Imagem de cápsulas de vitamina d3 e k2.

Neste artigo vamos falar sobre as vitaminas D3 e K2. Se você é apaixonado por suplementação, você deve saber que há um debate em torno da vitamina D3. Embora este nutriente beneficie muito a saúde dos ossos e dos tecidos, alguns especialistas advertem que o consumo frequente de D3 pode enfraquecer a saúde dos vasos sanguíneos a médio e longo prazo.

A menaquinona ou K2, que era uma vitamina  subestimada, agora, comprovadamente, aumenta os efeitos benéficos da vitamina D3, ao mesmo tempo em que protege contra seus efeitos colaterais. Leia para saber mais sobre estas vitaminas abaixo!

Índice

O mais importante

  • A vitamina D3 ou colecalciferol é uma forma da vitamina D presente nos alimentos de origem animal, ela também é sintetizada mediante a exposição à luz solar.
  • Alguns estudos vincularam o consumo excessivo de suplementos de vitamina D com um depósito de cálcio nos vasos sanguíneos que podem ser prejudiciais à saúde.
  • A vitamina K2, que até pouco tempo era reconhecida somente como um elemento indispensável para a coagulação, agora comprovadamente pode evitar a calcificação arterial e proteger contra os efeitos colaterais da vitamina D3.

Melhores suplementos de vitaminas D3 e K2: Nossos favoritos

O aumento do número de suplementos de vitaminas D3 e K2 disponíveis no mercado torna complicada a escolha  do produto perfeito. Neste Guia, vamos selecionar os melhores produtos com vitaminas D3 e K2 de 2019. A lista que você vai ver abaixo contém alguns dos melhores suplementos em termos de eficácia, segurança e relação custo-benefício.

Vitaminas D3 e K2 com um toque de Vitamina A

A vitamina D é um dos nutrientes mais importantes, e age de forma a regular o cálcio e o fósforo na corrente sanguínea. Neste caso, juntamente com a vitamina K2, ela direciona o cálcio para os ossos.

Este produto também conta com a vitamina A em sua fórmula, que desempenha um papel importante para a saúde dos olhos, do sistema imune e do metabolismo do ferro.

Um suplemento com cálcio e magnésio

A vitamina K2 é responsável por ajudar a depositar o cálcio nos locais corretos do organismo, enquanto a vitamina D3 ajuda a fortalecer os ossos e melhorar a saúde cardíaca.

Além disso, esse suplemento também possui cálcio e magnésio, que é um mineral essencial para mais de 300 processos que acontecem no organismo.

Para reforçar o sistema imunológico

Esse suplemento é composto por magnésio, vitamina K, vitamina D3, cálcio e Zinco, que auxiliam em diversos processo do organismo como, por exemplo, no funcionamento do sistema imunológico, na síntese de proteínas, dentre outros.

O recomendável é que sejam consumidas 2 cápsulas por dia, e que o produto seja conservado ao abrigo da luz, do calor excessivo e da umidade.

Para tomar duas cápsulas ao dia

Essas cápsulas são compostas por cálcio com vitaminas D3 e K2 e magnésio, que é o que contribui para a formação de ossos e dentes. A vitamina D, nesse caso, vai ser essencial para a absorção de cálcio e fósforo no intestino.

O recomendável é que você tome 2 cápsulas ao dia, e, como um recipiente vem com 60 cápsulas, ele durará aproximadamente um mês.

Guia de Compras: O que você deve saber sobre a combinação entre as vitaminas D3 e K2

A vitamina D é essencial para manter a saúde dos ossos, coração e cérebro. Sua forma mais potente, a vitamina D3, estimula a absorção de cálcio pelo organismo. Já a vitamina K2 garante que o mineral de cálcio seja depositado nos lugares certos (ossos e dentes).

Mulher no sol com creme no rosto.

O protetor solar é essencial para proteger a pele do envelhecimento. No entanto, ele impede a síntese de vitamina D3 na pele. (Fonte: Maridav: 19808581 / 123rf.com)

O que é a vitamina D3?

Uma vitamina é uma molécula indispensável para o bem-estar do organismo. Normalmente elas são necessárias em pequenas quantidades e não podem ser sintetizadas pelo organismo a partir de outros compostos, devendo ser ingeridas a partir de uma dieta saudável.

A palavra é derivada da combinação de vita (vida) e amina (composto orgânico).

