina C que sobrar e não permitindo o seu acúmulo em excesso.

foco

Sabia que a maioria dos animais mamíferos são capazes de gerar vitamina C a partir de outros nutrientes? Os seres humanos, no entanto, não são capazes de fabricar este composto e devem obtê-lo através da alimentação.

Quais são as consequências da carência de vitamina C?

A falta de ácido ascórbico foi especialmente problemática nos séculos XV e XVI, e causou a morte de inúmeros marinheiros que se aventuravam a passar meses em barcos sem acesso a alimentos frescos (especialmente cítricos). Este estado de deficiência foi chamado de escorbuto.

Esta doença tem duas fases distintas. A primeira fase do escorbuto manifesta-se como um cansaço inexplicável. Também pode ser acompanhada por um desequilíbrio metabólico que favorece o ganho de peso e eventual obesidade.

verduras e frutas em cima de um quadro onde está escrito vitamina c

Existe uma grande variedade de alimentos nos quais podemos encontrar a vitamina C. (Fonte: Przemyslaw Ceglarek: 87942962 / 123rf.com)

Se a carência de ácido ascórbico de intensificar, aparecerá uma segunda fase do escorbuto, que pode ser letal. Atualmente, esse estágio da doença não é frequente, somente se manifestando em indivíduos malnutridos. Os sintomas e sinais desta fase do escorbuto são os seguintes:

  • Sangramento e hemorragias espontâneas: À medida que o cimento intercelular que mantém as células unidas se deteriora, os vasos sanguíneos se tornam frágeis e sangram com facilidade.
  • Gengivas e dentes enfraquecidos: À medida que o cimento intercelular se deteriora, as gengivas sangram com mais facilidade e os dentes podem cair.
  • Cansaço e fraqueza: A ausência de vitamina C dificulta a obtenção de energia, o que ocasiona o cansaço e a fraqueza.
  • Dificuldade para a cicatrização das feridas: O ácido ascórbico é imprescindível para a cicatrização e síntese de colágeno. As feridas irão cicatrizar muito lentamente com a deficiência desta vitamina.
  • Anemia: O sangramento e a dificuldade para absorver o ferro provocados pela carência de vitamina C acabam provocando anemia.
  • Apatia, tristeza e problemas psiquiátricos: A vitamina C é essencial para manter a saúde mental. Sua carência provocará uma série de sintomas psiquiátricos e neurológicos, que podem ir desde uma simples apatia até a paranoia e a hipocondria.
  • Infecções graves: O sistema imune requer grandes quantidades de vitamina C para dar lugar a compostos enzimáticos capazes de lutar contra as infecções. A carência de ácido ascórbico, portanto, leva ao aparecimento de diversas doenças.

Quais são os riscos de uma carência de vitamina C?

Graças ao aumento da disponibilidade de alimentos frescos e à suplementação vitamínica, a maioria das pessoas tem níveis suficientes de ácido ascórbico. No entanto, até 5% da população pode sofrer de deficiência de vitamina C, especialmente se pertencer a um dos seguintes grupos:

  • Fumantes: Entre as pessoas que mantém esse hábito verificou-se um aumento da probabilidade de sofrer carência de ácido ascórbico (18% frente a 5% da população em geral).
  • Mulheres que tomam anticoncepcionais orais: O uso de anticoncepcionais está relacionado com uma diminuição dos níveis de vitamina C em mulheres.
  • Alcoólatras: As pessoas que consomem álcool em excesso tendem a sofrer de inúmeras carências nutricionais como a de vitamina C.
  • Pessoas dependentes: As crianças e os idosos precisam de uma dose diária de vitamina C. Se sua alimentação não for elaborada com cuidado, correm o risco de sofrer com um déficit desta substância.
  • Distúrbios alimentares: As pessoas com alimentação muito restritiva (como é o caso da anorexia nervosa) podem sofrer com uma carência de ácido ascórbico.
  • Dietas restritivas: Foram verificados casos de deficiência de vitamina C em pessoas alérgicas que possuem uma alimentação pouco variada. Da mesma forma, indivíduos que evitam o consumo de frutas e vegetais por qualquer razão também tem maior risco de sofrer de escorbuto.

As pessoas pertencentes a esses grupos devem estar atentas ao aparecimento de sintomas compatíveis com o escorbuto. Felizmente, esta doença é muito fácil de tratar. A ingestão de alimentos ricos em vitamina C ou suplementos de ácido ascórbico aliviam os sintomas em apenas 24 horas.