A vitamina D é um composto lipossolúvel (que quer dizer que se encontra dissolvida nas gorduras). Embora existam 5 tipos dessa vitamina, o organismo somente consegue reconhecer duas delas: a vitamina D2 (ergocalciferol) e a vitamina D3 (colecalciferol). Essa última é mais potente em relação ao ergocalciferol.

A vitamina D2 pode ser encontrada em alimentos vegetais e em alguns fungos, enquanto a vitamina D3 é encontrada em produtos de origem animal irá aumentar as reservas de vitamina D3.

A exposição solar também é capaz de produzir colecalciferol, razão pela qual D3 é conhecida como a “vitamina do sol”.

Por que a vitamina D3 é considerada superior a vitamina D2?

Tanto o colecalciferol como o ergocalciferol são formas inativas da vitamina D. Antes de poder exercer suas funções, ambas as substâncias devem ser metabolizadas pelo fígado e pelos rins para dar lugar à forma ativa desta vitamina: o calcitriol.

Portanto, o que diferencia a vitamina D3 da D2 está na origem delas:

  • A vitamina D2 ou ergocalciferol é encontrada em alguns alimentos de origem vegetal, como certos fungos capazes de produzi-la através da exposição à radiação ultravioleta do sol.
  • A vitamina D3 ou colecalciferol  é abundante em inúmeros produtos de origem animal, como o peixe, os ovos e os laticínios. Também é sintetizada pela pele, através da exposição à radiação solar UVB.

No entanto, inúmeros estudos demonstraram que a vitamina D3 converte o calcitriol de forma mais eficiente em comparação com a vitamina D2. Por esta razão, o colecalciferol é a forma preferida de vitamina D da maioria dos especialistas.

Infelizmente, os suplementos de vitamina D3, na maioria dos casos, tem algum tipo de ingrediente animal (geralmente óleo de peixe). É muito importante que as pessoas veganas e vegetarianas se exponham ao sol pelo menos uma hora por dia se quiserem aumentar suas reservas de vitamina D3.

foco

Você sabia que o corpo é capaz de sintetizar a vitamina D3 após a exposição ao sol? Por isso que alguns especialistas preferem considerar esta substância um hormônio ao invés de uma vitamina.

Qual é a função da Vitamina D3?

A vitamina D3 é absorvida através da ingestão ou ainda pela exposição solar, já que ela entrará na corrente sanguínea. Lá, ela será metabolizada pelo fígado e pelos rins em sua forma ativa (calcitriol), e estará pronta para ser usada pelo organismo quando for necessária.

Suas funções mais importantes estão resumidas na lista a seguir:

  • Maior absorção de cálcio a nível intestinal
  • Controle dos níveis de fósforo e cálcio no rim
  • Criação de novos ossos
  • Fortalecimento dos dentes
  • Substituição de tecido ósseo danificado
  • Desenvolvimento de contração muscular
  • Redução da pressão arterial
  • Controle das inflamações
  • Fortalecimento da imunidade
  • Proteção do tecido nervoso contra o envelhecimento
  • Regulação do humor
  • Regulação da produção de hormônios (estrogênio e testosterona)
  • Controle de apetite

99% da vitamina D armazenada no organismo é utilizada para regular os níveis de cálcio dos tecidos. O 1% restante é importante para o bom funcionamento dos processos fundamentais para o bem-estar do organismo, como o controle do peso e o desenvolvimento de músculos fortes.

O que é a vitamina K2?

A vitamina K, assim como a vitamina D, é uma substância lipossolúvel cuja absorção melhorará se for ingerida na presença de gorduras. Em 1935, o médico dinamarquês Henrik Dam determinou que esta molécula é indispensável para a coagulação e batizou-a de “vitamina K”, de acordo com sua função (do alemão koagulation).

Atualmente, existem cinco variantes desta vitamina. Seus dois derivados naturais são a vitamina K1 – ou filoquinona – (abundante em vegetais de folhas verdes) e vitamina K2 – ou menaquinona – (presentes em alimentos de origem animal e em produtos fermentados como queijo ou natto, um derivado da soja).

foco

Você sabia que a falta de vitamina K pode causar hemorragia em recém-nascidos? Por isso, recomenda-se administrar uma injeção preventiva dessa vitamina nas crianças imediatamente após o nascimento.

O que diferencia a vitamina K2 da vitamina K1?

Até poucos anos atrás, acreditava-se que a única diferença entre a vitamina K1 e a vitamina K2 era sua procedência, sendo o corpo capaz de transformar facilmente a filoquinona em menaquinona.