Terry MartinDiretora do Delphi Smoking Cessation Forum

“Calcula-se que os fumantes requerem uma dose diária extra de 35 mg de vitamina C em comparação com os não fumantes.”

Quais alimentos são ricos em vitamina C?

A vitamina C encontra-se presente em maior ou menor quantidade nas frutas e nas verduras frescas. Os frutos cítricos são ricos em ácido ascórbico, assim como certos vegetais como o brócolis. Na tabela a seguir você encontrará informações sobre os alimentos mais ricos em vitamina C:

Alimento (100 gramas) Quantidade de Vitamina C (mg) % IDR (100 mg)
Acerola 1600 1600%
Goiaba 300 300%
Pimentão vermelho 190 190%
Salsinha 130 130%
Kiwi 90 90%
Uva 90 90%
Brócolis 80 80%
Couve de Bruxelas 80 80%
Pimentão verde 60 60%
Caqui 60 60%
Mamão 60 60%
Morango 60 60%
Laranja 50 50%
Limão 40 40%
 Espinafre 30 30%
Couve 30 30%
Batata (com casca) 20 20%

É importante lembrar que a tabela anterior está relacionada com a quantidade de vitamina C presente nos alimentos crus. Cozinhá-los altera a quantidade de ácido ascórbico presente nas frutas e verduras,  e reduz esse elemento, na maior parte dos casos. Recomenda-se, portanto, consumir estes alimentos crus ou pouco cozidos.

No caso de alimentos que não podem ser consumidos crus (por exemplo, as batatas), recomenda-se cozinhá-los pelo menor tempo possível e utilizar métodos de cozimento que preservem a maior quantidade possível de vitaminas. Por exemplo, assar as babatas (com casca) preservará o ácido ascórbico de maneira mais eficiente do que quando elas são descascadas.

Imagem de fatias de limão.

Os limões são ideais para aumentar nosso consumo de vitamina C. (Fonte: Ventrella: 29796800 / 123rf.com)

Quais os benefícios de um consumo saudável de vitamina C?

Uma dieta rica em vitamina C contribuirá para que você mantenha a homeostasia (capacidade de preservar o equilíbrio interno do organismo). Os benefícios associados ao consumo de ácido ascórbico melhoram o estado da pele, dos ossos, do cérebro e do sistema imunológico, dentre outros:

  • Proteção cutânea: A vitamina C armazenada na pele protege a epiderme da ação da luz solar e da radiação.
  • Prevenção do envelhecimento: O ácido ascórbico previne a deterioração da pele e dos tecidos, retardando o processo de envelhecimento.
  • Sensação de energia e vitalidade: A dose suficiente de vitamina C contribuirá para o metabolismo energético, para que você tenha mais vitalidade no dia a dia.
  • Redução do risco cardiovascular: Ao evitar a oxidação e depósito das placas de ateroma, a vitamina C reduzirá o risco de que você sofra complicações cardiovasculares.
  • Diminuição dos sintomas da anemia: Uma dieta rica em vitamina C favorece a absorção do ferro, aliviando os sintomas da anemia. Isso é especialmente importante para veganos e vegetarianos, já que o ferro presente nos alimentos de origem vegetal é absorvido com mais dificuldade do que os provenientes de produtos animais.
  • Controle de peso: A vitamina C é imprescindível para a síntese de L-carnitina e para o metabolismo das gorduras. Níveis normais desta vitamina favorecem a lipólise (queima de gordura) e contribuem para controlar o peso corporal.
  • Cicatrização de queimaduras e feridas: Níveis elevados de ácido ascórbico contribuem para a formação de colágeno e outros componentes cutâneos necessários para a cicatrização das feridas.
  • Redução do tempo de recuperação: Alguns estudos associam o consumo elevado de vitamina C a um menor tempo para a recuperação de doenças, já que ela alivia a intensidade dos sintomas.
  • Diminuição dos níveis de ácido úrico: O excesso de ácido úrico está relacionado com a aparição de doenças como a gota. Vários estudos afirmam que o consumo de vitamina C tende a diminuir os níveis de ácido úrico no sangue.

Atualmente, a vitamina C continua em estudo. É possível que esta sustância também seja capaz de frear o progresso da doença de Alzheimer, de aliviar os sintomas de várias alergias, de tratar a Síndrome da Fadiga Crônica e de atuar como analgésico. As pesquisas mais recentes sobre esta sustância prometem surpreender.