No entanto, alguns especialistas começaram a sugerir que essas substâncias deveriam ser consideradas como dois nutrientes bem diferentes entre si.

Embora ambas sejam importantes para a ativação de proteínas que regulam a coagulação e outros processos metabólicos do corpo, a vitamina K2 está associada a uma diminuição de depósito de cálcio nos vasos sanguíneos, melhorando a saúde vascular. A vitamina K1 não tem essa propriedade.

Vários estudos demonstraram que pessoas idosas (especialmente mulheres) que mantêm altos níveis de vitamina K2 têm uma menor incidência de osteoporose e calcificação arterial, algo que não acontece entre os usuários de K1. Essa é a principal diferença entre essas moléculas.

Quais são as funções da vitamina K2?

A vitamina K, em qualquer das suas formas, participa dos processos de coagulação sanguínea. Também atua como um regulador do metabolismo e um antioxidante, protegendo o organismo frente aos diferentes tipos de câncer (especialmente câncer de cólon e de mama) e a demência.

A vitamina K2 possui uma série de propriedades que parecem ser exclusivas dela. A seguir, você poderá consultar uma tabela comparativa que inclui as funções de todas as formas de vitamina K e da menaquinona.

Funções da vitamina K Funções exclusivas da vitamina K2
Coagulação Mineralização do osso
Formação óssea Prevenção da calcificação arterial
Proteção nervosa Prevenção da calcificação cardíaca
Antioxidante celular Reforço do esmalte dentário
Potencializador da resposta do sistema imunológico Antioxidante celular cutâneo
Regulador do metabolismo energético Regulação da produção hormonal (aumento do nível de testosterona em homens e diminuição em mulheres)

A vitamina K2 era um nutriente pouco estudado até pouco tempo atrás. Mais evidências ainda são necessárias antes que seja possível confirmar seus efeitos benéficos.

Mesmo assim, os experimentos mais recentes fornecem dados que reforçam a ideia de que a vitamina K2 é um nutriente essencial para a saúde.

Como se relacionam as vitaminas D3 e K2?

A vitamina D3 irá favorecer a absorção de cálcio e mineralização de ossos e dentes. No entanto, alguns especialistas temem que níveis muito elevados de vitamina D e cálcio possam levar ao depósito desse mineral em locais inadequados, como, por exemplo, nas paredes dos vasos sanguíneos e dos rins.

A vitamina K2 também contribuirá para a mineralização óssea. Além disso, ativará uma série de proteínas relacionadas ao cálcio presente nos tecidos ósseos e nos dentes. Isso diminuirá a concentração de cálcio depositada em outros locais, e que prejudica o funcionamento dos demais órgãos.

Por essa razão muitos especialistas consideram essas vitaminas como sinérgicas, ou seja, capazes de trabalhar em conjunto potencializando seus benefícios.

A vitamina K2 permite que a vitamina D3 beneficie o organismo e ao mesmo tempo previne os efeitos colaterais de suplementação excessiva com essa substância.

Quais são as doses recomendadas de vitaminas D3 e K2?

A ingestão recomendada de cada nutriente é decidida de acordo com critérios científicos e ratificada por diferentes organizações internacionais.

No caso das vitaminas D3 e K2, a ingestão diária recomendada (IDR) depende de diversas variáveis, como idade, sexo e condições particulares de saúde de cada indivíduo.

No caso da vitamina D3, a IDR pode ser quantificada na forma de Unidades Internacionais (UI), parâmetro que mede o grau de atividade biológica, em nanogramas (ng) ou em microgramas (μg).

A IDR para a vitamina K2 será medida em microgramas. Na tabela a seguir, você pode consultar a IDR para cada uma dessas substâncias:

Grupo populacional IDR vitamina D3 IDR vitamina K2 (ug)
Bebês 0-6 meses 400 UI ou 10 μg 2 μg
Bebês 6-12 meses 400 UI ou 10 μg 2,5 μg
Crianças 1-3 anos 600 UI ou 15 μg 30 μg
Crianças 4-8 anos 600 UI ou 15 μg 55 μg
Adolescentes 9-18 anos 600 UI ou 15 μg 60 μg
Adultos até 70 anos 600 UI ou 15 μg 75 μg
Mulheres com mais de 70 anos 800 UI ou 20 μg 90 μg
Homens com mais de 70 años 800 UI ou 20 μg 120 μg

Quem é mais afetado pela falta de vitaminas D3 e K2?