Quem deve tomar os suplementos de vitamina C?

Embora recomende-se que o suprimento de vitamina C seja obtido a partir de uma dieta saudável, se as exigências do dia a dia (horários de trabalho complicados e falta de tempo para cozinhar) impedem o cumprimento da IDR dessa vitamina, pode ser uma boa ideia adicionar um suplemento de ácido ascórbico à sua alimentação.

Fumantes que consomem anticoncepcionais orais ou que estão tentando perder peso se beneficiarão de um suplemento de vitamina C. Além disso, indivíduos que sofrem de anemia podem usar o ácido ascórbico para favorecer a absorção de ferro.

Imagem de tabela com informações sobre vitamina C.

A vitamina C aumenta significativamente nosso bem estar. (Fonte: Tsyhanova: 51018559 / 123rf.com)

Encontraram recentemente uma relação entre o consumo de suplementos de vitamina C e uma diminuição na pressão arterial. Em pacientes hipertensos, foi observada uma redução de 5 mmHg na pressão diastólica e uma queda de 1,5 mmHg na pressão sistólica. Portanto, o consumo de vitamina C pode ajudar a controlar a hipertensão.

Leonor MoroEspecialista em dietas

“Se você ingere ferro suficiente e deseja assimilar esse elemento ao máximo, lembre-se de terminar as refeições com um pedaço de fruta rica em vitamina C, pois isso melhora a absorção do ferro.”

Que tipos de suplementos de vitamina C existem?

Se não for possível atingir a quantidade diária recomendada de vitamina C através da alimentação, recomenda-se a utilização de um suplemento. Existem diferentes tipos de suplementos de vitamina C que podem ser adaptados às necessidades de cada indivíduo. Abaixo, você pode descobrir os mais comuns:

  • Ácido ascórbico: É a forma “original” da vitamina C. Está disponível nas formas natural e artificial. A eficiência e o grau de absorção de ambos é muito similar.  Quando ingeridos em excesso eles podem causar diarreia e ardor no estômago.
  • Vitamina C com minerais ou sais: Neste caso, a vitamina C é associada com minerais (zinco, magnésio, cálcio, dentre outros). Desta forma ela fica muito mais tolerável para o estômago e é recomendada para pessoas que sofrem de desconforto intestinal após tomar suplementos de ácido ascórbico.
  • Vitamina C com Bioflavonóides: Os bioflavonoides são compostos procedentes de plantas que possuem propriedades antioxidantes e que favorecem a absorção do ácido ascórbico.
  • Vitamina C tópica: Existem pós e cremes que contém vitamina C. Neste caso, seu uso é puramente cosmético, contribuindo para que sejam eliminadas manchas da pele. A quantidade de ácido ascórbico que passa para o sangue com este método é mínima.

Portanto, as pessoas que desejem uma absorção elevada de vitamina C devem escolher um suplemento a base de ácido ascórbico ou um que contenha bioflavonoides. Já no caso de indivíduos que sofram de azia (ardor no estômago), devem ser escolhidos produtos com vitamina C e sais minerais.

Imagem de limão e pílulas.

As investigações mais recentes sobre a vitamina C são promissoras. (Fonte: Vitali Krasouski Ceglarek: 27562503 / 123rf.com)

Como tomar um suplemento com vitamina C?

Embora a maioria das fabricantes recomendem tomar os suplementos uma vez por dia, a absorção será melhor se você repartir a dose ao longo do dia. Ingerir três pequenas doses de vitamina C com as refeições assegura uma melhor absorção.

Embora as cápsulas e comprimidos não permitam dividir as doses ao longo do dia, é possível utilizar os suplementos em pó e líquidos para isso. Ingerir de 100-150 mg de ácido ascórbico com cada uma das três refeições principais será a forma mais eficiente para aumentar os níveis desta vitamina.

View this post on Instagram

Happy Monday! 😋

A post shared by Plant Powered House (@plantpoweredhouse) on

O ácido ascórbico é uma vitamina hidrossolúvel, e, por isso, pode ou não ser consumida acompanhada das refeições. O seu grau de absorção será similar de qualquer forma. No entanto, se a vitamina C for ingerida em jejum pode causar problemas intestinais, e, por isso, o consumo juntamente com os alimentos é mais recomendável.

foco

A vitamina C é hidrossolúvel, e por isso não se acumula no corpo por longos períodos de tempo, devendo ser consumida diariamente para que você mantenha seus níveis normais.

Os suplementos de vitamina C previnem os resfriados?

Embora muitas pessoas relacionem o consumo de vitamina C com um alívio dos sintomas do resfriado e da gripe, o certo é que a relação desta vitamina com os processos infecciosos é controversa. Não existe nenhum estudo capaz de afirmar que o consumo de ácido ascórbico ajude a prevenir estas enfermidades.

Pesquisas com relação a suplementação com vitamina C em pessoas já infectadas com gripe ou resfriado, demonstraram resultados pouco favoráveis. Não se verificou redução na congestão nasal ou nos outros sintomas da gripe e do resfriado em nenhum dos estudos.

Imagem de logo da vitamina C.

Ingerir três pequenas doses de vitamina C com as refeições, por exemplo, assegurará uma melhor absorção. (Fonte: Maria Averburg: 66931014 / 123rf.com)

Isso quer dizer que a vitamina C é inútil frente às infecções? De forma nenhuma! Demonstrou-se que em pessoas submetidas a níveis de estresse excessivos (fator que aumenta a probabilidade de ter doenças), a severidade da gripe e do resfriado foi reduzida de forma significativa através da suplementação com ácido ascórbico.

A suplementação com vitamina C pode adiantar ou atrasar a menstruação?

A vitamina C atua de forma contraria à progesterona, um hormônio capaz de provocar mudanças no tecido uterino, preparando-o para abrigar o embrião nos casos de fecundação. Se os níveis desta substância diminuem muito, a menstruação acontece.

Esta é a razão que leva inúmeras mulheres a utilizarem alimentos ricos em vitamina C ou suplementos de ácido ascórbico para provocar a menstruação e aliviar assim os sintomas da TPM (tensão pré-menstrual).

Janed Zand e Robert Rountree

“A vitamina C é um anti-inflamatório suave que pode ajudar a diminuir os incômodos menstruais”

O certo é que não existem estudos que avaliem o uso  desta vitamina para induzir a menstruação. No entanto, muitas mulheres garantem que a ingestão de uma dose elevada (cerca de 1-2 gramas) de suplemento de ácido ascórbico é muito útil para combater os sintomas da TPM.

É possível consumir vitamina C em excesso?

Graças às propriedades hidrossolúveis da vitamina C, se ela estiver em excesso, é logo eliminada pela urina, no caso de pessoas com rins saudáveis. Portanto, é quase impossível se intoxicar com ácido ascórbico, independentemente da quantidade de suplemento que você ingira.

No entanto, não é recomendável consumir mais do que a quantidade recomendada de 2 gramas de vitamina C por dia em nenhum caso. Este composto ácido é capaz de provocar problemas intestinais com refluxo gastroesofágico, dor estomacal, diarreias e vômitos se ingerido em quantidades muito elevadas.

Imagem de laranjas servidas em prato.

Você sempre deve consultar um profissional antes de iniciar um tratamento. (Fonte: Tunedin123: 37777665 / 123rf.com)

As pessoas com algum tipo de doença renal (como insuficiência renal crônica) devem consultar um profissional da área da saúde antes de começar a suplementação com ácido ascórbico. Seus rins podem ser incapazes de eliminar o excesso de vitamina C, piorando um quadro de doença renal.

Quais são as contraindicações dos suplementos de vitamina C?

Os suplementos de vitamina C são seguros na maioria dos casos e podem ser utilizados pela maioria da população sem que se manifestem efeitos indesejáveis. No entanto, algumas pessoas devem  agir com cautela e consultar o seu médico antes de começar a suplementação com ácido ascórbico.

  • Pessoas com níveis elevados de oxalatos na urina: Os oxalatos são pequenos cristais que podem formar pedras nos rins e obstruir o fluxo de urina. O consumo da vitamina C pode favorecer a aparição de novos cálculos renais em pessoas pré-dispostas.
  • Pessoas com níveis excessivamente elevados de ferro no sangue: Existem diversas patologias no sangue (como a talassemia) que se manifestam com um incremento indesejado nos níveis de ferro. Este mineral pode se acumular nos órgãos vitais (coração, fígado, pulmões e cérebro), por isso é preciso tomar cuidado com a dose ingerida.
  • Distúrbios endócrinos e enzimáticos: Algumas doenças genéticas raras, como a deficiência do composto G6PD, podem se agravar com o uso de suplementos de vitamina C.