Os alimentos ricos em vitamina K2 são raros na dieta ocidental. O organismo utilizará principalmente a vitamina K1, muito mais abundante na nossa alimentação. Esta vitamina é capaz de preservar a função de coagulação do sangue, mas não possui a mesma quantidade de benefícios que a vitamina K2.

A carência de vitamina D3 também é muito frequente. Estima-se que entre 30 e 80% da população mundial sofra com algum tipo de déficit desta vitamina, causado pela exposição reduzida à luz solar, o uso de protetores solares e pelo estilo de vida sedentário.

Imagem de salmão assado e legumes.

O salmão é delicioso e rico em vitamina D3. (Fonte: Baibakova: 34039849 / 123rf.com)

Certos indivíduos são muito mais vulneráveis quando sofrem de hipovitaminose de D3 ou K2 do que a população em geral. As pessoas que aparecem na lista abaixo devem  cuidar muito bem da dieta se quiserem evitar o surgimento de algum tipo de desequilíbrio relacionado à essas vitaminas:

  • Maiores de 60 anos: A capacidade de absorver, armazenar e sintetizar estas vitaminas diminui com a idade.
  • Pessoas com turnos de trabalho noturnos, que trabalham em escritórios e estudantes: Sua exposição à luz solar é inferior a recomendada para manter os níveis de vitamina D3 dentro dos limites saudáveis.
  • Pessoas com a pele morena: Uma pele com maior quantidade de melanina absorverá os raios de sol e dificultará a fabricação de vitamina D3.
  • Veganos e vegetarianos: O colecalciferol e a menaquinona são produtos difíceis de encontrar em uma dieta plant-based, o que aumenta a probabilidade de sofrer carências de alguns destes nutrientes.
  • Pessoas que utilizam protetor solar com frequência: Ao bloquear a radiação ultravioleta, a formação de vitamina D3 é impedida.
  • Pessoas com doenças intestinais crônicas: A absorção de todas as vitaminas (D3 e K2 incluídas) é afetada nos casos de má absorção (como na doença de Crohn).
  • Pessoas que fazem muitos tratamentos com antibióticos: As bactérias intestinais benéficas contribuem para a absorção da vitamina K2.  A sua destruição afetará os níveis desta vitamina.
  • Pessoas que bebem álcool em excesso: Esta sustância oxidante dificulta a absorção da vitamina K2.

Quais problemas podem provocar um desequilíbrio de vitaminas D3 e K2?

Os efeitos da deficiência de vitamina D3 aparecem causando uma sensação de cansaço e desconforto. Com o agravamento disso, podem aparecer problemas com o metabolismo do cálcio e outros minerais, o que poderá resultar em osteoporose, dores nas articulações e lesões ósseas e musculares.

Os problemas derivados da falta de vitamina K2 afetam a capacidade do organismo de coagular. É comum surgir alguns hematomas, feridas ou sangramento (por exemplo, nas gengivas após a escovação dos dentes). No caso das mulheres, a menstruação pode se tornar mais longa e intensa.

Imagem de mulher lendo livro.

Um suplemento de vitamina D3 e K2 é muito útil para mulheres maduras e previne a aparição de osteoporose. (Fonte: Shironosov: 31375574 / 123rf.com)

Se os níveis de vitamina D3 permanecerem elevados, mas os níveis de vitamina K2 diminuírem, a probabilidade de que o cálcio seja depositado nas artérias aumentará, causando hipertensão e danificando lentamente as artérias, coração e rins.

Dr. Villegas (@DrJAVillegas)Médico investigador/especialista em suplementação esportiva

“Mais vitaminas D3 e K2 e exercício, e menos comprimidos de cálcio para idosos com osteoporose”.

Como posso aumentar meus níveis de vitaminas D3 e K2?

Os especialistas costumam concordar que a exposição ao sol é a maneira mais eficaz de alcançar um aumento nos níveis de vitamina D3.

Tomar sol durante cerca de 15-30 minutos por dia irá fornecer a quantidade suficiente de colecalciferol, embora o uso de protetor solar possa dificultar a obtenção da vitamina D3 desta forma.

Para pessoas que não querem se expor à radiação solar, existe a opção de ingerir essa vitamina através da dieta. Alimentos de origem animal, como fígado de frango, salmão e gema de ovo são especialmente ricos em vitamina D3. Infelizmente, não existem fontes alimentares veganas desta vitamina.