Outra contraindicação aparece nos casos de gravidez e de amamentação. Embora os suplementos de vitamina C tenham sido utilizados com sucesso em mulheres grávidas para prevenir o aparecimento da hipertensão gestacional, utilizar esse produto sem controle médico não é recomendável.

Qual é o preço médio dos suplementos de vitamina C?

Normalmente, os preços dos suplementos de vitamina C variam muito, oscilando entre R$ 10 e R$ 160 . O que vai determinar o preço está relacionado com a quantidade presente em cada recipiente.

Outros fatores que contribuem para aumentar o preço final do produto são a adição de componentes como minerais, outras vitaminas, extratos de plantas, compostos antioxidantes e probióticos.

Critérios de Compra

Há um grande número de suplementos de vitamina C disponíveis no mercado. É difícil, portanto, escolher um produto que se ajuste perfeitamente às necessidades individuais de cada comprador. Nossos Critérios de Compra podem ajudá-lo a encontrar o complemento perfeito para você.

  • Interações medicamentosas
  • Reações alérgicas
  • Forma de administração
  • Interação com outros suplementos
  • Nutrição vegana e vegetariana
  • Custo-benefício

Interações medicamentosas

O ácido ascórbico é capaz de ter interações com numerosos medicamentos, alterando sua absorção e sua eficiência de forma drástica. Na tabela que vamos apresentar a seguir, você poderá consultar as interações mais frequentes que aparecem como resultado da combinação de um medicamento e de um suplemento de vitamina C:

Medicamento Resultado da interação com a vitamina C
Antiácidos com alumínio (Almax®) Aumento da absorção de alumínio
Estrogênios (anticoncepcionais) Aumento da atividade dos estrogênios
Antipsicóticos (Flufenazina) Diminui a quantidade do medicamento no sangue
Quimioterapia Diminuição dos efeitos da quimioterapia (em estudo)
Medicação anti HIV Redução do tempo de atividade da medicação
Estatinas (tratamento da hipercolesterolemia) Redução da eficiência do medicamento (em estudo)
Niacina (vitamina B3) Diminuição dos efeitos da niacina
Varfarina (anticoagulante) Diminuição da eficiência do medicamento
Paracetamol Aumento do tempo necessário para a eliminação do medicamento
Aspirina Aumento do tempo necessário para a eliminação desse medicamento
Nifedipino Aumento do tempo necessário para a eliminação do medicamento

Normalmente, estes efeitos não são considerados graves e não representam uma ameaça para a saúde. No entanto, é recomendável que você tome estes remédios pelo menos duas horas antes da ingestão do suplemento de vitamina C. Também é aconselhável que você consulte um médico para saber mais informações sobre os efeitos dessa interação.

Reações alérgicas

As reações alérgicas provocadas pela ingestão de suplementos de vitamina C são raras. Não obstante, alguns casos de hipersensibilidade foram verificados depois do consumo excessivo deste suplemento de ácido ascórbico. Os componentes artificiais que acompanham a vitamina C também podem provocar alergias.

Os sintomas alérgicos aparecem minutos ou horas depois de ingerir o suplemento de vitamina C. Eles normalmente são os seguintes: coceira cutânea, inchaço na face, lábios e boca, dificuldade para respirar, vômitos e dor de cabeça. Nesse caso, é essencial solicitar assistência médica imediatamente.

Imagem de mulher saindo da cama com vitamina C em mesa.

A vitamina C é essencial para o fortalecimento do seu sistema imunológico. (Fonte: Elena Nichizhenova: 90923167 / 123rf.com)

Nutrição vegana e vegetariana

Como o ácido ascórbico é obtido através de alimentos de origem vegetal, é muito fácil encontrar suplementos aptos para veganos e vegetarianos. No entanto, é recomendável prestar atenção ao restante dos ingredientes que fazem parte do suplemento.

Geralmente, os melhores suplementos veganos possuem um selo de qualidade vegano que indica que o produto foi examinado em profundidade sem que tenham sido encontrados elementos de origem animal. Buscar esse símbolo de qualidade é uma forma prática, cômoda e segura de adquirir o suplemento perfeito para você.