Imagem de mulher aplicando spray na boca.

Um “spray’  ou pulverizador oral é uma forma fácil e cômoda de utilizar um suplemento com vitamina D3 e K2. (Fonte: Guillem: 89097091/ 123rf.com)

A vitamina K2 é muito mais difícil de consumir, especialmente se você segue uma dieta ocidental. Este nutriente se encontra presente em pequenas quantidades nos produtos de origem animal, como os ovos de galinha caipira. Ela é mais abundante em alimentos fermentados como o nattō e em alguns queijos.

Quais alimentos são ricos em vitamina D3?

Você poderá encontrar grandes quantidades de vitamina D3 em alimentos de origem animal, como o peixe, ovos e laticínios. A seguir, você encontrará uma tabela que inclui as principais fontes de vitamina D3 e sua concentração de colecalciferol em relação a quantidade diária recomendada ou IDR para um adulto:

Alimento Concentração aproximada (UI) % IDR (para um adulto)
Óleo de fígado de peixe (1 colher) 500 80
Salmão (75 g) 350 60
Atúm (75 g) 150 25
Sardinhas ( 75g) 150 25
Leite (250 ml) 100 15
Gema de ovo (unidade) 45 8
Fígado de vaca (75 g) 35 6
Margarina (1 colher) 30 5

Embora a absorção de vitamina D3 através da dieta seja menos eficiente que a produção desta substância através da exposição ao sol, uma dieta variada e rica nestes produtos pode fornecer uma quantidade suficiente de colecalciferol para desfrutar da saúde óssea, mental e cardíaca.

Quais alimentos são ricos em vitamina K2?

A quantidade de vitaminas K2 presentes nos produtos de origem animal depende muito da forma como os animais foram criados. Os ovos de galinhas caipiras, por exemplo, tem uma concentração de vitamina K2 maior do que os ovos de galinhas criadas em gaiolas.

Os alimentos fermentados, ricos em menaquinona, devem ser refrigerados e armazenados convenientemente para evitar que a vitamina K2 presente neles se deteriore.

A tabela a seguir contém uma lista com os alimentos ricos em vitamina K2, tanto de origem animal como fermentados:

Alimento Concentração aproximada (ɥg) % IDR(para um adulto)
Nattō (100g) 1000 1300
Patê de ganso (100g) 369 500
Queijos duros: parmesão, emmental e gruyere (100g) 75 100
Queijos Brie (100g) 50 65
Gema de ovo de galinha caipira 32 45
Gema de ovo de galinha criada em gaiola 15 20
Manteiga (100g) 15 20
Peito de frango (100g) 9 12
Fígado bovino (100g) 5 7
Leita integral (100 ml) 1 1

Quem deve tomar um suplemento de vitaminas D3 e K2?

Como uma grande porcentagem da população não tem níveis suficientes de vitaminas D3 e K2, alguns nutricionistas recomendam que todas as pessoas devem fazer a suplementação.

Outros especialistas são mais contidos e recomendam que isso seja feito apenas por alguns indivíduos pertencentes aos seguintes grupos:

  • Maiores de 60 anos
  • Veganos ou vegetarianos
  • Indivíduos com exposição limitada à luz solar
  • Mulheres na menopausa, especialmente se sofrem de perda de densidade óssea
  • Pessoas obesas
  • Pessoas que fizeram cirurgia bariátrica ou algum tipo de ressecção intestinal
  • Pessoas com problemas cardiovasculares (hipertensão, insuficiência cardíaca)
  • Pessoas que seguem dietas muito restritivas ou pouco equilibradas
  • Pessoas com insuficiência renal

A combinação das vitaminas D3 e K2 irá beneficiar as pessoas que possuem um histórico  familiar – ou pessoal – com eventos cardíacos associados ao depósito de cálcio arterial.

Neste caso, a vitamina K2 atuará como um elemento protetor que impedirá o depósito de cálcio arterial que pode ser provocado pela suplementação com D3.

Quais tipos de suplementos de vitaminas D3 e K2 existem?

Os suplementos de vitaminas D3 e K2 podem ser adquiridos em diferentes formatos, como cápsulas, gotas ou em pó. O colecalciferol presente nestes produtos, na maioria dos casos, é de origem animal, embora alguns fabricantes assegurem que fungos são capazes de produzir D3 vegana.

No caso da vitamina K2, existem várias isoformas (variantes moleculares) disponíveis para servir como suplementos alimentar. As variantes da vitamina K2 mais utilizadas para a suplementação são conhecidas como “vitamina K2 MK-4” e “vitamina K2 MK-7”. Sua ação sobre o organismo acontece da seguinte forma:

  • Vitamina K2 MK-4: É a forma mais ativa da vitamina K2. Esta substância é absorvida e armazenada rapidamente no cérebro, nas artérias, no pâncreas e nas glândulas salivares.
  • Vitamina K2 MK-7: Esta forma da vitamina K2 penetra com maior facilidade no interior dos ossos e do tecido hepático. Assim a vitamina K2 MK-4 é metabolizada para gerar seus efeitos benéficos.

Os especialistas recomendam o uso de um suplemento de vitaminas D3 e K2 que contenham uma combinação equilibrada de ambas as isoformas de menaquinona.

Desta forma, a vitamina K2 pode atingir todas as partes do corpo igualmente, protegendo ossos, artérias, rins e tecido cerebral da mesma forma.

Luis M. TorresMédico anestesista

“As vitaminas D3 e K2, o ômega 3, o magnésio e os probióticos são os principais suplementos nutricionais”.

Quais são os preços dos suplementos de vitaminas D3 e K2?

O custo dos suplementos de vitaminas D3 e K2 é ligeiramente superior ao dos suplementos de colecalciferol, cerca de R$ 60 por frasco. A maioria desses itens contém uma quantidade suficiente de produto para serem utilizados por três ou mais meses, oferecendo um ótimo custo benefício.

Os suplementos 100% veganos e os produtos contendo outras vitaminas, minerais ou extratos vegetais, além dos produtos de marcas conhecidas, serão mais caros. No entanto, é possível encontrar ofertas e promoções que tornam essas opções muito mais baratas.

Imagem de peixe com legumes.

O óleo de fígado de peixe é uma boa fonte de ácidos graxos ômega-3  essenciais e de vitamina D3. (Fonte: Geel: 92630892/ 123rf.com)

Como tomar meu suplemento de vitaminas D3 e K2?

Os suplementos combinados de vitaminas D3 e K2 devem ser tomados de acordo com as instruções do fabricante. Normalmente só é necessário tomar o suplemento uma vez ao dia.

Nos parágrafos seguintes você encontrará respostas para as perguntas mais frequentes que podem surgir durante o uso destes produtos:

  • Em que quantidade? É recomendável escolher um suplemento que ofereça a quantidade diária recomendada de vitaminas D3 e K2. Normalmente, os artigos à venda oferecem uma quantidade muito superior de IDR recomendada de colecalciferol e menaquinona, e, por isso, uma única dose diária deste suplemento é suficiente para a maioria dos casos.
  • Em que proporção? Uma quantidade adequada de vitamina K2 vai assegurar o melhor aproveitamento da vitamina D3 e evitará o endurecimento arterial. O aconselhável é que o suplemento escolhido contenha, pelo menos, 45 ɥg de vitamina K2 por cada 1000 UI de colecalciferol.
  • Acompanhado ou não das refeições? Como as vitaminas D3 e K2 são moléculas lipossolúveis, a absorção será potencializada quando ingerida durante as refeições, acompanhadas de alimentos que contenham algum tipo de gordura. Uma salada com azeite de oliva, por exemplo, irá permitir a melhor assimilação do suplemento.

Quais benefícios posso esperar de um suplemento de D3 e K2?

Manter as vitaminas D3 e K2 dentro dos limites recomendados está associado a uma melhora geral do estado de saúde físico, mental e metabólico. Estas moléculas atuam de forma sinérgica, potencializando os efeitos benéficos e oferecendo uma série de vantagens:

  • Aumento do rendimento muscular (força e resistência)
  • Diminuição da pressão sanguínea
  • Aumento da densidade óssea com diminuição da incidência de fraturas
  • Diminuição da incidência de doenças cardíacas ou coronárias
  • Melhora do estado dos vasos sanguíneos, diminuição das varizes
  • Fortalecimento do esmalte dentário e menor incidência de cárie dentária
  • Aumento da energia
  • Proteção contra infecções (resfriados, gripes e resfriados)
  • Melhora de humor
  • Melhora das habilidades intelectuais (especialmente memória)
  • Diminuição do colesterol LDL (colesterol “ruim”)
  • Maior controle dos sangramentos
  • Aparência melhorada da pele
  • Alívio dos sintomas da psoríase e outras doenças inflamatórias crônicas
  • Aumento na velocidade de cicatrização de hematomas
  • Controle da produção de testosterona nos homens
  • Melhoria dos sintomas da Síndrome do Ovário Policístico em mulheres
  • Aumento da sensibilidade à insulina, com redução dos níveis de glicose no sangue

Alguns estudos chegaram inclusive a estabelecer uma relação entre os níveis ideais de vitaminas e uma menor incidência de câncer.