Forma de administração

A forma de administração da vitamina C também é muito importante no momento da escolha do suplemento. Este composto pode ser encontrado em diversos formatos. Os mais populares e mais utilizados são os que vamos descrever a seguir:

  • Cápsulas e comprimidos: Está é a opção mais cômoda e simples para a administração da vitamina C. No entanto, a maioria dos comprimidos contém uma dose excessiva (cerca de 1 grama) que superam os 250 mg recomendados pela IDR.
  • Comprimidos efervescentes: Esta forma de administração é muito similar às cápsulas e comprimidos com relação a facilidade de uso e armazenamento. No entanto, os comprimidos efervescentes se dissolvem no líquido, facilitando a sua ingestão. Normalmente eles possuem diferentes sabores.
  • Líquidos: É possível encontrar o ácido ascórbico dissolvido de forma líquida, o que permite uma ingestão muito mais fácil. Em alguns casos, também será possível dividir as doses, para que a ingestão seja feita de forma reduzida ao longo do dia.
  • Pó: Este formato é mais complicado de armazenar, dosificar e utilizar, pois requer que ele seja dissolvido em um líquido e misturado antes que possa ser consumido. No entanto, assim a dose poderá ser ajustada da forma que você bem entender.
  • Intravenosa: Esta forma de vitamina C somente se encontra disponível para uso médico. Ela é utilizada para tratamento semi-experimental de doenças graves, como o Parkinson e a Fibrose Cística.

Estes suplementos, independentemente do seu formato, podem ser conservados em temperatura ambiente (exceto se as instruções do fabricante indicarem o contrário), protegidos da luz e do calor extremo. Sua vida útil é muito longa e, se a embalagem for conservada em bom estado, será possível armazená-los por um longo tempo.

Farmacêutico segurando exemplos de vitamina C.

Existe um grande número de suplementos de vitamina C no mercado para que você possa escolher. (Fonte: andriano: 73544804/123rf.com)

Combinação com outros suplementos

Uma das maiores vantagens da vitamina C é sua capacidade de ser combinada com outros suplementos e aumentar o seu efeito benéfico. A seguir, confira uma tabela na qual você poderá consultar alguns benefícios da combinação da vitamina C com outros suplementos:

Combinação Efeito Utilidade
Vitamina C + Vitamina E Aumento da capacidade antioxidante Diminuição do risco cardiovascular (menor oxidação da placa de ateroma)
Vitamina C + Vitamina D Aumento da capacidade antioxidante e aumento da regeneração do tecido Diminuição do risco cardiovascular (menor oxidação da placa de ateroma), rápida reparação de feridas e manutenção da saúde óssea
Vitamina C + Colágeno Aumento da regeneração dos tecidos Melhora do aspecto da pele, cicatrização rápida, prevenção do envelhecimento, cura acelerada de fraturas ósseas
Vitamina C + Magnésio Aumento da síntese de colágeno Melhora do aspecto da pele e prevenção do envelhecimento
Vitamina C + L-carnitina Aumento dos níveis totais de L-carnitina Aumento dos níveis de energia e da destruição das gorduras
Vitamina C + Selênio Aumento da ossificação Prevenção da osteoporose
Vitamina C + Zinco Regulação da imunidade Redução da gripe e resfriados

Existe um grande número de suplementos que incluem as combinações anteriormente descritas, e assim você poderá consumir vários compostos em uma única cápsula. Outra opção disponível é adquirir os suplementos  separadamente e ingerir os dois ao mesmo tempo. Neste caso, o efeito será o mesmo.

Custo-benefício

Muitas vezes, os suplementos de ácido ascórbico possuem uma dose elevada  de vitamina C (500-1000 mg). Lembre-se que a IDR para a vitamina C é de 100-250 mg/dia. Você poderá tirar o máximo proveito deste suplemento se dividir a dose, já que irá ter os mesmos benefícios e economizar dinheiro.

Resumo

A vitamina C é um dos suplementos que não podem faltar na alimentação das pessoas. Ela é excelente para aumentar os níveis de energia, vencer a apatia e melhorar o estado da pele, e assim você terá a oportunidade de melhorar diversos aspectos da sua saúde.

Esperamos que com este artigo você tenha compreendido melhor essa substância de tamanha importância. Com essas dicas e conselhos, você poderá aproveitar essa vitamina ao máximo.

Se você gostou dessa Guia sobre vitamina C, deixe um comentário e compartilhe este artigo.

(Fonte da imagem destacada: VanHorn: 12947194 / 123rf.com)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
40 Voto(s), Média: 3,95 de 5
Loading...