Foram publicados diferentes trabalhos (sobre o câncer de mama, o câncer de cólon, câncer de próstata, dentre outros), que oferecem resultados promissores sobre a capacidade antitumoral dessas substâncias.

É possível tomar uma quantidade excessiva de vitaminas D3 e K2?

A vitamina D3 é capaz de ser armazenada nos tecidos adiposos do corpo, e é difícil de ser eliminada. Se for ingerida em excesso, você poderá sofrer com  fraqueza e vômito. A vitamina K2 diminui a intensidade destes sintomas.

A vitamina K2 também é uma substância lipossolúvel, mas não provoca efeitos colaterais mesmo quando ingerida em doses bastante elevadas (100 vezes ou mais que a IDR). Por isso não foi definido um limite máximo diário para a sua ingestão.

foco

Você sabia que a vitamina K3 é tóxica quando ingerida em doses elevadas? Por isso é muito importante que não seja confundida com a vitamina K2.

Portanto, é aconselhável não ultrapassar o limite diário de 4000 UI para a vitamina D3. Além disso, é essencial escolher um suplemento que contenha 45 ɥg de menaquinona para cada 1000 UI de colecalciferol, evitando assim os efeitos colaterais.

Embora não exista um limite máximo diário para a ingestão de vitamina K2, não é recomendável consumir mais que a IDR.

Quais efeitos colaterais um suplemento de vitaminas D3 e K2 pode provocar?

O uso de qualquer tipo de suplemento pode causar efeitos colaterais de maior ou menor gravidade. A combinação de vitamina D3 e K2 também pode provocar alguns desses efeitos, embora simples incômodos sem gravidade sejam mais frequentes.

Efeitos colaterais frequentes: É possível que apareçam alguns efeitos colaterais que causem incômodo como flatulência e sensação de inchaço abdominal. Isto tende a desaparecer assim que o organismo se habitue ao suplemento.

Efeitos colaterais pouco frequentes: Foram descritos  alguns sintomas desagradáveis durante a suplementação com vitaminas D3 e K2, como náuseas, vômitos e dor abdominal intensa. Estes efeitos são muito menos frequentes, mas caso aconteça será necessário ajustar a dose ou abandonar a suplementação.

Efeitos colaterais muito pouco frequentes: De forma excepcional, podem aparecer efeitos colaterais mais graves, como vômitos e diarreias muito intensas, perda de apetite e fraqueza muscular. Neste caso, recomenda-se abandonar imediatamente o suplemento e consultar um médico o mais rapidamente possível.

Quais são as contraindicações dos suplementos de vitaminas D3 e K2?

Embora os suplementos de vitaminas D3 e K2 sejam considerados seguros, eles contêm algumas contraindicações. Pessoas que estejam querendo controlar seus níveis de açúcar no sangue devem ter cuidado com este suplemento, pois ele pode provocar uma alteração na glicemia.

Os indivíduos com problemas hepáticos ou renais possuem um metabolismo delicado e devem se consultar com um médico de confiança antes de começar a suplementação com estas vitaminas. Elas não devem ser tomadas sem supervisão entre as mulheres grávidas e que estejam amamentando.

Por último, é necessário levar em conta possíveis interações com medicamentos. Se você faz uso de algum dos medicamentos que aparecem na lista a seguir, consulte o seu médico antes de iniciar a sua suplementação:

  • Varfarina (anticoagulante antagonista da vitamina K)
  • Antirretrovirais
  • Tratamento para insuficiência renal crônica
  • Antiepilépticos
  • Antiácidos
  • Hipolipemiantes (medicamentos para baixar o colesterol), como Orlistat
  • Medicamentos para o tratamento da psoríase
  • Alguns antibióticos, como as tetraciclinas
  • Digoxina (tratamento antiarrítmico)
  • Tratamento anti-hipertensivo
  • Hormônio tireoidiano
  • Alguns diuréticos
  • Corticoides
  • Laxantes

Critérios de Compra

A seguir você encontrará uma listagem com os Critérios de Compra que te ajudarão a escolher um suplemento de vitaminas D3 e K2 adequados às suas necessidades.

  • Reações alérgicas
  • Nutrição vegana ou vegetariana
  • Minerais
  • Dose
  • Custo-benefício
  • Forma de administração

Reações alérgicas

Reações alérgicas relacionadas às vitaminas D3 e K2 podem aparecer e normalmente estão relacionadas com hipersensibilidade a algum componente presente nestes produtos.

Verifique a lista de componentes do suplemento para saber se você é intolerante a algum deles, como, por exemplo, o glúten ou lactose.

Nutrição vegana ou vegetariana

É complicado encontrar suplementos de vitaminas D3 e K2 veganos. O colecalciferol é um composto que se encontra quase que exclusivamente em alimentos de origem animal, motivo pelo qual muitos veganos e vegetarianos preferem utilizar suplementos com vitamina D2, que podem ser obtidos mais facilmente por origem vegetal.

Recentemente começaram a surgir alguns suplementos de vitamina D3 e K2 aptos para veganos. Segundo os fabricantes, a obtenção de colecalciferol é possível através de fungos e líquens, especialmente cultivados para esse fim. Esta pode ser uma boa opção para as pessoas que não queiram abrir mão dessa suplementação.

View this post on Instagram

Coming very soon…#vitamind3k2

A post shared by Athletessence (@athletessence) on

Minerais

Alguns suplementos de vitaminas D3 e K2 podem conter minerais como cálcio, fósforo ou magnésio. A maioria dos especialistas recomenda escolher um suplemento que contenha magnésio.

A absorção de cálcio e fósforo aumentará graças a ingestão de vitamina D3, e por isso a suplementação com estes componentes não é necessária.

Dose

É necessário que você preste atenção na dose de vitamina D3 do seu complemento de colecalciferol com menaquinona. A dose de D3 não deve ser maior que 4000 UI. Para manter a segurança, ingira quantidades entre (800-1000 UI).

foco

Não esqueça que a dose de vitamina K2 deve estar em equilíbrio com a D3.

Custo-benefício

Os efeitos dos suplementos de vitaminas D3 e K2 começam a ser notados algumas semanas após o início do tratamento. No entanto, para resolver uma deficiência de vitaminas, será necessário fazer uso desses suplementos durante seis ou mais meses.

Invista em embalagens do tipo “extra grande”, que permitem economizar no longo prazo.

Forma de administração

No caso de suplementos de vitaminas D3 e K2, a forma de administração não tem influencia na absorção, nem na efetividade do produto. Por isso, você pode escolher a forma de administração  de acordo com o que preferir. Normalmente você encontrará os seguintes formatos:

  • Comprimidos: Estes comprimidos contêm uma cobertura que oferece um sabor agradável que facilita sua ingestão.
  • Cápsulas gelatinosas: Este tipo de suplemento é adequado para indivíduos que tem dificuldades em ingerir comprimidos.
  • Spray oral: Este formato é dos mais fáceis de serem ingeridos. Alguns produtos podem ser pulverizados sobre os alimentos, servindo inclusive como tempero.
  • Gotas: Este formato contém um conta-gotas que permite ajustar a dose de suplemento.
  • Pó: Este pode ser mesclado com comidas e bebidas.  Ele permite que a dose seja ajustada na quantidade exata que você deseja.

Resumo

A combinação das vitaminas D3 e K2 chegou com tudo ao mundo da suplementação. Essas duas moléculas oferecem todas as vantagens do colecalciferol, e, ao mesmo tempo, limitam seus efeitos colaterais.

Sua atividade antioxidante é um dos fatores que contribuem para o sucesso deste suplemento. Seguindo os nossos conselhos, você poderá tirar o máximo proveito do seu suplemento de D3 e K2.

O uso deste produto protegerá seus ossos e seu sistema cardiovascular, o que permitirá que você desfrute de uma vida ativa e livre de doenças. Fique atento a este suplemento maravilhoso!

Se você gostou do nosso Guia sobre vitamina D3 e K2, deixe um comentário e compartilhe este artigo.

(Fonte da imagem destacada: McAdam: 76443287/ 123rf.com)

 

Por que você pode confiar em mim?

SAUDÁVEL&FORTE
Os redatores do portal SAUDÁVEL E FORTE estão preparados para pesquisar a fundo e escrever artigos de alta qualidade e com as informações necessárias para que você saiba tudo o que precisa sobre suplementos e boa forma.